Que fase:Furacão perde,e entra na Zona de Rebaixamento.


             O JOGO:
O América partiu para cima do Atlético-PR no apito inicial do árbitro. A primeira finalização saiu aos 34 segundos com o meia Gilberto, de fora da área, obrigando o goleiro a espalmar o forte chute. 

A pressão inicial deu resultado. Aos 12, o Coelho conseguiu um pênalti após boa arrancada do zagueiro Éverton em um lance pela esquerda. O defensor Manoel interceptou a trajetória da bola com a mão em um chute do lateral-esquerdo Bryan. Fábio Júnior bateu rasteiro no canto direito de Weverton que até chegou a tocar na bola, mas não impedir o gol americano.

Em desvantagem, o Furacão tentou equilibrar as ações no meio-campo e até conseguiu criar duas situações mau finalizadas na entrada da grande área. O Coelho não se intimidou e continuou arriscando em jogadas de longa distância. 
 O atacante Alessandro ampliou o marcador, aos 24, após receber passe de Rodriguinho no meio da defesa adversária. Ele, que finalizou bem de fora da área um minutos antes, não perdoou o vacilo da defesa rubro-negra.

Logo na saída de bola, os mineiros quase chegaram ao terceiro gol em sucessivos lances na área do adversário. O Atlético-PR passou a jogar recuado, o que trouxe dificuldades ao goleiro Weverton que se virou para não sair de campo, no primeiro tempo, com uma goleada. 

Na volta do intervalo, o técnico Jorginho colocou mais um homem no ataque e sacou o volante Alan Bahia. Os paranaenses aumentaram o volume de jogo e conseguiram reduzir o placar, aos cinco minutos. O lateral Gabriel Marques chutou forte com a perna esquerda no ângulo de Neneca que nada pode fazer.

Jogando para frente com a alteração, o Atlético-PR trouxe dificuldades para o América que não conseguiu criar situações com liberdade como na primeira etapa. Os mineiros passaram a se preocupar com a marcação para não ceder espaços ao adversário.

O Furacão conseguiu empatar, aos 21 minutos, com o veterano Paulo Baier, em uma bola lançada pelo lado direito na pequena área. 

Sem criatividade no meio e sem poder ofensivo, o técnico Givanildo Oliveira trocou a dupla de ataque. Adeílson e Romão entraram, aos 36, nas vagas de Fábio Júnior e Alessandro e, de cara, trouxeram mobilidade ao time. O gol saiu logo em seguida em passe de Thiaguinho para Adeílson que, na entrada da área, finalizou na saída do goleiro. 

Com o ataque com novo fôlego, o Coelho equilibrou o jogo, explorou os contragolpes e quase chegou ao quarto gol. 

                       FICHA TECNICA:
AMÉRICA-MG 3 X 2 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Dia: 07 de julho - sábado
Horário: 16:20h
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (FIFA-RS)
Assistentes: José Eduardo Calza (RS) e Luiz Cláudio Regazone (RJ)

AMÉRICA-MG: Neneca; Boiadeiro, Gabriel, Everton e Bryan; Dudu, Leandro Ferreira(Thiaguinho), Gilberto, Rodriguinho; Alessandro(Adeilson) e Fábio Júnior(Romão).
Técnico: Givanildo Oliveira

ATLÉTICO-PR: Weverton; Gabriel Marques, Luiz Alberto, Manoel, Cleberson e Bruno Costa; Deivid(Fernandão), Alan Bahia(Marcelo) e Paulo Baier; Ricardinho e Tiago Adan
Técnico: Jorginho

Nenhum comentário:

Postar um comentário