Um ponto em sampa:Furacão empata com o São Paulo e segue colado no G4.


O furacão foi até o Morumbi,e trouxe um ponto ao empatar em 1a1 com o São Paulo,em jogo onde o time paulista estava desperado o furacão começou perdendo mas empatou ainda no primeiro tempo em gol de pênalti de Paulo Baier,com o resultado o rubro negro fica na sétima colocação com 21 pontos ganhos a apenas um do G4,na próxima rodada o rubro volta atuar diante da sua torcida domingo as 18:30 contra o Criciúma na Vila Capanema.

O JOGO:

Para afastar a crise e tentar acalmar os ânimos, a diretoria do São Paulo fez uma promoção de ingressos e a torcida compareceu em bom número, empurrando o Tricolor desde o início da partida. Quem criou a primeira chance, porém, foi o Atlético-PR. João Paulo arriscou de fora da área e a bola passou raspando a trave de Rogério Ceni. A resposta veio em um lance de bola parada. Jadson cobrou falta, a bola pingou na grama e quase enganou Weverton, que espalmou de forma estranha.

Aos 12, Aloisio dominou de costas para o gol e se desequilibrou na dividida com Luiz Alberto. Jogadores e torcida ficaram pedindo pênalti, mas o árbitro mandou o lance seguir. De tanto pressionar, o São Paulo abriu o placar aos 17 minutos depois de muita confusão do trio de arbitragem, que acabou gerando reclamação por parte do Atlético-PR.Jadson cobrou falta para dentro da área e Rodrigo Caio desviou de cabeça. Aloísio tentou completar, mas a bola já havia entrado. O bandeirinha marcou impedimento do atacante. No entanto, como ele não desviou, o árbitro validou o gol depois de conversar com o assistente. E quase que o Atlético empata na sequência. Rafael Tolói recuou mal para Rogério Ceni, que saiu bem nos pés de Everton.
 A partida era bastante movimentada e o Tricolor teve outra oportunidade com Fabrício. O volante carregou a bola e chutou rasteiro para boa defesa de Weverton. Aos 28 minutos, Paulo Baier cobrou falta, Manoel desviou de cabeça e Rogério Ceni salvou o São Paulo. Atrás do placar, o Furacão cresceu de produção e empatou aos 37. Rafael Tolói derrubou Marcelo dentro da área e o árbitro marcou pênalti. Baier soltou a bomba no meio e quase o goleiro tricolor defendeu.

Assim como no primeiro tempo, a etapa final começou bastante movimentada e os dois times estiveram próximos do gol. Jadson cobrou falta e Rodrigo Caio chegou cabeceando de peixinho para fora. Na sequência, Marcelo aproveitou saída de bola errada da zaga tricolor e arriscou de longa distância. A finalização passou raspando a trave de Rogério Ceni.Aos 17, Bruno Silva puxou contra-ataque e lançou para Dellatorre, que deixou Rodrigo Caio para trás e finalizou rasteiro. Ceni salvou o gol espalmando para escanteio. Precisando do resultado positivo, o técnico Paulo Autuori colocou o São Paulo para frente – tirou Fabrício e Jadson e colocou Ganso e Ademilson -, enquanto o Furacão se defendia e tentava explorar o contra-ataque.

O Atlético assustou em cobrança de falta do meia Elias. A bola passou por todo mundo e quase surpreendeu Rogério Ceni, que espalmou. A resposta do São Pauo veio no contra-ataque. Ademilson foi lançado pela direita em velocidade, invadiu a área e cruzou rasteiro. Na tentativa de tirar, quase Léo manda contra o próprio gol.

Aos 39, Marcelo passou fácil por Clemente Rodríguez e cruzou para dentro da área. Éderson dominou e bateu cruzado. Rogério Ceni espalmou e a zaga aliviou o perigo logo depois. Após cruzamento e furada de Léo, quase que a bola sobra para Ademilson completar. A última chance do jogo foi criada pelo Atlético. Elias cruzou e quase que Rodrigo Caio desvia contra.

Ficha técnica:

São Paulo x Atlético Paranaense
Campeonato Brasileiro - 14ª Rodada
Data: 15/08/2013 (quinta-feira)
Horário: 19h30
Local: Morumbi, São Paulo
Público Total: 25.827
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e Fabio Pereira (TO)
Assistentes adicionais:  Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ) e Philip Georg Bennet (RJ)
Quarto Árbitro: Marcelo Prieto Alfieri (SP)

São Paulo:
Rogério Ceni; C. Rodríguez, Rafael Tolói, Rodrigo Caio e Reinaldo; Wellington, Fabricio (Ganso), Lucas Evangelista e Jadson (Ademilson); Aloisio e Osvaldo.
Técnico: Paulo Autuori
Atlético Paranaense:
Weverton; Léo, Manoel, Luiz Alberto e Pedro Botelho; Bruno Silva (Juninho, aos 23'do 2º T), João Paulo, Everton e Paulo Baier (Elias, aos 27' do 2º T); Dellatorre (Ederson, aos 30' do 2º T) e Marcelo.
Técnico: Vagner Mancini
Gols: Rodrigo Caio, aos 17' do 1º T (São Paulo); Paulo Baier, aos 37' do 1º T (Atlético Paranaense)
Cartões Amarelos: Bruno Silva, Pedro Botelho e Dellatorre (Atlético Paranaense); Rafael Tolói, Wellington e Lucas Evangelista (São Paulo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário