Empate com sabor de vitória:Furacão começa perdendo,mas consegue empate em Salvador.


Foi no sufoco,após um primeiro tempo ruim com muitas falhas,o furacão levou dois a zero do Vitória,porém na segunda etapa co gols de Marcelo e Mosquito o rubro negro chegou ao empate e conseguiu um ponto na Bahia.Na próxima rodada o furacão joga com seu mando no estádio Mané Garrincha contra o Cruzeiro.

O JOGO:

Precisando mostrar serviço para o torcedor, o Rubro-Negro baiano mostrou força nos primeiros movimentos e, aos cinco minutos, José Welison, com um chute forte na área, deu o primeiro susto em Santos. Mas, aos 10 minutos, Dinei aproveitou vacilo de Cleberson e teve tempo para escolher o canto antes de bater e abrir o placar.
O Furacão tinha dificuldade para sair jogando e não conseguia encaixar nenhum ataque. Sem conseguir passar pela defesa baiana, Sueliton, de longe, arriscou o chute direto pela linha lateral. Os visitantes apostavam na velocidade de Marcelo, mas a marcação do Leão funcionava. Aos 31 minutos, Ederson teve a chance de deixar tudo igual, mas chutou em cima de Wilson.
Na frente no placar, o Vitória estava mais próximo do segundo gol. Aos 36 minutos, Caio chutou rasteiro e Santos defendeu. Porém, na jogada seguinte, José Welison, com um belo chute de primeira, balançou as redes para ampliar. Aos 43 minutos, foi a vez de Cáceres arriscar um arremate, sem grande perigo para Santos.
Para o segundo tempo, o Atlético voltou com Felipe no lugar de João Paulo. Mas quem teve a primeira chance foi do Vitória, com Caio chutando por cima da meta. Aos cinco minutos, Marcelo tirou o goleiro, tocou para o gol e Luiz Gustavo apareceu no caminho para afastar e salvar.
Apesar da ideia de avançar o time com sua substituição, o técnico Miguel Ángel Portugal não teve muito sucesso e o Furacão continuava confuso em campo. Dinei voltou a balançar as redes, aos 15 minutos, mas não valeu, já que a arbitragem anotou impedimento. Sem muitas alternativas, o Atlético tentava na base no chuveirinho e do chutão. Aos 26 minutos, Natanael tentou o levantamento e a zaga baiana se antecipou bem para cortar.
Um pouco mais recuado, o Leão esperava para utilizar os contra-ataques. Mas, aos 33 minutos, Natanael cruzou e Mosquito apareceu na completar para o fundo das redes e descontar. Felipe, no meio-campo, começava a funcionar. Aos 37 minutos, Marcelo aproveitou a bola cruzando a área para fuzilar e deixar tudo igual. Aos 45 minutos, Marcelo teve a chance de virar, para cabeceou desequilibrado, para fora.
FICHA TÉCNICA
VITÓRIA 2 X 2 ATLÉTICO-PR
Local:  Estádio de Pituaçu, em Salvador (BA) 
Data: 27 de abril de 2014, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília) 
Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (Fifa-AL) 
Assistentes: Fabiano da Silva Ramires (ES) e Vanderson Antonio Zanotti (ES)
Cartões amarelos: Dão (Vitória); Dráusio (Atlético-PR)
GOLS: 
VITÓRIA: Dinei, aos 9 minutos e José Welison, aos 36 minutos do primeiro tempo
ATLÉTICO-PR: Mosquito, aos 33 minutos e Marcelo Cirino, aos 37 minutos do segundo tempo
VITÓRIA: Wilson; Nino Paraíba, Dão, Luiz Gustavo e Euller (Danilo Tarracha); Marcelo, Cáceres, José Welison e Caio (Mauri); Vinicius (William Henrique) e Dinei
Técnico: Ney Franco
ATLÉTICO-PR: Santos; Sueliton, Dráusio, Cleberson e Natanael; Deivid, Paulinho Dias, João Paulo e Marcos Guilherme (Douglas Coutinho); Marcelo Cirino e Éderson (Mosquito). 
Técnico:  Miguel Ángel Portugal

Nenhum comentário:

Postar um comentário