Fracasso em Londrina:Sub-23 sai na frente,mas acaba goleado pelo Londrina.



Nem com a boa vantagem construída na primeira partida em Curitiba,a garotada rubro negra conseguiu a vaga a final,após m om inicio e o gol de Marcos Guilherme no começo do jogo,o furacão com a presença de Adriano sucumbiu na pressão do tubarão e foi goleado por 4a1 e está eliminado do paranaense.Agora o furacão volta todas as atenções para a decisão na Copa Libertadores na próxima terça feira contra o The Strongest na Bolívia.

 O JOGO:

 Empurrado pelo torcedor, o Tubarão tentava pressionar desde o inicio. Aos quatro minutos, Celsinho recebeu o lançamento e soltou a bomba para defesa de Rodolfo, que cedeu escanteio. Aos oito minutos, Rone Dias cobrou escanteio fechado e quase fez olímpico, não fosse Rodolfo, atento no lance. O Furacão não conseguia sair para o jogo e se defendia do jeito que dava.
Rone Dias tentou duas vezes, aos 13 minutos, mas a segunda bola foi pela linha de fundo. Porém, o banho de água fria veio na sequência, no contra-ataque. Marcos Guilherme tabelou com Adriano e com muita tranquilidade chutou no cantinho para abrir o placar e aumentar ainda mais a vantagem rubro-negra. O gol abalou os donos da casa. Aos 21 minutos, saída de bola errada na zaga alviceleste, Adriano tentou lançar, mas a bola se perdeu.
O técnico Claúdio Tencati fez a primeira mudança ainda aos 27 minutos, com a entrada de Lucas Gomes no lugar de Anderson. Aos 30 minutos, Rone Dias cobrou falta e Rodolfo defendeu em dois tempos. A torcida voltou a sonhar aos 35 minutos, com o gol de Arthur, aproveitando cruzamento de Joel. O Atlético conseguiu se fechar bem e segurava o ímpeto do Tubarão.
Para o segundo tempo, nenhuma nova alteração nos times. Até mesmo o Imperador voltou. Aos quatro minutos, Rone Dias cobrou falta fechada na área e a defesa conseguiu afastar o perigo. Fora de campo, Petkovic berrava desesperado com a defesa. Até que, aos oito minutos, confusão na área atleticana e a bola sobrou para Joel chutar e decretar a virada. O gol incendiou de vez a partida.
Pressionando, o Londrina chegou ao terceiro, aos 12 minutos, novamente com Arthur, que aproveitou cobrança de escanteio para empurrar para as redes. Aos 16 minutos, Paulinho cruzou e Arthur testou para fora. O Furacão tentava se reencontrar. Aos 23 minutos, Hernani arriscou de longe, para fora. Otávio teve a chance de parar a reação londrinense, aos 26 minutos, com um chute na trave.
O clima era de decisão no Café, com pressão da torcida, que explodiu de vez aos 29 minutos, com Arthur aproveitando cruzamento para fazer o quarto e demolir a vantagem rubro-negra. No desespero, Marcos Guilherme caiu na área tentando cavar uma penalidade, não marcada. O Imperador Adriano ficou 90 minutos em campo, mas, especialmente na segunda etapa, sumiu. Quem apareceu foi o Rei Arthur, que com três gols definiu a classificação do Londrina, que renasce.
FICHA TÉCNICA:
LONDRINA 4 X 1 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio do Café, em Londrina (PR)
Data: 02 de abril de 2014, quarta-feira
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Selmo Pero dos Anjos Neto
Assistentes: Adolfo Pereira Borges e Maurício José Braga
Cartões amarelos: Diogo Roque (Londrina); Mário Sérgio, Hernani e Rodolfo (Atlético-PR)
Gols:
LONDRINA: Arthur, aos 35 minutos do primeiro tempo; Joel, aos 08 minutos e Arthur, aos 12 minutos e aos 29minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Marcos Guilherme, aos 14 minutos do primeiro tempo
LONDRINA: Vitor; Maicon Silva, Dirceu, Gilvan e Paulinho; Diogo Roque, Anderson (Lucas Gomes), Celsinho (Silvio) e Rone Dias; Lucas e Joel (Alexandre)
Técnico: Claudio Tencati
ATLÉTICO-PR: Rodolfo; Mário Sérgio, Ricardo Silva, Lucas Alves e Sidcley; Otávio (Guilherme), Hernani (Nathan), Zezinho e Marcos Guilherme; Juninho (Harrison) e Adriano
Técnico: Petkovic

Nenhum comentário:

Postar um comentário