Tropeçou:Furacão perde para o Goiás,e sai do G4.


Furacão perdeu para o Goiás na tarde desse sabádo no Serra dourada,o furacão chegou estar perdendo por 2a0,empatou mas acabou levando um gol no final da partida dessa forma,o time rubro negro saiu do G4 e agora tentará reabilitação na próxima rodada contra o Ceará no janguitão:

         O JOGO:
 A equipe esmeraldina precisou de apenas dois minutos para abrir o placar, com um golaço de Walter, que mandou uma bomba de fora da área, no cantinho de Weverton. O gol obrigou o Rubro-negro a tomar uma postura mais ofensiva. Aos oito minutos, Elias recebeu passe açucarado na área e tentou um toque de calcanhar para ninguém, desperdiçando boa chance.
 Elias tentou se redimir aos 16 minutos, depois de jogada ensaiada que resultou em um petardo que carimbou a trave de Harlei. Embora mantivesse a posse de bola por um tempo maior, o Atlético encontrava dificuldades para criar jogadas de ataque. Aos 25 minutos, o Goiás marcou, em cobrança de escanteio para Valmir Lucas, que desviou de cabeça, com liberdade, para as redes. No lance, o jogador ainda se lesionou.
Após a parada técnica solicitada pelos treinadores, o Rubro-negro voltou a pressionar. Aos 28 minutos, João Paulo arriscou de longe, por cima da meta. Na resposta, Vítor tabelou com Walter e bateu para boa defesa de Weverton. Aos 36 minutos, Marcão partiu para a jogada individual e foi desarmado antes e entrar na área.
No segundo tempo, o Furacão voltou com Felipe no lugar de Maranhão. Aos três minutos, levantamento para Naldo, que testou firme na área para defesa de Harlei, no puro reflexo. Mas, aos cinco minutos, não teve jeito. João Paulo disparou um míssil, de longe, e afundou as redes. Aos 11 minutos, Deivid invadiu a área e chutou completamente torto, jogando para a lateral a oportunidade.
Preocupado, o técnico Enderson Moreira colocou em campo Marcos Paulo e Felipe Amorim. Porém, não deu tempo para salvar o empate paranaense. Aos 17 minutos, Marcelo, o grande destaque das últimas partidas do Atlético, entrou na área após tirar a defesa e tocou na saída de Harlei para marcar. Nas arquibancadas, a polícia tinha trabalho com os torcedores.
O resultado era interessante para o Furacão, especialmente por ter saído atrás no placar. Os treinadores queimaram seus últimos cartuchos em busca de um gol. Aos 35 minutos, Marcelo partiu em velocidade e cruzou em cima da defesa, que cedeu escanteio. Na resposta, Júnior Viçosa recebeu com liberdade e foi parado pelo árbitro, que anotou impedimento. Mas, aos 41 minutos, Ricardo Goulart resolveu sozinho, invadindo a área e fuzilando para as redes.
FICHA TÉCNICA:
Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO) 
Data: 15 de setembro de 2012, sábado
Horário: 16 horas (de Brasília) 
ÁrbitroPericles Bassols Pegado Cortez (Fifa-RJ
Assistentes: Tatiana Jacques de Freitas (Fifa-RS) e Celso Luiz da Silva (MG) 
Cartões amarelos: Marcão (Atlético-PR) 
GolsGOIÁS: Walter, aos 2 minutos, e Valmir Lucas, aos 25 minutos do primeiro tempo; Ricardo Goulart, aos 41 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: João Paulo, aos 5 minutos, e Marcelo, aos 17 minutos do segundo tempo
GOIÁS: Harlei; Vítor, Valmir Lucas, Ernando e Egídio; Thiago Mendes, Amaral, Ramon (Marcos Paulo) e Renan Oliveira (Felipe Amorim); Ricardo Goulart e Walter (Júnior Viçosa) 
Técnico: Enderson Moreira
ATLÉTICO-PR: Weverton; Maranhão (Felipe), Naldo (Luiz Alberto), Cleberson e Pedro Botelho; Deivid, João Paulo, Elias (Derley) e Henrique; Marcão e Marcelo
Técnico: Ricardo Drubscky


Nenhum comentário:

Postar um comentário