quarta-feira, 30 de outubro de 2019

Athletico reencontra o Internacional e o Beira Rio em busca de mais três pontos.


Um mês depois o Athletico volta ao palco do título da Copa do Brasil,bem verdade que dessa vez em momento diferente onde o furacão apenas cumpre tabela contra um Internacional ainda "mordido"pelo vice campeonato.Porém é inevitável não passar um filme na cabeça da nação rubro negra na noite dessa quinta no palco da glória eterna onde o furacão se eternizou campeão.Para essa partida ao furacão será uma equipe diferente da que disputou as finais contra o colorado e o técnico Tiago Nunes ainda tem uma dúvida para escalar o time.


O Time:com uma dúvida furacão busca vencer mais uma no Rio Grande.


Para essa quinta feira a grande dúvida é o meia Léo Cittadini,já que o meia não realizou o último treinamento em Curitiba e virou problema para a partida.Caso não possa atuar a tendência é que Bruno Nazário ganhe mais uma oportunidade na equipe titular no demais o furacão deve ir  a campo com a seguinte formação:Santos;Madson,Thiago Heleno,Léo Pereira e Adriano;Wellington e Bruno Guimarães;Léo Cittadini(Bruno Nazário) e Marcelo Cirino;Rony e Marco Ruben.







O Internacional:Inter que embalar para entra no G-4.

Após o vice na Copa do Brasil só restou ao colorado lutar por algo no brasileirão,e nessa quinta feira a equipe do técnico Zé Ricardo que vencer para embalar na competição.Na sexta posição na tabela o time gaúcho que subir mais ainda e ficar entre os quatro primeiros e chegar direto a fase de grupos da próxima Libertadores.O colorado deve mandar a campo contra o furacão a seguinte formação:Marcelo Lomba;Heitor,Rodrigo Moledo,Victor Cuesta e Zeca;Rodrigo Lindoso,Edenilson,Guilherme Parede e D'Alessandro e Wellington Silva;Paolo Guerreiro.




Ficha Técnica.


INTERNACIONAL X ATHLETICO-PR
Local: Estádio do Beira-Rio, Porto Alegre (RS)
Data: 31 de outubro de 2019 (quinta-feira)
Horário: 21h30 (de Brasília)
Arbitragem: Andre Luiz de Freitas Castro (GO)
Auxiliares: Cristhian Passos Sorence e Leone Carvalho Rocha (GO)
VAR: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Heitor, Moledo, Cuesta e Zeca; Edenílson, Rodrigo Lindoso, Guilherme Parede, D’Alessandro e Wellington Silva; Guerrero.
Técnico: Zé Ricardo
ATHLETICO-PR: Santos;Madson,Thiago Heleno,Léo Pereira e Adriano;Wellington e Bruno Guimarães;Léo Cittadini(Bruno Nazário) e Marcelo Cirino;Rony e Marco Ruben.
Técnico: Tiago Nunes
Relembre Athletico e Inter no primeiro turno.


segunda-feira, 28 de outubro de 2019

De virada furacão goleia o Goiás na arena


O furacão não tomou conhecimento do Goiás jogando na arena,na tarde desse domingo o rubro negro goleou os visitantes por 4a1 de virada e segue na luta pelas primeiras posições na tabela.Alem disso voltou a vencer em casa após quatro jogos de jejum os gols do furacão foram anotados por Léo Pereira,Rony,Adriano e Marco Ruben enquanto Rafael Moura ainda no primeiro tempo anotou para o Goiás.

O JOGO:

Disposto a vencer a partida e acabar com a seca de três triunfos jogando na Baixada, o Athletico se lançou ao ataque desde o primeiro minuto. Se não fosse a grande atuação do goleiro esmeraldino, Tadeu, o placar poderia ser mais elástico.

