SEIS PAPUDO:Furacão massacra o América e se classifica sem jogo de volta.


O América estreava estádio e uniforme novo,mas em meio disso havia um furacão para roubar a cena e foi de forma cruel,o rubro negro praticamente precisou de 45 minutos apenas para vencer o time do norte,e massacrou o América por 6a2 o furacão até evou um susto deixando o time adversário encostar no placar,mas acordou e não teve dó do mecão,e goleou o na inauguração do estádio Barretão. Agora pela Copa do Brasil,o furacão espera o vencedor do confronto entre Paysandu e Naviraiense,o time do Pará venceu o primeiro jogo por 1a0 em quanto não se conhece o adversário não é definido o furacão e seu time principal se prepara para estréia no brasileirão contra o Fluminense,e o sub-23 faz a decisão contra o coxa no domingo.

O JOGO:


 O Furacão começou em alta velocidade e, logo no primeiro minuto, Felipe, a principal novidade na escalação, fez a jogada e cruzou para Ederson, outra surpresa entre os titulares. O Atacante dominou e chutou no cantinho para balançar as redes. Manoel quase ampliou, aos cinco minutos, desviando pela linha de fundo após cobrança de escanteio. O time furacão dominava totalmente as ações.
O segundo gol parecia questão de tempo e começou a nascer aos 12 minutos, em jogada de Everton, que entrou na área e foi derrubado. Pênalti marcado. Na cobrança, Felipe não perdoou e ampliou a vantagem. Aos 16 minutos, Ederson recebeu lançamento em velocidade e chutou cruzado, pela linha de fundo. Aos 20 minutos, Renatinho invadiu a área, foi travado e ficou sem a bola.
O Mecão tentava se recuperar na partida, mas o rubro negro estava bem postado e administrava com eficiência o resultado. Aos 29 minutos, Índio Oliveira cobrou escanteio fechado e Weverton afastou no exato momento em que Itamar se apresentava para a conclusão. Mas o Furacão mostrava força e, aos 36 minutos, Cléberson pegou sobra de bola e empurrou para o fundo das redes.
Itamar, aos 40 minutos, aproveitou vacilo da zaga para descontar. O gol animou o time da casa que fez mais um aos 42 minutos, com Daniel, mostrando oportunismo. O jogo era muito movimentado e aberto. Aos 47 minutos, Ederson recebeu a bola na entrada da área e tocou na saída do goleiro para fazer o quarto do Rubro-Negro.
Para a segunda etapa, o América voltou com Netinho, velho conhecido da torcida atleticana, e Hebinho. Aos três minutos, Felipe cobrou falta e a bola saiu com perigo. Lesionado, Netinho, que entrou no intervalo, foi substituído. O ritmo da partida caiu um pouco, com o Atlético tocando mais a bola. Aos 12 minutos, Itamar acertou um petardo e Weverton fez grande defesa.
O furacão voltou a criar uma boa oportunidade aos 18 minutos, com Douglas Coutinho, que recebeu na cara do gol e desviou para defesa milagrosa de Dida. Aos 25 minutos, Éverton invadiu a área, chutou forte e Dida cedeu escanteio com outra boa intervenção. Após a cobrança, a bola bateu na trave e, no rebote, Manoel chutou para fazer o quinto gol.
O gol desanimou a equipe da casa, que ainda tinha esperanças de levar a decisão para Curitiba. Aos 30 minutos, João Paulo arriscou o chute, para fora, com muito perigo. Aos 40 minutos, Frán Mérida partiu para a jogada individual, mas foi desarmado pela defesa potiguar. Ainda deu tempo para marcar o sexto, aos 43 minutos, com Douglas Coutinho, que bateu de primeira apara fechar o placar.
FICHA TÉCNICA:
AMÉRICA (RN) 2 X 6 ATLÉTICO PARANAENSE
Data: 09 de maio de 2013, quinta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Local: Estádio Manoel Dantas Barretto, em Ceará-Mirim (RN)
Arbitro: Avelar Rodrigo da Silva (CE)
Assistentes: Thiago Gomes Brigido e Marcione Mardonio da Silva Ribeiro (ambos do CE)
Cartões amarelos: Edson Rocha, Itamar (América-RN); Éverton, Douglas Coutinho, João Paulo e Pedro Botelho (Atlético-PR)
Gols: 
AMÉRICA-RN: Itamar, aos 40 minutos e Daniel, aos 42 minutos do primeiro tempo
ATLÉTICO-PR: Ederson, ao 01 minuto e aos 47 minutos, Felipe, aos 13 minutos e Cleberson, aos 36 minutos do primeiro tempo; Manoel, aos 26 minutos e Douglas Coutinho, aos 43 minutos do segundo tempo
AMÉRICA-RN: Dida; Norberto (Hebinho), Índio, Edson Rocha e Renatinho Potiguar; Ricardo Baiano, Fabinho, Daniel e Cascata; Itamar e Índio Oliveira (Netinho) (Bruninho).
Técnico: Roberto Fernandes
ATLÉTICO-PR: Wéverton; Pedro Botelho, Manoel, Cleberson e Léo; Deivid, João Paulo, Felipe (Frán Mérida)e Everton; Marcelo (Douglas Coutinho) e Ederson (Marcão).
Técnico: Ricardo Drubscky

Nenhum comentário:

Postar um comentário