sexta-feira, 30 de agosto de 2019

REFORÇO:Athletico anuncia a contratação do meia atacante Everton Felipe


O furacão anunciou a contratação do meia atacante Everton Felipe de 22 anos,o atleta natural de Limoero no Pernambuco chega por empréstimo até o fim da temporada junto ao São Paulo onde não vinha sendo aproveitado.O jogador se destacou no Sport Recife de 2014 a 2018,onde acabou despertando o interesse do clube paulista.O atleta chega para ser mais uma opção para o técnico Tiago Nunes para a sequência da temporada,a seguir confira a fica completa do novo reforço do furacão.

Ficha Técnica:

Everton Felipe
Posição: Meia-atacante
Número da camisa: 97
Nome completo: Everton Felipe de Oliveira Silva
Data de nascimento: 28/07/1997 [22 anos]
Local de nascimento: Limoeiro (PE)
Clubes em que atuou como profissional: Sport [2014 a 2018] e São Paulo [2018 e 2019]
Títulos conquistados: Copa do Nordeste (2014) e Campeonato Pernambucano (2014 e 2017)

Contra a má fase Athletico recebe o Ceará na arena.


Nesse sábado o furacão recebe o Ceará na Arena da Baixada para mais uma vez tentar se reencontrar com as vitórias,e espantar a má fase que ronda o furacão.E as vésperas do jogo de volta pelas quartas de finais da Copa do Brasil contra o Grêmio o furacão também tem a missão de mudar seu rumo dentro do Campeonato Brasileiro para não se afastar do grupo de cima da competição,para a partida desse sábado o furacão deve ter mudanças.

A formação:furacão ainda indefinido.

Dúvidas ainda rondam o técnico Tiago Nunes,pois já pensando na partida diante o Grêmio o treinador pode optar por testar uma provável formação para o confronto,especialmente na zaga já que Pedro Henrique e Léo Pereira não poderão atuar e assim,Lucas Halter e Robson Bambu podem ser testados na zaga.Já na lateral direita Khlleven e Madson brigam por uma vaga enquanto na esquerda o furacão conta com a volta de Adriano com isso,a provável formação do furacão é:Santos;Madson,Pedro Henrique(Lucas Halter),Bambu e Adriano;Wellington,Bruno Guimarães e Nikão;Marcelo Cirino,Rony e Marco Ruben(Thonny Anderson)



O Ceará:Com desfalques Ceará está pronto.

O Ceará está pronto para o duelo desse sábado,sem poder contar com Lima,Ricardinho,Samuel Xavier.Otávio e Leandro Carvalho o técnico Enderson Moreira tem apenas uma dúvida para montar a equipe e está no meio de campo entre Pedro Ken e William Oliveira no demais a equipe cearense deve ir a campo com a seguinte formação:Diogo Silva;Cristovam,Tiago Alves,Valdo e João Lucas;Fabinho e William Oliveira(Pedro Ken),Galhardo,Wescley(Felipe Silva);Mateus Gonçalves e Felippe Cardoso.




Ficha Técnica:

ATHLETICO PARANAENSE X CEARÁ
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 31 de Agosto de 2019, sábado
Horário: 19 horas (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Leirson Peng Martins (RS) e André da Silva Bitencourt (RS)
Árbitro de Vídeo: João Batista de Arruda (RJ)
Assistentes de Árbitro de Vídeo: Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ) e Diogo Carvalho Silva (RJ)

ATHLETICO PARANAENSE: Santos;Madson,Pedro Henrique(Lucas Halter),Bambu e Adriano;Wellington,Bruno Guimarães e Nikão;Marcelo Cirino,Rony e Marco Ruben(Thonny Anderson)
Técnico: Tiago Nunes



CEARÁ:Diogo Silva;Cristovam,Tiago Alves,Valdo e João Lucas;Fabinho e William Oliveira(Pedro Ken),Galhardo,Wescley(Felipe Silva);Mateus Gonçalves e Felippe Cardoso.Tec:Enderson Moreira.
Relembre o último duelo entre furacão e Ceará.

domingo, 25 de agosto de 2019

Furacão luta até o fim mas é derrotado pelo Grêmio.



O JOGO:

O Athletico teve a posse de bola (63%) e as melhores chances claras de gol (4), mas foi o Grêmio quem terminou o primeiro tempo com a vantagem.
O Tricolor abriu o placar logo aos 3 minutos, quando Thaciano aproveitou a saída errada do Furacão e deixou Luan sozinho para deslocar Santos.
O gol cedo fez os reservas gremistas esperarem o contra-ataque, enquanto o Athletico. O goleiro Júlio César fez importantes defesas em finalizações de Rony e Marcio Azevedo.