Apesar de dominar a partida, os paranaenses eram pouco efetivos nos primeiros 45 minutos. Mesmo com o alto volume de jogo, o time athleticano pecava no último passe e na finalização, enquanto o Goiás esperava um contra-ataque para chegar à meta de Santos.
Em uma das poucas subidas, o Verdão saiu na frente. Aos 45 minutos, no apagar das luzes da primeira etapa, Michael escapou pela esquerda e fez um grande cruzamento para Rafael Moura só empurrar para o barbante.
No intervalo, Tiago Nunes ajeitou sua equipe e o Rubro-Negro voltou completamente diferente. Em 17 minutos, o Athletico Paranaense fez três e sacramentou a vitória.
Logo aos dois minutos, o zagueiro Léo Pereira aproveitou o rebote do chute de Rony e empatou a partida. Cinco minutos depois, Rony, que havia ficado no quase no lance anterior, fez o seu. O camisa 7 saiu em velocidade, invadiu a área e tocou com categoria na saída de Tadeu.
Sem tempo para o Goiás respirar, o lateral Adriano marcou mais um. Aos 15 minutos, Marco Ruben fez grande jogada e serviu Léo Cittadini, que mandou para o gol, exigindo grande defesa do arqueiro goiano. No rebote, Adriano mandou para a rede. É o primeiro gol do defensor com a camisa athleticana.
Um dos destaques da partida foi a entrada do meio-campista Camacho. Suspenso seis meses por doping devido a um erro de nutricionistas do clube, o atleta voltou a atuar neste domingo. Ao fim do jogo, todo o elenco o cumprimentou e os torcedores gritaram seu nome.
Sobrou tempo para Marco Ruben marcar mais um. Aos 48, o argentino só teve o trabalho de empurrar para o gol, depois de grande jogada de Rony.

FICHA TÉCNICA 
ATHLETICO-PR 4X1 GOIÁS
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 27 de outubro de 2019, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Daniel Luis Marques (SP)
VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)
Cartão amarelo: Khellven (Athletico-PR)
Gol: ATHLETICO: 
Léo Pereira, aos 2; Rony, aos 7; Adriano, aos 15, e Marcos Ruben, aos 48 do segundo tempo
GOIÁS: Rafael Moura, aos 45 do primeiro tempo

ATHLETICO-PR: Santos; Khellven, Thiago Heleno, Léo Pereira e Adriano (Márcio Azevedo); Wellington (Camacho), Bruno Guimarães, Léo Cittadini e Nikão (Braian Romero); Rony e Marco Ruben.
Técnico: Tiago Nunes
GOIÁS: Tadeu; Yago Rocha, Fábio Sanches, Rafael Vaz e Jefferson; Breno (Marlone), Yago Felipe e Léo Sena (Filipe Trindade); Leandro Barcia, Rafael Moura (Vinícius) e Michael.
Técnico: Ney Franco
Veja como foi o jogo:

domingo, 27 de outubro de 2019

Athletico recebe o Goiás para voltar a vencer na arena.


Nesse domingo o furacão recebe o Goiás na Arena da Baixada em jogo válido pela  28ª rodada do Campeonato Brasileiro.O furacão busca mais três pontos para seguir na cola dos primeiros colocados e também,voltar a vence como mandante no campeonato já que nas últimas partidas dentro da baixada foram dois empates e duas derrotas.Para a partida desse domingo o técnico Tiago Nunes deverá fazer no minimo duas mudanças na equipe em relação ao jogo diante o Palmeiras.

O TIME:furacão deve ter força máxima.

A principio o rubro negro terá força máxima diante o Goiás já que o goleiro Santos retorna ao gol após ter ficado fora de ultima hora contra o Palmeiras.Quem também deve retornar ao time titular é Léo Cittadini que jogo passado iniciou no banco mas agora deve retornar no restante o furacão deve ser o mesmo das últimas partidas com a seguinte formação:Santos;Madson,Thiago Heleno,Léo Pereira e Adriano;Wellington e Bruno Guimarães;Léo Cittadini,Marcelo Cirino e Rony;Marco Ruben.




O Goiás:esmeraldino quer surpreender para subir na tabela.

