Dia de decisão:Atlético recebe o Santa Cruz,por uma vaga nas quartas.


A noite dessa quarte feira será de mais uma decisão pra o rubro negro na arena,o furacão recebe o Santa Cruz na arena da baixada pela partida de volta das oitavas de finais da Copa do Brasil.Após a boa atuação contra o Flamengo no fim de semana ficou a expectativa do time engrenar e avançar a próxima fase em meio a maratona de jogos que o time vem encarando,e apesar disso o técnico Eduardo Baptista deve manter a formação que enfrentou o Flamengo.

O TIME:

Para a partida as únicas baixas serão os atletas impossibilitados de disputar a Copa do Brasil,são os casos do meia Guilherme que já atuou na competição pelo Corinthians,o volante Bruno Guimarães e o atacante Ederson que não estão inscritos na competição,além do meia Carlos Alberto vetado pelo DM,porém a novidade será Felipe Gedoz que após algum tempo se recuperando de lesão ficará a disposição no banco de reservas dessa forma o rubro negro deve ir a campo com:Weverton,Jonathan,Paulo André,Thiago Heleno e Sidcley;Rosseto,Otávio,Lucho González,Nikão e Pablo;Grafite.

O Santa Cruz:

Tentando surpreender fora de casa,a cobra coral vem a Curitiba buscando no minimo um gol,ou até mesmo um empate sem gols para levar a disputa para as cobranças de pênaltis,para isso o técnico Vinicius Eutrópio deve mandar a campo o mesmo time que enfrentou o CRB no último fim e semana com a seguinte formação:Júlio César; Nininho, Anderson Salles, Bruno Silva, Tiago Costa; Elicarlos e David e André Luís; William Barbio, Everton Santos e Halef Pitbull

Ficha Técnica:


ATLÉTICO-PR X SANTA CRUZ-PE
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 31 de maio de 2017, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Assistentes: Cristhian Passos Sorence (GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)
ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio e Matheus Rossetto; Nikão ,Lucho e Pablo; Eduardo da Silva
Técnico: Eduardo Baptista
SANTA CRUZ : Júlio César; Nininho, Anderson Salles, Bruno Silva, Tiago Costa; Elicarlos e David e André Luís; William Barbio, Everton Santos e Halef Pitbull
Técnico: : Vinícius Eutrópio

Empatou:Atlético joga melhor,mas fica no empate com o Flamengo.


Na partida,que marcou a estréia do técnico Eduardo Baptista no furacão o rubro negro ficou no empate em 1a1 com o time carioca,e segue sem vencer no brasileirão o gol do furacão foi marcado por Thiago Heleno enquanto Mancuello fez o gol dos cariocas.Agora o furacão retorna  acampo na próxima quarta feira mas pela Copa do Brasil contra o Santa Cruz na arena.

O JOGO:

 As equipes começaram a partida errando muitos passes, dificultando o trabalho dos ataques. A primeira finalização a gol, aos cinco minutos, com Lucho González, não valeu, já que o árbitro já havia marcado falta de Rosseto. Aos nove minutos, levantamento de Paulo André e Lucho González dividiu com Muralha, cometendo falta no goleiro. O Furacão tinha maior volume de jogo e, aos 11 minutos, Grafite ajeitou para Pablo chegar chutando, com perigo, raspando o poste.
O time da casa, agora sob comando de Eduardo Baptista, já mostrava uma postura mais agressiva. Aos 13 minutos, Nikão arriscou de longe para defesa de Muralha. Aos 20 minutos, na primeira chegada do Flamengo, Renê cruzou no segundo pau e Arão praticamente recuou para a zaga atleticana. Porém, aos 24 minutos, Mancuello apareceu com liberdade para subir e testar para o fundo das redes e abrir a contagem.
O Atlético respondeu, aos 25 minutos, com Nikão cabeceando no travessão. A torcida do Furacão perdeu paciência com o time e começou a cobrar. Aos 30 minutos, grafite recebeu, teve tempo para escolher o canto, e bateu para defesa de Muralha, no cantinho. Na arquibancada, uma faixa com a palavra ‘chute’ e setas apontando o gol criticava o ataque paranaense. Aos 37 minutos, Grafite dominou na entrada da área e chutou forte, a direita da meta. Lance inacreditável, aos 40 minutos, com Grafite abrindo espaço e carimbado a trave e, no rebote, Sidcley bateu para a defesa tirar em cima da linha.
Para a etapa final, o Atlético voltou com Douglas Coutinho no lugar de Nikão. Aos três minutos, Renê chegou ao ataque com espaço para chutar, mas pensou demais e foi travado pela defesa paranaense. Aos seis minutos, Guerrero dominou na área, girou o corpo e acertou Thiago Heleno pelo caminho. O Furacão não voltou com a mesma pegada. Aos nove, Guerrero cabeceou no ângulo e Weverton foi buscar praticando uma linda defesa.
Mas, o Atlético acordou e, aos 10 minutos, Rosseto cobrou escanteio para o meio da área e Thiago Heleno cabeceou para baixo para ganhar de Muralha e deixar tudo igual no placar. Cobrança de falta na entrada da área para Mancuello, mas o chute saiu sem direção. O Flamengo tinha mais posse, mas criava pouco no segundo tempo. Os dois treinadores colocaram em campo suas principais armas. Pelo lado carioca o garoto Vinicius Júnior, enquanto o Furacão viu a reestreia de Ederson.
Guerrero teve mais um cruzamento na medida, aos 28 minutos, mas a defesa atleticana conseguiu evitar a complementação da jogada. Aos 31 minutos, Douglas Coutinho recebeu sozinho e parou em Muralha, que saiu bem para fechar o ângulo. Ederson apareceu pela primeira vez aos 38 minutos, batendo no canto para defesa do goleiro. Jonathan tentou resolver sozinho, aos 42 minutos, mas ficou sem a bola. Do outro lado, aos 44 minutos Guerreiro recebeu cruzamento e furou, desperdiçando a chance de matar a partida.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 1 X 1 FLAMENGO
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 28 de maio de 2017, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Kleber Lucio Gil (Fifa-SC) e Neuza Inês Back (Fifa-SC)
Cartões amarelos: Pablo (Atlético-PR)
Gols
ATLÉTICO-PR: Thiago Heleno, aos 10 minutos do segundo tempo
FLAMENGO: Mancuello, aos 24 minutos do primeiro tempo
ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio e Matheus Rossetto; Nikão (Douglas Coutinho), Lucho (Guilherme) e Pablo; Grafite (Ederson)
Técnico: Eduardo Baptista
FLAMENGO: Alex Muralha, Pará, Réver, Rafael Vaz e Renê; Márcio Araújo, William Arão, Cuellar (Rodinei) e Mancuello (Lucas Paquetá); Matheus Sávio (Vinicius Júnior) e Paolo Guerrero
Técnico: Zé Ricardo
Veja os gols do jogo:

Novo comando:Atlético recebe o Flamengo na estréia de Eduardo Baptista.


Nesse domingo o furacão inicia uma nova era,a era Eduardo Baptista o novo treinador inicia seu trabalho a beira do campo nesse domingo contra o Flamengo na arena e um jogo movido a expectativas e esperança da torcida em ver um time com uma postura diferente dentro de casa e finalmente conquistar os primeiros pontos no brasileirão.Para a partida o técnico Eduardo Baptista deve manter a base da equipe que vinha atuando nas partidas anteriores no comando de Paulo Autuori tendo apenas uma novidade,e uma dúvida em relação a equipe que enfrentou o Grêmio.

O TIME:

Para a partida,a grande novidade será a volta do zagueiro Thiago Heleno que não atuou contra o Grêmio e volta a zaga  ao lado de Paulo André,já no meio campo existe uma dúvida já que Carlos Alberto não deve entrar jogando como titular no time nessa partida assim Guilherme e Lucho González brigam por uma posição no meio campo e no ataque Eduardo da Silva e Grafite disputam uma posição,dessa forma o furacão deve ir  acampo com: Weverton; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio e Matheus Rossetto; Nikão, Lucho González(Guilherme) e Pablo; Eduardo da Silva(Grafite).

O Flamengo:

Embalado pela vitória e a classificação na Copa do Brasil no meio de semana,o time carioca vem a Curitiba com problemas,isso por que o técnico Zé Ricardo,além de ainda não poder contar com Diego e Conca que ainda seguem se recuperando ainda não poderá contar com o zagueiro Donati e o atacante Berrío que foram vetados pelo DM,sem contar que os meias Gabriel e Everton também ficam de fora assim abrindo a possibilidade de uma formação mais defensiva,assim o Flamengo deve ir a campo com:Alex Muralha, Pará, Réver, Rafael Vaz e Miguel Trauco(Renê); Márcio Araújo, William Arão, Rômulo (Cuellár), Matheus Savio e Rodinei(Mancuello); Paolo Guerrero.

Ficha Técnica:

ATLÉTICO-PR X FLAMENGO
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 28 de maio de 2017, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Kleber Lucio Gil (Fifa-SC) e Neuza Inês Back (Fifa-SC)
ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio e Matheus Rossetto; Nikão, Lucho González(Guilherme) e Pablo; Eduardo da Silva(Grafite).
Técnico: Eduardo Baptista
FLAMENGO: Alex Muralha, Pará, Réver, Rafael Vaz e Miguel Trauco(Renê); Márcio Araújo, William Arão, Rômulo (Cuellár), Matheus Savio e Rodinei(Mancuello); Paolo Guerrero.
Técnico: Zé Ricardo

Relembre o último duelo entre furacão e Flamengo pelo Brasileirão.


Ele voltou:Ederson é novo reforço do furacão.


Ele está de volta,Ederson artilheiro com a camisa do furacão em 2013 com 21 gols acertou sua volta a rubro negro,atuando pelo Vasco desde o ano passado o atacante retorna ao furacão onde teve sua melhor fase na carreira e vira mais uma opção para o técnico Eduardo Baptista,agora o jogador espera eu contrato ser divulgado no BID da CBF pra poder fazer sua estréia com a camisa rubro negra.A seguir confira a ficha completa do atacante atleticano.

Ficha Técnica:

Ederson

Posição: Atacante

Nome: Ederson Alves Ribeiro Silva

Data de nascimento: 13 de março de 1989 [28 anos]

Local de nascimento: Pentecoste (CE)

Clubes em que atuou: Atlético Paranaense, Ceará, ABC, Al Wasl [Emirados Árabes], Kashiwa Reysol [Japão] e Vasco da Gama.

Jogos pelo Furacão: 75

Gols com a camisa rubro-negra: 30

Mudanças:Paulo Autuori vira diretor técnico,e Eduardo Baptista é novo treinador do furacão.


A terça feira foi movimentada pelos lados do CT do Caju,algo que era previsto acontecer durante a temporada a saída de Paulo Autuori do comando técnico do furacão aconteceu,o então treinador agora assumira o cargo de diretor técnico do furacão.No rubro negro desde março de 2016 Paulo foi um dos treinadores que mais durou no comando do clube ficando um ano e quatro meses,conquistando um titulo estadual,classificando o time para a libertadores onde levou até as oitavas de final,a partir daqui o responsável por comandar o furacão será Eduardo Baptista.



Eduardo Baptista:

O novo treinador rubro negro,foi selecionado rapidamente,Eduardo Baptista de 45 anos chega para comandar o furacão na temporada,após ter uma passagem rápida pelo Palmeiras onde classificou o time paulista para as oitavas da libertadores,o treinador se destacou no Sport Recife e na Ponte Preta onde teve grande atuações e se destacou até chegar ao furacão,confira a seguir a fica completa do novo comandante rubro negro.


Ficha Técnica:

Nome: Eduardo Alexandre Baptista

Data de nascimento: 30 de março de 1972 [45 anos]

Local: Campinas (SP)

Equipes em que trabalhou como técnico: Sport (PE), Fluminense (RJ), Ponte Preta (SP) e Palmeiras (SP)

Vacilo:Atlético é derrotado pelo Grêmio.


Mais uma vez o furacão deixou a desejar dentro da arena da baixada,na tarde desse domingo o furacão foi derrotado pelo Grêmio  por dois a zero e sofreu sua segunda derrota na competição.Na próxima rodada o furacão joga novamente na arena para enfrenta o Flamengo.

O JOGO:

 O primeiro tempo da partida fez jus ao tempo embaçado em Curitiba. As duas equipes pouco produziram e mais se estudaram em campo. Em 45 minutos, poucas chances claras de gol, e 60% de aproveitamento do Furacão.
Mesmo com mais tempo de bola nos pés, os jogadores do Atlético não conseguiam realizar as jogadas em velocidade e pecavam no último passe. Enquanto isso, o Grêmio se defendia como podia e abria mão do ataque, esperando um contra-ataque fatal – que não aconteceu.
O principal lance do primeiro tempo foi a não marcação de um pênalti em chute do meia Rossetto, que acertou a bola no braço do zagueiro Kannemann dentro da área. Com o jogo truncado, quatro cartões amarelos foram apresentados na primeira etapa, sendo dois para cada time.
 O Grêmio retornou para o segundo tempo com uma outra postura e foi recompensado com um gol relâmpago. Aos dois minutos, Ramiro lançou para a área e Barrios tentou dominar, mas a bola sobrou limpa para o atacante Luan marcar seu primeiro gol no Brasileirão: 1 a 0.
O jogo esquentou e o Atlético-PR passou a atacar com mais homens a frente, dando o contra-ataque ao Imortal. Após uma boa chegada de Pablo, que finalizou por cima do gol, o Furacão sofreu mais um baque na partida. Em rápido toque de bola, Ramiro descolou cruzamento para o centroavante Lucas Barrios, que deu um lindo toque de calcanhar e fez o segundo gol do Imortal.
Mesmo com 2 a 0 no placar, o Grêmio passou a adotar postura defensiva e abdicar do ataque. Aos 30 minutos, o time gaúcho se complicou. O goleiro Marcelo Grohe, que já tinha cartão amarelo por ter feito cera em jogo, voltou a demorar para bater o tiro de meta e recebeu o cartão vermelho, deixando o Grêmio com um jogador a menos e forçando Renato Gaúcho a colocar o goleiro reserva Léo em campo.
Com um jogador a mais em campo e com um goleiro “frio” do outro lado, o Furacão fez uma verdadeira blitz no ataque. Primeiro, foi a vez de Nikão, cara a cara com o arqueiro, finalizar pra cima. Na sequência, Douglas Coutinho foi cortado por Geromel.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 0 X 2 GRÊMIO
Estádio: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 21 de maio de 2017, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido R de Souza – SP (CBF)
Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP)
Cartões amarelos: Weverton e Thiago Heleno (Atlético-PR); Ramiro, Lucas Barrios e Marcelo Grohe (Grêmio)
Cartão vermelho: Marcelo Grohe (Grêmio)
GOLS:
GRÊMIO:
 Luan aos 4 e Barrios aos 13 minutos do segundo tempo 
ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Matheus Rossetto, Carlos Alberto (Guilherme) e Nikão; Pablo (Douglas Coutinho) e Eduardo da Silva (Grafite)
Técnico: Paulo Autuori
GRÊMIO: Marcelo Grohe; Léo Moura, Pedro Geromel, Walter Kannemann e Bruno Cortez; Michel, Arthur (Rafael Thyere), Ramiro, Luan e Pedro Rocha (Jaílson); Lucas Barrios (Léo)
Técnico: Renato Portaluppi
Veja os gols do jogo:

Em busca da reabilitação:Atlético recebe Grêmio atrás da primeira vitória.


