Só empate:Furacão tenta reação mas não sai do empate contra o Londrina.


Dessa vez o furacão não conseguiu o gol no final do jogo,apesar da,pressão e gol de empate o rubro-negro não saiu do 1a1 contra o Londrina no eco estádio,e deixa escapar a oportunidade de assumir a pona da tabela,ficando em segundo lugar com 17 pontos 2 a menos que o próprio Londrina.Agora o sub-23 do furacão volta a jogar fim de semana que vem contra o Arapongas,e quarta feira o rubro negro foca sua estréia na Copa do Brasil contra o Brasil de Pelotas no estádio Bento Freitas.

O JOGO:

A defesa londrinense começou a partida um pouco nervosa, enquanto o Furacão tentava impor seu ritmo. Aos três minutos, Harrison arriscou de fora da área, pela linha de fundo. Aos poucos o jogo fiava mais aberto, com as duas equipes buscando o ataque. Aos nove minutos, Neílson tentou entrar na are para arrematar, mas não passou por Jean Felipe. Aos 12 minutos, Zezinho cobrou falta na área e Danilo saiu bem para interceptar.
 O Tubarão cresceu de produção, até que, aos 16 minutos, Bruno cobrou falta na medida para Dirceu subir e tocar de cabeça para o fundo do gol e abrir o placar. Aos 22 minutos, falta perigosa para Celsinho cobrança, na entrada da área atleticana, mas o meia carimbou a barreira. Muita disputa e correria, mas poucas oportunidades de gol.
O Tubarão estava mais consciente em campo, tocando melhor a bola e esperando para sair no contra-ataque. Aos 36 minutos, Heracles mandou uma bomba na sobra de bola, acertando a mão de Dirceu. O torcedor pediu pênalti, mas a arbitragem andou o jogo seguir. Aos 42 minutos, Danilo saiu muito mal do gol, Zezinho cruzou e Wendell apareceu para salvar.
Para a etapa final, nenhuma mudança nas duas equipes. O Londrina apostava nas bolas paradas. Aos quatro minutos, Gilvan cobrou em boa posição, mas isolou. A resposta veio na mesma moeda, aos sete minutos, com Harrison, que parou nas mãos de Danilo. Troca de passes no ataque atleticano, aos 10 minutos, com Zezinho e Héracles, que errou na hora do último passe.
O furacão tinha maior volume de jogo, mas não conseguia chegar ao empate. Aos 14 minutos, depois de muita pressão, Douglas Coutinho finalizou, a bola sobrou para Zezinho, que emendou uma bomba, para fora. Aos 20 minutos, Edigar Junior, em seu primeiro lance, acertou um belo chute, que desviou no caminho e saiu da trajetória do gol. Germano também arriscou de longe, aos 26 minutos, mas Santos estava bem posicionado.
Recuado, o Tubarão se segurava do jeito que dava e continuava esperando um erro do adversário. Aos 30 minutos, Bruno cobrou escanteio fechado para a zaga afastar. O Furacão iniciou uma nova pressão, até que, aos 34 minutos, cruzamento na área e Gilvan desviou para seu próprio gol para ceder o empate. O jogo ganhou em emoção. Aos 37 minutos, Alexandre Oliveira invadiu a para e fuzilou para grande defesa de Santos. Mais uma vez o Rubro-Negro parecia que buscaria a virada nos minutos finais, mas desta vez ficou no empate.
FICHA TÉCNICA:
ATLÉTICO PARANAENSE 1 X 1 LONDRINA
Local: Ecoestádio Janguito Malucelli, em Curitiba (PR) 
Data: 30 de março de 2013, sábado 
Horário: 16 horas (de Brasília) 
Árbitro: Rafael Traci 
Assistentes: Ivan Carlos Bohn e Sidmar dos Santos Meurer 

Cartões amarelos: Héracles (Atlético); Dirceu, Celsinho e Weverton (Londrina) 
Gols: ATLÉTICO: Gilvan (contra), aos 34 minutos do segundo tempo LONDRINA: Dirceu, aos 16 minutos do primeiro tempo 

ATLÉTICO: Santos; Jean Felipe (Lucas Dantas), Erwin, Rafael Zuchi e Héracles (Edigar Junio); Renan Foguinho, Hernani, Harrison (Marcos Guilherme) e Zezinho; Crislan e Douglas CoutinhoTécnico: Arthur Bernardes 

LONDRINA: Danilo; Maicon, Dirceu, Gilvan e Wendell; Serginho Paulista, Bruno, Germano e Celsinho; Neílson (Silvio) e Wéverton (Alexandre Oliveira) 
Técnico: Cláudio Tencati

Nenhum comentário:

Postar um comentário