Enfim vitória:Sub-23 se reencontra,e goleia o Arapongas.


Enfim,o furacão reencontrou a vitória no estadual jogando com superioridade desde o inicio da partida,o rubro negro goleou o Arapongas por três a zero e voltou e conquistou sua segunda vitória no campeonato,assim subindo na tabela de classificação agora ocupando a décima colocação com onze pontos ganhos.Agora o sub-23 volta a campo no próximo sábado contra o J Malucelli,no eco estádio porém com mando do Jotinha,porém nessa terça feira a equipe principal enfrenta o Vélez Sarfield em Buenos Aires pela Libertadores.

O JOGO:

Ao entrar em campo a torcida atleticana que compareceu ao eco estádio viu uma novidade na equipe,o meia Nathan apareceu como titular na equipe mudança que surtiu efeito na atuação da equipe,tanto que logo aos três minutos Sidcley chegou com perigo.Dois minutos mais tarde, em cobrança de falta, Marcos Guilherme arriscou de longe, mas o chute saiu fraco e o goleiro Edson fez tranquila defesa.

Sem sofrer qualquer pressão do Arapongas, o Rubro-Negro continuou pressionando. Aos oito, Lucas Alves recebeu pela direita e cruzou para a área, mas com muita força. Aos dez, Sidcley tentou cruzar novamente e a defesa cortou. Aos 13, Erwin cobrou falta e a bola passou rente à trave.

O primeiro chute a gol do Arapongas aconteceu aos 18, quando Leandro Biel limpou a jogada pela direita e bateu rasteiro no canto esquerdo de Rodolfo, que fez a defesa. Logo depois, aos 20, Erwin fez outro bom cruzamento e a zaga araponguense afastou. Um minuto depois, Nathan fez boa jogada, foi à linha de fundo e rolou para Crislan, que limpou o lance e bateu forte, de esquerda, vendo a bola passar sobre a meta de Edson.

Aos 32, Zezinho mandou para fora em outra cobrança de falta. Em seguida, depois de bobeada da zaga do Arapongas, Marcos Guilherme partiu com a bola dominada e bateu rasteiro, mas o goleiro fez bela defesa e evitou o gol atleticano.

Em boa jogada pela esquerda, aos 35 Nathan invadiu a área, fingiu que ia chutar e fez o corte no zagueiro que, no reflexo, deixou o pé. Pênalti para o Atlético. Na cobrança, Hernani bateu forte, no canto superior esquerdo e sem chances para o goleiro Edson, abrindo o placar no Ecoestádio.

Depois de sofrer o gol, o Arapongas tentou pressionar no final da primeira etapa, mas não conseguiu levar nenhum perigo à meta de Rodolfo.

Logo no início do segundo tempo, uma situação incomum: o árbitro Lucas Paulo Torezin sentiu uma lesão muscular e não conseguiu permanecer no comando da partida, dando lugar ao quarto árbitro, Cristiano Antônio Teixeira.

Enquanto isso, o Arapongas aproveitou a sonolência com que a equipe rubro-negra retornou do vestiário e passou a dominar as ações nos primeiros minutos da etapa final. Aos oito minutos, Augusto recebeu pela direita, ganhou da zaga atleticana e chutou cruzado, por pouco não marcando o gol de empate do alviverde.

Mas aos poucos o Furacão foi se reorganizando em campo e, a partir de então, foi o árbitro substituto quem começou a aparecer e quase complicar a partida. Aos 18 minutos, Nathan recebeu dentro da área sozinho e ia marcar o gol quando foi derrubado por Edson, que cometeu pênalti escandaloso sobre o jogador atleticano. O árbitro, no entanto, marcou apenas tiro de canto. Pouco depois, Marcos Guilherme recebeu em condição legal, chapelou o beque adversário e ficou de cara para o gol, mas a arbitragem parou a jogada e ainda advertiu o meia rubro-negro com cartão amarelo.

Porém as trapalhadas da arbitragem não foram suficientes para impedir a segunda vitória atleticana no campeonato. Aos 29, depois de boa triangulação na meia cancha, Crislan recebeu na entrada da área e chutou de esquerda no canto direito de Edson, que chegou a tocar na bola mas não conseguiu evitar mais um gol rubro-negro.

O Furacão continuava pressionando e, aos 38, Sidcley chutou de longe, vendo a bola explodir no travessão. Um minuto depois, outra boa jogada do Rubro-Negro e a bola sobrou para Marcos Guilherme, que recebeu dentro da área e, com categoria, mandou para o fundo das redes para fechar o placar: Furacão, 3 a 0.

Com o resultado, o Atlético chegou aos 11 pontos no Campeonato Paranaense e subiu para a 10ª colocação, agora a dois pontos da zona de classificação para as quartas-de-final.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO PARANAENSE 3 X 0 ARAPONGAS
Campeonato Paranaense de 2014 - Primeira Fase - 8ª rodada
Local: Ecoestádio Janguito Malucelli, em Curitiba (PR)
Início: 18h30.
Árbitro: Lucas Paulo Torezin (Murilo Klein, substituiu o árbitro aos 7 do 2ºT)
Assistentes: Everson de Souza e Rafael Dias de Melo
Cartões amarelos: Ruy (Arapongas), aos 24’ do 1ºT; Zezinho (CAP), aos 34’ 1ºT; Leandro Biel (Arapongas), aos 35’ do 1ºT; Otávio (CAP), aos 39’ do 1ºT; Erwin (CAP), aos 13’ do 2ºT; Marcos Guilherme (CAP), aos 26’ do 2ºT; Gabriel Pimba (Arapongas), aos 32’ do 2ºT
Gols: Hernani, aos 36’ do 1ºT (CAP); Crislan, aos 28‘ do 2ºT (CAP) e Marcos Guilherme, aos 39‘ do 2ºT (CAP).
ATLÉTICO PARANAENSE
Rodolfo; Mário Sérgio, Lucas Alves, Erwin e Sidcley; Otávio, Hernani (Guilherme, aos 30’ do 2ºT), Zezinho (Juninho, aos 16’ do 2ºT) e Marcos Guilherme; Nathan (Harrison, aos 23’ do 2ºT) e Crislan.
Técnico: Dejan Petkovic.
ARAPONGAS
Arapongas: Edson Marden; Leandro Biel (Jorge Elias – intervalo), Leomar, Murilo e Manin (Gabriel Pimba, aos 27’ do 2ºT); Marcus Vinicius (Janderson, aos 14’ do 2ºT), Bruno Martins, Ruy e Maicon Souza; Augusto e Vinicius.
Técnico: Leandro Niehues

Nenhum comentário:

Postar um comentário