G4 é logo ali:Furacão bate o Avai,e se aproxima ainda mais do G4.


Em noite inspirada do atacante Marcelo,furacão venceu o Avai na Ressacada por 2a1,e se aproximou ainda mais dos quatro primeiros,na tabela,com a vitória,o furacão fica a três pontos da zona de acesso a série A.

               O JOGO:

Com um minuto de bola rolando o Avaí conseguiu criar sua primeira oportunidade. Cléber Santana ajeitou de peito para Nunes, que finalizou por cima do gol. Aos três minutos foi a vez de Jefferson Maranhão arriscar de fora da área, mas a bola passou pela direita do goleiro atleticano, sem perigo.

O furacão respondeu em cobrança de escanteio aos cinco minutos, mas Diego saiu de soco e afastou a bola da área avaiana. Aos nove minutos, Leandro Silva cobrou falta de longe para o Avaí. O zagueiro bateu forte e a bola raspou no travessão antes de sair pela linha de fundo.

Após quase abrir o placar para o Avaí, Leandro Silva falhou ao cortar a bola na defesa. A pelota sobrou para Tiago Adan na intermediária que tocou de primeira para Marcelo. O atacante ficou de frente para o goleiro Diego e tocou rasteiro na saída do arqueiro avaiano. O Atlético abriu o placar aos 13 minutos.

O Avaí saiu em busca do empate. Em cobrança de escanteio, a bola foi rolada para Mika que chegou batendo forte, mas a bola desviou na zaga e saiu pela linha de fundo. No novo escanteio, a zaga do furacão subiu e afastou.

Aos 21 minutos o Avaí quase chegou ao empate. Mika fez boa jogada, cortou dois marcadores e bateu forte da entrada da área. Weverton se esticou para espalmar para escanteio. Aos 23 minutos o Atlético quase ampliou o placar. Paulo Baier cruzou da direita e a bola sobrou para Ricardinho que, livre dentro da área, bateu forte e obrigou Diego a salvar a meta avaiana com o pé esquerdo.

Sem muita criatividade, o Avaí conseguiu chegar ao empate após falha individual de Manoel. Aos 32 minutos, o zagueiro rubro-negro errou a bola ao tentar cortar e ela sobrou para Nunes, que bateu cruzado, no canto direito baixo do goleiro Weverton que nada pode fazer.

Leandro Silva entrou forte no atacante Atleticano e recebeu o cartão amarelo. Na cobrança da falta, Paulo Baier mandou direto para o gol, Diego tentou tirar de soco, mas a bola ficou na pequena área. Manoel pegou o rebote, mas mandou pra fora.

O Avaí melhorou em campo após o empate, conseguiu trocar passes com maior velocidade no meio campo. Porém, o placar não se alterou até o apito final da primeira etapa.

segundo tempo.

As duas equipes voltaram sem qualquer modificação com relação aos jogadores que iniciaram a partida. Na segunda etapa, a primeira chance foi do Avaí. Após bola rebatida pela zaga, Jefferson Maranhão chutou de fora da área, mas mandou a bola por cima do gol.

Aos sete minutos Paulo Baier cobrou falta pela esquerda e obrigou Diego a jogar a bola para escanteio. Na cobrança de canto, a zaga avaiana afastou o perigo. Em contra-ataque rápido, aos nove minutos, Nunes rolou para Cléber Santana, que saiu de frente para o goleiro Weverton. O meia bateu forte, mas a bola explodiu no goleiro rubro-negro, que saiu fechando bem o ângulo, evitando a virada do Leão da Ilha.

Aos 12 minutos Nunes recebeu bola na área e tentou o giro. O zagueiro atleticano tentou o bote e Nunes caiu, reclamando de pênalti. O atacante avaiano foi advertido pelo árbitro com cartão amarelo, pois este entendeu que houve simulação de falta.

As duas equipes buscavam espaços para as jogadas, mas as defesas estavam bem postadas e os times erravam muitos passes no meio-campo. Os chutes de fora da área não levavam perigo às metas de Diego e Weverton.

Na tentativa de dar maior velocidade ao meio campo, Jorginho sacou Paulo Baier e mandou Martin Ligüera pro campo de jogo. Entretanto, quem acabou criando as chances foi o Avaí. Em cobrança de escanteio, Leadnro Silva desviou de cabeça e Diogo Acosta tentou um voleio da pequena área, mas chutou torto e a bola saiu por cima do gol.

Aos 37 minutos, Marcelo marcou novamente e colocou o furacão,em vantagem. Bruno Furlan arrancou pela esquerda e cruzou rasteiro. A bola cruzou toda a extensão da área e Marcelo apareceu livre na segunda trave para empurrar a bola pra o fundo das redes e deixar o furacão em vantagem novamente.

Com a desvantagem no placar, o Avaí partiu para a pressão. Aos 39 minutos, Cléber Santana cobrou falta na área, ninguém desviou a bola e Weverton salvou no reflexo. Na sequência, Julinho bateu forte de fora da área e a bola bateu em Manoel. Os jogadores avaianos ficaram reclamando de pênalti (a bola bateu no braço de Manoel), mas o árbitro marcou apenas escanteio. Na cobrança, Nunes mandou de cabeça pra fora.


Ficha técnica:


Data: 17/07/2012 (Terça-feria)
Local: Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC)
Horário: 21h50 (de Brasília)
Arbitragem: Marielson Alves da Silva, auxiliado por Luis Carlos Silva e Adailton José de Jesus
Gols: Nunes, aos 32/1T (Avaí); Marcelo 13/1T e aos 37/2T(Atlético-PR)
Cartões amarelos:Leandro Silva, Nunes, Rodrigo Thiesen (Avaí); Manoel, Weverton, Ricardinho, Renan (Atlético-PR)

Avaí
Diego; Patric, Cássio, Leandro Silva e Pirão; Rodrigo Thiesen, Mika, Cléber Santana e Jefferson Maranhão (Jaílton); Nunes e Diogo Acosta (Julinho)
Técnico: Hemerson Maria

Atletico-PR 
Weverton; Maranhão, Manoel, Cleberson e Wellington Saci; Renan, João Paulo e Paulo Baier (Martin Ligüera); Ricardinho (Bruno Furlan), Marcelo (Luiz Alberto) e Tiago Adan
Técnico: Jorginho 

Nenhum comentário:

Postar um comentário