Após a épica classificação na Libertadores,o furacão muda a chave e foca o brasileirão na tarde desse domingo o rubro negro recebe na arena o Grêmio,buscando a reabilitação na competição após a goleada sofrida na estréia.Pensando nisso o técnico Paulo Autuori deve mandar a campo o que tem de melhor fazendo poucas mudanças em relação ao time que jogou no Chile,e buscar a primeira vitória no brasileirão.

O TIME:

Para a partida,o treinador embora não tenha confirmado oficialmente o time,é certo que o time principal vai a campo,apenas o meia Felipe Gedoz que segue em recuperação no DM fica de fora,o meia Guilherme e o volante Eduardo Henrique que não disputam a Libertadores voltam a ficar a disposição do time quem também deve retornar e o zagueiro Thiago Heleno que também não atuou contra a Católica,já no ataque existe uma dúvida entre Eduardo da Silva e Grafite no demais o time deve ir a campo com a seguinte formação:Weverton,Jonathan,Thiago Heleno,Paulo André e Sidcley;Otávio,Lucho Gonzaléz,Matheus Rosseto,Guilherme e Nikão;Eduardo da Silva(Grafite).

O Grêmio:

Após estrear com uma vitória contra o Botafogo jogando em casa,o tricolor gaúcho vem a arena em busca da segunda vitória,o técnico Renato Portaluppi deve mandar a campo o que tem de melhor para enfrentar o rubro negro o treinador só não terá a disposição os laterais Marcelo Oliveira e Edilson,o volante Maicon e o atacante Bolaños que seguem se recuperando de lesão dessa forma o Grêmio deve ir a campo a seguinte formação:Marcelo Grohe,Léo Moura,Pedro Geromel,Kannemann e Cortez;Artur,Ramiro,Michel,Pedro Rocha e Luan;Lucas Barrios.



Ficha Técnica:

ATLÉTICO-PR X GRÊMIO
Estádio: Arena da Baixada – Curitiba – PR
Data: 21 de maio de 2017, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido R de Souza – SP (CBF)
Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP)
ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Matheus Rossetto e Lucho González ; Nikão, Guilherme e Grafite (Eduardo da Silva)
Técnico: Paulo Autuori
GRÊMIO: Marcelo Grohe; Léo Moura, Pedro Geromel, Walter Kannemann, Bruno Cortez; Michel, Arthur, Ramiro, Luan, Pedro Rocha; e Lucas Barrios
Técnico: Renato Portaluppi
Relembre o último duelo entre Atlético e Grêmio:

NA RAÇA:Atlético derrota o Católica e está nas oitavas da Libertadores.




Na raça,na força e na garra e claro com muito sofrimento o rubro derrotou o a Universidad Católica por 3a2 em Santiago de virada e está nas oitavas de final da Libertadores.Fato que poucos acreditava o rubro negro foi superior aos chilenos  o jogo todo e mesmo saindo atras do placar buscou o resultado duas vezes,e com gols de Eduardo da Silva,Douglas Coutinho  Carlos Alberto que vieram do banco para decidir o jogo,o furacão assegurou sua vaga nas oitavas da competição terminado na segunda colocação do grupo quatro,atrás apenas do San Lorenzo que derrotou  e eliminou o Flamengo.

O JOGO:

 Já ano primeiro ataque La UC mostrou que iria pressionar. Parot chegou pela lateral e cruzou para o corte de Otávio, que cedeu escanteio. Grafite tentou responder, aos três minutos, mas o chute saiu prensado, direto pela linha de fundo. O jogo era bastante disputado no meio-campo, com forte marcação e as duas equipes tentando achar espaço. Aos nove, Paulo André tentou de longe mesmo, mas isolou.
Mais Furacão no ataque, aos 13 minutos, com Pablo ajeitando para Sidcley soltar a bomba e carimbar a defesa. Uma das principais armas chilenas foi acionada aos 17 minutos com cruzamento para Santiago Silva desviar de cabeça, a esquerda da meta de Weverton. Também com dificuldade de penetração na defesa adversária, Espinosa mandou quase da intermediária, aos 25 minutos, sem direção.
O Atlético fazia uma boa apresentação, mas não se arriscava muito o ataque. Quando fazia, chegava com perigo, como aos 32 minutos, com Nikão batendo para defesa de Toselli e no rebote, Lucho escorregando no momento de matar a jogada. Porém, aos 35 minutos, ele Santiago Silva, El Tanque, de bico, abriu a contagem para os donos da casa. Troca de passes na frente da área atleticana, aos 44 minutos e Paulo André apareceu para cortar e acabar com a festa.
Depois do intervalo, as equipes retornaram sem alterações. O resultado eliminava o time brasileiro mas, ainda assim, Paulo Autuori optou por não mexer. Aos quatro minutos, Nikão fez o levantamento e Wanderson não achou nada na área. Aos sete minutos, Fuenalida chutou, a bola desviou no caminho e carimbou o travessão. Grafite se atrapalhou todo aos 14 minutos, após cruzamento de Rossetto, desperdiçando uma boa chance.
Sem jogar desde março, Carlos Alberto foi a opção do treinador atleticano no lugar de Lucho. Na sequência, Grafite deixou o gramado para a entrada de Eduardo da Silva. Aos 22 minutos, Pablo foi lançado em velocidade, mas entrou em impedimento. Ataque perigoso da Universidade, aso 24 minutos, com troca de passes e arremate de Buonanotte, que parou em Weverton.
A esperança de classificação voltou a ficar viva para o Atlético aos 30 minutos, depois que Carlos Alberto fez boa jogada e cruzou para Eduardo da Silva cabecear para o fundo da rede. O jogo ficou aberto. Aos 34 minutos, cruzamento para El Tanque, que não alcançou a bola. Até que, aos 37 minutos, Douglas Coutinho disparou para cima da defesa e tocou na saída do goleiro para marcar. A festa durou pouco. Noir, com um belo chute, no ângulo, empatou.
O jogo era emocionante nos minutos, finais. Aos 41 minutos, Carlos Alberto, mais uma das substituições do segundo tempo, recebeu de Jonathan e bateu colocado, certeiro, para fazer o terceiro. O jogo ficou tenso nos últimos minutos. Wanderson, já nos acréscimos, foi expulso. Aos 49 minutos, falta para os chilenos. Noir foi para a cobrança, mas a jogada ensaiada não funcionou. Furacão classificado.
Ficha Técnica:
UNIVERSIDAD CATÓLICA 2 X 3 ATLÉTICO PARANAENSE
Local: Estádio San Carlos de Apoquindo, em Santiago (Chile)
Data: 17 de maio de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Jonathan Fuentes (Uruguai)
Assistentes: Miguel Nievas (Uruguai) e Gabriel Popovits (Uruguai)
Cartões amarelos: Santiago Silva, Espinosa e Buonanotte (Universidad); Nikão (Atlético-PR)
Cartão vermelho: Wanderson (Atlético-PR)
Gols
UNIVERSIDAD CATÓLICA: Santiago Silva, aos 35 minutos do primeiro tempo e Noir, aos 39 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Eduardo da Silva, aos 30 minutos, Douglas Coutinho, aos 37 minutos, e Carlos Alberto, aos 41 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Paulo André, Wanderson e Sidcley; Otávio, Matheus Rossetto e Lucho González (Carlos Alberto); Nikão, Pablo (Douglas Coutinho) e Grafite (Eduardo da Silva)
Técnico: Paulo Autuori
UNIVERSIDAD CATÓLICA: Toselli, Magnasco, Kuscevic, Parot, Maripan; Manzano (Gutiérrez), Espinosa, Noir, Fuenzalida (Cordero)e Buonanotte e Santiago Silva
Técnico: Mario Salas

Tudo ou nada:Atlético busca a classificação contra o Católica.


Na noite dessa quarta em Santiago no Chile,o rubro negro enfrena a Universidad Católica ela última rodada da fase de grupos da Libertadores,e em meio a enorme pressão por resultados e os vexames recentes da equipe o furacão busca um recomeço para sair da péssima fase.O clima da equipe ao chegar no Chile foi de choque isso por que o elenco sentiu os maus resultados principalmente a goleada sofrida para o Bahia,e com a volta de alguns jogadores importantes o furacão busca a vitória para não depender de ninguém e seguir na Copa Libertadores a qual foi a grande aposta da equipe no inicio de temporada.

Dentro de campo o técnico Paulo Autuori embora tenha desfalques importantes como o zagueiro Thiago Heleno e o meia Felipe Gedoz terá retornos consideráveis para a decisão no Chile,são os casos do atacante Pablo e do meia Carlos Alberto que deve ficar a disposição no banco.Jonathan segue como titular no time ,já no ataque a probabilidade é que Pablo inicie como titular ao lado de Grafite porém a chance de Douglas Coutinho entrar entre os titulares não foi descartada,dessa forma o furacão deve ir a campo com a seguinte formação:Weverton, Jonathan,Wanderson,Paulo André e Sidcley;Otávio,Lucho González,Rosseto,Nikão,Pablo(Douglas Coutinho);Grafite.

O Universidad Católica:

Diferente da primeira partida em Curitiba,o time Chileno vive um momento muito bom o time do técnico Mario Salas cresceu jogando em casa e um dos primeiros colocados no campeonato nacional,por isso os donos da casa apostam na força de sua torcida que deve lotar o estádio San Carlos de Apoquindo para apoiar a equipe que precisa da vitória para seguir na competição,na equipe o técnico Mario Salas deve mandar a campo  a seguinte formação:Toselli,Magnasco,Kuscevic,Maripán e Parot;Bounanotte,Fuentes,Guetiérrez,Fuenzalida e Noir;Santiago Silva.

Ficha Técnica:


UNIVERSIDAD CATÓLICA X ATLÉTICO PARANAENSE
Local: Estádio San Carlos de Apoquindo, em Santiago (Chile)
Data: 17 de maio de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Jonathan Fuentes (Uruguai)
Assistentes: Miguel Nievas (Uruguai) e Gabriel Popovits (Uruguai)
ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Paulo André, Wanderson e Sidcley; Otávio, Matheus Rossetto ) e Lucho González; Nikão,Douglas Coutinho (Pablo) e Grafite
Técnico: Paulo Autuori
UNIVERSIDAD CATÓLICA: Toselli, Maripán, Kuscevic, Parot, Bounanotte; Fuentes, Gutierrez,Fuenzalida,Noir;Santiago Silva.
Técnico: Mario Salas
Relembre o primeiro confronto entre Atlético e Católica:

Vexame total:Atlético é goleado pelo Bahia.