O Athletico voltou para a etapa final ainda mais ofensivo e empatou logo aos dois minutos, quando Marcelo Cirino ganhou de Paulo Miranda em velocidade, cruzou para trás e Rony chutou de primeira, de voleio. Um voleio na arena.
O Grêmio, porém, reagiu rápido. Galhardo recebeu na direita, cruzou e Thaciano cabeceou para vencer Santos. Um gol e uma assistência para o meio-campista ex-Santos.
O Tricolor voltou a defender bem e teve grande chance de sacramentar a vitória aos 24 minutos, quando Patrick, em seu primeiro lance, sofreu pênalti de Marcio Azevedo. Santos encaixou a cobrança de Diego Tardelli.
Nos minutos finais, o Grêmio conseguiu controlar o jogo para garantir a vitória e quase ampliou com Patrick. O Athletico não teve forças para reagir.
Ficha Tecnica
GRÊMIO 2 x 1 ATHLETICO-PR
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Data: 24 de agosto (sábado)
Horário: 17h (de Brasília)
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa (Fifa-RJ) e Carlos Henrique Alves de Lima Filho (RJ)
VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Público e renda: 12.748/R$ 355.594,00
Cartões amarelos: GRÊMIO: Juninho Capixaba, Romulo e Luciano; ATHLETICO: Léo Pereira
GOLS
Grêmio: Luan e Thaciano, aos 3 minutos do 1T e 6 minutos do 2T;
Athletico: Rony, aos 2 minutos do 2T.

GRÊMIO: Júlio César, Rafael Galhardo, Paulo Miranda, David Braz e Juninho Capixaba; Romulo, Thaciano (Patrick) e Luan (Darlan); Luciano, Pepê e Diego Tardelli (Michel)
Técnico: Renato Gaúcho

ATHLETICO: Santos, Khelvenn, Lucas Halter, Léo Pereira e Márcio Azevedo (Abner); Wellington (Tomás Andrade), Bruno Guimarães e Léo Cittadini; Vitinho (Braian Romero), Rony e Marcelo Cirino
Técnico: Tiago Nunes
Veja os gols do jogo:

sábado, 24 de agosto de 2019

Com time modificado Athletico tenta recuperação contra o Grêmio.


Na tarde desse sábado o furacão reencontra o Grêmio jogando em Porto Alegre,dessa vez o duelo é válido pelo Campeonato Brasileiro onde o rubro negro busca sua reabilitação.Para surpreender o time gaúcho jogando fora de casa o time rubro negro terá uma equipe modificada,já que em meio a lesões,suspensões e questões contratuais alguns jogadores nem viajaram para Porto Alegre e desfalcam o fracão.

A formação:Com desfalques furacão quer voltar vencer.

Para retornar as vitórias o técnico Tiago Nunes terá problemas para montar a equipe,por exemplo o lateral direito Madson que pertence ao Grêmio fica de fora,já Jonathan que seria opção imediata também não viajou e o jovem Khellven pode ser a novidade na lateral direita.Outro que não viajou por conta de questões contratuais é o meia atacante Thonny Anderson além disso,o atacante Marco Ruben e o lateral esquerdo Adriano também não foram com a delegação sendo assim o furacão pode ter a seguinte formação na partida desse sábado:Santos;Khellven(Rossetto),Pedro Henrique,Léo Pereira e Marcio Azevedo;Wellington e Bruno Guimarães;Lucho González(Tomás Andrade),Vitinho e Rony;Marcelo Cirino.



O Grêmio:Pensando na libertadores Grêmio vai com os reservas:

Com a cabeça voltada para a Libertadores o tricolor gaúcho vai de time reserva contra o furacão,o técnico Renato Gaúcho optou por poupar seus principais jogadores visando o confronto de volta contra o Palmeiras pelas quartas de finais da competição na próxima semana.Entre as novidades estão o meia Luan e os atacantes Luciano e Diego Tardelli que deve iniciar a partida como titulares um provável formação do time gaúcho é:Júlio Cesar;Galhardo,Paulo Miranda,David Braz e Juninho Capixaba(Darlan);Thaciano,Rômulo e Luan;Luciano,Pepê e Diego Tardelli.



Ficha Técnica

GRÊMIO x ATHLETICO-PR
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre-RS
Data: 24 de agosto (sábado)
Horário: 17h (de Brasília)
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa (Fifa-RJ) e Carlos Henrique Alves de Lima Filho (RJ)
VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)

Grêmio: Paulo Victor, Galhardo, Paulo Miranda, David Braz e Capixaba (Darlan), Rômulo, Thaciano, Luan e Diego Tardelli, Pepê e Luciano.
Técnico: Renato Portaluppi



Athletico-PR: Santos;Khellven(Rossetto),Pedro Henrique,Léo Pereira e Marcio Azevedo;Wellington e Bruno Guimarães;Lucho González(Tomás Andrade),Vitinho e Rony;Marcelo Cirino.
Técnico: Tiago Nunes
Relembre o último duelo entre furacão e Grêmio pelo brasileirão.


quinta-feira, 22 de agosto de 2019

Athletico é derrotado pelo São Paulo na arena.


O JOGO:


O Athletico-PR começou a partida pressionando o São Paulo, sem deixar os visitantes terem espaço para trocar passes. Em certo momento da partida, o Furacão chegou a ter 73% de posse de bola, mas não conseguiu reverter essa superioridade em gols. Tanto é que nos primeiros 25 minutos de jogo os donos da casa incomodaram a defesa adversária apenas uma vez, aos quatro minutos, com Marcelo Cirino, que viu Arboleda travar sua finalização.
Sem conseguir trabalhar a bola e construir jogadas, o São Paulo tinha como única alternativa os chutes de longa distância. Primeiro a equipe do técnico Cuca arriscou de fora da área com Daniel Alves. Depois, Liziero também experimentou, mas ambos não tiveram sucesso em suas conclusões.
Se vendo obrigado a fazer alguma mudança para dar mais dinâmica à equipe, Cuca acabou trocando Liziero e Vitor Bueno de posição. Com o volante aberto pela ponta esquerda, o São Paulo melhorou e foi com essa formação que acabou abrindo o placar aos 39 minutos, quando Liziero cruzou rasteiro para a área, e Vitor Bueno completou para o fundo das redes pouco antes de os times irem para o intervalo.
Por incrível que pareça, o São Paulo foi quem manteve a posse de bola no início da etapa complementar e foi dominando o Athletico-PR. Os donos da casa, por sua vez, tentavam agredir a equipe comandada por Cuca de qualquer jeito, mas não encontravam maneiras para que isso acontecesse de maneira efetiva. Sem conseguir levar perigo ao gol de Tiago Volpi, o Furacão viu o Tricolor quase ampliar aos 12 minutos com Raniel, que mandou rente à trave do goleiro Santos em arremate cruzado, mas o árbitro marcou impedimento do centroavante.
Aos poucos, com as substituições, o Athletico-PR foi melhorando na partida e, diante da necessidade de correr atrás do prejuízo, passou a ficar cada vez mais presente no campo de ataque. Aos 27 minutos, Tiago Volpi, enfim, teve de trabalhar em cabeçada de Vitinho, dando um soco na bola e contando com a sorte ao vê-la rebater no argentino Marco Ruben e sair pela linha de fundo.
Aos 35 minutos, Volpi novamente teve que sair da meta para salvar o São Paulo. Desta vez, o goleiro tricolor interceptou o lançamento para Madson, que vinha chegando com tudo para completar para as redes. Vendo seu time passar cada vez mais sufoco em campo, Cuca fez mais uma substituição, tirando Liziero para a entrada de Léo. Desta forma, o Tricolor passou a contar com dois laterais pelo lado esquerdo com o intuito de segurar as investidas do adversário por aquele setor.
Não satisfeito, Cuca ainda colocou Juanfran na vaga de Antony para se segurar de vez na defesa e garantir o resultado importantíssimo para as pretensões do São Paulo no Brasileirão. Aos 45, da beira do gramado o comandante tricolor viu Reinaldo perder a grande oportunidade de matar o jogo, recebendo bom passe de Daniel Alves após excelente jogada do camisa 10, mas o lateral-esquerdo não conseguiu empurrar para o fundo das redes. Assim, coube aos visitantes se contentarem com o triunfo por 1 a 0.
Ficha Técnica:
ATHLETICO-PR 0 X 1 SÃO PAULO
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 21 de agosto de 2019, quarta-feira
Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Daniel Nobre Bins (RS)
Assistentes: José Eduardo Calza (RS) e Lucio Beiersdorf (RS)
VAR: Carlos Eduardo Braga (RJ)
Gols: Vitor Bueno, aos 39 do 1ºT (São Paulo)
Cartões amarelos: Arboleda e Reinaldo (São Paulo); Wellington, Bruno Guimarães e Thonny Anderson (Athletico-PR)

ATHLETICO-PR: Santos; Madson, Pedro Henrique, Léo Pereira e Adriano; Wellington (Tomás Andrade), Bruno Guimarães e Marcelo; Nikão, Rony (Marco Ruben) e Thonny Anderson (Vitinho)
Técnico: Tiago Nunes
SÃO PAULO: Tiago Volpi; Igor Vinícius, Arboleda, Anderson Martins e Reinaldo; Tchê Tchê, Liziero (Léo) e Daniel Alves; Antony (Juanfran), Raniel e Vitor Bueno (Wllian Farias)
Técnico: Cuca


Veja como foi o jogo:


terça-feira, 20 de agosto de 2019

Para colar no G-6 furacão recebe o São Paulo na arena.


Na noite dessa quarta feira o furacão recebe na arena da baixada o São Paulo em jogo válido pela 13 rodada do Campeonato Brasileiro.O rubro negro busca a segunda vitória consecutiva para se aproximar anda mais do G-6 do campeonato,podendo ultrapassar o próprio time paulista em caso de vitória nessa quarta feira.

A formação:Furacão deve repetir a equipe para encara o São Paulo.

Após a vitória diante o Atlético-MG o técnico Tiago Nunes poderá repetir a formação para o jogo dessa quarta,embora Bruno Nazário com uma torção no joelho ficará de fora o furacão deverá ter a base titular mantida para conquistar a segunda vitória seguida no campeonato com isso,o rubro negro deve entra em campo com:Santos;Madson,Pedro Henrique,Léo Pereira e Adriano;Wellington e Bruno Guimarães;Marcelo Cirino,Thonny Anderson e Rony;Marco Ruben.







O São Paulo:Com desfalques São Paulo tenta surpreender o furacão.

Com desfalques o São Paulo vem a Curitiba em busca de surpreender o furacão o time do técnico Cuca veio a capital paranaense sem o meia Toró e o atacante Alexandre Pato,por outro lado o time paulista terá a volta do atacante Vitor Bueno que briga por uma vaga no ataque com Helinho para fazer dupla com Raniel,com isso uma provável formação do São Paulo é:Tiago Volpi;Juanfran(Igor Vinicius),Arboleda,Anderson Martins e Reinaldo;Luan,Tchê Tchê e Daniel Alves;Antony,Vitor Bueno(Helinho) e Raniel.






Ficha Técnica:

ATHLETICO-PR X SÃO PAULO
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 21 de Agosto de 2019, quarta-feira
Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Daniel Nobre Bins (RS)
Assistentes: Jose Eduardo Calza  (RS) e Lucio Beiersdorf Flor (RS)
Árbitro de Vídeo:   Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)
Assistentes de Árbitro de Vídeo: Elmo Alves Resende Cunha (GO) e Elicarlos Franco de Oliveira (BA)

ATHLETICO: Santos; Madson, Pedro Henrique, Léo Pereira e Adriano (Márcio Azevedo); Wellington, Bruno Guimarães e Thonny Anderson (Nikão); Marcelo Cirino, Rony e Marco Ruben.
Técnico: Tiago Nunes



SÃO PAULO: Tiago Volpi; Juanfran, Arboleda, Anderson Martins e Reinaldo; Luan, Tchê Tchê e Daniel Alves; Antony, Raniel e Helinho (Vitor Bueno)
Técnico: Cuca
Relembre o último duelo entre furacão e São Paulo



domingo, 18 de agosto de 2019

Athletico derrota o Atlético-MG e volta a vencer.


Com gol de Marcelo Cirino o furacão derrotou o Atlético-MG por 1a0 na arena da baixada na noite de sábado,e voltou a vencer dentro do campeonato Brasileiro.Mesmo em um jogo truncado o furacão encontrou dificuldades para furar a defesa do time mineiro o rubro negro chegou ao gol que lhe deu mais três pontos na tabela.

O JOGO:

 Sem nunca ter perdido no gramado sintético da Arena, o Galo já tentou mostrar suas garras logo aos dois minutos, com Chará pegando sobra de bola e arriscando um chute perigoso para defesa de Santos. Aos poucos o Rubro-Negro equilibrava as ações, sempre tentando manter a posse de bola, mas com dificuldade para criar. Aos 11 minutos, Cirino arriscou de muito longe e isolou.
Aproveitando mais um rebote da defesa athleticana, aos 13 minutos, Guga chutou da entrada da área e a bola subiu demais. Em um raro acontecimento na moderna Arena da Baixada, a luz acabou em parte do estádio, aos 18 minutos. Após quase 10 minutos de paralisação, a bola voltou a rolar. Aos 29 minutos, descida em velocidade do Furacão, com Adriano rolando para Marco Rúben bater para fora.
Papagaio teve duas chances, quase em sequência. Na primeira, abriu espaço e praticamente recuou. Na segunda, na cara de Santos, chutou cruzamento, novamente sem a força necessária. A resposta, entretanto, foi fatal. Aos 37 minutos, Marco Rúben fez a assistência e Marcelo Cirino chutou forte para estufar a rede e abrir o placar. Em uma tentativa de fazer o gol do meio-campo, Cazares errou o alvo e foi vaiado pela torcida local.
Para a segunda etapa, o Galo voltou com Otero e Nathan nos lugares de Cazares e Martinez. Aos dois minutos, o estreante Adriano fez jogada individual, abriu espaço e soltou o pé para defesa de Cleiton. Em cobrança de falta, aos cinco minutos, Otero chutou de muito longe e isolou a bola. Aos dez minutos, a bola estava mais próxima da área, mas o destino da cobrança de Otero foi o mesmo.
O time mineiro levou perigo aos 13 minutos, com Vinícius, que deixou a marcação para trás e bateu cruzado, par fora. Pressão alvinegra e, aos 15 minutos, Chará entrou na área e chutou com desvio, que quase matou Santos, ligado no lance para praticar grande defesa. O Rubro-Negro passava por dificuldade em campo. Aos 20 minutos, Chará recebeu cruzamento na medida de Otero, tocou para a pequena área e ninguém completou o lance.
O Furacão tentou responder com Rony, aos 27 minutos, finalizando após passe de Nikão, para fora, mas com muito perigo. O Galo teve uma grande chance para empatar, aos 38 minutos, mas Santos, com dois milagres, parando Nathan e Chará com defesas muito complicadas. O Atlético Mineiro tocava passes, mas, não conseguia mais entrar na defesa paranaense. Apesar de não ter feito uma partida brilhante, Furacão segurou três pontos importantes para sequência do Brasileirão.
Ficha Tecnica:
ATHLETICO PARANAENSE 1 X 0 ATLÉTICO MINEIRO
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 17 de Agosto de 2019, sábado
Horário: 19 horas (de Brasília)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa/PA)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa/SP) e Helcio Araujo Neves (PA)
Arbitro de Vídeo Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ)
Assistentes de Árbitro de Vídeo: Rodrigo Batista Raposo (DF) e Daniel do Espirito Santo Parro (RJ)
Cartões amarelos: Adriano, Bruno Nazário e Marco Rúben (Athletico); Ramón Martinez (Atlético-MG)
Gols
ATHLETICO : Marcelo Cirino, aos 37 minutos do primeiro tempo

ATHLETICO : Santos; Madson, Pedro Henrique, Léo Pereira e Adriano (Márcio Azevedo); Wellington, Bruno Guimarães e Thonny Anderson (Bruno Nazário); Marcelo Cirino (Nikão), Rony e Marco Ruben.
Técnico: Tiago Nunes

ATLÉTICO MINEIRO :Cleiton; Guga, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Ramón Martinez (Nathan), Elias, Cazares (Otero), Vinícius (Geuvânio) e Chará; Papagaio
Técnico: Rodrigo Santana
Veja como foi o jogo:

sábado, 17 de agosto de 2019

Furacão recebe o Atlético-MG para colar no G-6


Nesse sábado o furacão volta suas atenções para o Campeonato Brasileiro após a má apresentação contra o Grêmio no meio de semana.Para o confronto dese sábado o rubro negro terá novidades dentro de campo não só para vencer o galo mineiro mas também pensando no restante da temporada que está por vir.

 A formação:Furacão quer voltar a vencer.

Para retomar os caminhos da vitória o furacão terá novidades  contra o galo,a principal delas será a estreia do lateral esquerdo Adriano principal contratação do furacão na temporada.Além disso jogadores como Jonathan e Lucho serão poupados e ainda o time terá a volta do zagueiro Pedro Henrique a defesa ao lado de Léo Pereira com isso o furacão deverá ir a campo com a seguinte formação:Santos;Madson,Pedro Henrique,Léo Pereira e Adriano;Bruno Guimarães e Wellington;Bruno Nazário(Nikão) e Rony;Marcelo Cirino e Marco Ruben(Thonny Anderson)




O Atlético-MG:Galo quer se manter entre os lideres.

Em busca de se manter entre os primeiros o galo vem a Curitiba para manter o bom retrospecto,já que nunca perdeu jogando na grama sintética da arena da baixada.Para a partida grande novidade do técnico Rodrigo Santana será o atacante Papagaio na vaga de Ricardo Oliveira com isso a provável formação do galo mineiro é:Cleiton,Guga,Igor Rabello,Réver e Fabio Santos;Ramón Martinez;Chará,Elias,Vinicius e Cazares;Papagaio.





Ficha Técnica:

ATHLETICO PARANAENSE X ATLETICO MINEIRO
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 17 de Agosto de 2019, sábado
Horário: 19 horas (de Brasília)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa/PA)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa/SP) e Helcio Araujo Neves (PA)
Arbitro de Vídeo Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ)
Assistentes de Árbitro de Vídeo: Rodrigo Batista Raposo (DF) e Daniel do Espirito Santo Parro (RJ)

ATHLETICO : Santos; Madson, Pedro Henrique, Léo Pereira e Adriano; Wellington, Bruno Guimarães e Bruno Nazário (Nikão); Marcelo Cirino, Rony e Marco Ruben (Thonny Anderson).
Técnico: Tiago Nunes



ATLÉTICO – Cleiton, Guga, Rever, Igor Rabello, Fábio Santos, Ramon Martínez, Cazares, Vinícius Goes, Chará e Rafael Papagaio.
Técnico: Rodrigo Santana.
Relembre o último duelo entre furacão e Galo:

quinta-feira, 15 de agosto de 2019

Athletico é derrotado pelo Grêmio e se complica na Copa do Brasil


O JOGO:


Empurrados por seus torcedores, os donos da casa procuraram tomar a iniciativa da partida. Já os visitantes apostaram nas jogadas de contra-ataque. Aos cinco minutos, Bruno Cortez chutou de longe e a bola não foi forte, mas bem colocada. Santos fez uma defesa segura.
Numa bela jogada de contra-ataque criada pela esquerda, aos 23, Everton cruzou na cabeça de André, que tocou para o fundo das redes. Aos 28, em três passes a partir de Santos, o Athletico chegou com Rony dentro da área, que bateu cruzado. A bola foi fraca e um pouco longe do gol. Após marcar o tento, o Grêmio cresceu de rendimento na partida. Aos 29, André recebeu a bola na entrada da área e arrumou para Maicon, que chutou com força. A bola foi rasteira e no lado esquerdo do goleiro Santos, que fez uma defesa tranquila.
Depois de fazer uma falta em Rony, aos 35, o atacante Everton levou amarelo e desfalcará o Tricolor Gaúcho na segunda partida da semifinal da Copa do Brasil. O confronto esquentou com entradas ríspidas de ambos os times. Aos 41, numa tabela pela esquerda, Cirino fez passe para Marco Ruben, recebeu na área e chutou com força. A bola subiu e foi pela linha de fundo.
No retorno para o segundo tempo, o Athletico-PR se lançou para o ataque. Já o Grêmio se posicionou na defesa e tentou especular jogadas de velocidade com Everton. Aos seis, após um lançamento longo de Kannemann para Alisson na entrada da área, o camisa 23 arrumou para a chegada de Everton por trás. Mas o chute foi para fora, sem direção.
Sem a mesma facilidade do primeiro tempo, os comandados de Renato Gaúcho mostraram problemas no setor de criação do meio-campo. Aos 19, André recebeu a bola na frente da marcação, entrou na área, perdeu um pouco da passada e caiu quando Santos estava no chão para a defesa. Os jogadores gremistas reclamaram de penalidade, mas a arbitragem mandou o jogo seguir.
Passado mais de 20 minutos da etapa final, o Grêmio não criou uma grande oportunidade para ampliar o placar. Por outro lado, o Athletico-PR tentou atacar, mas sem nenhuma objetividade. Foi através da bola parada que os gremistas chegaram ao segundo tento. Aos 26, na cobrança de falta direta, a bola passou pela barreira e acabou morrendo no canto esquerdo do goleiro Santos.
Aos 29, Alisson recebeu a bola ainda no campo defensivo, avançou em velocidade, com controle da bola, entrou na área, cortou a zaga e bateu no canto esquerdo. A bola passou muito perto da trave de Santos.
Em uma chegada esporádica, aos 35, Rony avançou bem pela esquerda, se livrou da marcação e chutou a bola com efeito, mandando perto do travessão de Paulo Victor. Na busca de diminuir o prejuízo, o Furacão avançou as suas linha ofensivas. Os atletas do Grêmio nos últimos minutos trataram de administrar a vantagem e conquistaram o importante triunfo.
FICHA TÉCNICA:

GRÊMIO 2 X 0 ATHLETICO-PR
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre-RS
Data:  14 de agosto (quarta-feira)
Horário: 21h30(de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (Fifa-BA) e Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa (Fifa-RJ).
VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ).
Renda: R$ 1.931.786,00
Público Total: 43.280
Cartão amarelo: kannemann, Everton (Grêmio), Rony, Léo Pereira (Athletico-PR)
Gols: André (Grêmio), aos 23 minutos do primeiro tempo e Jean Pyerre (Grêmio), aos 26 minutos do segundo tempo.

Grêmio: Paulo Victor, Léo Gomes, Geromel, Kannemann e Cortez, Maicon (Luan) , Matheus Henrique, Jean Pyerre (Thaciano) e Alisson, Everton e André (Diego Tardelli).
Técnico: Renato Portaluppi
Athletico-PR: Santos; Jonathan, Lucas Halter, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington; Bruno Guimarães e Lucho (Bruno Nazário); Marcelo Cirino (Vitinho), Marco Ruben (Nikão) e Rony.
Técnico: Tiago Nunes

terça-feira, 13 de agosto de 2019

Contra o Grêmio em Porto Alegre furacão começa a busca por vaga na final da Copa do Brasil.


Nessa quarta feira em Poto Alegre o furacão começa decidir contra o Grêmio uma vaga na grande final da Copa do Brasil,será a oportunidade do rubro negro chegar a sua segunda final da competição e o inicio dessa busca será na arena do adversário que estará lotada para o jogo dessa quarta feira.Após a derrota com os reservas para o Botafogo o furacão deverá ter praticamente tudo que tem de melhor para conseguir uma boa vantagem jogando na capital gaúcha tendo apenas uma mudança na equipe titular.

A formação:Com uma mudança furacão quer surpreender em Porto Alegre.

Da equipe que vem disputando a Copa do Brasil a baixa é o zagueiro Pedro Henrique que não  pode disputar a competição pois já atuou pelo seu ex clube.Com isso Lucas Halter retorna a titularidade ao lado de Léo Pereira.No último treinamento antes da partida o técnico Tiago Nunes ainda testou Bruno Nazário na vaga de Nikão podendo ser outra novidade com isso,o furacão deve ir a campo com:Santos;Jonathan,Lucas Halter,Léo Pereira e Marcio Azevedo;Wellington,Bruno Guimarães e Nikão(Bruno Nazário);Marcelo Cirino e Rony;Marco Ruben.






O Grêmio:Com a casa cheia tricolor gaúcho busca vantagem.

Em busca de abrir vantagem na decisão o Grêmio aposta na força em casa para iniciar na frente a briga pela vaga na final,para a partida dessa quarta feira são esperadas 45 mil pessoas na arena e o técnico Renato Gaúcho tem apenas uma dúvida para escalar o time da casa e está no ataque,onde André briga por uma vaga com Diego Tardelli no restante o time gaúcho deve ir a campo com:Paulo Victor;Leonardo,Pedro Geromel,Kannemann e Cortez;Maicon,Matheus Henrique,Alisson,Jean Pyerre e Everton;André(Diego Tardelli).




Ficha Técnica:

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre-RS
Data: 14 de agosto(quarta-feira)
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (Fifa-BA) e Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa (Fifa-RJ).
VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ).

Grêmio: Paulo Victor;Leonardo,Pedro Geromel,Kannemann e Cortez;Maicon,Matheus Henrique,Alisson,Jean Pyerre e Everton;André(Diego Tardelli).

Técnico: Renato Portaluppi


Athletico-PR:Santos;Jonathan,Lucas Halter,Léo Pereira e Marcio Azevedo;Wellington,Bruno Guimarães e Nikão(Bruno Nazário);Marcelo Cirino e Rony;Marco Ruben.
Técnico: Tiago Nunes

Uruguaio Juanma Boselli é o novo reforço do furacão.


O furacão anunciou na tarde dessa terça feira a contratação do jovem atacante uruguaio Juan Manuel Boselli,ou apenas Juanma Boselli de 19 anos.O atleta que estava no Girona da Espanha mas pertence ao Defensor do Uruguai chega por empréstimo ao rubro negro,e é considerado um das grandes promessas do futebol de seu pais.Assim que registrado no BID Boselli poderá estrear com a camisa rubro negra a seguir confira a ficha técnica do novo reforço do furacão.

Ficha Técnica:

Nome: Juan Manuel Boselli Graf
Data de nascimento: 09/11/1999 [19 anos]
Cidade de nascimento: Montevidéu, Uruguai
Clubes em que atuou: Defensor [Uruguai], Peralada [Espanha] e Girona [Espanha]

segunda-feira, 12 de agosto de 2019

Athletico é derrotado pelo Botafogo no Rio de Janeiro


O JOGO:


 O Botafogo iniciou a partida tentando controlar a posse de bola, mas foi surpreendido pela intensidade de jogo do Athletico. Mesmo fora de casa e com um time cheio de reservas, o Rubro-Negro paranaense partiu em busca do gol logo no início.
Nos primeiros 15 minutos de jogo, só deu Furacão, que obrigou Gatito a fazer duas defesas importantes e ainda teve um pênalti não marcado quando o zagueiro João Paulo puxou a camisa de Braian Romero na área após escanteio da esquerda.
O Athletico abriu o placar aos 15. Bola levantada na área em cobrança de falta cobrada pelo lado esquerdo, a defesa afastou mal e Thonny Anderson pegou o rebote e chutou rasteiro.
Após o gol, a equipe paranaense diminuiu o ritmo e o Botafogo equilibrou o jogo, mas só conseguiu sua primeira chance de gol aos 18, na cobrança de um escanteio. Rodrigo Pimpão cobrou e Marcelo Benevenuto cabeceou rente ao poste.
Sem conseguir penetrar na defesa paranaense, o Bota apelou para os cruzamentos na área, e chegou ao empate aos 30, numa falha do goleiro Caio. Benevenuto levantou na área, Caio saiu mal e se atrapalhou com o zagueiro Pedro Henrique, e a bola sobrou para Luiz Fernando testar para a rede.
O empate animou a equipe carioca, que assumiu o controle da partida. Aos 33, Joel Carli acerta o travessão em cabeceio após escanteio cobrado por Gilson.
As duas equipes retornaram para a etapa final sem alterações. O Botafogo continuou martelando em busca da virada, mas foi o Furacão que chegou com perigo pela primeira vez em cabeceio de Leo Cittadini aos 10, depois de cruzamento de Abner Vinícius.
O Bota respondeu aos 13, e só não marcou porque o goleiro Caio fez gande defesa após chute cruzado de Luiz Fernando. O jogo era equilibrado e as duas equipes lutavam muito por cada bola.
Aos 15, lance polêmico na área do Athletico. Marcinho cobrou escanteio da esquerda, Diego Souza cabeceou e a bola desviou no braço de Joel Carli e entrou. O VAR foi acionado e o árbitro anulou o gol após rever o lance no vídeo.
O Botafogo não desanimou e finalmente chegou à virada em cobrança de pênalti por Diego Souza, aos 31 minutos. Aos 29, Lucas Campos entrou na área pela direita e foi parado com falta por Pedro Henrique. Depois de consultar o vídeo, o árbitro Douglas Marques das Flores marcou a infração. O camisa 7 cobrou forte do lado esquerdo e Caio foi para o outro lado.
O técnico Tiago Nunes foi para o tudo ou nada e trocou duas peças. Os atacantes Vitinho e Pedrinho substituŕam o meia Tomás Andrade e o volante Léo Cittadini.
O jogo continuou movimentado até o final. O Botafogo teve chance de ampliar aos 41 em jogada de contra-ataque que culminou com chute de Bochecha dentro da área, que Caio defendou. No finalzinho, foi a vez de Gatito salvar o empate em dois lances, aos 48 e 49 minutos.
O jogo ainda teve mais um lance polêmico aos 51. Joel Carli empurrou Madson dentro da área, mas o árbitro não assinalou o pênalti para o Furacão.
FICHA TÉCNICA:
BOTAFOGO-RJ 2 X 1 ATHLETICO PARANAENSE-PR
Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 11 de agosto de 2019 (Domingo)
Horário: 16h(de Brasília)
Árbitro: Douglas Marques das Flores (SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
Cartões Amarelos: João Paulo, Rodrigo Pimpão (Bota); Léo Cittadini (Athletico)
Renda: R$ 220.526,00
Público: 7.992 presentes (6.696 pagantes)
Gols:
ATHLETICO PARANAENSE: Thonny Anderson, aos 15min do 1º tempo
BOTAFOGO: Luiz Fernando, aos 30 min do 1º tempo; Diego Souza, aos 31min do 2º tempo

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Marcinho, Joel Carli, Marcelo Benevenuto (Kanu) e Gilson; Gustavo Bochecha (Jean), Cícero, João Paulo e Luiz Fernando; Rodrigo Pimpão (Lucas Campos) e Diego Souza
Técnico: Eduardo Barroca
ATHLETICO PARANAENSE: Caio; Madson, Lucas Halter, Pedro Henrique e Abner Vinícius; Lucho Gonzáles, Rossetto, Léo Cittadini (Pedrinho), Tomás Andrade (Vitinho); Braian Romero, Braian Romero e Thonny Anderson
Técnico: Tiago Nunes
Veja os gols do jogo: