Derrota na estréia:Furacão perde a primeira partida contra o Sporting Cristal,e precisa de vitória simples na vila.


O furacão foi derrotado por 2 a 1 para o Sporting Cristal na sua estréia na libertadores,em jogo onde o furacão sentiu o peso da estréia e mostrou uma equipe desorganizada principalmente no primeiro tempo.Na segunda etapa o time melhorou e chegou a empatar co gol de pênalti de Ederson,porém também de pênalti levou o segundo gol e perdeu a partida.Com o resultado o furacão precisa de uma vitória na partida de volta an vila para garantir a classificação a próxima fase da Libertadores o jogo acontece já na próxima quarta feira as 22 horas.

O JOGO:

A partida começou com muito estudo, e a equipe peruana tentando pressionar na marcação para provocar o erro atleticano. Aos três minutos, recuo na fogueira para Weverton, que precisou deixar a meta para limpar o lance e afastar o perigo. Aos cinco minutos, Yotún recebeu na cara do gol e chutou em cima de Weverton, perdendo uma oportunidade incrível. Os donos na casa eram rápidos e tentavam usar essa velocidade no ataque.
Com maior posse de bola, o Sporting passou a dominar as ações. Aos 13 minutos, cruzamento na área atleticana, ninguém cortou, mas pelo outro lado ninguém conseguiu o arremate. Aos 16 minutos, Lobatón cobrou falta da entrada da área e Weverton espalmou para salvar. A primeira chegada do Furacão aconteceu aos 19 minutos, com Zezinho, que chutou cruzado dentro da área e parou em grande intervenção de Penny.
Confusão na área rubro-negra, aos 21 minutos, Lobatón cabeceou, Weverton pegou no susto e a defesa tirou o perigo no sufoco. Na reposta, Ederson ajeitou para Zezinho que, na cara do gol, bateu por cima. Até que, aos 29 minutos, Ávila apareceu com liberdade e tocou na saída do goleiro para abrir o placar para a equipe peruana. O clima era quente em campo, com algumas discussões entre jogadores. Lobatón tentou o chute cruzado, aos 36 minutos, e errou o alvo.
Para a etapa final, as equipes retornaram sem modificações. Com as mesmas peças, o Atlético tentava mostrar mais organização em campo. Aos cinco minutos, João Paulo cobrou falta da intermediária e, após confusão na área, o ataque rubro-negro bateu cabeça. Na sequência, Marcelo recebeu de frente para o goleiro e se enrolou com a zaga na hora do chute. Até que, aos oito minutos, Natanael invadiu a área e foi derrubado. Pênalti. Na cobrança, Ederson deixou tudo igual no placar.
Com outra postura, a equipe brasileira equilibrou as ações e chegou rapidamente ao empate. Aos 12 minutos, Cazulo fez fila, passou pelo goleiro e rolou para o toque por cobertura. Cleberson, em cima da linha, salvou. Aos 14 minutos, Lobatón invadiu a área e o árbitro anotou a penalidade. Na cobrança, Lobatón deixou o Sporting novamente na frente. Com as modificações no placar, os dois treinadores aproveitam para mexer nas equipes.
Aos 22 minutos, Frán Mérida tentou o gol por cobertura e Penny fez grande defesa. Aos 25 minutos, Lobatón recebeu com total liberdade, avançou até a área e parou na saída precisa de Weverton. O jogo era bom no Peru, com as equipes se alternando nos contra-ataques. Aos 33 minutos, Ross abriu espaço e disparou o tiro para defesa de Weverton. Cruzamento na medida para Calcaterra, aos 35 minutos, mas o chute passou por cima da meta. Lambança atleticana em cobrança de escanteio de Lobatón e a bola carimbou a trave. Os peruanos ganhavam tempo no ataque para administrar a importante vitória.
FICHA TÉCNICA:
SPORTING CRISTAL (PER) 2 X 1 ATLÉTICO-PR (BRA) 
Local: Estádio Nacional, em Lima (PER) 
Data: 
29 de janeiro de 2014, quarta-feira 
Horário: 
22 horas (de Brasília) 
Árbitro:
 Enrique Roberto Osses Zencovich (Fifa/CHI) 
Assistentes: Carlos Astroza (Fifa/CHI) e Sergio Roman(Fifa/CHI). 
Cartões amarelos:
 Calcaterra, Yotún (Sporting); Natanael, João Paulo, Paulo Dias, Douglas Coutinho e Manoel (Atlético-PR) 
Gols: SPORTING: Ávila, aos 29 minutos do primeiro tempo e Lobatón, aos 15 minutos do segundo tempo ATLÈTICO: Ederson, aos 08 minutos do segundo tempo
SPORTING CRISTAL: Diego Penny; Cossio, Ortiz, Balbín e Delgado; Calcaterra, Carlos Lobatón (Maximiliano Núñes), Yotún (De La Haza) e Jorge Cazulo; Leguizamón (Júnior Ross) e Ávila. 
Técnico:
 Daniel Ahmed
ATLÉTICO-PR: Weverton; Paulo Dias, Manoel, Cleberson e Natanael; Deivid, João Paulo, Sueliton (Douglas Coutinho) e Zezinho (Frán Mérida); Ederson e Marcelo (Nathan) 
Técnico:
 Miguel Ángel Portugal

Nenhum comentário:

Postar um comentário