Nem o torcedor mais pessimista poderia esperar um inicio tão ruim do rubro negro,ainda mais depois de sair na frente do placar porém mais um daqueles apagões incríveis transformou a estréia do furacão em Salvador e um fiasco histórico resultado em uma goleada de 6a2 do time baiano sobre o rubro negro.Agora o furacão muda a chave e pensa na partida decisiva no Chile contra o Universidad Católica pela Libertadores.

O JOGO:

O Esquadrão de Aço começou a partida tocando bola, esperando por um espaço para atacar. Aos sete minutos, Régis lançou Allione, que cruzou fechado na área atleticana para Marcão afastar o perigo. Pressão tricolor, aos 10 minutos, com Régis recebendo na área, mas se atrapalhando no momento do arremate, para sorte do Furacão.
Porém, em sua primeira chegada mais efetiva, o Rubro-Negro abriu o placar, com o estreante Guilherme, aos 14 minutos, que recebeu de Sidcley e arrematou rasteiro para balançar a rede. O Bahia tentou responder, aos 18 minutos, com Régis, que pegou sobra de bola e bateu por cima da meta. Aos 21 minutos, foi a vez de Zé Rafael chutar no cantinho e Weverton espalmar para salvar.
O time da casa dominava a partida, mas errava demais no momento da finalização. Até que, aos 33 minutos, Tiago aproveitou cobrança de escanteio de Juninho e, sozinho, subiu para deixar tudo igual no placar. Nem deu tempo para comemorar. Aos 37 minutos, Marcão tentou duas vezes, na segunda, empurrou para o gol.
A resposta foi rápida. Em contra-ataque, aos 39 minutos, Zé Rafael aproveitou vacilo da zaga rubro-negra e tocou por cobertura para empatar. O jogo era movimentado demais e, aos 41 minutos, Régis recebeu de Allione e desta vez acertou o chute para virar. O ritmo baiano era alucinante. Aos 43 minutos, Edgar Junio, velho conhecido do Atlético, deixou o dele, aos 43 minutos. E teve mais. Régis, aos 46 minutos, encobriu Weverton para fazer o quinto.
Depois do intervalo, os times voltaram sem modificações. Aos cinco minutos, Bruno Mota arriscou o chute de fora da área e a bola subiu demais. Autuori não mexeu no time no intervalo, mas chamou Matheus Rosseto antes dos 10 minutos para o lugar de Bruno Mota, jogador que reestreava coma camisa rubro-negra.
O Furacão voltou um pouco melhor, mas não conseguia criar. O Bahia por sua vez, administrava bem a posse de bola. Aos 18 minutos, Eduardo recebeu lançamento, dividiu com Weverton, que levou a melhor no lance e tocou para fora. Aos 22 minutos, Diego Rosa foi acionado e o goleiro atleticano saiu mais uma vez para intervir. O time baiano tocava bola, deixava o tempo passar.
O Tricolor voltou a pressionar e, aos 26 minutos, após cruzamento, mas uma falha na zaga e Edson apareceu para completar para a rede. Na sequência, Marcão recebeu o segundo cartão amarelo e foi mais cedo para o vestiário. Aos 33 minutos, Maikon Leite invadiu a área e foi travado pela zaga. Aos 40 minutos, Maikon Leite tocou por cima de Weverton e Zé Ivaldo salvou no meio do caminho. Seis, mas poderia ter sido mais pelo futebol apresentado pelas equipes.
Ficha Técnica:
BAHIA 6 X 2 ATLÉTICO-PR
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 14 de maio de 2017, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP)
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli (SP) e Daniel Luis Marques (SP)
Cartão amarelo: Marcão (Atlético-PR)
Cartão vermelho: Marcão (Atlético-PR)
Gols
BAHIA: Tiago, aos 33 minutos, Zé Rafael, aos 39 minutos, Régis, aos 41 minutos e aos 46 minutos e Edgar Junio, aos 43 minutos do primeiro tempo; Edson, aos 26 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Guilherme, aos 14 minutos e Marcão, aos 37 minutos do primeiro tempo
BAHIA: Jean; Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca e Matheus Reis; Edson, Juninho, Allione, Zé Rafael (Gustavo) e Regis (Diego Rosa); Edigar Junio (Maikon Leite).
Técnico: Guto Ferreira
ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan (João Pedro), Zé Ivaldo, Cleberson e Marcão; Eduardo Henrique (Nikão), Bruno Mota (Matheus Rosseto) e Sidcley; Douglas Coutinho, Guilherme e Eduardo da Silva.
Técnico: Paulo Autuori

Vai começar a caminhada:Furacão estréia no brasileirão contra o Bahia em Salvador.


Na tarde desse domingo o furacão inicia mais uma caminhada no campeonato brasileiro,o rubro enfrenta o Bahia na arena fonte nova em Salvador em busca de uma boa estréia e também da afirmação,já que nas últimas partidas as atuações e o incomodo jejum de três partidas sem fazer gol incomoda todo elenco e comissão técnica do furacão que ainda divide a atenção com a decisão de quarta feira contra a Universidad Católica no Chile pela Libertadores.Para a partida desse domingo o técnico Paulo Autuori deverá fazer algumas mudanças na equipe titular já que não poderá contar com alguns jogadores que seguem se recuperando no DM,e serão guardados para o duelo no Chile.

O TIME:

Para a partida as mudanças devem se inciar já na zaga,isso por que Paulo André e Thiago Heleno devem ser poupado,assim Cleberson briga por uma vaga na zaga junto com Zé Ivaldo o lado de Marcão,outra novidade está na lateral direita Jonathan que estava a um tempo fora por lesão foi relacionado e será titular na partida em Salvador,na lateral esquerda Nícolas será mantido na vaga de Sidcley já na meia cancha existe uma dúvida entre Eduardo Henrique e Otávio além de Nikão e Iago que também brigam por uma vaga,Lucho González deve ser poupado já no ataque Douglas Coutinho e Eduardo Da Silva devem formar a dupla,e por fim o meia Guilherme fará sua estréia com a camisa rubro negra desa forma o furacão deve ir a campo com a seguinte formação:Weverton; Jonathan, Cleberson (José Ivaldo), Marcão e Nicolas; Eduardo Henrique (Otávio), Matheus Rossetto e Guilherme; Nikão (Iago), Douglas Coutinho e Eduardo da Silva.


O BAHIA:

Devolta a série A,o tricolor baiano espera inciar o campeonato com uma grande vitória dentro de casa,o técnico Guto Ferreira ainda tem dúvidas na escalação da equipe que vai a campo,isso por que Matheus Salles e Edson brigam por uma vaga no meio campo,e Diego Rosa e Régis por uma vaga no ataque ao lado de Ediga Junio sendo assim uma provável formação do Bahia é:Jean; Eduardo, Tiago, L. Fonseca e M. Reis; Matheus Sales (Edson), Juninho, Allione, Zé Rafael e Diego Rosa (Regis); Edigar Junio.

Ficha Técnica:

BAHIA X ATLÉTICO-PR
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 14 de maio de 2017, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP)
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli (SP) e Daniel Luis Marques (SP)
ATLÉTICO-PR: Weverton; Gustavo Cascardo, Paulo André (Cleberson), Wanderson e Sidcley; Otávio (Eduardo Henrique), Matheus Rossetto e Lucho González; Nikão (Douglas Coutinho), Guilherme e Eduardo da Silva (Grafite).
Técnico: Paulo Autuori
BAHIA: Jean; Eduardo, Tiago, L. Fonseca e M. Reis; Matheus Sales (Edson), Juninho, Allione, Zé Rafael e Diego Rosa (Regis); Edigar Junio.
Técnico: Guto Ferreira


Reforço:Atlético contrata o volante Bruno Guimarães.


O Furacão anunciou na tarde dessa quinta feira(11) a contratação do jovem volante Bruno Guimarães,de 21 anos que vem do Audax de São Paulo o atleta revelado no time paulista chega para ser mais uma opção para o  meio campo do time atleticano,e ja se juntou aos demais atletas do grupo e também já deve seu contrato registrado no BID da CBF e fica a disposição para a estréia no brasileirão contra o Bahia,a seguir confira a ficha completa do novo reforço do furacão.


Ficha Técnica:

Nome: Bruno Guimarães Rodriguez Moura

Posição: Volante

Data de nascimento: 16/11/1997 [19 anos]

Local de nascimento: Rio de Janeiro (RJ)

Número da camisa: 39

Equipe em que atuou: Osasco Audax (SP)

Sem gols:Atlético fica no zero com o Santa Cruz em Recife


Na partida de ida pelas oitavas da Copa do Brasil,o furacão não passou de um empate em zero a zero com o Santa Cruz em Recife,com um público pequeno no estádio o rubro negro foi superior ao adversário principalmente na etapa inicial,e no segundo tempo teve em uma cobrança de pênalti desperdiçada por Rosseto a chance de vencer a partida.Na partida de volta na arena o furacão precisa de uma vitória simples para avançar as quartas de finais da competição.

O JOGO:

A partida começou morna, com muito toque de bola e marcação no meio-campo. Chute a gol mesmo somente aos sete minutos, com Thomás arriscando de fora da área, pela linha de fundo. Na resposta, aos 11 minutos, Grafite recebeu e, no momento do chute, foi travado por Anderson Salles, que mandou para escanteio.
Aos poucos o time da casa crescia e tentava pressionar. Aos 19 minutos, Pereira fez o cruzamento e David finalizou com perigo, ganhado escanteio após desvio. O Rubro-Negro voltou a aparecer no ataque aos 23 minutos, com Lucho González pegando sobra de bola e isolando. O Furacão voltou a equilibrar e, aos 24 minutos, Nicolas fez a jogada para Grafite receber e chutar, para fora, com perigo.
O Atlético tentou mais uma vez aos 32 minutos, em cobrança de falta de João Pedro, na entrada da área, pela linha de fundo. O Santa Cruz tinha maior posse, mas finalizou pouco. Aos 37 minutos, Anderson Salles cobrou falta e Weverton tirou com o peito para ceder escanteio. Ex-jogador do time coral, Grafite era o mais perigoso e, aos 40 minutos, finalizou para a defesa tirar em cima da linha.
Para a segunda etapa, o Furacão voltou com Sidcley e Eduardo da Silva nos lugares de Lucho e Grafite. Do outro lado, a novidade foi Everton Santos na vaga de Julio Sheik. O jogo voltou mais dinâmico e, aos dois minutos, Elicarlos chutou de longe, por cima da meta. Na resposta, Sidcley aproveitou sobra de bola e arrematou na trave. O Santa Cruz também teve uma grande chance aos 10 minutos, com Thomaz, que com liberdade, de frente para o gol, conseguiu isolar.
Eduardo da Silva até balançou a rede, aos 11 minutos, mas o assistente anulou o lance marcando o impedimento. Até que, aos 18 minutos, Vitor tirou a bola de Yago e o árbitro viu pênalti, para revolta dos jogadores pernambucanos. Mas, na cobrança, Julio César parou o chute de Matheus Rosseto.
A defesa acendeu a torcida no Arruda. Aos 27 minutos, Salles cobrou falta e a bola raspou o travessão. Aos 36, Primão arriscou de longe e a bola saiu. O ritmo caiu nos minutos finais, com a equipe da casa ainda tentando alguma coisa. Aos 41 minutos, mais um chute de Thomás, à direita de Weverton.
Ficha Técnica:
ANTA CRUZ 0 X 0 ATLÉTICO-PR:
Local: Estádio do Arruda, em Recife (PE)
Data: 10 de maio de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha (RJ)
Assistentes: Luiz Antonio Muniz de Oliveira (RJ) e Diogo Carvalho Silva (RJ)
Cartões amarelos: Bruno Silva (Santa Cruz); Wanderson, Nicolas e Eduardo Henrique (Atlético-PR)
SANTA CRUZ : Julio Cesar, Vítor, Anderson Salles, Bruno Silva e Tiago Costa; Elicarlos, David e Pereira (Thiago Primão); Thomás, André Luís (William Barbio) e Julio Sheik (Everton Santos)
Técnico: : Vinícius Eutrópio
ATLÉTICO-PR : Weverton; Cascardo, Paulo André, Wanderson e Nicolas; Otávio, Eduardo Henrique, Lucho (Sidcley), João Pedro (Matheus Rosseto) e Yago; Grafite (Eduardo da Silva).
Técnico: Paulo Autuori

Nova caminhada:Atlético enfrenta o Santa Cruz,na estréia pela Copa do Brasil.


Nessa quarta feira as 21:45 o rubro negro inicia mais uma caminhada,mais uma competição e uma maratona de jogos no mês de maio,na noite dessa quarta feira o furacão estréia na Copa do Brasil diante o Santa Cruz no estádio do Arruda em Recife,e com a missão de apagar os vexames e as más atuações das últimas partidas mesmo em meio a maratona cansativa de jogos.Mesmo ainda sem poder contar com jogadores importantes o técnico Paulo Autuori aposta e acredita em uma resposta de todo o grupo e em um bom resultado jogando fora de casa,para voltar para Curitiba com a vantagem na bagagem.

O TIME:

Em meio a problemas,e dívidas o técnico do furacão anda não confirmou oficialmente a equipe que vai a campo,porém a ideia e manter a base da partida diante o coxa no último domimgo,porém algumas ausências são certas além Carlos Alberto,Jonathan e Pablo que segue no departamento médico o zagueiro Thiago Heleno,o meia Felipe Gedoz e o atacante Douglas Coutinho também não viajaram com a delegação para Recife,por outro lado o zagueiro Paulo André que era dúvida foi confirmado e o recém chegado o volante Eduardo Henrique foi relacionado e pode fazer sua estréia sendo assim uma provável formação do furacão para o jogo é:Weverton,Cascardo,Paulo André,Wanderson e Sidcley;Otávio,Eduardo Henrique(Rosseto)e Lucho González,João Pedro,Grafite(Cryzan)e Eduardo da Silva.

O Santa Cruz:

Em busca de uma boa vitória dentro de casa,a cobra coral do técnico Vinicius Eutrópio acabou ganhando dois desfalques importantes para a partida contra o furacão,o meia Léo Costa e o atacante Halef Pitbull que é um dos destques da equipe foram vetados pelo departamento médico e naõ enfrentam o furacão no arruda,para o lugar deles foram escolhidos o meia Pereira,e o atacante Julio César que fará dupla de ataque com André Luis,dessa forma o Santa Cruz deve ir a campo com:ulio Cesar; Vítor, Anderson Salles, Bruno Silva e Tiago Costa (Roberto); Elicarlos, David e Pereira; Thomás, André Luís e Júlio César

Ficha Técnica:

SANTA CRUZ X ATLÉTICO-PR:
Local: Estádio do Arruda, em Recife (PE)
Data: 10 de maio de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha (RJ)
Assistentes: Luiz Antonio Muniz de Oliveira (RJ) e Diogo Carvalho Silva (RJ)
SANTA CRUZ: Julio Cesar; Vítor, Anderson Salles, Bruno Silva e Tiago Costa (Roberto); Elicarlos, David e Pereira; Thomás, André Luís e Júlio César
Técnico: Vinícius Eutrópio
ATLÉTICO-PRWeverton,Cascardo,Paulo André,Wanderson e Sidcley;Otávio,Eduardo Henrique(Rosseto)e Lucho González,João Pedro,Grafite(Cryzan)e Eduardo da Silva.
Técnico: Paulo Autuori
Relembre o último confronto entre Santa Cruz e Atlético: