Derrota:Atlético perde para o Paraná,mas garante classificação.


O Atlético foi a Vila Capanema e acabou sendo derrotado pelo Paraná Clube,mesmo sendo levemente superior na etapa inicial o furacão não se encontrou em campo e acabou sendo derrotado pelo time tricolor,mesmo com a derrota o furacão acabou se classificando para as quartas de final por ter sido beneficiado pela vitória do Rio Branco diante o Foz do Iguaçu,e e enfrenta o Paraná novamente na próxima fase.

O JOGO:

 O clássico começou truncado, com muita disputa no meio-campo e forte marcação. Aos cinco minutos, Zezinho forçou o lançamento para Felipe Alves, mas a bola foi pela linha lateral. O Furacão tinha o domínio das ações, mas não assustava. Polêmica aos nove minutos, com Thiago Helen desviando escanteio para a rede e, depois de correr para o centro, a arbitragem anulou, anotando o toque de mão.
O Rubro-Negro apertava, mas a bola não chegava até o estreante Eduardo da Silva. Aos 12 minutos, Jonathan cruzou e Lucho chutou em cima da zaga. Aos 17 minutos, finalmente um lançamento para Eduardo, que bateu cruzado, à direita da meta. O Tricolor estava muito recuado, sem conseguir sair par ao jogo. Aos 24 minutos, nova tentativa de Thiago Heleno na área, desta vez para fora.
O melhor ataque da competição simplesmente não chegou ao gol de Weverton. Aos 32 minutos, Felipe Gedoz cobrou falta fechada e a defesa tricolor afastou do jeito que deu. Em uma rara chegada do Paraná, aos 39 minutos, Airton aproveitou cobrança de falta de Renatinho e desviou com muito perigo, raspando o poste. O clima era quente entre os atletas dos dois times.
Depois do intervalo, as equipes retornaram sem alterações. O Paraná parecia querer se soltar mais em campo, mas seguia com uma postura mais defensiva. Aos seis minutos, Renatinho cobrou falta e Weverton agarrou sem dificuldade. Guilherme Biteco, que havia acabado de entrar, levantou bola na cabeça de Airton, que testou firme e obrigou Weverton a operar um milagre.
O Tricolor jogava por uma bola, e ela apareceu aos 20 minutos. Robson invadiu a área e levantou para, o meio da confusão, Renatinho balançar a rede e abrir o placar. Preocupado, Autuori apostou as entradas de Douglas Coutinho e Matheus Rosseto. Aos 27 minutos, Júnior cruzou fechado e Thiago Heleno teve que se esticar para salvar.
O Paraná era muito mais perigoso, já que o Furacão estava aberto, precisando vencer para não depender de outros resultados. Aos 32 minutos, Robson arrematou e a bola foi torta pela linha de fundo. Matheus Rosseto cobrou falta na área, aos 41 minutos, e ninguém aproveitou. Até Weverton tentou fazer de cabeça, nos acréscimos. A pressão atleticana não resultou em gol, mas a rodada ajudou ao Rubro-Negro.
Ficha Técnica:
PARANÁ 1 X 0 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR)
Data: 29 de março de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Cristian Eduardo Gorski da Luz
Assistentes: Bruno Boschilla e Ivan Carlos Bohn
Cartões amarelos: Zezinho, Renatinho (Paraná); Thiago Heleno, Felipe Gedoz (Atlético-PR)
ATLÉTICO PARANAENSE: Renatinho, aos 20 minutos da segunda etapa
PARANÁ: Léo; Junior, Airton, Artur e Rayan; Jhony, Zezinho, Renatinho (Leandro Vilela) e Robson (Nathan); Pedro Bortoluzo (Guilherme Biteco) e Felipe Alves.
Técnico: Wagner Lopes.
ATLÉTICO PARANAENSE: Weverton; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Renan Lodi; Otávio, Lucho (João Pedro) e Felipe Gedoz (Matheus Rosseto); Nikão, Eduardo da SiIva e Cryzan (Douglas Coutinho)
Técnico: Paulo Autuori

Em busca da vitória:Com time principal,Atlético enfrenta o Paraná.


Na noite dessa quarta feira,o furacão vai a Vila Capanema enfrentar o Paraná Clube pela última rodada da primeira fase do paranaense,dessa vez o rubro negro manda a campo sua equipe principal para buscar a classificação a próxima fase da competição e seguir dando ritmo a alguns jogadores.Quanto ao time embora seja o titular,o técnico Paulo Autuori será obrigado a fazer algumas mudanças no time em relação a equipe que vem disputando a Libertadores.

O TIME:

Para a partida quatro ausências são certas, no gol Weverton servindo a seleção fica de fora e Santos segue como titular,já mais a frente Carlos Alberto segue em tratamento no DM e mais uma fica de fora,o mesmo acontece com os atacantes Pablo e Grafite que não treinaram durante a semana devido a lesões e seguem se recuperando.Outra novidade está na lateral esquerda já que o treinador segue seu rodizio e Nícolas será titular diante o Paraná,já no ataque existe a dúvida entre Crysan ou Eduardo Da Silva que pode fazer sua estréia sendo assim uma provável formação do furacão é:Santos,Jonathan,Paulo André,Thiago Heleno e Nicolas;Matheus Rosseto,Otávio,Lucho Gonzales,Felipe Gedoz e Nikão;Crysan(Eduardo Da Silva).

O Paraná Clube:


Já Classificado e líder do campeonato o Paraná busca sua consolidação dentro de casa,para a partida o técnico Wagner Oliveira,tem algumas dúvidas para escalar o time,ao começar pelo gol onde Léo e Marcos brigam pela vaga,já no meio campo a duvida está entre Renatinho e Bruno Catanhede e no ataque entre Felipe Alves e Pedro Bortoluzo dessa forma o Paraná deve ir  campo com a seguinte formação: Léo (Marcos); Igor, Rayan, Lucas Kal e Kaike; Maycon, Jhony, Guilherme Biteco e Renatinho (Bruno Catanhede); Felipe Alves (Pedro Bortoluzo) e Robson.



Ficha Técnica:

PARANÁ X ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR)
Data: 29 de março de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Cristian Eduardo Gorski da Luz
Assistentes: Bruno Boschilla e Ivan Carlos Bohn
PARANÁ: Léo (Marcos); Igor, Rayan, Lucas Kal e Kaike; Maycon, Jhony, Guilherme Biteco e Renatinho (Bruno Catanhede); Felipe Alves (Pedro Bortoluzo) e Robson.
Técnico: Wagner Lopes.
ATLÉTICO PARANAENSE:Santos,Jonathan,Paulo André,Thiago Heleno e Nicolas;Matheus Rosseto,Otávio,Lucho Gonzales,Felipe Gedoz e Nikão;Crysan(Eduardo Da Silva)
Técnico: Paulo Autuori
Relembre o último duelo entre Atlético e Paraná:

Nada de vencer:Furacão decepciona e só empata com o Cianorte.


Mais uma vez o time alternativo do furacão deixou a desejar diante o seu torcedor,após um jogo onde a equipe não conseguiu desenvolver um bom futebol o rubro começou atrás do placar e conseguiu chegar ao empate,minutos depois em gol contra anotado pelo zagueiro David Luis do Cianorte.Com o resultado o rubro negro permanece na sétima colocação na classificação e na última rodada enfrenta o Paraná na Vila Capanema.

O JOGO:

 O Furacão começou a partida tentando pressionar. Logo no primeiro minuto, Douglas Coutinho forçou o lançamento, mas a defesa cortou. Na resposta, o Leão do Vale também tentou chegar na base do lançamento, mas Jackson não alcançou a bola. A equipe do interior era forte e, aos nove minutos, cobrança de escanteio para Jovany testar para fora, com muito perigo.
Aos 15 minutos, Léo Gago abriu espaço e soltou a bomba. Santos largou a bola, mas ninguém apareceu para aproveitar. O Rubro-Negro voltou atacar apenas aos 22 minutos, com Zé Ivaldo aparecendo com liberdade para cabecear por cima do gol, desperdiçando uma grade chance. Aos 26 minutos, Pelezinho invadiu a área, chutou cruzado e Santos se esticou para espalmar.
Douglas Coutinho foi lançado, aos 34 minutos, dividiu com o goleiro João Gabriel, que ficou no chão. Cobrança de escanteio par ao Furacão, aso 37 minutos, a defesa espanou, mas conseguiu completar pela linha lateral. O jogo era bastante equilibrado na Arena. Jogada cômica aos 43 minutos, quando Luis Henrique atropelou Renan Paulino e atrapalhou o arremate para o gol.
Para a etapa final, as equipes retornaram sem modificações. Logo aos dois minutos, contra-ataque para o Cianorte, com lançamento preciso de Vinicius para Rafael Xavier, que deixou a defesa para trás e toco na saída de Santos para abrir o placar. O Atlético forçava demais as jogadas, já que não conseguir entrar tocando na defesa adversária.
O Furacão chegou ao gol de empate aos 18 minutos, com David Luis empurrando para a própria rede após cruzamento de Luís Henrique. Aos 24 minutos, Cleberson entrou na área e David Luis fez a penalidade. Matheus Anjos fez a cobrança e João Gabriel a defesa. Cianorte no ataque, aos 26 minutos, com Vinícius batendo rasteiro, Santos falhando e Léo aparecendo para salvar. O timo da partida caiu. Aos 37, João Gabriel dividiu com Luiz Otavio e salvou mais uma. Luis Henrique teve ainda uma chance, aos 48 minutos, e a defesa tirou em cima da linha. E ficou nisso.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 1 X 1 CIANORTE
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 25 de março de 2017, sábado
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Rogério Menon da Silva
Assistentes: Adolfo Ferreira Borges e Euclides Lucas José Garcia
Cartões amarelos: Douglas Coutinho, Léo e Yago (Atlético-PR); Mauricio, Jackson, Breno, Jovany e Rafael Xavier (Cianorte)
Gols
ATLÉTICO PARANAENSE: David Luis (contra), aos 18 minutos do segundo tempo
CIANORTE : Rafael Xavier, aos dois minutos do segundo tempo
ATLÉTICO PARANAENSE: Santos; Léo, Cleberson, Zé Ivaldo e Sidcley; Luiz Otávio, Renan Paulino, João Pedro (Matheus Anjos), Crysan e Coutinho (Yago); Luis Henrique
Técnico: Paulo Autuori
CIANORTE : João Gabriel; Jackson, Breno, Mauricio e Davi Luis; Jovany, Eduardinho (Rafel Carrilho), Léo Gago e Xavier; Vinicius e Pelézinho
Técnico:: Marcelo Caranhato
Veja os gols do jogo:

Só reservas:Com time alternativo,Atlético recebe o Cianorte.


Na tarde desse sábado na arena da baixada,o furacão tenta vencer novamente dentro de casa desa vez o duelo é diante o vice líder da competição o Cianorte,após jogar com a equipe principal no meio de semana o furacão volta a campo com seu time alternativo para buscar a vitória e buscar a classificação para a próxima fase do paranaense.

O TIME:
Para a partida,o auxiliar Bruno Pivetti irá mandar a campo o time inteiro interino,havia uma possibilidade do zagueiro Thiago Heleno e do meia Nikão reforçar a equipe,porém ambos foram descartados pelo treinador,com isso jogadores como Yago e Renan Paulino terão mais uma chance de mostrar seu futebol dentro da arena,a provável formação do furacão para o jogo é:Santos,Léo,José Ivaldo,Wanderson e Nicolas;Luiz Otávio,Renan Paulino e João Pedro;Yago,Douglas Coutinho e Luiz Henrique.


O Cianorte:

Na vice liderança da competição,o leão do vale já tem vaga garantida para a próxima fase da competição,com isso o time do técnico Marcelo Caranhato busca o resultado positivo para manter sua posição na tabela,e ir com vantagens para a próxima fase da competição,quanto o time o treinador deve manter a mesma base da última partida com a seguinte formação: João Gabriel, Gerônimo, Breno, Maurício e David Luís; Jovany, Sidnei (Rafael Carrilho), Xavier e Eduardinho (Jackson); Rodrigo Alves e Vinícius (Valdo Gigante
Ficha Técnica:

ATLÉTICO-PR X CIANORTE
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 25 de março de 2017, sábado
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Rogério Menon da Silva
Assistentes: Adolfo Ferreira Borges e Euclides Lucas José Garcia
ATLÉTICO PARANAENSE::Santos,Léo,José Ivaldo,Wanderson e Nicolas;Luiz Otávio,Renan Paulino e João Pedro;Yago,Douglas Coutinho e Luiz Henrique. 
Técnico: Bruno Pivetti(Interino)
CIANORTE : João Gabriel, Gerônimo, Breno, Maurício e David Luís; Jovany, Sidnei (Rafael Carrilho), Xavier e Eduardinho (Jackson); Rodrigo Alves e Vinícius (Valdo Gigante
Técnico:: Marcelo Caranhato
Relembre o último jogo entre Atlético e Cianorte:

Tudo igual:Atlético só empata com o JMalucelli.


Mesmo com o time principal,o furacão não conseguiu mais que um empate contra o JMalucelli no ecostádio na noite dessa quarta feira,após sair perdendo logo no inicio da partida o rubro negro conseguiu o empate com um gol de fala anotado por Felipe Gedoz,e embora tenha criado chances para virar o jogo a vitória não veio.Na próxima rodada o furacão recebe na arena da baixada o Cianorte as 16 horas.

O JOGO:

 Logo nos primeiros minutos, o Jotinha mostrava que tentaria surpreender que quase o fez em uma verdadeira lambança rubro-negra. Após cobrança de lateral para Santos, o goleiro furou e a bola foi par aas redes, mas o lance foi invalidade porque ninguém tocou na bola. Aos cinco minutos, entretanto, Rafael Santiago aproveitou cobrança de escanteio e mandou para o fundo da rede, abrindo o placar.
O Furacão reagiu rápido e, aos 11 minutos, Felipe Gedoz cobrou falta com veneno e deixou tudo igual. JMalucelli no ataque, com Getterson, aos 18 minutos, entrando com total liberdade, mas impedido. O atacante tentou mais uma vez, aos 21 minutos, desta vez dominando em condição legal, mas deixando a bola escapar e facilitando o trabalho da defesa atleticana.
Com a defesa rubro-negra aberta a sua frente, Tomas Bastos avançou, aos 26 minutos, e arriscou o chute diretor pela linha de fundo, mas com perigo. Aos 33 minutos, novamente Tomas Bastos, agora em cobrança de falta que explodiu na trave. Gedoz cobrou falta, aos 41 minutos, mas desta vez carimbou a barreira.
Para a etapa final, as equipes retornaram sem mudanças. Logo no primeiro minuto, cobrança de falta de Tomas e Santos vai para a defesa. Aos quatro minutos, Lucho apareceu sozinho pra testar e mandou pela linha de fundo. Mais uma cobrança de falta de Gedoz, aos sete minutos, uma bomba que parou na barreira.
Aos 18 minutos, Cryzan lançou para Gedoz, que encontrou Lucho entrando pelo meio da defesa para finalizar em cima da zaga. Aos 27 minutos, Otávio levou a bola pelo meio da defesa e tocou por cobertura, tentando surpreender Fabrício. O Jotinha tentava pressionar nos minutos finais. Aos 40 minutos, Matheus Anjo cobrou falta e a bola foi direto pela linha de fundo.
Ficha Técnica:
JMALUCELLI 1 X1 ATLÉTICO-PR
Local: Ecoestádio Janguito Malucelli, em Curitiba (PR)
Data: 22 de março de 2017, quarta-feira
Horário: 20 horas (de Brasília)
Árbitro: Luiz Alexandre Fernandes
Assistentes: Daniel Cotrim de Carvalho
Cartões amarelos: Cristóvam (JMalucelli); Pablo e Renan Lodi (Atlético-PR)
JMALUCELLI: Rafael Santiago, aos 04 minutos do primeiro tempo
ATLÉTICO-PR: Felipe Gedoz, os 11 minutos do primeiro tempo
JMALUCELLI: Fabrício; Cristovam, Alex Fraga, Tiago (Renan Costa) e Eltinho; Wellington, Jatobá e Tomas Bastos; Getterson, Santiago e Jenison
Técnico: Luciano Gusso
ATLÉTICO PARANAENSE: Santos; Jonathan, Paulo André, Marcão e Renan Lodi; Otávio, Rossetto (Matheus Anjos)e Lucho; Felipe Gedoz (Yago), Pablo e Grafite (Cryzan)
Técnico: Paulo Autuori
Veja os gols da partida:

Com o principal:Com os jogadores titulares,furacão enfrnta o JMalucelli.


Na noite dessa quarta feira,o rubro negro entra em campo mais entra em campo mais uma vez pelo estadual,e pela primeira vez o torcedor irá ver o time que disputa a Libertadores em campo pelo paranaense,com um tempo até a próxima partida pela competição internacional o técnico Paulo Autuori irá colocar a equipe principal para manter o ritmo até a próxima partida da competição,e assim já definiu a equipe que vai a campo.

O TIME:

Para a partida,serão apenas três mudanças em relação ao time da libertadores,no gol Weverton fica de fora por estar servindo a seleção brasileira e Santos mais uma vez será titular,já na zaga Thiago Heleno será poupado e Marcão formará dupla de zaga ao lado de Paulo André.Já no meio campo quem fica de fora é o meia Nikão que também será poupado dando lugar a Rosseto que formara dupla de volantes com Otávio e Lucho Gonzaléz forma a meia de armação com Felipe Gedoz,dessa forma o rubro negro vai a campo com:Santos,Jonathan,Marcão,Paulo André e Sidcley;Otávio,Rosetto,Lucho González e Felipe Gedoz,Pablo e Grafite.


O JMalucelli:

Na vice liderança do campeonato,o jotinha busca manter a boa campanha,e aposta na força do seu ataque principalmente no seu goleador Getterson que mais uma vez estará em campo formando dupla de ataque com Jenison,assim o técnico Luciano Gusso deve mandar a campo a seguinte formação:Fabrício; Cristóvam, Alex, Tiago e Eltinho; Wellington,Paulinho e Tomas, Getterson, Santiago e Jenison.




Ficha Técnica:

JMALUCELLI X ATLÉTICO-PR
Local: Ecoestádio Janguito Malucelli, em Curitiba (PR)
Data: 22 de março de 2017, quarta-feira
Horário: 20 horas (de Brasília)
Árbitro: Luiz Alexandre Fernandes
Assistentes: Daniel Cotrim de Carvalho
JMALUCELLI: Fabrício; Cristóvam, Alex, Tiago e Eltinho; Wellington,Paulinho e Tomas, Getterson, Santiago e Jenison.
Técnico: Luciano Gusso
ATLÉTICO PARANAENSE:Santos,Jonathan,Marcão,Paulo André e Sidcley;Otávio,Rosetto,Lucho González e Felipe Gedoz,Pablo e Grafite.
Técnico: Paulo Autuori
Relembre o último duelo entre Atlético e JMalucelli:

Desencantou:Atlético goleia o Cascavel na arena.


Finalmente o time alternativo do rubro negro desencantou no estadual,após uma partida segura com superioridade desde o inicio o furacão goleou o Cascavel por 4a0 e conseguiu a segunda vitória no estadual,o caminho da vitoria rubro negra  se abriu logo no inicio da partida com um gol de pênalti de João Pedro após jogada de Luiz Henrique,depois dai o adversário não foi páreo para o rubro negro.Na próxima rodada o furacão enfrenta o JMalucelli no Ecoestádio.

O JOGO:


O Furacão começou a partida pressionando e, logo aos quatro minutos, Marco Tiago derrubou Luis Henrique na área e o árbitro marcou a penalidade. Na cobrança, João Pedro cobrou com categoria e abriu o placar na Arena. Aos oito minutos, cruzamento de Léo e Luis Henrique testou forte para grande defesa Darci.
A Cobra tentou chegar pela primeira vez aos 13 minutos, com Raulen, que recebeu de Evandro e bateu na rede pelo lado de fora. Mas, aos 22 minutos, cobrança de escanteio para Zé Ivaldo, que com liberdade subiu para desviar para o fundo da rede e abrir o placar. Lançamento de João Pedro para Luis Henrique, aos 27 minutos, mas a defesa do Cascavel se adiantou para afastar.
Mais Rubro-Negro no ataque, aos 29 minutos, com Douglas Coutinho chutando cruzado para grande defesa de Darci. Aos 37 minutos, Léo cruzou, a bola subiu demais e passou por cima da meta. O Atlético controlava a partida e diminuiu o ritmo. Aos 44 minutos, Laionel invadiu a área, cutou forte, e a bola foi direto pela linha de fundo.
Depois do intervalo, a Cobra voltou com Sorbara no lugar de Victor Carvalho. O time do interior tentava diminuir a diferença e, aos sete minutos, Marco Tiago arriscou o chute de longe e a bola foi direto para fora. Renan Paulino tentou responder na mesma moeda, aos oito minutos, e errou o alvo.
A situação do Cascavel se complicou aos 11 minutos, com Marco Tiago recebendo o segundo cartão amarelo e deixando o time com um a menos em campo. Yago até chegou a marcar, aos 12 minutos, mas a arbitragem anulou o lance marcando impedimento. Aos 16 minutos, Léo fez o cruzamento da direita e Douglas Coutinho texto para defesa de Darci.
O Atlético-PR administrava bem e matou o jogo aos 29 minutos, com Matheus Anjos recebendo de Renan Lodi e batendo na saída do goleiro para marcar o terceiro. Aos 31 minutos, mais uma assistência de Renan Lodi, mas o chute de Renan Paulino foi para fora. Até que, aos 40 minutos, Matheus Anjos cobrou falta com perfeição e fez um golaço para fechar o placar.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO PARANAENSE 4 X 0 CASCAVEL
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 18 de março de 2017, sábado
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Leonardo Sigari Zanon
Assistentes: Márcio Lopes Guerra e Petergan Picotti Moraes
Cartões amarelos: Léo e Renan Lodi (Atlético-PR); Marco Tiago (Cascavel)
Cartão vermelho: Marco Tiago (Cascavel)
Gols
ATLÉTICO PARANAENSE: João Pedro, aos cinco minutos e Zé Ivaldo aos 22 minutos do primeiro tempo; Matheus Anjos, aos 29 minutos e aos 40 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO PARANAENSE: Weverton; Léo, Wanderson (Cleberson), José Ivaldo e Nicolas; Luiz Otávio e Renan Paulino; Yago (Renan Lodi), João Pedro (Matheus Anjos) e Douglas Coutinho; Luis Henrique
Técnico: Paulo Autuori
CASCAVEL: Darci; Raulen, João, Vitor Carcalho (Sorbara), Marco, Henrique, Everton, Charles, Roncato (Anderson Tasca), Laionel e Wesley (Felipe Fumaça).
Técnico: Karmino Colombino
Veja os gols do jogo:



Em busca da reabilitação:Atlético recebe o Cascavel em busca da segunda vitória.


Na tarde desse sábado o furacão entra em campo diante o Cascavel na arena,mais uma vez o time alternativo do rubro negro terá a missão de se recuperar e garantir a segunda vitória na competição para entrar na zona de classificação do estadual.O técnico Paulo Autuori já confirmo  a presença do time alternativo porém já garantiu a presença do time principal na próxima rodada quando o furacão enfrenta o JMalucceli no ecostádio já que a próxima partida do time principal pela libertadores é só daqui um mês,para a partida diante o Cascavel o rubro terá no máximo duas mudanças em reação ao time que enfrentou o Londrina.

O TIME:

Entre as mudanças a primeira está no gol já que quem foi titular diante o Londrina foi Weverton,dessa vez Santos terá mais uma oportunidade na equipe,a outra novidade pode estar no ataque isso por que o atacante Grafite treinou junto com os demais jogadores do time alternativo e virou opção para o duelo dese sábado,e pode aparecer entre os titulares sendo assim uma provável formação do furacão é:Santos; Léo, Wanderson, José Ivaldo e Renan Lodi; Luiz Otávio, Rossetto e João Pedro; Douglas Coutinho, Crysan e Luis Henrique(Grafite).

O Cascavel:

Precisando vencer pra subir na tabela,o Cascavel do técnico Karmino Colombino tem duas dúvidas para a partida diante o Atlético,no meio campo Leonardy e Elivélton brigam por uma vaga já a outra dúvida está no ataque entre Hyago e Felipe sendo assim o Cascavel deve ir a campo com:Darci; Raulen, Vitor, João Paulo e Henrique; Jeferson, Sorbara, Leonardy (Elivelton) e Viti; Hyago (Felipe) e Wesley.



Ficha Técnica:

ATLÉTICO PARANAENSE X CASCAVEL
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 18 de março de 2017, sábado
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Leonardo Sigari Zanon
Assistentes: Márcio Lopes Guerra e Petergan Picotti Moraes
ATLÉTICO PARANAENSE: Santos; Léo, Wanderson, José Ivaldo e Renan Lodi; Luiz Otávio, Rossetto e João Pedro; Douglas Coutinho, Crysan e Luis Henrique(Grafite)
Técnico: Paulo Autuori
CASCAVEL: Darci; Raulen, Vitor, João Paulo e Henrique; Jeferson, Sorbara, Leonardy (Elivelton) e Viti; Hyago (Felipe) e Wesley.
Técnico: Karmino Colombino
Relembre o último duelo entre Atlético e Cascavel:

Essa foi pro Papa:Lucho González marca e furacão derrota o San Lorenzo.


Mais um vez no sufoco e com emoção,mas o furacão venceu o San Lorenzo na Argentina e conquistou a primeira vitoria no grupo quatro da Libertadores,com gol de Lucho González logo no começo da partida o rubro negro conseguiu segurar a pressão argentina e garantir os três pontos,agora o furacão volta sus atenções para o estadual quando encara o Cascavel na arena no próximo sábado

O JOGO:

O técnico Paulo Autuori surpreendeu e, para o lugar de Carlos Alberto, lesionado, optou pela entrada de Matheus Rosseto. Surpresa maior ainda teve a defesa argentina quando, aos três minutos, Lucho González, o artilheiro rubro-negro nessa Libertadores, aproveitou sobra de bola e de cabeça empurrou para o fundo das redes para abrir a contagem. O Furacão seguiu pressionado e, aos sete minutos, na sua especialidade, Felipe Gedoz abriu espaço e chutou de fora da área, para fora, mas com perigo.
O San Lorenzo chegou pela primeira vez com consistência aos 11 minutos, em chute cruzado de Bellushi que Weverton saltou para realizar grande defesa. Os donos da casa tentavam subir de produção. Aos 15 minutos, Bellushi arriscou de longe, pela linha de fundo, em mais uma finalização em sequência. Bola cruzada na área atleticana, aos 20 minutos, e Paulo André subiu para dar tranquilidade ao setor.
Pablo e Gedoz, receberam cartões amarelos e ambos foram suspensos da próxima partida, diante o Flamengo. Aos 24 minutos, foi a vez de Paulo Díaz arriscar o arremate e Weverton encaixar com firmeza. O Rubro-Negro voltou a aparecer aos 28 minutos, com Nikão recebendo na cara do gol e desperdiçando uma chance rara e clara. Thiago Heleno se destacava na jogada a área e afastava o que podia, como aos 36 minutos. Aos 40 minutos, Lucho teve a chance de aplicar, aos 40 minutos, limpando a marcação, mas arrematando por cima da meta.
Para a etapa final, o San Lonrezo voltou com Botta no lugar de Corujo. Aos dois minutos, Pablo ajeitou para Matheus Rosseto, que bateu de primeira para defesa de Torrico. Os argentinos, entretanto, voltaram a pressionar em busca do empate. Com isso, os contra-ataques passaram a ser a maior arma do Rubro-Negro. Aos 10 minutos, Otávio avançou pelo meio da defesa e chutou forte para mais uma boa defesa de Torrico.
Aos 16 minutos, Ortega chegou pela esquerda e chutou cruzado para defesa de Weverton, mas o árbitro parou a sequência par anotar impedimento. Aos 22 minutos, Jonathan lançou para Grafite, que saiu antes da hora e entrou em posição de impedimento. Um minuto depois, Cerutti fez o cruzamento, Ortigoza dominou e chutou no ângulo para defesa de Weverton.
Os argentinos tiveram a grande chance aos 30 minutos, em pênalti de Sidcley em Cerutti. Porém, na cobrança Blandi tirou demais de Weverton e mandou pela linha de fundo. Aos 38 minutos, Botta avançou em velocidade e, na hora do passe, Jonathan apareceu para fazer o corte. González teve a chance de matar, aos 45 minutos, e perdeu na cara do gol. Por sorte não fez falta e os três pontos foram garantidos.
Ficha Técnica:
SAN LORENZO 0 X 1 ATLÉTICO PARANAENSE
Local: Estádio Nuevo Gasómetro, em Buenos Aires
Data: 15 de março de 2017, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Roddy Zambrano (Equador)
Assistentes: Christian Lescano (Equador) e Ricardo Baren (Equador)
Cartões amarelos: Mussis (San Lorenzo), Pablo, Felipe Gedoz e Thiago Heleno (Atlético-PR)
Gols
ATLÉTICO-PR: Lucho González, aos 03 minutos do primeiro tempo
SAN LORENZO: Torrico; Corujo (Botta), Angeleri, Caruzzo e Paulo Díaz; Mussis, Belluschi, Néstor Ortigoza (Bergessio)e Cerutti; Merlini (Ávila)e Blandi.
Técnico: Diego Aguirre.
ATLÉTICO PARANAENSE: Weverton; Jonathan (Wanderson), Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Lucho González, Matheus Rosseto e Felipe Gedoz (Grafite), Nikão (Douglas Coutinho) e Pablo.
Técnico: Paulo Autuori
Veja como foi o jogo:

Furacão na Argentina:Atlético busca vitória diante o San Lorenzo


Na noite dessa quarta feira,o furacão vai até a Argentina enfrentar o San Lorenzo pela segunda rodada da fase de grupos da Libertadores,após o empate em casa o rubro negro busca longe da sua torcida torcida a recuperação diante um adversário que também começou mau levando uma goleada na estréia.No time o técnico Paulo Autuori acredita na recuperação da equipe e terá apenas uma mudança no time em relação a equipe que iniciou a partida diante o Católica.

O TIME:

Para o duelo diante os Argentinos a única baixa confirmada será do meia Carlos Alberto,que lesionado não viajou com a delegação,sendo assim Felipe Gedoz e Nikão serão os responsáveis pela armação da equipe na partida,por outro lado o furacão terá a volta do atacante Grafite que retorna de suspensão desa forma o rubro negro deve ir a campo com:Weverton,Jonathan,Thiago Heleno,Paulo André e Sidcley;Lucho González,Otávio,Felipe Gedoz,Nikão e Pablo;Grafite.

O San Lorenzo:

Após o péssimo inicio na Libertadores ao  ser derrotado pelo Flamengo por 4ao "El Ciclon" busca em casa a recuperação,embora a o mau resultado da estréia tenha deixado uma certa desconfiança por parte de seus torcedores o técnico Diego Aguirre viu evolução na equipe após a vitoria diante o Belgrano pelo campeonato argentino por 2a1 e aposta em um bom resultado diante o furacão,o treinador ainda não confirmou oficialmente o time mais a provável formação do time é a seguinte:Torrico; Paulo Díaz (Corujo), Angeleri, Coloccini (Caruzzo) e Montoya (Paulo Díaz); Mussis, Belluschi, Néstor Ortigoza e Cerutti; Botta e Blandi (Bergessio).

Ficha Técnica:

SAN LORENZO X ATLÉTICO PARANAENSE
Local: Estádio Nuevo Gasómetro, em Buenos Aires
Data: 15 de março de 2017, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Roddy Zambrano (Equador)
Assistentes: Christian Lescano (Equador) e Ricardo Baren (Equador)
SAN LORENZO: Torrico; Paulo Díaz (Corujo), Angeleri, Coloccini (Caruzzo) e Montoya (Paulo Díaz); Mussis, Belluschi, Néstor Ortigoza e Cerutti; Botta e Blandi (Bergessio).
Técnico: Diego Aguirre.
ATLÉTICO PARANAENSE: Weverton; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Lucho González e Felipe Gedoz, Nikão. Grafite e Pablo.
Técnico: Paulo Autuori

Sofrivel:Em jogo fraco Atlético fica no zero com o Londrina.


Um jogo com nível técnico muito,assim foi a partida entre Atlético e Londrina na tarde desse domingo na arena da baixada,em meio a isso o time alternativo do furacão segue sem encantar seu torcedor com um futebol apático e perdendo a poucas chances de gol que criou o rubro negro não passou de um empate sem gols com o tubarão e viu sua situação na tabela e classificação do paranaense se complicar,já que com o empate o rubro negro caiu para a décima colocação fora do grupo que se classifica a próxima fase dentro de campo o único titular foi o goleiro Weverton porém só  a presença do goleiro não foi o suficiente para conquistar os três pontos.Agora o furacão volta a campo quarta feira em Buenos Aires pela Libertadores contra o San Lorenzo,já pelo estadual o compromisso é no próximo sábado diante o Cascavel na arena da baixada.

O JOGO:

 Muito truncado e com pouca movimentação, o duelo teve o Atlético melhor nos dois tempos. Repleto de reservas, os atleticanos não conseguiram ter um grande rendimento, apresentou dificuldades no ataque, mas foi o time que mais chegou perto de marcar tanto durante em toda a primeira etapa, depois de alguns cruzamentos, quanto no final da segunda, aplicando forte pressão.
O Londrina, porém, voltou muito bem do intervalo e quase abriu o placar no começo do segundo tempo. Logo de cara, Tubarão emendou três boas chances, a principal delas aos dois minutos, quando Robinho acertou um lindo chute mirando o ângulo e obrigou grande defesa do goleiro Weverton.
Depois do bom começo, os visitantes receberam a primeira resposta rubro-negra e sofreram muita pressão nos minutos finais. Em cobrança de escanteio cobrado por João Pedro, aos 16 minutos, Luís Henrique desviou de cabeça, mas Alan estava esperto para salvar com os pés e evitar o primeiro gol da tarde.
Antes do final do jogo, o Atlético foi para cima, dando o último suspiro em busca de sair com a vitória, emendou pelo menos três oportunidades claras, mas não balançaram as redes. O Tubarão também ficou próximo de marcar, aproveitando alguns contra-ataques, mas desperdiçou. Com isso, a partida terminou da mesma maneira que começou: sem gols.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 0 X 0 LONDRINA
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 12 de março de 2017, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques
Assistentes: Rafael Trombeta e Maurício Jose Braga
Público: 10.812 torcedores.
Renda: R$ 210.855,00.
Cartões amarelos: Telo (Londrina)
ATLÉTICO PARANAENSE: Weverton; Cascardo, Wanderson, José Ivaldo e Nicolas; Renan Paulino, Rossetto e João Pedro; Douglas Coutinho, Crysan e Luis Henrique (Yago)
Técnico: Paulo Autuori
LONDRINA : Alan; Telo, Matheus, Marcondes e Ayrton; França, Bidía (Rafael Gavia), Robinho e Fabinho; Safira (Euller) e Paulo Rangel (Brandão).
Técnico: Cláudio Tencati

Em busca da vitória:Atras da segunda vitória,rubro negro recebe o Londrina.


Na tarde desse domingo,o furacão recebe na arena da baixada o Londrina e com apenas uma vitória na competição o time alternativo do rubro negro busca a recuperação para subir na tabela e seguir entre os oito primeiros colocados na tabela.Já com a cabeça na Libertadores para a partida diante o San Lorenzo na próxima quarta feira o técnico Paulo Autuori já sinalizou o time que vai a campo durante os treinos da semana e deve manter a equipe que vem jogando as partidas anteriores.

O TIME:

Para a partida o treinador deve manter a base que vem atuando no estadual,já que pode nas próximas rodadas o treinador já confirmou que a equipe principal deve jogar algumas partidas do estadual e assim alguns jogadores devem ter novas oportunidades no time é o caso dos atacantes Douglas Coutinho e Crysan,o zagueiro José Ivaldo e o lateral Renan Lodi,dessa forma o furacão deve ir a campo com:Santos; Léo, Wanderson, José Ivaldo e Renan Lodi; Luiz Otávio, Rossetto e João Pedro; Douglas Coutinho, Crysan e Luis Henrique

O Londrina:

Buscando subir na tabela o tubarão busca surpreender o rubro negro na arena,o técnico Claudio Tencati ainda tem uma dúvida para monatr a equipe titular isso por que o volante Germano ainda é dúvida e caso não possa ir a campo Bidia deve ser titular,já o atacante Fabinho fica de fora e Safira entra no ataque,por outro lado terá a volta do volante França sendo assim o Londrina deve ir a campo com:Alan; Telo (Igor Bosel), Matheus, Marcondes e Ayrton; França, Bidía (Germano), Rafael Gava e Marcinho (Robinho); Safira e Paulo Rangel.



Ficha Técnica:

ATLÉTICO-PR X LONDRINA
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 12 de março de 2017, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques
Assistentes: Rafael Trombeta e Maurício Jose Braga
ATLÉTICO PARANAENSE: Santos; Léo, Wanderson, José Ivaldo e Renan Lodi; Luiz Otávio, Rossetto e João Pedro; Douglas Coutinho, Crysan e Luis Henrique
Técnico: Paulo Autuori
LONDRINA : Alan; Telo (Igor Bosel), Matheus, Marcondes e Ayrton; França, Bidía (Germano), Rafael Gava e Marcinho (Robinho); Safira e Paulo Rangel.
Técnico: Cláudio Tencati
Relembre o último confronto entre Atlético e Londrina.

Vacilou:Atlético abre dois a zero mas cede empate ao Católica.


Mais uma vez o furacão vacilou em erros defensivos,assim como no jogo contra o Capiatá o rubro negro foi superior,saiu na frente e no fim da partida cedeu o empate e deixou a vitória escapar,na sua estréia na fase de grupos da Libertadores o furacão ficou no dois a dois com o Universidad Católica e perdeu a chance de iniciar a competição com uma grande vitória,Lucho González abriu o marcador logo aos cinco minutos para o furacão enquanto Nikão já na segunda etapa com um belo gol ampliou a vantagem,mas dois vacilos defensivos custaram a vitória ao rubro negro.Agora o rubro negro retorna a campo domingo pelo estadual contra o Londrina,já pela Libertadores volta a campo na próxima quarta feira diante o San Lorenzo em Buenos Aires.

O JOGO:

Sem nenhuma grande surpresa, o Furacão entrou em campo com Felipe Gedoz no lugar do suspenso Grafite. Com a bola rolando, o Rubro-Negro dominava as ações, tocando a bola com paciência e esperando uma oportunidade e de entrar na defesa chilena. Mas quem deu o primeiro chute foi Santiago Silva, aproveitando vacilo do Lucho, aos quatro minutos, e obrigado Weverton a fazer a primeira defesa.

Porém, na resposta, Thiago Heleno lançou, Jonathan cruzou na marca do pênalti e Lucho Gonzalez apareceu para chutar firme e abrir o placar. O jogo ficou mais aberto e a Católica começou a atacar também, mas erravam passes demais. Aos 12 minutos, Jonathan chegou no fundo e cruzou para trás, mas ninguém alcançou na área. Aos 18 minutos, Carlos Alberto fez fiz, invadiu a área, e chutou cruzado, pela linha de fundo.
Contra-ataque em velocidade do Atlético, aos 23 minutos, Gedoz pedalou, abriu espaço e fuzilou para Toselli tirar de soco o perigo. Felipe Gedoz era o homem da bola parada e, aos 32 minutos, cobrou escanteio para Thiago Heleno testar para fora. O Furacão administrava bem a posse de bola, controlando o jogo. Os chilenos chegaram na área aos 42 minutos, mas a bola parou em Buonanotte, que praticamente recuou para Weverton.
Para a etapa final, os times voltaram a campo sem alterações. Logo no primeiro minuto, grande lançamento para Pablo e Toselli deixou a meta para tirar de cabeça. No troco, Noir pegou de fora da área, Kalinski desviou de primeira e a bola foi pela linha de fundo, com algum perigo. Gedoz seguia arriscando de longe, e, aos nove minutos, parou nas mãos de Toselli.
Depois de levar um susto e choque de cabeça, Nikão precisou sair de campo, mas voltou na sequência. O jogo era mais disputado no meio, com os dois times buscando o jogo. L tanque esperava por uma bola a seu estilo e ela veio, aos 18 minutos, em cruzamento na medida para a cabeçada que Weverton segurou em cima da linha. O Rubro-Negro recuou demais na espera de um contra-ataque.
O torcedor já se mostrava preocupado com a postura atleticana em campo. Até que, aos 30 minutos, Rosseto tocou de calcanhar e Nikão, um dos grandes nomes da partida, chutou no ângulo para marcar um golaço na Arena. Aos 35 minutos, Lanaro recebeu com liberdade, bateu de primeira e Weverton fez linda defesa para salvar. A tensão voltou aos 40 minutos, depois que Llanos, de cabeça, descontou e quase empatou um minutos depois, batendo na rede, pelo lado de fora. Aos 44 minutos, Noir aproveitou cruzamento para buscar a igualdade. Pablo, aos 48 minutos, ainda acertou o travessão, mas ficou nisso.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO PARANAENSE 2 X 2 UNIVERSIDAD CATÓLICA
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 07 de março de 2017, terça-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Ulises Mereles (Paraguai)
Assistentes: Rodney Aquino (Paraguai) e Dario Gaona (Paraguai)
Cartões amarelos :Thiago Heleno (Atlético-PR); Kalinsli, Maripán (Universidad Catolica)
Cartão vermelho: Maripán (Universidad)
Gols
ATLÉTICO PARANAENSE: Lucho González, aos 05 minutos do primeiro tempo e Nikão, aos 30 minutos do segundo tempo
UNIVERSIDAD CATÓLICA: Llanos, aos 40 minutos e Noir, aos 44 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO PARANAENSE: Weverton; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio (Wanderson), Lucho González (Matheus Rosseto) e Carlos Alberto (Douglas Coutinho); Felipe Gedoz, Nikão e Pablo.
Técnico: Paulo Autuori
UNIVERSIDAD CATÓLICA: Toselli, Maripán, Lanaro, Parot, Espinoza (Llanos); Fuenzalida, Kalinski, Fuentes (Cordero), Noir, Buonanotte e Santiago Silva
Técnico: Mario Salas
Veja os gols do jogo: