Um ponto no Rio:furacão não sai do zero com o Vasco e volta com um ponto.


E o furacão arrancou um empate contra o Vasco nesse domingo no Rio de Janeiro,e indo para doze jogos sem derrota fechando o primeiro turno entre os quatro do brasileirão,com o resultado o furacão terminou a rodada e quarto lugar  com 34 pontos ganhos.Na próxima rodada o furacão abre o returno contra o Fluminense as 19:30 na vila Capanema.

O JOGO:

 Mesmo fora de casa, o furacão tomou a iniciativa da partida e quase marcou aos dois minutos. Baiano cortou errado uma bola, que sobrou para Marcelo, mas o atacante cabeceou por cima do travessão de Diogo Silva. O lance acordou o Vasco, que equilibrou as ações e teve boa chance três minutos depois. Henrique tocou para Juninho Pernambucano dentro da área, só que o meia furou ao tentar chutar para o gol.
Os cruzmaltinos passaram a pressionar os paranaenses e criaram nova oportunidade aos nove minutos. Willie cruzou em diagonal e André se antecipou a marcação para cabecear. No entanto, a bola bateu na rede pelo lado de fora. Depois disso, os cariocas chegaram de novo aos 17, com Marlone, mas o meia parou em boa defesa de Weverton.
A resposta do rubro negro veio somente aos 21 minutos. Em contra-ataque rápido, Everton cruzou, a bola passou por todo mundo e chegou em Paulo Baier. O meia, sem ângulo, tentou o gol, mas a zaga tirou o perigo. Depois disso, o duelo seguiu equilibrado, com as duas equipes tentando o ataque. Só aos 34 minutos, o Vasco criou mais uma chance. Marlone cruzou e André apareceu para finalizar por cima do gol.
Nos minutos finais, o panorama da partida seguiu o mesmo. Os visitantes chegaram com perigo com Éderson, mas o atacante não conseguiu concluir cruzamento de Marcelo. A resposta dos cariocas veio com bom chute de Marlone que Weverton defendeu com segurança. Mesmo com as diversas oportunidades, o confronto foi para o intervalo sem gols.
O segundo tempo começou da mesma forma do primeiro, com as duas equipes em busca do gol. No entanto, ambas chegavam perto, mas pecavam nas finalizações. Só aos 25 minutos, o Vasco chutou com perigo em cobrança de falta de Juninho Pernambucano, que Weverton foi obrigado a espalmar para salvar. O lance animou os donos da casa, que chegaram em seguida com Marlone, mas o meia também parou no goleiro paranaense.
O Vasco passou a ter mais posse de bola, mas pouco levava perigo. Nos contra-ataques, o furacão era mais perigoso e Marcelo desperdiçou grande chance de dar a vitória aos visitantes aos 42 minutos. Após chutão, o atacante ficou de frente para Diogo Silva, mas chutou para fora. Assim, o confronto terminou sem gols em São Januário.
FICHA TÉCNICA:
VASCO 0 X 0 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 8 de setembro de 2013, domingo
Hora: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e Jose Eduardo Calza (RS)
Renda: R$ 206.695,00
Público: 8.686 pagantes
Cartões amarelos: Juninho Pernambucano, Baiano e Willie (Vasco); Bruno Silva e Dráusio (Atlético-PR)
VASCO: Diogo Silva; Fagner, Jomar, Cris e Henrique; Baiano, Juninho Pernambucano, Pedro Ken (Dakson) e Willie (Montoya); Marlone e André (Tenório)
Técnico: Dorival Júnior
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Dráusio, Luiz Alberto (Jonas) e Zezinho; Bruno Silva, João Paulo, Everton e Paulo Baier (Dellatorre); Marcelo e Ederson
Técnico: Vagner Mancini

Nenhum comentário:

Postar um comentário