domingo, 30 de junho de 2019

Athletico é derrotado pelo Cerro Porteño em amistoso na arena.


Em amistoso festivo na arena o furacão acabou se dando mau,e foi derrotado pelo Cerro Porteño por 2a0 o time rubro negro ainda teve oportunidade de fazer um gol na cobrança de pênalti desperdiçada por Marco Ruben.O furacão ainda fará mais um teste antes de retomar a temporada porém será no CT do Caju diante o Londrina.

O JOGO:


O Athletico foi surpreendido logo aos três minutos de jogo. Após cobrança de falta da ponta direita, a bola foi levantada na área, Amorebieta apareceu sozinho no meio dos marcadores e cabeceou firme, no canto esquerdo de Santos, para balançar as redes e inaugurar o marcador.
Depois de sair atrás, o Furacão se estabilizou na partida e buscou pressionar o rival, mas só conseguiu êxito na construção das jogadas a partir da segunda metade do primeiro tempo. Nome mais ativo do ataque mandante, Rony fez ótima jogada pela esquerda, limpou o marcador e chutou de fora da área, colocando o goleiro Carrizo para trabalhar. Na sequência, o atacante foi acionado mais uma vez, mas caprichou de mais e tirou até do gol.
Passados os momentos de efetividade, o Athletico voltou a trocar passes pouco incisivos e passou ser facilmente neutralizado pelo Cerro, que pouco produzia ofensivamente, dando prioridade á marcação. Irritados, os torcedores presentes vaiaram o time de Tiago Nunes ao final da etapa inicial.
Ciente da necessidade de uma mudança de postura, o Furacão voltou outro do intervalo e conseguiu um pênalti aos dois minutos, quando Marcelo Cirino sofreu falta de Candía dentro da área. Na cobrança, Marco Ruben bateu firme no canto esquerdo de Carrizo, mas o arqueiro saltou para fazer a defesa.
Apesar da decepção com a penalidade, o Athletico seguiu em busca do gol. Marcelo Cirino, duas vezes, e Rony, porém, pecaram na finalização, consagraram ainda mais Carrizo e irritaram ainda mais a torcida presente, além do técnico Tiago Nunes, que promoveu seis substituições de uma vez só, entre elas a estreia de Pedro Henrique
Como já dizia a máxima do futebol “quem não faz, toma”, o Cerro Porteño aumentou a vantagem. Após Churín entrar na área e ser derrubado por Robson Bambu, Larrivey bateu alto o pênalti, sem chance para o goleiro Caio, e fez 2 a 0 para os paraguaios. Mesmo mostrando vontade de procurar ao menos um gol na reta final, o Furacão teve que amargar o revés em plena Arena da Baixada sem sequer balançar a rede.
Ficha Técnica:
ATHLETICO 0X2 CERRO PORTEÑO
Data: 29 de junho de 2019, sábado
Local: Arena da Baixada, em Curitiba-PR
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Leonardo Ferreira (PR)
Assistentes: Bruno Boschilia (PR) e André Severo (PR)
Público total: 8.542 pessoas
Renda: R$ 169.200.00
Cartões amarelos: Candía e Amorebieta (CER). Léo Cittadini (ATH)
GOLS:
CERRO PORTEÑO: Amorebieta aos três minutos do 1°T e Larrivey aos 24 do 2°T.

ATHLETICO: Santos (Caio); Jonathan (Erick), Robson Bambu (Wellington Rocha), Léo Pereira (Pedro Henrique) e Márcio Azevedo (Abner); Wellington (Léo Cittadini), Bruno Guimarães (Lucho González) e Bruno Nazário (Tomás Andrade); Marcelo Cirino (Braian Romero), Marco Ruben (Thonny Anderson) e Rony (Nikão).
Técnico: Tiago Nunes

CERRO PORTEÑO: Carrizo; Alberto Espínola, Marcos Cáceres (Juan Camilo Saiz), Fernando Amorebieta e Salustiano Candía; Federico Carrizo, Marcelo Palau, Juan Aguilar (Mathías Villasanti) e Oscar Ruíz; Joaquín Larrivey (Pedro Benítez) e Nelson Haedo Valdez (Diego Churín)
Técnico: Miguel Ángel Russo
Veja como foi o jogo:


Reforço:Athletico anuncia a chegada do zagueiro Pedro Henrique.


O furacão vem se reforçando para o restante da temporada,no último sábado o furacão apresentou o zagueiro Pedro Henrique de 23 anos que chega por empréstimo ate o fim da temporada junto ao Corinthians.Revelado no Bragantino o zagueiro disputou 30 jogos como titular na equipe paulista porém,acabou perdendo espaço.O jogador chega para ser mais uma opção para o técnico Tiago Nunes para o restante da temporada.


Ficha Técnica:

Pedro Henrique


Posição: Zagueiro
Nome: Pedro Henrique Ribeiro Gonçalves
Data de nascimento: 02/10/1995 [23 anos]
Local de nascimento: Lauro Müller (SC)
Número da camisa: 34
Clubes em que atuou: Corinthians e Bragantino
Títulos conquistados: Campeonato Brasileiro [2015 e 2017] e Campeonato Paulista [2017, 2018 e 2019]

sábado, 29 de junho de 2019

Athletico recebe o Cerro Porteño em amistoso festivo na baixada.


Em preparação para o restante da temporada e também em comemoração aos 20 anos da reinaugurarão do Estádio Joaquim Américo,o furacão recebe o Cerro Porteño na tarde desse sábado no caldeirão,a partida marca o retorno do furacão aos campos após dias parados devido a disputa da Copa América.Porém o time do técnico Tiago Nunes não terá o que tem de melhor no amistoso isso por que alguns jogadores deveram ganhar oportunidade como Bruno Nazário e Robson Bambu,já Renan Lodi não estará em campo devido a uma cirurgia odontológica.

Mais eventos:

O torcedor que for a arena da baixada nesse sábado além de acompanhar o amistoso,também terá outras atrações como chopp no valor de cinco reais,musica ao vivo,encontro de colecionadores entre outras atrações,reforçando o valor de 25 reais inclui também sócios que quiserem participar do evento.Os portões serão aberto ao meio dia e os ingressos serão vendidos nas bilheterias até a hora da partida.

A Formação:

Sem Paulo André que pendurou as chuteiras e Renan Lodi que irá deixar o furacão para defender outro Atlético o de Madrid,o técnico Tiago Nunes deve mandar a campo o furacão com a seguinte formação:Santos;Jonathan,Léo Pereira,Robson Bambu e Marcio Azevedo;Wellington,Bruno Guimarães e Bruno Nazário;Marcelo Cirino,Marco Ruben e Rony.





O Cerro Porteño:

Em preparação para a Libertadores o Cerro vem a Curitiba para dois amistosos além de enfrentar o furacão,a equipe comandada por Miguel Ángel Russo também enfrentará o Paraná Clube.A equipe Paraguaia também conta com alguns nomes conhecidos na equipe como os meias Marcelo Palau e Julio do Santos que tiveram passagens pelo furacão a provável formação da equipe para o amistoso é:Juan Carrizo;Espinola,Marcos Cáceres,Amorebieta e Diego Rivas;Marcelo Palau,Villasanti e Hernán Novick;Federico Carrizo,Haedo Valdez e Larivey.




Relembre a última vez que furacão e Cerro se enfrentaram:

sexta-feira, 14 de junho de 2019

Mais do mesmo:Athletico joga mal e perde para o Goiás.



O JOGO:


A equipe esmeraldina, que tem mostrado força em casa, começou a partida pressionando e, aos dois minutos, Giovanni arriscou da intermediária e Santos fez a defesa. A resposta veio com Marco Rúben, que recebeu a bola na área e arrematou para boa defesa de Tadeu. Mas, aos cinco minutos, Kayke chutou de longe, Santos falhou e a bola morreu no fundo da rede.
O Furacão marcava o time esmeraldino em seu campo, forçando o erro, mas encontrava um time bem postado pela frente. Aos 14 minutos, Bruno Nazário cobrou falta, Lucho tentou o cabeceio, mas não alcançou a bola. Escanteio athleticano, aos 19 minutos, Lucho mandou no meio da confusão e a defesa tirou para salvar. A resposta veio aos 25 minutos, com Yago Felipe, que tabelou com Kayke e soltou o pé para carimbar a trave.
O VAR entrou em campo aos 29 minutos – com sua costumeira demora. O Goiás voltou a balançar a rede, após cobrança de escanteio, com Kayke desviando e Leandro Barcia completando. Em um primeiro momento a arbitragem anotou impedimento, mas voltou atrás e confirmou o gol. Bom cruzamento de Kayke, aos 42 minutos, e a zaga subiu para afastar. O técnico Tiago Nunes queimou a primeira mudança, tirando Madson para a entrada de Jonathan.
Para a etapa final, o Rubro-Negro voltou com Marcelo Cirino no lugar de Lucho González. O Goiás seguiu pressionando e, aos cinco minutos, Leandro Bacio cruzou para Giovanni testar para grande defesa de Santos. Aos oito minutos, Giovanni Augusto arriscou o chute rasteiro de fora da área, direto pela linha de fundo.
O ritmo da partida caiu um pouco, com os goianos administrando bem e, mais uma vez, o Athletico com dificuldade para atuar longe de sua Arena. Aos 26 minutos, Marlone tentou empurrar a bola para rede desvio de Geovane, na pequena área, e carimbou a trave athleticana. O Furacão apareceu aos 31 minutos, com Nikão, que recebeu de Cirino e chutou por cima da meta.
O Rubro-Negro subiu de produção com a entrada de Nikão, mas não conseguia vencer a defesa esmeraldina. Aos 36 minutos, Rony recebeu de Jonahtan e arrematou duas vezes, parando no goleiro Tadeu. A bola voltou a bater na trave, aos 39 minutos, desta vez com um belo chute de Bruno Nazário. Aos 46 minutos, Kayke apareceu com liberdade e, na saída de Santos, tocou para fora. Na sequência, Rony chutou e Rafael Vaz tocou para dentro das próprias redes.
Ficha Técnica:
GOIÁS 2 X 1 ATHLETICO
Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data: 13 de Junho de 2019, quinta-feira
Horário: 20 horas (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)
Assistentes: Luiz Claudio Regazone (RJ) e Daniel do Espirito Santo Parro (RJ)
Árbitro de Vídeo: Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ)
Assistente de Árbitro de Vídeo: Grazianni Maciel Rocha (RJ)
Cartões amarelos: Jefferson (Goiás); Rony, Wellington e Bruno Guimarães (Athletico)
Gols
GOIÁS: Kayke, aos 05 minutos e Leandro Barcia, aos 32 minutos do primeiro tempo
ATHLETICO-PR: Rafael Vaz (contra), aos 47 minutos do segundo tempo

GOIÁS: Tadeu; Daniel Guedes, Yago, Rafael Vaz e Jefferson; Geovane, Yago Felipe (Gilberto) e Giovanni Augusto (Marlone); Michael (Renatinho), Kayke e Leandro Barcia.
Técnico: Claudinei Oliveira

ATHLETICO-PR: Santos, Madson (Jonathan), Léo Pereira, Paulo André e Abner; Wellington (Nikão), Lucho González (Marcelo Cirino) e Bruno Guimarães; Bruno Nazário, Rony e Marco Ruben.
Técnico: Tiago Nunes
Veja como foi o jogo:


quarta-feira, 12 de junho de 2019

Com novidades Athletico enfrenta o Goiás no Serra Dourada.


Nessa quinta feira o furacão entra em campo pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro,é a última antes da parada para a Copa América e dessa vez o desafio será em Goiânia contra o Goiás em mais uma tentativa do time rubro negro de vencer a primeira longe de casa.Insatisfeito com algumas atuações na partida contra o Palmeiras o técnico Tiago Nunes deverá promover mudanças na equipe que vai a campo contra o esmeraldino.

A formação:Athletico muda para tentar vencer fora.

O rubro negro terá volta de jogadores importantes que foram poupados contra o Palmeiras,são os casos do meia Lucho González e do atacante Marco Ruben que retornam ao time,Jonathan deve ficar no banco de reservas,outra novidade pode ser no meio de campo com Bruno Nazário entrando na vaga de Nikão que pode ser poupado na partida dessa quinta feira.Mas a a grande novidade seja na defesa precisamente na lateral esquerda,Marcio Azevedo não agradou nas últimas partidas e Abner deve ser a principal novidade no furacão com isso,o rubro negro deve ir  acampo com:Santos;Madson,Léo Pereira,Paulo André e Abner;Wellington,Lucho González e Bruno Guimarães;Nikão(Bruno Nazário),Rony e Marco Ruben.



O Goias:esmeraldino quer a segunda vitória consecutiva.

Embalado pela vitória da última segunda feira contra a Chapecoense,o Goiás busca a segunda vitória seguida em casa para respirar na parada do campeonato,para a partida o técnico Claudinei Oliveira não poder´contar com David Duarte e Léo Sena ambos lesionados Yago e Yago Felipe devem entrar na equipe com isso o Goiás deve ir a campo com:Tadeu;Daniel Guedes,Yago,Rafael Vaz e Jefferson;Geovane,Yago Felipe e Giovanni Augusto;Michael,Kayke e Leandro Barcia.




Ficha Técnica:

GOIÁS X ATHLETICO.

Campeoanto Brasileiro 2019.

Local:Estádio Serra Dourada em Goiânia.
Data:13 de Julho de 2019
Horário20h

Arbitragem:Rodrigo Carvalhães de Miranda
Assistentes:Luiz Claudio Regazone e Daniel do Espirito Santo Parro
VAR:Pathrice Wallace Corrêa Maia.


GOIÁS:Tadeu;Daniel Guedes,Yago,Rafael Vaz e Jefferson;Geovane,Yago Felipe e Giovanni Augusto;Michael,Kayke e Leandro Barcia.TEC:Claudinei Oliveira.

ATHLETICO:Santos;Madson,Léo Pereira,Paulo André e Abner;Wellington,Lucho González e Bruno Guimarães;Nikão(Bruno Nazário),Rony e Marco Ruben.TEC:Tiago Nunes.


Relembre o último duelo entre furacão e Goiás.





segunda-feira, 10 de junho de 2019

Athletico vacila e perde mais uma fora de casa.


O JOGO:
 Em uma arena lotada, o Palmeiras assustou logo no começo com Dudu, que recebeu pelo lado direito da área e bateu cruzado, com perigo. O Athletico-PR equilibrou a partida rapidamente e levou perigo por meio de cobrança de falta de Nikão, defendida por Weverton.
O time mandante voltou a chegar ao ataque de forma consistente no momento em que Bruno Henrique cruzou para cabeçada firme e para fora de Deyverson. Mantendo o jogo lá e cá, o goleiro Weverton precisou trabalhar novamente para espalmar chute forte e cruzado disparado por Nikão.
Aos 37 minutos do primeiro tempo, o árbitro Rodrigo D’alonso Ferreira viu Nikão atingir Weverton em uma saída e mostrou o cartão vermelho. Após examinar a jogada pelo monitor do VAR, no entanto, o juiz resolveu anular a advertência e manteve o Athletico-PR com 11 em campo.
Com Moisés no lugar de Bruno Henrique, o Palmeiras desperdiçou uma chance incrível logo no começo da etapa complementar. Dudu recebeu pela direita e cruzou. Deyverson não conseguiu completar na primeira trave e a bola sobrou limpa para Zé Rafael, que, na cara do gol, conseguiu completar para fora.
Pouco depois, Deyverson recebeu pelo lado direito da grande área e chutou para defesa de Santos. Empurrado por sua torcida e sem correr maiores riscos no campo de defesa, o time alviverde pressionou em busca da vitória e Felipão promoveu a entrada de Raphael Veiga no lugar de Lucas Lima.
O Palmeiras finalmente marcou aos 34 minutos do segundo tempo. Em jogada pelo lado direito da grande área, Márcio Azevedo cometeu pênalti claro sobre Dudu. Na cobrança, diante de seu ex-clube, Raphael Veiga converteu. Na última chance do jogo, Léo Cittadini chutou sem ângulo da esquerda e Weverton defendeu.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 1 x 0 ATHLETICO-PR
Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Data: 8 de junho de 2019, sábado
Horário: 16h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Rodrigo D’alonso Ferreira (SC)
Assistentes: Helton Nunes e Thiaggo Americano Labes, ambos (SC)
VAR: Rodrigo Nunes de Sa (RJ)
Cartões amarelos: Felipe Melo e Zé Rafael (PAL); Léo Pereira, Wellington, Nikão e Márcio Azevedo (APR)
Renda: R$ 2.489.587.85
Público: 37.086 pagantes
Gol:
PALMEIRAS: Raphael Veiga, aos 34 minutos do 2º Tempo

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Felipe Melo (Thiago Santos), Bruno Henrique (Moisés) e Lucas Lima (Raphael Veiga); Zé Rafael, Dudu e Deyverson
Técnico: Luiz Felipe Scolari
ATHLETICO-PR: Santos; Madson, Paulo André (Bruno Nazário), Léo Pereira (Lucas Halter) e Márcio Azevedo; Wellington, Nikão, Bruno Guimarães e Léo Cittadini; Rony e Thonny Anderson (Marcelo Cirino)
Técnico: Tiago Nunes
Veja como foi o jogo:


sexta-feira, 7 de junho de 2019

Com time misto Athletico encara o líder Palmeiras.


Nesse sábado o furacão entra em campo em São Paulo contra o líder Palmeiras,a missão não é fácil enfrentar o primeiro colocado da competição jogando fora de casa onde o rubro negro ainda busca sua primeira vitória na temporada.Em campo uma equipe diferente uma formação ainda não testada por Tiago Nunes na temporada visando também poupar alguns atletas do desgaste das ultimas três partidas.

A formação:furacão poupa jogadores para tentar vencer a primeira longe de casa.

O treinador atleticano opta por uma formação inédita na equipe jogadores Como Lucho,Marco Ruben e Léo Pereira serão poupados nesse sábado assim dando lugar a Paulo André,Léo Cittadini e Thonny Anderson uma formação inédita dentro das já testadas na temporada em mais uma tentativa de vencer a primeira fora de casa assim,o rubro vai a campo contra o líder com a seguinte formação:Santos;Madson,Lucas Halter,Paulo André e Marcio Azevedo;Wellington,Léo Cittadini e Bruno Guimarães;Nikão,Rony e Thonny Anderson.




O Palmeiras:Jogando em casa Palmeiras quer seguir líder.

Ao contrário do furacão o Palmeiras terá força máxima para a partida,o técnico Luis Felipe Scolari terá o que tem de melhor para encarar o rubro negro,jogando em casa o "porco"que manter a liderança da competição até a parada para a Copa América com isso a provável formação do Palmeiras é:Weverton;Marcos Rocha,Antônio Carlos,Edu Dracena e Diogo Barbosa;Felipe Melo,Bruno Henrique e Gustavo Scarpa;Zé Rafael,Dudu e Deyverson.







Ficha Técnica:

PALMEIRAS X ATHLETICO

CAMPEONATO BRASILEIRO 2019.

Data:08/06/2019
Local:Estádio Alliaz Park,em São Paulo
Horário:16h

Arbitragem:Rodrigo D´alonso Ferreira
Auxiliares:Helton Nunes e Thiaggo Americano Labes
VAR:Rodrigo Nunes de Sá.

PALMEIRAS:Weverton;Marcos Rocha,Antônio Carlos,Edu Dracena e Diogo Barbosa;Felipe Melo,Bruno Henrique e Gustavo Scarpa;Zé Rafael,Dudu e Deyverson.Tec:Luis Felipe Scolari


ATHLETICO:Santos;Madson,Lucas Halter,Paulo André e Marcio Azevedo;Wellington,Léo Cittadini e Bruno Guimarães;Nikão,Rony e Thonny Anderson.Tec:Tiago Nunes


Relembre o último duelo entre furacão e Palmeiras.



quinta-feira, 6 de junho de 2019

Athletico derrota o Fortaleza e vai as quartas da Copa do Brasil.


Foi no sufoco mas outra vez brilhou a estrela de Marco Ruben e o furacão está nas quartas de finais da Copa do Brasil,depois de um jogo complicado onde o furacão teve dificuldades para abrir a marcação do Fortaleza,o Argentino mais uma vez mostrou que é matador e já no fim da partida fez o gol que garantiu a classificação rubro negra na baixada.

O JOGO:

Ao seu estilo, o Furacão começou a partida tocando a bola, valorizando a posse esperando por espaços para atacar. Aos cinco minutos, levantamento para Lucho, que desviou levemente de cabeça, com a bola sobrando para Rony, que finalizou por cima da meta. O Tricolor respondeu com Marlon, aos sete minutos, recebendo de Carlinhos e sendo travado na cara do gol no momento do arremate.
O time da casa tentava iniciar uma pressão, mas encontrava uma marcação forte pela frente. Aos 16 minutos, Léo Pereira lançou Márcio Azevedo em profundidade, mas a bola correu demais e saiu. Aos 23 minutos, Osvaldo abriu espaço na defesa rubro-negra e cruzou fechado para Rony aparecer no caminho e afastar. Aos 28 minutos, foi a vez de Araruna pegar sobra de bola e, de longe, chutar para boa defesa de Santos.
Madson conseguiu chegar ao fundo do campo, aos 30 minutos, e cruzou para Marco Rúben testar nas mãos de Felipe Alves. O Fortaleza não ficava só na defesa e levava perigo na frente. Aos 35 minutos, Romarinho partiu para a jogada individual e bateu para grande defesa de Santos. O troco veio com Nikão, que subiu na área para testar pela linha de fundo. Aos 43 minutos, Madson apareceu com liberdade na área, chutou cruzado e mandou direto para fora, desperdiçando um ótimo ataque.
Para a segunda etapa, as equipes retornaram sem alterações. Aos cinco minutos, jogada ensaiada do Tricolor, com Osvaldo servindo Felipe, que chutou para defesa de Santos. O Furacão respondeu com Rony, aos sete minutos, com chute no meio do gol, fácil para Felipe Alves. O panorama da partida seguia semelhante ao do primeiro tempo, com o Rubro-Negro com dificuldade para impor seu jogo.
O tricolor chegava sempre com perigo. Aos 14 minutos, Carlinhos encontrou espaço para avançar e soltou o pé, por cima da meta. O técnico Tiago Nunes colocou o Athletico para frente, com a entrada de Marcelo Cirino no lugar de Wellington. Aos 24 minutos, Bruno Guimarães tentou resolver sozinho, fez fila, mas deixou a bola sair pela linha de fundo.
Com o time repleto de atacantes, o Furacão não saia do campo de ataque, mas sem conseguir criar, já demonstrando algum nervosismo. Aos 34 minutos, cruzamento de Nikão na medida para Marcelo Cirino, que não conseguiu dominar a bola. A situação ficou dramática para o Fortaleza, aos 35 minutos, com a expulsão de Carlinhos. Aos 41 minutos, Felipe Alves operou um milagre para parar desvio de Marcelo Cirino. Até que, aos 43 minutos, Marco Rúben, sempre ele, aproveitou cruzamento para testar firme e marcar o gol da classificação.
Ficha Técnica:
ATHLETICO 1 X 0 FORTALEZA
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 05 de Junho de 2019, quarta-feira
Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
Árbitro de Vídeo: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)
Assistentes de Árbitro de Vídeo: Douglas Marques das Flores (SP) e Fabrício Porfírio de Moura (SP)
Cartões amarelos: Lucho (Athletico); Carlinhos, Felipe Alves (Fortaleza)
Cartão vermelho : Carlinhos (Fortaleza)
Gol
ATHLETICO: Marco Rúben, aos 43 minutos do segundo tempo

ATHLETICO: Santos; Madson, Lucas Halter, Léo Pereira e Márcio Azevedo (Braian Romero); Wellington (Marcelo Cirino), Bruno Guimarães e Lucho González (Bruno Nazário), Nikão; Rony e Marco Ruben.
Técnico: Tiago Nunes

FORTALEZA: Felipe Alves; Gabriel Dias (Dodô), Quintero, Roger Carvalho, Carlinhos; Felipe, Araruna; Osvaldo (Júnior Santos), Marlon, Marcinho (Tinga) e Romarinho.
Técnico: Rogério Ceni
Visão de jogo:classificação no sufoco.
Não existe jogo fácil e contra o Fortaleza foi mais um daqueles complicados,a vaga veio a duras penas mas veio em uma partida onde o adversário soube jogar dentro da baixada dando dificuldades principalmente na primeira etapa onde a criação do furacão não funcionou originando muitos erros de passes.
Na segunda etapa  o jogo foi outro e o resultado foi um forte pressão rubro negra,muitas vezes parando no goleiro Felipe Alves que evitou por várias vezes o sucesso do furacão.mas que tem tem Marco Ruben tem um matador nato que mais uma vez decidiu no fim e foi o protagonista.Agora é focar no que vem pela frente até a para para a Copa América e depois voltar com tudo pra um ano de glórias.
Veja como foi o jogo:



terça-feira, 4 de junho de 2019

Athletico recebe o Fortaleza valendo vaga nas quartas de finais da Copa do Brasil.


Na noite dessa quarta feira o furacão recebe o Fortaleza na Arena da Baixada,em jogo válido pelas quartas de finais da Copa do Brasil é a partida de volta na primeira partida empate sem gols no Castelão.Um dos objetivos do clube para a temporada o rubro negro deverá ter força máxima para encarar o time cearense e embora o técnico Tiago Nunes ainda tenha algumas dúvidas a formação deve ser semelhante a da partida diante o Fluminense.

A Formação:Com força máxima furacão busca a vaga.

Para a partida o técnico Tiago Nunes terá a volta do lateral direito Jonathan e do zagueiro Paulo André,com isso existem duas dúvidas para a partida Lucas Halter briga pela vaga na zaga enquanto Madson tem a concorrência de Jonathan na lateral direita.Já na lateral esquerda Renan Lodi deve mais uma vez ficar de fora devido a sua não liberação pela CBF e assim Marcio Azevedo deve ser mantido no setor com isso o furacão deve ir a campo com:Santos;Madson(Jonathan),Lucas Halter(Paulo André),Léo Pereira e Marcio Azevedo;Wellington,Bruno Guimarães e Lucho González,Nikão;Rony e Marco Ruben.




O Fortaleza: Fortaleza tenta surpreender na baixada.

Precisando vencer o time comandado por Rogério Ceni vem a Curitiba com objetivo de surpreender na arena,com uma campanha ruim fora de casa derrotar o rubro negro nessa quarta também é um desafio para a equipe cearense.Para a partida o tricolor do Pici deverá te o que tem de melhor para encarar o furacão assim podendo entrar em campo com a seguinte formação:Felipe Alves;Tinga,Quintero,Roger Carvalho,Carlinhos;Felipe Araruna;Osvaldo,Marcinho,Romarinho e André Luis.



Ficha Técnica:

ATHLETICO X FORTALEZA

COPA DO BRASIL-OITAVAS DE FINAL JOGO DE VOLTA.
Data:05/06/2019
Local:Arena da Baixada,em Curitiba
Horário:19h15

Árbitro:Flavio Rodrigues de Souza
Auxiliares:Alex Ang Ribeiro e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa
VAR:Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral.

ATHLETICO:Santos;Madson(Jonathan),Lucas Halter(Paulo André),Léo Pereira e Marcio Azevedo;Wellington,Bruno Guimarães e Lucho González,Nikão;Rony e Marco Ruben.TEC:Tiago Nunes

FORTALEZA:Felipe Alves;Tinga,Quintero,Roger Carvalho,Carlinhos;Felipe Araruna;Osvaldo,Marcinho,Romarinho e André Luis.TEC:Rogério Ceni.


segunda-feira, 3 de junho de 2019

Athletico derrota o Fluminense e se recupera no Brasileirão.


Depois de três partidas o furacão voltou a vencer no Campeonato Brasileiro,com gols de Lucho González,Rony e Marcelo Cirino o furacão passou sem problemas pelo Fluminense na arena e conquistou mais três pontos dentro de casa.Agora o furacão volta as suas atenções para a Copa do Brasil quando recebe o Fortaleza na próxima quarta feira na arena.

O JOGO:

O Athletico começou a partida pressionando a saída de bola do Fluminense. A postura quase deu certo logo aos três minutos, quando Marco Rubén acertou a trave.
O Fluminense tentava os avanços, mas sofria com a rapidez dos donos da casa. Tanto que aos dez minutos, a zaga cortou mal a bola, que sobrou para Rony na área. O atacante dominou, mas chutou na rede pelo lado de fora.
O domínio do Athletico surtiu efeito aos 20 minutos. Rony cruzou pela esquerda e encontrou Lucho González livre para cabecear sem chance para Rodolfo.
Mesmo depois do revés, o Fluminense não conseguiu melhorar na partida. Os tricolores chegavam ao ataque, mas sem incomodar o goleiro Santos. Do outro lado, o Athletico aproveitava os espaços e quase ampliou aos 30 minutos. Marco Rubén foi lançado na área e chutou para boa defesa de Rodolfo. Para piorar a situação dos visitantes, o volante Airton foi expulso ao cometer falta violenta em Bruno Guimarães.
Se a situação já estava ruim para o Fluminense antes da expulsão, depois ficou pior. Aos 37 minutos, Rony aproveitou cruzamento e cabeceou cruzado para a rede em lance bem parecido com o primeiro gol paranaense.
Com boa vantagem no placar, os paranaenses apenas administraram o resultado até o intervalo.
No segundo tempo, o Athletico buscou seguir administrando o resultado desde os primeiros minutos. O Fluminense, mesmo com um jogador a menos, buscava o ataque e chegou a assustar em duas oportunidades, com Yony González. Os donos da casa só assustaram aos 17 minutos, em chute de Nikão.
Ao contrário do primeiro tempo, os paranaenses diminuíram o ritmo e pecavam nos passes no setor ofensivo. Mesmo assim, o Athletico mantinha a posse de bola e quando era exigido contava com a boa atuação dos defensores.
Na parte final do jogo, o Athletico chegou ao terceiro gol, aos 38 minutos. Marcelo Cirino fez boa jogada individual e chutou para o gol. O zagueiro Yuri desviou a bola e acabou com a chance de Rodolfo fazer a defesa. Depois disso, as duas equipes apenas esperaram o apito final do árbitro na Arena da Baixada.
Ficha Técnica:
ATHLETICO 3 X 0 FLUMINENSE
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 02 de Junho de 2019, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Wagner Reway (Fifa/PB)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa/SP)e Fabio Rodrigo Rubinho (MT)
Árbitro de Vídeo: Jose Claudio Rocha Filho (SP)
Renda: R$ 201.145,00
Público: 12.548 presentes
Cartões amarelos: Nikão (Athletico); Airton, Guilherme e Nino (Fluminense)
Cartões vermelhos: Airton (Fluminense)
GOLS
ATHLETICO: Lucho González, aos 20min do primeiro tempo; Rony, aos 37min do primeiro tempo; Marcelo Cirino, aos 38min do segundo tempo

ATHLETICO: Santos; Madson, Lucas Halter, Léo Pereira, e Márcio Azevedo; Wellington (Léo Cittadini), Lucho González (Tomás Andrade) e Bruno Guimarães; Rony, Nikão (Marcelo Cirino) e Marco Rúben
Técnico: Tiago Nunes

FLUMINENSE: Rodolfo, Igor Julião, Nino, Matheus Ferraz (Yuri) e Caio Henrique; Airton, Allan e Daniel; Léo Arthur (Guilherme), João Pedro e Yony González (Brenner)
Técnico: Fernando Diniz
Visão de jogo:Vitória e boa atuação.
Como de costume o furacão fez sua parte dentro de casa uma vitória fácil contra o time de Fernando Diniz que embora não estivesse na beira de campo deixou seu legado na equipe que comanda.Melhor para o rubro negro que teve grande atuação principalmente com Rony e Lucho que fizeram a diferença na partida e ajudaram a decidir a favor do furacão.
Vitoria importante também para o grupo após a derrota da Recopa,a equipe mostrou que não se abalou e deu o senhor melhor na partida o que deixa um futuro interessante visto o que teremos pela frente ainda,agora é focar na Copa do Brasil diante o Fortaleza para seguirmos na briga por mais coisas importantes na temporada.
Veja como foi o jogo:

domingo, 2 de junho de 2019

Athletico recebe o Fluminense em busca de reabilitação.


Não tem tempo pra lamentações passada a tristeza pela perda da Recopa o furacão busca escrever uma nova história na temporada,contra o Fluminense na arena o rubro negro busca dar fim a sequência negativa de resultados e se reencontrar na temporada e pontuar bem até a parada para a Copa América.

A Formação:

Basicamente o furacão terá o que tem de melhor para a partida desse domingo,com apenas uma dúvida e uma mudança na equipe titular o furacão deverá ter Lucas Halter na zaga ao lado de Léo Pereira,no meio de campo Lucho ou Thonny Anderson brigam pela vaga enquanto Renan Lodi que era dúvida devido a sua convocação para a seleção sub-20 está garantido na equipe.Com isso a provável formação do furacão para o jogo é:Santos;Madson,Lucas Halter,Léo Pereira e Renan Lodi;Wellington,Lucho(Thonny Anderson) e Bruno Guimarães;Nikão e Rony;Marco Ruben.




O Fluminense:Com desfalque Flu terá time misto na arena.

Fluminense vem modificado para enfrentar o furacão além de não ter o técnico Fernando Diniz suspenso,o time carioca deve poupar alguns atletas para a partida,além disso técnico interino Marcio Araujo tem uma dúvida no meio de campo entre Yuri Lima e Ewandro no restante o Fluminense deve ir a campo com:Rodolfo;Igor Julião,Nino,Matheus Ferraz e Caio Henrique;Yuri Lima(Ewandro),Daniel e Allan;Léo Artur,Yony Gnzález e João Pedro.








Ficha Técnica:

ATHLETICO X FLUMINENSE

CAMPEONATO BRASILEIRO 2019

Local:Arena da Baixada,em Curitiba
Data:02/06/2019
Horário:16h

Arbitragem:Wagner Reway
Assistentes:Emerson Augusto de Carvalho e Fabio Rodrigo Rubinho
VAR:José Claudio Rocha Filho


ATHLETICO:Santos;Madson,Lucas Halter,Léo Pereira e Renan Lodi;Wellington,Lucho(Thonny Anderson) e Bruno Guimarães;Nikão e Rony;Marco Ruben.TEC:Tiago Nunes


FLUMINENSE:Rodolfo;Igor Julião,Nino,Matheus Ferraz e Caio Henrique;Yuri Lima(Ewandro),Daniel e Allan;Léo Artur,Yony Gnzález e João Pedro.TEC:Marcio Araujo(Interino)



Relembre o último duelo entre furacão e Fluminense.