Derrota fora de casa:Furacão não joga bem,e é derrotado em Criciúma


E o furacão não se encontrou contra o tigre,desfalcado o furacão não se apresentou bem e foi derrotado para o Criciúma por 2a1,mesmo com o gol 100 de Paulo Baier no segundo tempo o furacão não conseguiu o empate e saiu derrota,mesmo com a derrota o furacão se mantem na segunda posição do campeonato e agora volta a campo no próximo sábado contra o Botafogo no Rio de Janeiro.

O JOGO:

O Furacão começou a partida mostrando vontade, buscando o ataque, mesmo com uma equipe modificada. Porém, após a pressão, com dois escanteios cobrados por Paulo Baier na área, o Tigre reagiu e foi fatal. Aos seis minutos, Ricardinho cobrou falta na área e Fábio Ferreira desviou de costas para o fundo das redes e abriu o placar, incendiando de vez o torcedor catarinense.
O Criciúma marcava forte e, mesmo com posse de bola, o Atlético-PR ao conseguia avançar. Aos 18 minutos, após muita confusão para cobrança de falta, João Vítor carimbou a barreira. Paulo Baier, ex-jogador da equipe local, tentava marcar seu 100º gol em Brasileirões, mas estava difícil. Aos 21 minutos, o maestro rubro-negro cobrou falta e a defesa tirou o perigo. Aos 24 minutos, Luiz Alberto aproveitou cruzamento e carimbou a trave, no rebote, Jonas perdeu.
O Tigre, quando chegava, levava perigo. Aos 26 minutos, João Vitor invadiu a área e Deivid cometeu a penalidade. Na cobrança, Wellington Paulista fez o segundo, aumentando a vantagem. O ritmo caiu um pouco após o segundo gol. Aos 38 minutos, Baier cobrou falta, mas a bola subiu demais.
Para a segunda etapa, o Furacão voltou com o atacante Ciro no lugar do volante João Paulo. Mas quem criou a primeira chance foi o Criciúma, aproveitando saída errada de Weverton, aos dois minutos. Lins cabeceou por cima do goleiro e Luiz Alberto salvou em cima da linha. Aos oito minutos, Roger abriu espaço na defesa catarinense e cruzou em cima da marcação, desperdiçando um bom lance.
O Atlético voltou a aparecer com perigo aos 11 minutos, com Zezinho, que disparou um petardo para grande defesa de Galatto. Até que aos 15 minutos, Paulo Baier, que perseguia sua marca histórica em pediu para jogar na cidade que teve grande importância em seu inicio de carreira, acertou um lindo chute para descontar no placar. O Rubro-Negro cresceu e, aos 20 minutos, Jonas arriscou o chute para intervenção de Galatto.
O jogo ganhou em emoção, já que o resultado era ótimo para os donos da casa, mas um empate teria um gosto amargo de derrota. Aos 31 minutos, Frán Mérida cabeceou desequilibrado na área e a bola passou por cima da meta. Na resposta, Fábio Ferreira testou firme, para fora. O Tigre se segurou bem, administrando a vitória que pode começar a garantir a equipe na Série A em 2014.
FICHA TÉCNICA:
CRICIUMA 2 X 1 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Heriberto Hulse, em Criciuma (SC)
Data: 13 de novembro de 2013, quarta-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Francisco de Assis Almeida Filho (CE)
Assistentes: Thiago Gomes Brigido (CE) e Arnaldo Rodrigues de Souza (CE)
Cartões amarelos: Matheus Ferraz (Criciúma); Dellatorre, Deivid, Paulo Baier e Zezinho (Atlético-PR)
Gols: CRICIÚMA: Fábio Ferreira, aos 06 minutos e Wellington Paulista, aos 28 minutos do primeiro tempo
ATLÉTICO-PR: Paulo Baier, aos 15 minutos do segundo tempo
CRICIÚMA: Galatto; Sueliton, Matheus Ferraz, Fábio Ferreira e Marlon; Henik, Serginho, João Vitor (Bruno Renan), Ricardinho; Lins (Cassiano) e Wellington Paulista (Marcel)
Técnico: Argel Fucks
ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonas, Dráusio, Luiz Alberto e Juninho (Felipe); João Paulo, Deivid, Zezinho e Paulo Baier; Dellatorre (Frán Mérida) e Roger
Técnico: Vagner Mancini

Nenhum comentário:

Postar um comentário