Mais um tropeço:Furacão é derrotado para o Grêmio em Porto Alegre.


O furacão até tentou a reação,mas não conseguiu evitar a segunda derrota seguida no brasileirão,dessa vez o rubro negro perdeu para o Grêmio em Porto Alegre por 1a0,em u jogo bastante pegado com três expulsões duas delas para o furacão.Agora o furacão permanece em quarto lugar na tabela e vola a campo domingo no clássico contra o Coritiba na vila Capanema.

O JOGO:

  O Grêmio dominou o primeiro tempo. O Atlético-PR teve apenas duas chegadas com perigo antes dos cinco minutos, e de resto acabou sendo controlado. Logo a um minuto, Deivid arriscou chute de fora da área e mandou à direita de Dida. Aos quatro, Everton recebeu lançamento de Paulo Baier e cruzou rasteiro. Bressan tentou cortar e quase fez contra, mas Dida defendeu.
A partir dos dez minutos, o Grêmio começou a se soltar e ocupar o campo adversário. Ramiro teve as duas primeiras chances: aos 12, recebeu de Pará e soltou uma bomba no travessão de fora da área. Dez minutos depois, Kleber deu ao volante, que chutou com perigo para fora. O Gladiador teria sua própria boa chance aos 29, quando fintou a marcação e arriscou de fora da área para Weverton espalmar.
O goleiro do Furacão, aos poucos, passou a ser cada vez mais exigido. Aos 33, teve de defender nova pancada de fora da área, desta vez de Barcos, após jogada de Vargas pelo lado direito. Aos 42, o chileno arriscou de longe e levou perigo. No minuto seguinte, a superioridade enfim se transformou em gol: Barcos desviou e deixou Riveros na cara do gol. Ele se infiltrou pela marcação na área e tocou com categoria, encobrindo Weverton: 1 a 0.
Vagner Mancini voltou do intervalo com um jogador de referência na frente: Roger entrou no lugar do apagado Dellatorre e passou a atuar ao lado do artilheiro Ederson. E o Atlético-PR partiu com tudo para cima: aos cinco minutos, Paulo Baier lançou Ederson na cara do gol. Ele driblou Dida e mandou para o gol, mas Rhodolfo tirou em cima da linha. Aos 11, Everton recebeu bom passe e arriscou para boa defesa de Dida.
Aos poucos, porém, o Grêmio foi contendo a pressão e reequilibrando o jogo. Aos 23, a tarefa de segurar a vantagem ficou facilitada pela expulsão de Luiz Alberto, que fez falta em Kleber e pisou no atacante gremista após o lance. Porém, quatro minutos, Vargas cometeu falta por trás em Deivid e recebeu o segundo amarelo, e também deixou o campo por expulsão.
Depois de muito tempo, o Atlético-PR voltou a chegar com perigo. Aos 33, Pedro Botelho escapou pela esquerda e cruzou para a cabeçada de Douglas Coutinho, que tocou com perigo para fora. Cinco minutos depois, mais uma expulsão: Pedro Botelho chegou de sola na panturrilha de Kleber e levou vermelho direto, sendo mais um desfalque do Furacão para o Atle-Tiba de domingo. O Grêmio passou a ter superioridade numérica: dez homens contra nove.
Nos minutos finais, o Grêmio teve a melhor chance de marcar: aos 43, Paulinho e Alex Telles fizeram grande tabela. A bola ficou com Pará, mas ele não concluiu e perdeu ótima oportunidade. Nos descontos, o goleiro Weverton foi à área gremista tentar cabecear em escanteio. A zaga gremista cortou e Pará mandou do meio de campo. A bola raspou o travessão.
FICHA TÉCNICA:
GRÊMIO 1 x 0 ATLÉTICO-PR
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS) 
Data: 2 de outubro de 2013, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília) 
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (SP) 
Assistentes: Rogério Pablos Zanardo (SP) e Carlos Augusto Nogueira Júnior (SP) 
Público: 21.427 (19.800 pagantes) 
Renda: R$ 611.860,00
Cartões amarelos: Ramiro e Rhodolfo (Grêmio); Léo e Everton (Atlético-PR) 
Cartões vermelhos: Vargas (Grêmio); Luiz Alberto e Pedro Botelho (Atlético-PR) 
Gol: GRÊMIO: Riveros, aos 43 minutos do primeiro tempo
GRÊMIO: Dida; Pará, Rhodolfo, Bressan e Alex Telles; Souza, Ramiro (Saimon) e Riveros; Kleber (Wendell), Barcos (Paulinho) e Vargas
Técnico: Renato Gaúcho
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Manoel, Luiz Alberto e Pedro Botelho; Deivid, João Paulo, Everton e Paulo Baier (Dráusio); Dellatorre (Roger) e Ederson (Douglas Coutinho) 
Técnico: Vagner Mancini

Nenhum comentário:

Postar um comentário