Tarde ruim:Com pouca inspiração furacão empata com o Guarani.


Em uma tarde com muita chuva no janguitão,o furacão apenas ficou no empate contra o Guarani,depois de sair na frente com um belo gol de Marcelo Cirino o furacão não conseguiu,reeditar as boas atuações dos jogos anteriores,e levou o empate e apesar de insistência não conseguiu sair com a vitória.Com o resultado o furacão se mantém no G4 com 59 pontos,mas aguarda o fim da rodada e um tropeço do São Caetano para se manter na posição,o time volta a campo sábado de novo e casa contra o Guaratinguetá.

                        O JOGO:


Apesar das fortes chuvas que atingiram a capital paranaense nas últimas 24 horas, o gramado se mostrou impecável para o início de partida. O primeiro chute a gol aconteceu aos três minutos com João Paulo arriscando de fora da área, pela linha de fundo. Na resposta, Rafael Costa mandou para a área e Schwenck não conseguiu alcançar para completar para o gol. O jogo era mais equilibrado do que esperava a torcida rubro-negra.
O Bugre marcava forte mas, no contra-ataque, não conseguia penetração na defesa adversária. Aos 12 minutos, Schwenck arriscou de longe e Weverton fez boa defesa. O Furacão acordou e começou a pressionar. Aos 17 minutos, Paulo Baier fez a jogada e serviu Marcelo, que parou em Emerson. Na sobra, Henrique bateu por cima da meta. A partida tinha boas alternativas. Aos 26 minutos, Schwenk recebeu na área e bateu forte para ótima defesa de Weverton.
Tentado aproveitar o gramado molhado, os jogadores arriscavam de fora da área. Aos 30 minutos foi a vez de João Paulo, que obrigou Emerson a espalmar para escanteio. Após a cobrança Marcão, na pequena área, e conseguiu cabecear por cima do travessão. As poças começaram a aparecer no gramado, causando alguns erros. Aos 43 minutos, boa tabela no ataque do Furacão e Paulo Baier chutou no cantinho, para fora.
Na segunda etapa, o Guarani voltou com Dener no lugar de Danilo Sacramento. Aos seis minutos, Wellington Saci fez jogada individual e cruzou para Marcão, que desviou para boa defesa de Emerson. Dois minutos depois, Kleiton tocou para o meio da área, a defesa atleticana se atrapalhou e Schwenck não conseguiu aproveitar. O Rubro-Negro tinha dificuldade de penetração na defesa paulista.
Quando a torcida já começava a ficar apreensiva, aos 16 minutos. Marcelo abriu espaço e mandou uma bomba de fora da área, no ângulo, acertando o travessão antes de a bola morrer no fundo do gol. Aos 22 minutos, o goleiro Emerson cobrou falta com perfeição e deixou tudo igual no placar. Depois do gol, o Guarani voltou a armar o ferrolho e se defendia do jeito que dava.
Ao Furacão estava pressionar, mas o paredão verde seguia bem montado. Aos 30 minutos, Marcelo desviou de cabeça na área e Emerson segurou firme. Lusmar respondeu com um chute da intermediária, em cima da defesa atleticana. De longe, João Paulo mandou o petardo, aos 37 minutos, e a bola subiu demais. Os dois pontos perdidos em casa podem custar caro ao Atlético-PR nessa reta final.
FICHA TÉCNICA:
ATLÉTICO-PR 1 X 1 GUARANI
Local: Ecoestádio Janguito Malucelli, em Curitiba
Dia: 23 de Outubro - Terça-feira
Horário: 15h
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima(RS)
Assistentes: Paulo Cesar Silva Faria(MT) e Fabio Rodrigo Rubinho(MT)

ATLÉTICO-PR: Weverton; Henrique(Taiberson), Manoel, Cleberson e Wellington Saci; Deivid, João Paulo, Elias e Paulo Baier(Liguerra); Marcelo e Marcão
Técnico: Ricardo Drubscky

GUARANI: Emerson; Oziel, Fernando, Neto e Bruno Recife; Lusmar, Fábio Bahia, Rafael Costa(Renato), Danilo Sacramento(Dener); Schwenck e Kleiton(Everton)
Técnico: Vilson Tadei

Nenhum comentário:

Postar um comentário