Tarde ruim:Em tarde ruim,furacão joga mau e perde para o Bragantino.


Em uma tarde onde o furacão não se encontrou e jogou mau,o rubro negro perdeu para o Bragantino em Bragança Paulista depois de ter até conseguido o empate,o furacão não conseguiu manter o resultado e voltou derrotado do interior paulista,com o resultado o furacão perdeu a chance de voltar ao G4 da série B e permanece na sexta colocação na tabela.na próxima rodada o furacão tentará sua reabilitação contra o América-MG no Janguitão.

  O JOGO:
 Logo aos três minutos a primeira polêmica da partida, com Barbosa recebendo com liberdade para marcar. O assistente viu impedimento e levantou seu instrumento. Um minuto depois revolta dos jogadores paulistas, que acusaram Cleberson de agressão. O árbitro mostrou apenas cartão amarelo. Aos sete minutos, Acleisson mandou um torpedo em cobrança de falta e a bola subiu demais.
 O técnico Ricardo Drubscky teve que queimar uma mudança com a saída de Maranhão, lesionado, aos 12 minutos, para entrada de Derley. Aos 17 minutos, Felipe abriu espaço e mandou um petardo no cantinho para grande defesa de Gilvan. O Furacão tentava impor seu ritmo. Aos 22 minutos, Felipe recebeu de frente para a área e arriscou por cima da meta alvinegra.
A partida era muito disputada, mas as ações ficavam restritas ao meio-campo, com poucas oportunidades reais criadas. Aos 31 minutos, João Paulo cobrou falta da intermediária, direto pela linha de fundo. Quando a etapa inicial se encaminhava para o final, aos 45 minutos, Carlinhos desviou de cabeça na área, João Paulo tentou tirar em cima da linha e o árbitro confirmou o gol.
Depois do intervalo, o Rubro-Negro voltou com Taiberson no lugar de Felipe. Logo em seu primeiro lance o meia atleticano chutou forte e assustou o goleiro Gilvan. Aos seis minutos, cruzamento na medida para Elias que desviou para defesa do goleiro paulista. No rebote, o próprio meia isolou a bola. O Furacão tentava pressionar, mostrando sua superioridade em campo.
Até que, aos 11 minutos, Fernandão aproveitou vacilo da defesa e apareceu para disparar para o fundo das redes e deixar tudo igual no placar. O Bragantino equilibrou as ações após o gol, tentado voltar à frente no marcador. Aos 23 minutos, de bola parada, Elias exigiu boa defesa de Gilvan. Mais Atlético no ataque, aos 27 minutos, com Fernandão, que pegou sobra de bola, livre, e conseguiu errar o alvo.
O Furacão até balançou as redes, aos 30 minutos, com Marcelo, mas o assistente apontou o impedimento. Na reposta, Caion, em seu primeiro lance no jogo, aproveitou erro de Manoel, pegou a bola, invadiu a área e tocou na saída de Weverton para balançar as redes. Drubscky tentou salvar a tarde com a entrada de Paulo Baier, mas a mudança não surtiu muito efeito. O maestro teve uma chance, aos 43 minutos e desperdiçou.
FICHA TÉCNICA:
BRAGANTINO 2 X 1 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Nabi Abi Cheidi, em Bragança Paulista
Dia: 29 de Setembro - Sábado
Horário: 16h
Árbitro: Wagner Reway(Asp FIFA-MT)
Assistentes: Luiz Carlos Silva Teixeira(BA) e Adson Marcio Lopes Leal(BA)

BRAGANTINO: Gilvan; Diego Macedo, André Astorga, Toninho e Léo Jaime(Tiago Luiz); Carlinhos, Preto, Acleisson e Matheus(Fernando Gabriel); Diego Barboza e Tiago Chulapa(Caion).
Técnico: Vágner Benazzi

ATLÉTICO: Weverton; Maranhão(Derley), Manoel, Cleberson e Pedro Botelho(Paulo Baier); Deivid, João Paulo, Felipe(Taiberson) e Elias; Marcelo e Fernandão
Técnico: Ricardo Drubscky


Nenhum comentário:

Postar um comentário