Na raça e no suor:Atlético bate o Vitória,e entra no G4


Numa tarde onde nem o forte calor,nem toda apressão da torcida do Vitória impediram o furacão de voltar de Salvador com mais 3 pontos na bagagem,e definitivamente entra no grupo de acesso mesmo jogando com um amenos o furacão venceu o Vitória por 2a0,e fica perto de sua volta a elite do futebol nacional.Com gol de Elias e Marcão,o rubro negro foi superior mesmo com um a menos e volta para Curitiba no G4,na próxima rodada o furacão recebe o Guarani no Janguitão.

          O JOGO:
O duelo rubro-negro começou equilibrado, e a primeira chance, dos paranaenses, saiu apenas aos 11 minutos. O volante Deivid aproveitou cruzamento do ex-santista Maranhão e bateu por cima do gol de Deola. No lance seguinte, Willie pegou o rebote de Weverton e marcou para o Vitória, mas o bandeira assinalou impedimento da revelação.
Os baianos chegaram mais uma vez ao ataque, dessa vez com Pedro Ken. O meia arriscou de fora da área assustou Weverton para levantar a torcida no Barradão. O Furacão também respondeu rapidamente, com Marcão cabeceando para defesa de Deola.
A melhor oportunidade da partida, no entanto, ocorreu aos 32 minutos, quando o meia Henrique rolou para Elias chegar batendo com força e carimbar o travessão baiano. Na volta do intervalo, o camisa 10 voltou a aparecer em passe de Henrique e, de pé direito, abriu o placar para os visitantes. Em seguida, o lateral esquerdo Pedro Botelho tentou simular pênalti, levou segundo amarelo e foi expulso pelo árbitro, deixando os visitantes com um a menos.
No desespero, o Vitória se atirou ao ataque e Marquinhos foi travado na entrada da pequena área no momento em que finalizaria para o gol. O ímpeto dos mandantes deixou espaços na defesa e o furacão não desperdiçou. O atacante Marcelo recebeu de Elias, foi à linha de fundo e cruzou para o centroavante Marcão tirar de Deola e ampliar a vantagem .
A boa partida de Elias fazia com que todos companheiros procurassem o meia para as jogadas e, em uma delas, o camisa 10 soltou uma bomba e a bola foi na rede pelo lado de fora, assustando a torcida baiana. A melhor chance, no entanto, saiu de cruzamento de Maranhão para Welligton Saci, mas o ex-corintiano mandou para fora de maneira bisonha.
O furacão se segurava na defesa com tranquilidade e ainda conseguiu marcar o terceiro, mas o bandeira assinalou impedimento claro do centroavante Marcão. O gol não fez falta e o time comandado por Ricardo Drubsky administrou o resultado para se garantir no G-4.
FICHA TÉCNICA:
Local: Estádio Manoel Barradas, em Salvador (BA) 
Data: 20 de outubro de 2012, sábado 
Horário: 16 horas (de Brasília) 
Árbitro: Marcio Chagas da Silva (Asp-Fifa-RS)
Assistentes: Cleriston Clay Barreto Rios (Asp.Fifa-SE) e Pablo Almeida da Costa (MG)
Cartões amarelos: Michel, Nino Paraíba (Vitória); Pedro Botelho, Maranhão, Marcelo, Weverton (Atlético-PR) 
Cartão vermelho: Pedro Botelho (Atlético-PR) 
Gols:
ATLÉTICO-PR: Elias, aos dois, e Marcão, aos 17 minutos do segundo tempo
VITÓRIA: Deola; Nino Paraíba, Josué e Gabriel Paulista e Gilson; Uelliton (Tartá), Michel (Eduardo Ramos), Pedro Ken e Marquinhos; Willie (William) e Elton 
Técnico: Paulo César Carpegiani
ATLÉTICO-PR: Weverton; Maranhão, Manoel, Cleberson e Pedro Botelho; Deivid, João Paulo, Henrique e Elias (Derley); Marcelo (Wellington Saci) e Marcão (Martín Liguera)
Técnico: Ricardo Drubscky

Nenhum comentário:

Postar um comentário