Na décima primeira posição com 38 pontos o Goiás que mais três pontos para chegar nas cabeças do campeonato,para isso o técnico Ney Franco deve fazer mudanças uma delas no meio de campo com a entrada de Breno na vaga de Gilberto lesionado.As outras novidades são os retornos de Michael,Leandro Barcia e Rafael Moura que irão comandar o ataque com isso,o Goiás deve ir a campo com:Tadeu;Yago Rocha,Fábio Sanches,Rafael Vaz e Jefferson;Yago Felipe,Breno e Léo Sena;Leandro Barcia,Michael e Rafael Moura.



Ficha Técnica.
ATHLETICO-PR X GOIÁS
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 27 de outubro de 2019, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Daniel Luis Marques (SP)
VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)

ATHLETICO-PR: Santos; Madson, Thiago Heleno, Léo Pereira e Adriano; Wellington, Bruno Guimarães e Léo Cittadini; Marcelo Cirino, Rony e Marco Ruben
Técnico: 
Tiago Nunes



GOIÁS: Tadeu; Yago Rocha, Fábio Sanches, Rafael Vaz e Jefferson; Gilberto (Breno), Yago Felipe e Léo Sena; Michael, Rafael Moura e Leandro Barcia.
Técnico: Ney Franco
Relembre Athletico e Goias no primeiro turno.

terça-feira, 22 de outubro de 2019

Furacão sai na frente mais fica só no empate com o Palmeiras


O JOGO

Não demorou para o Athletico-PR abrir o placar na Arena da Baixada. Na primeira chegada de perigo, aos seis minutos, Marcelo Cirino completou de cabeça o cruzamento de Adriano e mandou para o fundo das redes.
Precisando do resultado para manter vivo o sonho do título, o Palmeiras procurou construir jogadas na velocidade de Dudu e William, mas pecava nas finalizações.
Depois de insistir sem muita efetividade, o Verdão chegou ao gol de empate no fim da primeira etapa, aos 40. William puxou jogada individual pela direita e cruzou por baixo para Deyverson, que antecipou Léo e só empurrou para igualar o jogo.
As equipes voltaram com bom volume de jogo nos primeiros 15 minutos do segundo tempo, mas foram poucas as chances de gol. O VAR entrou em ação, aos sete, quando o Athletico-PR pedia pênalti em cima de Marco Rúben, mas Ricardo Marques Ribeiro mandou o jogo seguir.
O Athletico-PR era quem tinha o controle do jogo, mas apenas rondava a área palmeirense, sem conseguir finalizar. Já na reta final do jogo, o Palmeiras tentou responder novamente apostando pelas jogadas nas laterais, mas os cruzamentos paravam na zaga do Athletico-PR. Com isso, Ricardo Marques Ribeiro decretou o fim do jogo aos 49, confirmando o 1 a 1.
FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 1 X 1 ATHLETICO-PR
Data: 20 de outubro de 2019, domingo
Local: Arena da Baixada, em Curitiba-PR
Horário: 19 horas (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (Fifa) e Felipe Alan Costa de Oliveira
VAR: Emerson Ferreira
Cartões amarelos: Gustavo Gómez e Bruno Henrique (Palmeiras); Thiago Heleno (Athletico-PR)
Gols: Marcelo Cirino, aos 6 do 1ºT (Athletico-PR); Deyverson, aos 40 do 1ºT (Palmeiras)

ATHLETICO-PR: Léo; Madson, Léo Pereira, Thiago Heleno e Adriano; Wellington, Bruno Guimarães e Marcelo Cirino (Pedrinho); Rony, Bruno Nazário (Léo Cittadini) e Marco Rúben (Thonny Anderson)
Técnico: Tiago Nunes
PALMEIRAS: Weverton; Jean (Luan), Gustavo Gómez, Vitor Hugo e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Zé Rafael (Lucas Lima); Dudu, Willian (Raphael Veiga) e Deyverson
Técnico: Mano Menezes

domingo, 20 de outubro de 2019

Furacão enfrenta o Palmeiras na arena buscando mais uma vitória.


Nesse domingo o furacão recebe o Palmeiras na Arena da Baixada,buscando mais três pontos dentro do campeonato para chegar dentro do G-6 do Campeonato Brasileiro.Após a vitória conquistada no meio e semana jogando fora e casa o rubro negro tenta também voltar a vencer como mandante já são três rodadas sem ganhar diante seu torcedor,e nesse domingo contra o Palmeiras a vitória tem um significado muito importante para a sequência da temporada.

