Furacão empata primeiro jogo da final:


  O Atletiba 351, o primeiro das finais do Campeonato Paranaense deste ano, começou bastante movimentado na Vila Capanema e, logo antes dos cinco minutos, dois lances bastante contestáveis por parte da arbitragem de Evandro Rogério Roman. 

Aos quatro minutos Lincoln chutou violentamente Bruno Furlan que já estava caído e, apesar de ser um típico lance para expulsão direta, o árbitro sequer advertiu o jogador com cartão amarelo. Vale lembrar que no Atletiba do segundo turno, no Couto Pereira, o atleticano Guerrón foi expulso por um lance semelhante. 

Na sequência, um minutos depois, o mesmo Lincoln recebeu em posição de impedimento e completou para o gol mesmo após Roman já ter parado o lance. Novamente a arbitragem levou só na “conversa” e não advertiu o jogador do Coritiba com cartão amarelo. Se Evandro Rogério Roman , árbitro FIFA, tivesse aplicado a regra, o Coritiba deveria ter ficado com um jogador a menos logo aos cinco minutos do primeiro tempo. 

O primeiro lance de perigo do Atlético foi aos 15 minutos. Bruno Furlan recebeu dentro da área e tentou encobrir o goleiro Vanderlei, porém o arqueiro conseguiu tocar na bola e evitar o gol. A resposta do Coritiba veio aos 19 minutos. Éverton Ribeiro limpou a marcação e chutou rasteiro, acertando o canto direito do goleiro Vinícius para abrir o placar na Vila Capanema. 

O Atlético não se abalou e foi para cima. Aos 23 minutos Manoel cabeceou por cima e aos 24 veio o empate. Ligüera cruzou e Bruno Furlan furou, porém o outro Bruno, o Mineiro, não perdoou e fuzilou as redes, empatando o clássico. 

Dez minutos após o gol o Furacão voltou a assustar. Ligüera chutou com força e obrigou Vanderlei a se esticar todo para fazer a defesa. Bruno Furlan ficou com o rebote, porém o chutes saiu torto e a bola foi para fora. Aos 38 minutos foi a vez de Bruno Mineiro chutar com perigo. A bola passou rente a trave direita do Coritiba.

O último lance de perigo antes do intervalo foi aos 44 minutos, quando Paulo Baier teve uma falta frontal para cobrar, porém o experiente capitão atleticano bateu mal, por baixo, e a bola parou na barreira. 

O Atlético voltou para a segunda etapa com uma alteração. O técnico Juan Carrasco sacou o atacante Bruno Furlan e colocou Taiberson em seu lugar. O Coritiba voltou sem alterações.

Aos dois minutos da etapa complementar, Emerson derrubou Bruno Mineiro na entrada da área. Apesar do número elevado de faltas dos jogadores do Coritiba, o árbitro Evandro Rogério Roman seguiu sem advertí-los com cartões amarelos. Na cobrança Paulo Baier mais uma vez não bateu bem e a bola parou na barreira, novamente. O Coritiba respondeu no lance seguinte, em cruzamento rasteiro que passou por toda a extensão da área e, para a sorte do Atlético, o atacante Roberto não chegou a tempo de completar para o gol. 

Aos nove minutos o Furacão virou o placar com o uruguaio Ligüera. Ricardinho mandou uma bomba de fora da área, Vanderlei bateu roupa e Ligüera pegou a sobra e empurrou para o gol. Furacão na frente! 

Aos 20 minutos o menino Taiberson, que fez seu segundo jogo com a camisa atleticana nos profissionais quase marcou um golaço! O camisa 17 recebeu a bola na ponta direita, cortou para o meio e bateu de esquerda com categoria. A bola caprichosamente bateu na forquilha da trave. Aos 27 minutos do segundo tempo Roman voltou a prejudicar o Furacão. Zezinho foi tocado por baixo por Lucas Mendes, dentro da área, e o árbitro mandou seguir o lance. 

O Coritiba só voltou a chegar com perigo aos 32 minutos, quando a zaga atleticana bateu cabeça e Roberto apareceu livre para bater para o gol, porém o goleiro Vinícius fez boa defesa com os pés. Aos 34, porém, Vinícius não conseguiu evitar o empate após nova falha da zaga rubro-negra. Manoel e Bruno Costa falharam no mesmo lance e a bola sobrou para Anderson Aquino bater colocado no canto esquerdo. Partida empatada em 2 a 2.

Os últimos dez minutos de partida foram bastante nervosos, com ambas as equipes errando muito e com jogo ficando truncado no meio de campo. O último lance do Furacão foi aos 45 minutos da etapa final, em cobrança de escanteio, porém sem efeito algum.

                                                                   FICHA TECNICA:
  

ATLÉTICO PARANAENSE X CORITIBA
Data: 06/05/12 – Domingo
Local: Estádio Durival Britto e Silva Vila Capanema
Horário: 16 Horas
Árbitro: Evandro Rogério Roman(FIFA)
Assistentes: José Carlos Dias Passos e Moisés Aparecido de Souza.

ATLÉTICO-PR: Vinícius; Pablo, Manoel, Bruno Costa e Héracles; Deivid, Paulo Baier e Ligüera (Renan); Bruno Furlán (Taiberson), Bruno Mineiro e Ricardinho (Zezinho)
Técnico: Juan Carrasco

CORITIBA: Vanderlei; Gil, Démerson, Emerson e Lucas Mendes; Júnior Urso (Marcel), Tcheco, Djair (Anderson Aquino); Lincoln (Renan Oliveira), Roberto e Everton Ribeiro
Técnico: Marcelo Oliveira


Nenhum comentário:

Postar um comentário