quinta-feira, 31 de maio de 2018

Pra fugir da ZR furacão recebe o Santos na arena.


Na noite dessa quinta o furacão vai a campo para tentar voltar as vitorias,mais uma vez pressionado o rubro negro recebe o Santos que vive um momento semelhante ao do time atleticano pois o peixe também se encontra na zona de rebaixamento no momento.Para a partida ao técnico Fernando Diniz deve apostar na base que enfrentou Paraná para tentar voltar a vencer na competição.

O TIME:

Para a partida o trenador terá volta a volta do voante Chileno Pavez porém esse deve ficar a disposição no banco de reservas por precaução da comissão técnica.Lembrando que o zagueiro Paulo André segue de fora vetado pelo departamento médico assim o furacão deve ir a campo com a mesma formação que empatou com o Paraná a seguinte forma:Santos;Wanderson,Thiago Heleno e Zé Ivaldo;Rosseto,Lucho,Camacho e Thiago Carleto;Nikão,Guilherme e Pablo.

O Santos:

Assim como o furacão o peixe também vive um momento de pressão,na zona de rebaixamento o time está muito cobrado e o técnico Jair Ventura com o cargo ameaçado,para a partida as principais novidades serão as voltas do zagueiro Lucas Verissimo e do lateral Victor Ferraz,além de Léo Cittadini que deve ganhar a vaga de Renato no meio de campo já o atacante Bruno Henrique fica a disposição no banco de reservas com o isso o Santos deve ir a campo com:Vanderlei;Victor Ferraz,Lucas Verissimo,David Braz e Dodô;Léo Cittadini(Renato),Diego Pituca,Jean Mota;Gabriel,Rodrygo e Eduardo Sasha.



Ficha Técnica:

Atlético-PR x Santos.
Campeonato Brasileiro 2018.
Local:Arena da baixada,Curitiba.
Data:31/05/2018
Horário:21:00
Arbitro:Savio Pereira Sampaio.
Auxiliares:Daniel Henrique da Silva Andrade e Ciro Chaban Junqueira.

Atlético-PR:Santos;Wanderson,Thiago Heleno e Zé Ivaldo;Rosseto,Lucho,Camacho e Thiago Carleto;Nikão,Guilherme e Pablo.Tec:Fernando Diniz.

Santos:Vanderlei;Victor Ferraz,Lucas Verissimo,David Braz e Dodô;Léo Cittadini(Renato),Diego Pituca,Jean Mota;Gabriel,Rodrygo e Eduardo Sasha.Téc:Jair Ventura.

Relembre o último duelo entre furacão e Santos:

domingo, 27 de maio de 2018

Em jogo fraco Atlético no empate sem gols com o Paraná.


Em mais uma atuação ruim do time atleticano o furacão ficou no empate em zero a zero com o Paraná na Vila Capanema.Em partida onde o furacão voltou a apresentar muitas falhas,o time atleticano não saiu do zero com o adversário e segue com seu jejum de vitórias agora para oito jogos na próxima rodada o furacão recebe na arena o Santos.

O JOGO:

A primeira chance da partida veio logo aos quatro minutos de jogo, e foi o time visitante que quase abriu o placar. A equipe trocava passes na entrada da área adversária, até que Camacho experimentou de longe, rasteiro, e o goleiro Thiago Rodrigues viu a bola passar muito perto da trave esquerda.
O início de jogo era favorável ao Furacão. Os visitantes tinham maior posse de bola e acuavam o adversário, que apenas assistia. O domínio, no entanto, não era convertido em chances claras de gol.
Aos 22, o Paraná chegou pela primeira vez. Após bola alçada na área, Mansur apareceu sozinho para completar de cabeça, e o goleiro Mansur fez defesa segura. A partir desse momento, o time da casa começou a crescer na partida, e voltou a chegar aos 29. Carlos cruzou na área, e após a defesa bater cabeça, a bola sobrou limpa para Torito, quase na marca do pênalti. O camisa 8 chegou batendo de primeira, mas mandou por cima do gol.
Só dava Tricolor, e aos 31, após cobrança de escanteio, Cleber Reis subiu no segundo pau e, de barriga, completou. A bola saiu muito perto da trave direita do goleiro Santos, que apenas observou. Dois minutos depois, em nova cobrança de escanteio, Leandro Vilela desviou no primeiro pau, e a bola ainda bateu no travessão antes de sair.
Na etapa complementar, os dois times caíram de produção. O número de finalizações diminuiu, e a objetividade das duas equipes também. A primeira chance do segundo tempo foi dos donos da casa, apenas aos 18 minutos. Mansur cruzou para o meio da área, e ela sobrou para Caio Henrique, sozinho, de frente para o gol. O camisa 10, contudo, não pegou bem, e a bola saiu à direita do goleiro Santos.
A resposta dos visitantes, que não levavam perigo desde o início da primeira etapa, veio aos 20. Nikão recebeu dentro da área e tentou tocar na saída do goleiro, mas Thiago Rodrigues fechou bem o ângulo e impediu o gol do adversário. A partida estava morna e um pouco faltosa, e passou a ser recorrente a necessidade de atendimento médico aos jogadores.
Aos 38, Léo Itaperuna foi empurrado por Zé Ivaldo dentro da área, mas o árbitro não marcou o pênalti a favor dos mandantes. Dois minutos depois, Carlos recebeu dentro da área, girou e bateu no canto, obrigando a boa defesa de Santos.
Aos 44 minutos, na última chance da partida, Caio Henrique recebeu na entrada da área, girou e finalizou bem, mas Lucho González apareceu providencialmente para desviar de cabeça e evitar aquele que seria o gol da vitória do Tricolor.
Ficha Técnica:
PARANÁ 0 X 0 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR)
Data: 27 de maio de 2018, domingo
Horário: 11 horas (de Brasília)
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araujo (SP)
Assistentes:  Emerson Augusto de Carvalho (FIFA-SP) e Alex Ang Ribeiro (SP)
Público: 7450 pessoas
Renda: R$146.405,00
Cartões amarelos:
 Leandro Vilela, Junior e Neris (Paraná), Guilherme e Matheus Rossetto (Atlético-PR)
PARANÁ: Thiago Rodrigues; Júnior, Neris, Cleber Reis e Mansur; Torito (Léo Itaperuna), Jhonny Lucas, Caio Henrique e Leandro Vilela (Carlos Eduardo); Silvinho (Guilherme Biteco) e Carlos.
Técnico: Rogério Micale
ATLÉTICO-PR: Santos; Thiago Heleno, Zé Ivaldo e Wanderson; Matheus Rossetto, Camacho, Lucho González (Bruno Guimarães), Thiago Carleto e Nikão; Guilherme (Raphael Veiga) e Pablo.
Técnico: Fernando Diniz
Veja como foi o jogo:

sábado, 26 de maio de 2018

Pressionado Atlético enfrenta o Paraná na Vila Capanema.


Na manhã desse domingo o furacão vai a campo pra mais uma vez acabar com o jejum e a série de cinco derrotas seguidas na competição,contra o Paraná na Vila Capanema o rubro tem um jogo direto já que o furacão também se encontra na zona de rebaixamento do brasileirão assim tornando o dérbi desse domingo um jogo decisivo para a tabela e para recuperar a confiança do grupo do técnico Fernando Diniz.Com a semana cheia de trabalho também vieram os testes e os problemas para a formação da equipe com isso o treinador atleticano mais uma vez terá desfalques,dúvidas e mudanças forçadas para encarar o tricolor na vila.

O TIME:

Para a partida o Chileno Pávez e o lateral Jonathan estão vetados e não vão a campo,já o zagueiro Thiago Heleno é dúvida caso não jogue Éder pode fazer sua estréia com a camisa atleticana.Outro que não tem presença garantida é o meia Nikão que ainda se recupera de lesão porém treinou durante a semana e briga por posição com Raphael Veiga já na lateral direita Matheus Rosseto deve seguir no setor porém Renan Lodi treinou improvisado na posição e também pode aparecer com isso,o furacão deve ir a campo com:Santos;Wanderson,Thiago Heleno(Éder)e Zé Ivaldo;Matheus Rosseto(Renan Lodi),Camacho,Lucho e Thiago Carleto;Nikão(Raphael Veiga),Guilherme e Pablo.

O Paraná:

Na lanterna da competição o time do técnico Rogério Micale busca sua primeira vitória na competição a equipe segue sem poder contar com  goleiro Richard,com o atacante Rafael Alemão e com o lateral Diego Tavares além disso o treinador paranista tem dúvida no ataque entre Leandro Vilela caso forme o time mais recuado ou Carlos Eduardo ou Léo Itaperuna caso prefira uma formação mais ofensiva com isso o Paraná deve ir a campo com:Thiago Rodrigues;Júnior,Neris,Cléber Reis e Mansur;Torito,Caio Henrique,Carlos Eduardo(Leandro Vilela ou Léo Itaperuna),Jhonny Lucas;Carlos e Silvinho.




Ficha Técnica:

PARANÁ CLUBE X ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR)
Data: 27 de maio de 2018, domingo
Horário: 11 horas (de Brasília)
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araujo (SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (FIFA-SP) e Alex Ang Ribeiro (SP)
PARANÁ: Thiago Rodrigues; Júnior, Neris, Cleber Reis e Mansur; Torito, Jhonny Lucas, Caio Henrique e Carlos Eduardo (Léo Itaperuna ou Leandro Vilela); Silvinho e Carlos.
Técnico: Rogério Micale
ATLÉTICO-PR: Wanderson, José Ivaldo e Thiago Heleno(Éder); Renan Lodi (Matheus Rossetto), Camacho, Lucho González e Thiago Carleto; Nikão (Raphael Veiga), Guilherme e Pablo.
Técnico: Fernando Diniz.
Relembre o último duelo entre Paraná e Atlético pelo brasileirão.


segunda-feira, 21 de maio de 2018

Atlético joga mau e é derrotado pelo Fluminense.


O JOGO:

O Fluminense começou a partida no ataque e, logo aos três minutos, Pedro foi derrubado após tentar jogada individual nas proximidades da área. Sornoza fez a cobrança e Santos defendeu sem dificuldades. Dois minutos depois, Pedro desarmou a zaga paranaense e mandou a bomba, mas Santos fez outra boa defesa.
O Furacão tentava manter o estilo habitual de trocar passes sem pressa, mas encontrava uma marcação adiantada do Fluminense, que tentava interromper o toque de bola do adversário. Aos 11 minutos foi a vez de Jadson chutar, mas Santos voltou a defender.
O técnico Fernando Diniz foi obrigado a queimar uma substituição antes do 15 minutos. Pavez sentiu a coxa e Matheus Rosseto entrou em seu lugar. O Tricolor das Laranjeiras continuava melhor em campo. Aos 15, novamente Pedro apareceu na área para cabecear, mas mandou a bola para fora.
O Atlético saiu do sufoco imposto pela equipe carioca e passou a equilibrar o jogo. Por duas vezes, Renan Lodi bateu, de fora da área, com relativo perigo.
Aos 22 minutos, o Fluminense marcou o primeiro gol. Jadson tabelou com Gilberto e mandou a bomba. Santos defendeu parcialmente, mas a bola bateu no zagueiro Thiago Heleno e entrou.
O time paranaense partiu para a reação e Thiago Carletto chutou forte para boa defesa de Júlio César. Logo depois, Pablo recebeu na área e chutou forte, mas a bola encobriu o travessão.
O Fluminense respondeu com uma boa troca de passes que terminou com a conclusão de Sornoza, por cima.
O Furacão tinha mais posse de bola, mas o Fluminense mostrava mais objetividade e tentava aproveitar os espaços concedidos pelo time visitante. E aos 36 minutos, a equipe das Laranjeiras ampliou. Jadson fez ótimo lançamento para Marcos Júnior que invadiu a área e encobriu o goleiro Santos que saiu para fechar o ângulo.
Animado com a vantagem, o time dirigido por Abel Braga quase marca o terceiro aos 38, em chute perigoso do atacante Pedro.
O Atlético encontrava dificuldades para penetrar na área carioca e apelava para os chutes de longe, como aconteceu aos 43 minutos em novo chute perigoso de Thiago Carletto.
No último lance importante da etapa inicial, Renan Lodi soltou a bomba que passou bem perto da trave defendida por Júlio César.
O Atlético-PR voltou para o segundo tempo com o atacante Ribamar no lugar do zagueiro Zé Ivaldo, numa tentativa do técnico Fernando Diniz de tornar a sua equipe mais agressiva.
O primeiro momento de perigo foi criado pelo Fluminense aos seis minutos. Gilberto recebeu passe de Sornoza e chutou forte para boa defesa de Santos.
Apesar das mudanças da equipe paranaense, o Fluminense seguia criando as melhores chances. Aos 12 minutos, Sornoza avançou pela intermediária e chutou forte, mas a bola saiu.
O Fluminense passou a esperar o Furacão na sua defesa para tentar explorar os contra-ataques, mas os passes imperfeitos impediam que a equipe dirigida por Abel Braga conseguisse aproveitar os espaços concedidos pelo time paranaense.
O time de Fernando Diniz ameaçou aos 28 minutos com o atacante Bill que recebeu na área e chutou forte, mas o goleiro Júlio César fez grande defesa e impediu o gol do Furacão.
A equipe carioca que apenas administrava o resultado, voltou a incomodar aos 36 minutos em chute cruzado de Pedro que passou perto do gol defendido por Santos.
Nos minutos finais, com a vitória garantida, o Fluminense apenas tocou a bola, enquanto o Atlético não conseguia criar condições de ameaçar a defesa tricolor.
Ficha Técnica:
FLUMINENSE 2 X 0 ATLÉTICO-PR
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 20 de maio de 2018, domingo
Hora: 19h (de Brasília)
Árbitro: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)
Assistentes: Felipe Alan Costa de Oliveira (MG) e Ricardo Junio de Souza (MG)
Público: 8.364 pagantes
Cartão Amarelo: Matheus Alessandro(Flu);Matheus Rossetto, Lucho Gonzalez(AP)
Gols:
FLUMINENSE: Thiago Heleno, contra, aos 22 e Marcos Júnior, aos 36 minutos do primeiro tempo
FLUMINENSE: Julio Cesar, Gum, Renato Chaves e Luan Peres ; Gilberto, Richard, Jadson, Sornoza(Douglas) e Marlon; Marcos Júnior(Matheus Alessandro) e Pedro(João Carlos)
Técnico: Abel Braga
ATLÉTICO-PR: Santos; Zé Ivaldo(Ribamar), Pavez(Matheus Rossetto) (Bill),Thiago Heleno e Carleto; Renan lodi, Camacho, Lucho Gonzalez e Raphael Veiga; Guilherme e ,Pablo
Técnico: Fernando Diniz
Veja como foi o jogo:

domingo, 20 de maio de 2018

Em busca de reação furacão enfrenta o Fluminense no Rio de Janeiro.


Se casa as coisas não acontecem o furacão busca longe de casa uma reação no campeonato,nesse domingo a noite no Maracanã contra o Fluminense mais uma tentativa de sair da má fase e do jejum de sete jogos sem saber o que vitória e se afastar da zona de perigo do campeonato.Após uma semana cheia de trabalho o técnico Fernando Diniz busca um recomeço na competição e para recuperar a confiança ada equipe e retornar aos bons resultado e terá mudanças na equipe em elação ao jogo passado.

O TIME:

Para a partida o treinador terá a volta do meia Guilherme além disso Raphael Veiga que deslocou o ombro contra o Cruzeiro foi liberado e fica disposição,quem também fica disposição é o lateral esquerdo Renan Lodi que se recuperou de um entorse no tornozelo por outro lado Paulo André e Nikão segue de fora com isso o furacão deve ir a campo com:Santos;Zé Ivaldo,Pavez e Thiago Heleno;Rosseto,Camacho,Lucho e Thiago Carleto,Guilherme,Raphael Veiga(Bergson)e Pablo.

O Fluminense:

Em busca de recuperação o Fluminense já está pronto para encarar o furacão,a única baixa do técnico Abel Braga é o lateral esquerdo Ayrton Lucas que está lesionado assim Marlon será a novidade pelo lado esquerdo com isso  tricolor carioca já está escalado com:Júlio Cesar;Renato Chaves,Gum e Lucas Peres;Gilberto,Jadson,Richard e Marlon,Sornoza,Marcos Junior e Pedro.




Ficha Técnica:

FLUMINENSE X ATLÉTICO-PR
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 20 de maio de 2018, domingo
Hora: 19h (de Brasília)
Árbitro: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)
Assistentes: Felipe Alan Costa de Oliveira (MG) e Ricardo Junio de Souza (MG)
FLUMINENSE: Julio Cesar, Gum, Renato Chaves e Luan Peres ; Gilberto, Richard, Jadson, Junior Sornoza e Marlon; Marcos Júnior e Pedro
Técnico: Abel Braga
ATLÉTICO-PR: Santos; Zé Ivaldo, Pavez e Thiago Heleno; Matheus Rossetto, Camacho, Lucho e Carleto; Guilherme, Pablo e Bergson(Raphael Veiga)
Técnico: Fernando Diniz
Relembre o último duelo entre Furacão e Fluminense:

sexta-feira, 18 de maio de 2018

Conheça o recém contratado do furacão o atacante Caprini.


Já a alguns dias no furacão o atacante Mauricio Caprini ou simplesmente Caprini chega para ser mais uma opção para o ataque rubro negro,aos 20 anos de idade o atleta natural de Caxias do Sul chega como uma promessa revelado na na base do juventude o atacante vem por empréstimo até o fim dessa temporada a seguir confira a ficha técnica completa do jovem reforço do furacão.

Ficha Técnica:

Nome: Mauricio Caprini Pinto
Posição: Atacante
Data de nascimento: 11/11/1997 [20 anos]
Local de nascimento: Caxias do Sul (RS)
Time onde jogou: Juventude (RS)

quinta-feira, 17 de maio de 2018

Atlético é superado pelo Cruzeiro e se complica na Copa do Brasil.


O JOGO:

em contar com sua torcida, com a exceção de um grupo que conseguiu entrar no estádio com as camisas escondidas, a Raposa começou a partida pressionando os donos da casa. Aos três minutos, Robinho fez a jogada e cruzou fechado para a defesa atleticana afastar. Aos seis, Rafinha passou como quis por Rosseto e arriscou o chute por cima da meta.
O Furacão apareceu pela primeira vez com algum período aos 13 minutos, com Rosseto, que chutou forte para ótima defesa de Fábio. O Rubro-Negro tentava sair um pouco mais para o jogo para equilibrar as ações, mas se mostrava nervoso em campo. Aos 23 minutos, contra-ataque mineiro que a defesa atleticana conseguiu tirar dos pés de Arrascaeta, mas entregou para Sassá, travado na hora certa por Carleto.
Mais Cruzeiro no ataque, aos 26 minutos, com Sassá subindo na área para testar pela linha de fundo, com perigo. Arrascaeta mandou um chute venenoso, aos 33 minutos, e Santos tocou para escanteio e salvou. Na resposta, aos 38 minutos, levantamento para Thiago Heleno, que subiu pressionado e tocou para fora, com desvio no braço de Dedé que o árbitro considerou normal. Mas, aos 41 minutos, Carleto cobrou falta com força e estufou a rede para abrir o placar.
Para a etapa final, as equipes voltaram sem modificações. Aos três minutos, cobrança de escanteio na medida e Pablo desviou para fora, com algum perigo ao gol de Fábio. O Rubro-Negro voltou mais ligado após o intervalo, mas ainda tinha dificuldade para criar no campo de ataque. Aos 11 minutos, cruzamento para Sassá na pequena área e o cruzeirense conseguiu jogar para fora.
O Cruzeiro seguia com maior posse de bola, mas encontrava uma marcação forte e já não criava com a mesma facilidade. Com uma lesão no ombro, Rapahel Veiga precisou sair do jogo para a entrada do Matheus Anjos e deve ser desfalque par aos próximos jogos do Furacão. Aos 25 minutos, mais um levantamento na área atleticana e Raniel não conseguiu alcançar a bola.
Mano tentava colocar o time à frente, mas a defesa do Furacão se portava muito bem na partida. Mas, aos 34 minutos, Henrique chutou de longe, a bola desviou em Thiago Heleno e morreu no fundo da rede. Aos 41 minutos, Pablo ajeitou para Bergson na área, mas o atacante escorregou e ficou sem a bola. Mancuello ainda tentou um arremate, aos 46 minutos, nas mãos de Santos. Quando tudo parecia resolvido, Raniel apareceu no meio da defesa para tocar na saída do goleiro e dar a vitória à Raposa.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO- PR 1 X 2 CRUZEIRO – MG
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 16 de maio de 2018, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Pericles Bassols Pegado Cortez (PE)
Assistentes: Clovis Amaral da Silva (PE) e Cleberson do Nascimento Leite (PE)
Cartões amarelos :Bergson, Camacho (Atlético-PR); Egídio (Cruzeiro)
Gols
ATLÉTICO – PR: Carleto, aos 41 minutos do primeiro tempo
CRUZEIRO: Henrique, aos 34 minutos e Raniel, aos 47 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO- PR: Santos; Zé Ivaldo, Pavez e Thiago Heleno; Matheus Rossetto, Camacho, Lucho González (Bruno Guimarães) e Carleto; Rapahel Veiga (Matheus Anjos), Pablo e Bergson (Marcinho).
Técnico: Fernando Diniz
CRUZEIRO: Fábio; Lucas Romero, Léo, Dedé e Egídio; Henrique, Lucas Silva, Robinho (Macuello), Rafinha e Arrascaeta (Rafael Sóbis); Sassá (Raniel).
Técnico: Mano Menezes
Veja os gols do jogo:

terça-feira, 15 de maio de 2018

Para espantar a má fase furacão recebe o Cruzeiro pela Copa do Brasil.


Nessa quara feira a noite na arena da baixada o furacão busca mais uma vez espantar a má fase que ronda o time nas últimas partidas,e mais uma vez vira a chave para a Copa do Brasil com seis jogos sem saber o que é vitória o rubro negro recebe o Cruzeiro pelas oitavas de finais da competição com o objetivo de além de reencontrar o bom futebol também garantir uma boa vantagem para a partida de volta em Belo Horizonte.Sem muito tempo para lamentar e se preparar o técnico Fernando Diniz praticamente definiu o time que vai a campo e terá desfalques na equipe principal.

O TIME:
Para a partida o furacão terá muitas novidades e desfalques para o compromisso diante a raposa,isso por que o zagueiro Paulo André segue de fora e Zé Ivaldo segue como titular ao lado de Pavez e Thiago Heleno,quem também fica de fora é o lateral Jonathan que com uma lesão muscular está vetado e Rosseto volta a lateral direita.Se já não bastasse isso o meia Nikão fraturou a mão e um dos treinamentos e também fica de fora além do meia Guilherme que suspenso não entra em campo nessa quarta com isso o furacão deverá ir a campo com a seguinte formação:Santos;Zé Ivaldo,Pavez e Thiago Heleno;Rosseto,Camacho,Lucho,Thiago Carleto;Matheus Anjos,Pablo e Bergson.

O Cruzeiro:

Embalado por vitória no brasileirão e boa campanha na Libertadores o Cruzeiro está pronto para o jogo dessa quarta,o único desfalque da equipe é muito sentido o meia Thiago Neves com dores musculares ficou em Belo Horizonte e não enfrenta o furacão e assim Robinho será titular com isso Mano Menezes já confirmou a raposa com a seguinte formação:Fabio;Lucas Romero,Dedé,Léo e Egidio;Henrique,Lucas Silva,Rafinha,Robinho e Arrascaeta;Sassá.





Ficha Técnica:
ATLÉTICO – PR X CRUZEIRO – MG
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 16 de maio de 2018, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Pericles Bassols Pegado Cortez (PE)
Assistentes: Clovis Amaral da Silva (PE) e Cleberson do Nascimento Leite (PE)
ATLÉTICO – PR: Santos; Zé Ivaldo, Pavez e Thiago Heleno; Matheus Rossetto, Camacho, Lucho González e Carleto ; Matheus Anjos , Pablo e Bergson.
Técnico: Fernando Diniz
CRUZEIRO: Fábio; Lucas Romero, Léo, Dedé e Egídio; Henrique, Lucas Silva, Robinho, Rafinha e Arrascaeta; Sassá.
Técnico: Mano Menezes.

domingo, 13 de maio de 2018

Furacão sai na frente mas leva a virada do Atlético-MG.


O JOGO:

 O primeiro chute a gol do Furacão veio logo aos três minutos, em cobrança de falta de Carleto, que retornava ao time, mas fraca, pela linha de fundo. Lesionado, Renan Lodi obrigou Fernando Diniz a fazer a primeira mudança aos oito minutos, com a entrada de Wanderson. Muita marcação em campo e poucas oportunidades criadas.
Boa jogada de Pablo, aos 12 minutos, entrando na área e servindo Jonathan, que foi interceptado na bola por Gabriel. Aos 17 minutos, foi a vez de Wanderson cruzar de Pablo testar firme para linda defesa de Victor. A bola ainda bateu na trave antes de ser afastada. O goleiro voltou a trabalhar aos 20 minutos, em chute venenoso de Nikão. A resposta veio aos 24 minutos, com Otero cobrando escanteio na cabeça de Gabriel, que fez Santos operar um milagre na Arena.
De longe, Pavez arriscou o tiro, aos 29 minutos, e Victor espalmou para tirar da área. Mas, aos 30 minutos, Carleto cobrou escanteio e Pablo apareceu para desviar e mandar para o fundo da rede, abrindo o placar. O técnico Thaigo Larghi queimou duas mudanças antes do intervalo, com as entrada de Elias e Cazares nos lugares de Luan e Otero. O galo foi dominado pelo Furacão durante os 45 minutos iniciais.
Para a segunda etapa, as equipe retornaram sem novas alterações. Aos três minutos, contra-ataque em velocidade com Nikão, que arriscou o chute colocado para defesa de Victor. O troco veio com Ricardo Oliveira, aos quatro minutos, furando em bola e desperdiçando uma chance clara para marcar. O time mineiro reagiu e, aos sete minutos, Roger Guedes pegou de primeira para Santos ceder escanteio. Após a cobrança, Bremer apareceu com liberdade para testar e deixar tudo igual.
As mudanças feitas pelo treinador mineiro pareciam ter surtido efeito no Galo. Aos 12 minutos, Roger Guedes tabelou com Ricardo Oliveira, invadiu a área e parou em Santos. Cobrança de escanteio para Adilson, que desviou para trás e viu Roger Guedes perder mais uma chance. Até que, aos 19 minutos, Roger Guedes aproveitou rebote de Santos e tocou para o gol livre, decretando a virada.
O jogo mudou completamente, com o Atlético Mineiro dominando após o intervalo. Aos 27 minutos, Ricardo Oliveira ganhou de Wanderson na corrida, mas chutou fraco, nas mãos de Santos. Cazares lançou para Ricardo Oliveira, aos 30 minutos, e Santos deixou a meta para pegar mais uma vez. Jonathan sentiu lesão após uma dividida, mas Diniz já havia feito as mudanças. Aos 39 minutos, cobrança de falta para Carleto, que isolou a bola. Santos, nos acréscimos, ainda operou mais um milagre parando finalização de Roger Guedes. Com um grande segundo tempo, o Galo sobe aproveitar as chances e administrar até o fim.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO – PR 1 X 2 ATLÉTICO -MG
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 13 de maio de 2018, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (Fifa-SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
Cartões amarelos : Thiago Carleto, Bruno Guimarães (Atlético-PR);Gustavo Blanco, Bremer (Atlético-MG)
Gols
ATLÉTICO PARANAENSE: Pablo, aos 30 minutos do primeiro tempo
ATLÉTICO MINEIRO: Bremer, aos 08 minutos e Roger Guedes, aos 19 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO PARANAENSE: Santos; Esteban Pavez (Raphael Veiga), Zé Ivaldo e Bruno Gumarães; Jonathan, Camacho e Guilherme (Ederson), Carleto, Rena Lodi (Wanderson); Nikão e Pablo
Técnico: Fernando Diniz
ATLÉTICO MINEIRO: Victor, Patric, Bremer, Gabriel, Fábio Santos, Adilson, Gustavo Blanco (Galdezani), Otero (Cazares), Luan (Elias), Roger Guedes e Ricardo Oliveira.
Técnico: Thiago Larghi.
Veja os gols do jogo:

Em busca da reabilitação furacão recebe o galo na baixada.


Na tarde desse domingo o furacão retorna aos gramados da arena da baixada para enfrentar o Atlético-MG,o rubro negro busca a vitória para recuperar a boa fase após quatro jogos sem vencer e vindo de duas derrotas seguidas e apesar do momento o técnico Fernando Diniz deve mandar a campo um time diferente para encarar o galo mineiro também já penando no confronto da próxima quarta feira diante o Cruzeiro pela Copa do Brasil.

O TIME:

Embora não seja oficial a escalação é certo que alguns jogadores serão poupados sãos os casos do zagueiro Thiago Heleno,dos meias Lucho Gonzales e Rosseto e dos atacantes Guilherme e Pablo.Com isso jogadores como Wanderson,Jonathan,Raphael Veiga,Bergson e até mesmo Matheus Anjos podem ganhar oportunidade na equipe titular diante o xará mineiro com isso,o rubro negro deve ir a campo com a seguinte formação:Santos,Zé Ivaldo,Pavez e Wanderson;Jonathan,Camacho,Bruno Guimarães,Raphael Veiga,Renan Lodi e Nikão;Bergson.

O Atlético-MG:

Buscando subir na tabela o galo terá força máxima diante o furacão,apesar do calendário apertado o técnico Thiago Larghi priorizou o brasileirão e até poupou seu time contra o San Lorenzo no meio de semana onde acabou sendo eliminado da copa Sul-Americana.Com isso o galo não tem dúvidas para a partida e deve ir a campo com:Victor;Patric,Leonardo Silva,Gabriel e Fabio Santos;Adilson,Gustavo Blanco,Luan,Cazares e Roger Guedes;Ricardo Oliveira.


Ficha Técnica:

ATLÉTICO – PR X ATLÉTICO -MG
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 13 de maio de 2018, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (Fifa-SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
ATLÉTICO-PR:Santos,Zé Ivaldo,Pavez e Wanderson;Jonathan,Camacho,Bruno Guimarães,Raphael Veiga,Renan Lodi e Nikão;Bergson.
Técnico: Fernando Diniz

ATLÉTICO-MG: Victor, Patric, Léo Silva, Gabriel, Fábio Santos, Adilson, Gustavo Blanco, Cazares, Luan, Roger Guedes e Ricardo Oliveira.
Técnico: Thiago Larghi.

Relembre o último duelo entre furacão e galo:


quinta-feira, 10 de maio de 2018

Atlético perde na Argentina mas garante a classificação na Sul-Americana.


Em jogo muito truncado e com muita chuva o furacão foi derrotado pelo Newell´s Old Boys por 2a1 e pelo agregado garantiu a vaga a segunda fase da Sul-Americana.O gol do furacão foi anotado por Nikão enquanto Luis Leal marcou os dois gols da equipe argentina,agora o furacão volta a focar no brasileirão no próximo domingo o rubro negro recebe o Atlético-MG na arena.

O JOGO:

O time argentino começou a partida tentou pressionar e, logo no primeiro ataque, Nadalin forçou o cruzamento fechado na área e Santos saiu para fazer a defesa.O furacão tentou responder com Nikão, que carregou a bola e tentou o levantamento para Renan Lodi, que não alcançou a bola. Aos nove minutos, Figueroa fez um cruzamento com cara e chute que Santos teve trabalho para afastar.
O Rubro-Negro teve seu primeiro chute a gol aos 11 minutos de partida, com Lucho arriscando de muito longe, por cima da meta. Fontatni subiu no meio da área atleticana, aos 16 minutos, mas a testada saiu nas mãos do goleiro Santos. Bom ataque da equipe brasileira, aos 26 minutos, com Camacho encontrando Renan Lodi entrando com liberdade pelo lado esquerdo para dominar, avançar e soltar o pé para defesa firme de Ibáñez.
O tempo jogava contra o Newells, que não conseguia diminuir a diferença para botar fogo na partida. O Atlético pouco se arriscava no campo de ataque. Aos 30 minutos, sobra de bola após cobrança de escanteio e Fontanini arrematou em cima da defesa. Até que, aos 36 minutos, Luís Leal recebeu lançamento, ganhou na velocidade da defesa e tocou na saída de Santos para abrir o placar. Aos 38 minutos, Pablo até balançou a rede, mas o árbitro anulou o lance para marcar impedimento.
Para o segundo tempo, as equipes retornaram sem alterações. Logo no primeiro minuto, Fértoli passou como quis pela marcação e tocou para Figueroa finalizar e parar em grande intervenção de Santos. Aos seis minutos Leal recebeu com liberdade, mas demorou em definir o lance e foi travado pela zaga atleticana. Porém, aos 11 minutos, o árbitro arcou pênalti para ao Furacão após toque de mão do zagueiro argentino. Após muita confusão, o árbitro voltou atrás e não confirmou a penalidade.
O jogo pegou fogo de vez aos 21 minutos, quando Luís Leal, novamente o português, subiu na área para desviar de cabeça e fazer o segundo do Newell’s. Faltava apenas um para levar a definição para as penalidades. O Rubro-Negro tentou reagir em cobrança de falta de Nikão, que bateu na rede pelo lado de fora. Pressão total sobre o Atlético e, aos 24 minutos, Figueroa pegou sobra de arrematou para defesa de Santos.
O Atlético ficou ainda mais recuado, praticamente abdicando de atacar para tentar impedir o terceiro gol argentino. No contra-ataque, aos 35 minutos, Raphel Veiga chutou da entrada da área e Ibáñez agarrou com segurança. Porém, aos 40 minutos, Nikão aproveitou cruzamento de Camacho para desviar para a rede e calar o estádio em Rosario, carimbando a classificação.
Ficha Técnica:
NEWELL’S OLD BOYS 2 X 1 ATLÉTICO PARANAENSE
Local: El Coloso del Parque, em Rosario (Argentina)
Data: 10 de maio de 2018, quinta-feira
Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Carlos Orbe (Equador
Assistentes: Ricardo Baren e Edwin Bravo (ambos do Equador)
Cartões amarelos : Sillis, Ferroni (Newell’s); Nikão, Lucho (Atlético-PR)
NEWELL’S OLD BOYS: Leal, aos 36 minutos do primeiro tempo e aos 21 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO PARANAENSE: Nikão, aos 40 minutos do segundo tempo
NEWELL’S OLD BOYS: Ibañez; Nadalin, Bianchi, Fontanini, Ferroni; Rivero (Joaquín Torres), Sills (Rodríguez) e Bernardello; Fertoli, Figueroa e Leal
Técnico: Omar de Felippe
ATLÉTICO PARANAENSE: Santos; Esteban Pavez, Zé Ivaldo e Thiago Heleno; Matheus Rossetto (Wanderson), Lucho González (Bruno Gumarães), Camacho e Renan Lodi; Nikão, Guilherme (Raphael Veiga) e Pablo
Técnico: Fernando Diniz
Veja os gols do jogo:
Veja os gols do jogo:


quarta-feira, 9 de maio de 2018

Com boa vantagem,furacão encara o Newell´s na Argentina.


Nessa quinta feira o furacão entra em campo pela partida de volta da Copa Sul-Americana,com uma boa vantagem construída na primeira partida o rubro negro precisa apenas de um empate para a avançar a próxima fase da competição uma derrota por até dois gols de diferença também classificam o rubro negro.Apesar disso o técnico Fernando Diniz prega respeito e seriedade na partida para volta para Curitiba com a vaga garantida na bagagem na montagem da equipe o treinador terá apenas uma mudança em relação ao time que enfrentou o Palmeiras no último domingo e uma duvida para confirmar o time.

O TIME:

Para a partida a ausência certa é o lateral esquerdo Thiago Carleto que mais uma vez irá cumprir suspensão dentro dessa competição,para seu lugar já confirmada presença de Renan Lodi no setor.Já a dúvida fica na defesa já que Paulo André com dores musculares ainda é duvida e caso não tenha condições de jogo Zé Ivaldo mais uma vez terá oportunidade na equipe,com isso a provável formação do furacão para a partida é:Santos;Paulo André(Zé Ivaldo),Pávez e Thiago Heleno;Rosseto,Lucho, Gonzales,Camacho,Renan Lodi;Nikão, Guilherme;Pablo.

O Newell´s Old Boys.

Precisando reverter uma grande vantagem o time argentino conta principalmente com seu torcedor que deve lotar e fazer uma grande festa no estádio Marcelo Bielsa.Além disso o técnico Omar de Felippe terá a sua disposição uma equipe bem diferente a qual enfrentou o furacão na partida de ida,por exemplo o meio campo Bernardello e o artilheiro da equipe Luis Leal estão de volta a equipe e tem presença garantida na partida dessa quinta feira Omar ainda não confirmou oficialmente o time mas a provável formação do Newell´s deve ser a seguinte:Ibañes;Nadalin,Bianchi,Fontanini e Ferroni;Bernardello,Sills,Figueroa e Fertoli;Alexis Rodriguez e Luis Leal.


Ficha Técnica:

NEWELL’S OLD BOYS X ATLÉTICO PARANAENSE
Local: El Coloso del Parque, em Rosario (Argentina)
Data: 10 de maio de 2018, quinta-feira
Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Carlos Orbe (Equador
Assistentes: Ricardo Baren e Edwin Bravo (ambos do Equador)
NEWELL’S OLD BOYS: Ibañez; Nadalin, Bianchi, Fontanini e Ferroni; Sills, Bernardello, Figueroa e Fertoli; Alexis Rodriguez e Leal
Técnico: Omar de Felippe
ATLÉTICO PARANAENSE: Santos; Esteban Pavez, Paulo André(Zé Ivaldo) e Thiago Heleno; Matheus Rossetto, Lucho González, Camacho e Renan Lodi; Nikão, Guilherme e Pablo
Técnico: Fernando Diniz
Relembre como foi a partida de ida:

terça-feira, 8 de maio de 2018

Reforço:Atlético anuncia o volante Arthur Sananduva.


Na tarde dessa terça feira o furacão anunciou a chegada do volante Arthur Sananduva de 22 anos,natural do Rio Grande do Sul o volante chega para ser mais uma opção na equipe atleticana e vem por empréstimo ate o fim desse ano.Sananduva foi revelado na base do Juventude onde se destacou e subiu para a equipe principal e vinha atuando com nessa temporada,a seguir confira a ficha completa do novo volante do furacão.

Ficha Técnica:

Ficha técnica: Arthur Sananduva
Nome: Arthur José Gregio
Data de nascimento: 25/02/1996 [22 anos]
Local: Sananduva (RS)
Clube em que atuou: Juventude (RS)