A formação:furacão terá apenas uma mudança.

Para a partida desse domingo o técnico Tiago Nunes deverá contar com o que tem de melhor para encarar o Palmeiras,com a volta do zagueiro Thiago Heleno que cumpriu suspensão diante o Fluminense o time rubro negro deverá ter apenas uma mudança na equipe,já que o "general"deve retornar a zaga ao lado de Léo Pereira.Com isso Pedro Henrique deve voltar para o banco de reservas no demais,o furacão deve ir a campo com:Santos;Madson,Léo Pereira,Thiago Heleno e Marcio Azevedo;Bruno Guimarães,Wellington e Léo Cittadini;Marcelo Cirino,Rony e Thonny Anderson.





O Palmeiras:Ainda sonhando com o titulo Palmeiras tem problemas para a partida.

Ainda sonhando com o título mesmo estando a oito pontos atrás do líder Flamengo,o time paulista quer surpreender mais uma vez fora de casa para seguir acreditando.Porém o técnico Mano Menezes tem problemas para o jogo desse domingo,o lateral direito Marcos Rocha e o meia Gustavo Scarpa estão fora da partida com isso o treinador de dúvidas para montar a equipe.Para a vaga na lateral Jean deve ser escolhido já para o ataque três jogadores brigam pela vaga Deyverson,Borja e Henrique Dourado a outra dúvida está no meio de campo entre Willian e Zé Rafael,com isso um provável Palmeiras é:Weverton;Jean,Gustavo Gómez,Vitor Hugo e Diego Barbosa;Felipe Melo,Bruno Henrique e Lucas Lima;Dudu,Willian(Zé Rafael)e Deyverson(Borja ou Henrique Dourado).




Ficha Técnica:

AHLETICO X PALMEIRAS

Data: 20 de outubro de 2019, domingo
Local: Arena da Baixada, em Curitiba-PR
Horário: 19 horas (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Ribeiro (Fifa)
Assistentes: Guilherme Camilo (Fifa) e Felipe Oliveira
VAR: Emerson Ferreira



ATHLETICO-PR: Santos; Madson, Léo Pereira, Thiago Heleno e Márcio Azevedo; Wellington, Bruno Guimarães e Léo Cittadini; Rony, Thonny Anderson e Marcelo Cirino
Técnico: Tiago Nunes



PALMEIRAS: Weverton; Jean, Gustavo Gómez, Vitor Hugo e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Lucas Lima; Dudu, Willian e Deyverson (Borja ou Henrique Dourado).
Técnico: Mano Menezes



Relembre Athletico e Palmeiras no primeiro turno.






PALMEI

sexta-feira, 18 de outubro de 2019

Vira virou:Madson marca duas vezes e furacão derrota o Fluminense de virada.


Foi de virada que o furacão deixou mais uma vez sua marca no Maracanã,após levar um gol logo no início da partida o rubro negro se impôs diante do time carioca e gols dois gols do lateral Madson virou a partida e saiu com mais três pontos na bagagem.Na próxima rodada o furacão volta a atuar em casa quando recebe o Palmeiras na arena.

O JOGO:

O Fluminense começou no ataque e logo aos dois minutos, Nenê bateu forte e a defesa desviou para escanteio. Após a cobrança, a defesa  paranaense se atrapalhou ao tentar rebater e Frazan empurrou para as redes. Foi o primeiro gol do zagueiro tricolor como profissional.



Depois de sofrer o gol, o Rubro-Negro tentou se organizar para buscar o empate, mas o Tricolor das Laranjeiras se mostrava bem postado em campo.
Aos 13 minutos, Rony recebeu na área, chutou forte e colocou nas redes de Muriel, mas o VAR acusou impedimento de Márcio Azevedo e o gol foi anulado.
A partida seguiu equilibrada, mas aos 24 minutos foi a vez de o Fluminense ter um gol anulado pelo VAR. Caio Henrique fez ótima jogada e bateu para defesa parcial de Santos que permitiu a entrada de João Pedro para empurrar para o gol. O árbitro de vídeo marcou impedimento do atacante tricolor e invalidou a jogada.
Aos 35 minutos, o Furacão desperdiçou uma chance incrível para empatar. Após saída de bola errada da defesa do Fluminense, a bola ficou com Léo Cittadini, que demorou demais a chutar e acabou bloqueado por Muriel. A bola ainda sobrou para Marcelo Cirino que bateu por cima do travessão.
Depois de tanto insistir, a equipe paranaense marcou o gol do empate aos 47 minutos. Wellington fez ótimo lançamento para Madson. O lateral-direito penetrou nas costas da zaga e tocou na saída de Muriel.
Já na segunda etapa, antes do primeiro minuto do segundo tempo, o Fluminense já criou uma chance para desempatar. Caio Henrique cruzou, Yony González ganhou do goleiro Santos na dividida e cabeceou por cima do travessão. A equipe dirigida por Marcão seguia mais agressiva e, aos sete minutos, João Pedro arrancou pela extrema e cruzou para tentar achar algum atacante, mas a zaga paranaense fez o corte.
Logo depois, o técnico Marcão decidiu modificar a equipe e colocou Orinho e Wellington Nem nas vagas de Nenê e Daniel. O lateral Caio Henrique passou a atuar como armador, ao lado de Ganso. Tiago Nunes respondeu Léo Cittadini por Bruno Nazário.
Com 24, Marcelo Cirino invadiu a área e conseguiu tirar de Muriel, mas Nino desviou para escanteio. Na cobrança, Madson aparece entre os zagueiros e desloca Muriel, cabeceando a bola para as redes e colocando o Furacão na frente.
Irritada com a virada, a torcida do Fluminense passou a vaiar o meia Ganso e o atacante João Pedro.
Sem outra alternativa, o Tricolor partiu para buscar o empate. Aos 30 minutos, após cruzamento de Gilberto, Wellington Nem cabeceou sem marcação e a bola tirou tinta do poste.
Nos minutos finais, o Fluminense partiu para o desespero, colocando bolas na área, mas a defesa do Ahtletico soube soube se defender e garantir o resultado.
FICHA TÉCNICA:
FLUMINENSE 1 X 2 ATHLETICO-PR
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 17 de outubro de 2019, quinta-feira
Hora: 21h (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo D’alonso Ferreira (SC)
Assistentes: Neuza Ines Back (SP) e Thiaggo Americano Labes (SC)
VAR: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)
Público: 16.109 presentes
Cartão Amarelo: Márcio Azevedo (Athletico-PR)
Gols: Gustavo Franzan, aos três minutos do primeiro tempo (Fluminense); Madson, aos 47 minutos do primeiro tempo e 25 minutos do segundo tempo (Athletico).

FLUMINENSE: Muriel, Gilberto, Nino, Frazan e Caio Henrique; Allan, Daniel (Wellington Nem) Ganso; Nenê (Orinho), João Pedro (Lucão) e Yony González
Técnico: Marcão
ATHLETICO-PR: Santos, Madson, Pedro Henrique, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington, Bruno Guimarães e Léo Cittadini; Rony(Lucho González), Thonny Anderson e Marcelo Cirino
Técnico: Tiago Nunes

quarta-feira, 16 de outubro de 2019

Com novidades furacão enfrenta o Fluminense no Maracanã


Nessa quinta feira o furacão pisa mais uma vez no gramado do Maracanã,palco onde vem conquistando grandes resultados nos últimos tempos.Dessa vez o objetivo é se reabilitar após a derrota em casa na última rodada para o Flamengo e bom retrospecto como visitante nos últimos jogos,fazem com que a equipe do técnico Tiago Nunes entre em campo com confiança para se recuperar no campeonato mais uma vez jogando longe de Curitiba.

A formação:furacão terá novidades no Rio.

Para conseguir a reabilitação o rubro negro terá mudanças na equipe em relação ao jogo contra o Flamengo,isso por que o zagueiro Thiago Heleno irá cumprir suspensão pelo terceiro amarelo e fica de fora.Por outro lado o time terá voltas de jogadores importantes são os casos do goleiro Santos,e do volante Bruno Guimarães que estavam com a seleção Brasileira.Quem também estará a disposição são os zagueiros Robson Bambu e Pedro Henrique que retornam de lesão e disputam uma vaga na zaga ao lado de Léo Pereira,com o furacão tem a provável formação com:Santos;Madson,Pedro Henrique(Robson Bambu)e Marcio Azevedo;Wellington;Bruno Guimarães,Léo Cittadini,Rony e Marcelo Cirino;Marco Ruben(Thonny Anderson).




O Fluminense:tricolor carioca busca vitória para se afastar da ZR.

O Fluminense busca resultados positivos para se afastar da zona de rebaixamento e para o jogo dessa quinta feira,o técnico Marcão não poderá contar com o zagueiro Digão com uma lesão na coxa e Frazan fará dupla de zaga com Nino.Por outro lado o time carioca terá as voltas de Allan,Caio Henrique e Paulo Henrique Ganso com isso o Fluminense deve ir a campo com:Muriel;Gilberto,Nino,Frazan e Caio Henrique;Allan,Daniel e Ganso;Nenê,Yony González e João Pedro.




Ficha Técnica:

FLUMINENSE X ATHLETICO-PR
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 17 de outubro de 2019, quinta-feira
Hora: 21h (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo D’alonso Ferreira (SC)
Assistentes: Neuza Ines Back (SP) e Thiaggo Americano Labes (SC)
VAR: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)

FLUMINENSE: Muriel, Gilberto, Nino, Frazan e Caio Henrique; Allan, Daniel e Ganso; Nenê, João Pedro e Yony González
Técnico: Marcão



ATHLETICO: Santos, Madson, Pedro Henrique(Robson Bambu)Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington, Bruno Guimarães e Léo Cittadini; Rony, Marco Ruben(Thonny Anderson) e Marcelo Cirino
Técnico: Tiago Nunes
Relembre Athletico e Fluminense no primeiro turno.




segunda-feira, 14 de outubro de 2019

Furacão é superado pelo Flamengo na arena.


O JOGO:

Como era de esperar, o Athletico partiu para o ataque, mas o Flamengo respondeu com marcação na saída de bola da equipe da casa, com a intenção de recuperar a bola. Aos oito minutos, Willian Arão desarmou Wellington na intermediária e chutou para defesa segura do goleiro Léo, substituto de Santos que está na Seleção Brasileira.
Aos 17 minutos, Lucas Silva invadiu a área pela direita e caiu depois de se chocar com o zagueiro Léo Pereira. O árbitro marcou pênalti, mas depois de checar as imagens com o árbitro de vídeo, anulou a marcação.
O Flamengo ficava mais tempo com a bola, tentando achar espaços na defesa paranaense, mas o time dirigido por Tiago Nunes mostrava eficiência na defesa. Aos 29 minutos, o Furacão criou a primeira jogada de perigo. Após cobrança de escanteio, Thiago Heleno subiu mais do que a zaga e cabeceou, mas Diego Alves fez grande defesa.
O Flamengo respondeu aos 39 minutos quando Lucas Silva cruzou e Vitinho, de coxa, desviou para o gol. A bola tirou tinta da trave de Léo. Aos 44 minutos, o Rubro-Negro marcou o primeiro gol. O goleiro Léo saiu jogando errado e Bruno Henrique se antecipou aos zagueiros para colocar a bola nas redes.
Depois de sofrer o gol, o Atlético tentou o empate em lances consecutivos de de Rony e Léo Citadini, mas o goleiro Diego Alves apareceu com segurança.
O segundo tempo começou com forte pressão do ataque do Ahtletico. Aos dois minutos, Willian Arão errou na saída de bola e Thonny Anderson ficou livre na área, mas seu chute foi defendido pelo goleiro Diego Alves. Aos 13 minutos, após cobrança de escanteio, a bola ficou com o zagueiro Léo Pereira que dominou na pequena área e bateu para fora, desperdiçando nova chance para o Furacão.
Muito pressionado, o Flamengo só voltou a aparecer com perigo aos 31 minutos quando Willian Arão fez ótimo passe para Bruno Henrique que concluiu com muito perigo. O Furacão respondeu aos 34 minutos com cabeçada perigosa de Marco Rubén, mas a bola saiu.
Aos 45 minutos, o Flamengo liquidou as esperanças do Athletico ao marcar o segundo gol. Everton Ribeiro lançou Renê e o lateral cruzou para o oportunista Bruno Henrique aparecer na frente da zaga e empurrar para as redes, definindo o resultado da partida.
FICHA TÉCNICA
ATHLETICO-PR 0 X 2 FLAMENGO
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 13 de outubro de 2019, domingo
Hora: 16h (de Brasília)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Helton Nunes (SC) e Éder Alexandre (SC)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)
Cartão Amarelo: Rony, Léo Citadini, Thiago Heleno(AP); Everton Ribeiro, Renê, Bruno Henrique, Vitinho e técnico Jorge Jesus(Fla)
Gols:
FLAMENGO: Bruno Henrique, aos 44 minutos do primeiro tempo e 45 minutos do segundo tempo

ATHLETICO: Léo, Madson, Thiago Heleno, Léo Pereira e Márcio Azevedo(Adriano); Wellington, Lucho González(Marco Ruben) e Léo Cittadini; Marcelo Cirino(Everton Felipe), Thonny Anderson e Rony
Técnico:Tiago Nunes


FLAMENGO: Diego Alves, Rafinha(João Lucas), Rhodolfo(Thuler), Pablo Marí e Renê; Willian Arão, Gerson, Lucas Silva(Piris da Mota) e Everton Ribeiro; Vitinho e Bruno Henrique
Técnico: Jorge Jesus


Veja como foi o jogo.

domingo, 13 de outubro de 2019

Athletico busca a terceira vitória seguida no brasileirão contra o líder Flamengo na arena.


Na tarde desse domingo o furacão recebe na arena da baixada o líder Flamengo,buscando a terceira vitória consecutiva o rubro negro chega embalo após dois resultados positivos fora de casa e duas ótimas atuações contra Bahia e Corinthians.Além disso terá o fator casa a seu favor para embalar com mais um resultado positivo e frear o líder da competição.

A formação:Ainda desfalcado furacão deve repetir a equipe.

Ainda sem poder contra com o goleiro Santos e o volante Bruno Guimarães servindo a seleção,e o meia Nikão que se recupera de um problema na coxa,o técnico Tiago Nunes deve repetir a formação da equipe que empatou com o Corinthians,novidades mesmo são no banco de reservas já que o lateral esquerdo Adriano retorna de suspensão e o atacante Marco Ruben retorna após resolver problemas pessoais na Argentina com isso,se não houver nada de última hora o furacão deve ir a campo com:Léo;Madson,Léo Pereira,Thiago Heleno e Marcio Azevedo;Wellington,Lucho González e Léo Cittadini;Rony,Thonny Anderson e Marcelo Cirino.




O Flamengo:com desfalques Flamengo quer aumentar sua vantagem na liderança.

Assim como o furacão o líder do campeonato também tem problemas para a partida,o zagueiro Rodrigo Caio e o atacante Gabriel estão com a seleção,já o lateral esquerdo Filipe Luis e o meia Arrascaeta estão lesionados e não enfrentam o furacão.Com isso o técnico Jorge Jesus deve mandar a campo a mesma equipe que derrotou o Atlético-MG na última rodada com:Diego Alves;Rafinha,Rhodolfo,Pablo Mari e Renê;Willian Arão e Gerson;Everton Ribeiro,Vitinho e Reinier;Bruno Henrique.





Ficha Técnica:

ATHLETICO-PR X FLAMENGO
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 13 de outubro de 2019, domingo
Hora: 16h (de Brasília)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Helton Nunes (SC) e Éder Alexandre (SC)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)

ATHLETICO-PR: Leo, Madson, Thiago Heleno, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington,Lucho González e Léo Cittadini; Marcelo Cirino, Thonny Anderson e Rony
Técnico: Tiago Nunes



FLAMENGO: Diego Alves, Rafinha, Rhodolfo, Pablo Marí e Renê; Willian Arão, Gerson, Reinier e Everton Ribeiro; Vitinho e Bruno Henrique
Técnico: Jorge Jesus
Relembre Flamengo e Athletico no primeiro turno.

sexta-feira, 11 de outubro de 2019

Athletico é superior mas fica no empate com o Corinthians


Jogando em São Paulo o furacão não temeu o adversário e foi superior ao Corinthians criando várias oportunidades,porém com dois vacilos defensivos acabou voltando pra Curitiba com um empate.Os gols do rubro negro foram anotados por Léo Cittadini e Erick na próxima rodada o furacão recebe na arena da baixada o Flamengo.

O JOGO:

E o que se viu foi o atual campeão da Copa do Brasil à vontade, como se estivesse em casa, leve, dominante. Carille começou com Vital na posição normalmente ocupada por Pedrinho, rapidamente trocou por Love, mas nada adiantou.
Com menos de 10 minutos, os visitantes perderam três gols inacreditáveis com Léo Cittadini, Cirino e Roni, com direito a chance dentro da pequena área e sem goleiro. A falta de pontaria custou caro.
Em uma batida de escanteio de Clayson, Gil marcou seu primeiro gol desde que retornou ao Brasil e abriu o placar. O Furacão, porém, não se abateu.
Léo Cittadini deixou tudo igual pouco depois. A virada parecia questão de tempo e não demorou. Erick foi fatal depois de falhas de Avelar e Manoel. E olha que o VAR ainda salvou o árbitro ao evitar um pênalti por falta de Fagner fora da área.
Nos acréscimos, antes do intervalo, outra bola parada fatal do Corinthians acabou com Boselli estufando as redes. Um empate para ser comemorado pelos alvinegros, que se dirigiram ao vestiário aliviados.
Na etapa final, Carille optou por não mudar a escalação, mas colocou Love na ponta direita. O panorama não mudou. O Athletico-PR continuou jogando de maneira tranquila depois de deixar o Corinthians com apenas 37% de posse de bola e trocar apenas 96 passes na etapa inicial.
Ainda assim, Vagner Love teve tudo para virar o jogo e recolocar o Corinthians à frente no placar. Cara a cara, finalizou em cima do goleiro Léo. No contra-ataque, Thonny Anderson fez fila, deixou Avelar no chão e só não marcou um gol antológico porque Cássio fez a defesa.
O ritmo alucinante do jogo caiu consideravelmente na parte final. Gustavo e Régis ainda entraram nas vagas de Boselli e Clayson, respectivamente. O Corinthians até passou a deter mais a bola e continuou perigoso nos lances de bola alçada na área, enquanto os paranaenses seguiam na base do ‘dois toques’.
Antes do apito final, Love perdeu, de cabeça, a chance de dar ao Corinthians os três pontos. O empate, no entanto, saiu no lucro para os mandantes.

FICHA TÉCNICA 
CORINTHIANS 2 X 2 ATHÉTICO-PR
Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data: 10 de setembro de 2019, quinta-feira
Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Andre Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Leone Carvalho Rocha (GO) e Cristhian Passos Sorence (GO)
VAR: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Cartões amarelos: Danilo Avelar e Fagner (COR); Rony (ATH)
Renda e Público: 22.736 pagantes / 22.964 total / 910,020,10
GOLS
Corinthians: Gil, aos 15, e Boselli, aos 47 minutos do 1T
Athletico-PR: Léo Cittadini, aos 23, e Erick, aos 31 minutos do 1T

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Manoel, Gil e Danilo Avelar; Ralf e Ramiro (Renê Jr.); Vagner Love Mateus Vital e Clayson; Boselli (Gustavo)
Técnico: Fábio Carille
ATHLÉTICO-PR: Léo; Madson, Thiago Heleno, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington, Erick (Lucho), Léo Cittadini, Thonny Anderson (Romero) e Rony (Vitinho); Marcelo Cirino
Técnico: Tiago Nunes


Veja como foi o jogo