domingo, 29 de julho de 2018

Atlético goleia o Vitoria e volta a vencer no brasileirão.


Demorou mais o rubro negro se reencontrou com as vitorias no brasileirão,e foi em grande estilo com goleada de quatro a zero contra o Vitoria.Com grande atuação de Marcelo Cirino e do estreante Wellington o furacão foi superior durante os noventa minutos e não teve dificuldades para derrotar os baianos,na próxima rodada o furacão vai até São Paulo enfrentar o Corinthians.

 JOGO:

Atuando em casa e precisando urgentemente dar uma resposta aos seus torcedores, já que a vitória do Ceará colocou a equipe na último colocação do campeonato, o Atlético-PR começou a partida já buscando o gol nos primeiros minutos.
A insistência poderia ter dado chance do Vitória abrir o marcador, mas a estratégia da equipe paranaense deu muito certo, já que aos 11 minutos o Furacão abriu o placar com Marcelo Cirino.Em grande jogada do lateral-direito Jonathan, o atacante aproveitou o cruzamento do defensor e cabeceou sem chances para o goleiro do Vitória, que nada pode fazer.
Mesmo com a vantagem, os donos da casa mantiveram o ritmo intenso e buscando o segundo gol. Aos 18 minutos, o atacante Pablo ficou muito perto de aumentar o placar, porém não aproveitou a grande jogada individual de Cirino. ao chutar para fora quando o arqueiro Ronaldo já estava batido no lance.
No entanto, três minutos depois do lance perdido por Pablo, Marcinho não desperdiçou e aumentou o marcador para os donos da casa. Pablo tabelou com Marcelo Cirino, que foi até à linha de fundo e cruzou para o meia-campista, que só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes e dar ainda mais tranquilidade para o Atlético-PR no restante da partida.
Um pouco antes do juiz apitar o fim do primeiro tempo, o volante Wellington, recém-contratado pelo Atlético- PR mostrou que pode ser muito útil para a equipe paranaense evitar o rebaixamento. Aos 47 minutos, o volante apareceu livre para aproveitar o rebote do goleiro Ronaldo e marcar o seu primeiro gol com a camisa do Furacão e o terceiro dos donos da casa na partida.
No segundo tempo, as duas equipes abaixaram bastante a alta intensidade que tiveram no primeiro tempo. Para os donos da casa, o placar elástico dava uma boa margem para que o time jogasse mais cadenciado e deixasse o tempo gastar. Já para o Vitória, a esperança era evitar mais gols sofridos e tentar alguma jogada ofensiva através da bola parada.
No entanto, mesmo tentando evitar um vexame maior, o Vitória não resistiu ao bom ataque do Atlético-PR e tomou o quarto gol. Aos 24 minutos do segundo tempo, Nikão disparou em velocidade, recebeu um belo passe pela esquerda e conseguiu um excelente passe perfeito para Pablo, que marcou de cabeça e acabou com qualquer chance de reação dos visitantes.
Ficha Técnica:

ATLÉTICO-PR 4 x 0 VITÓRIA
Local: Estádio Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 29 de julho de 2018, domingo
Horário: 16h00 (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves e Michael Stanislau (RS)
Público: 9.795 presentes
Renda: 
155.230,00
Cartões amarelos:
  Bruno Guimarães e Renan Lodi (ATLÉTICO-PR),  Ramon, Ruan Renato, Bryan, Kanu (VITÓRIA)
Gols: 
ATLÉTICO-PR: Marcelo Cirino aos 11 minutos, Marcinho aos 21 minutos, Wellington aos 47 minutos do primeiro tempo, Pablo aos 24 minutos do segundo tempo.
ATLÉTICO-PR: F. Alves; Jonathan, P. André, L. Pereira, Lodi; Wellington (Matheus Rossetto), Bruno Guimarães, Veiga; Marcinho, Marcelo (Crysan) e Pablo
Técnico: Tiago Nunes
VITÓRIA: Ronaldo; Ramon, Ruan Renato, Kanu e Bryan; Willian Farias, Arouca (Erick) e Yago; Lucas Fernandes (Wallyson), Neilton e André Lima (Marcelo Meli)
Técnico: Vágner Mancini
Veja os gols da goleada do furacão.

Com mudanças Atlético recebe o Vitoria na arena.


Na tarde desse domingo o furacão recebe na arena o Vitoria,jogo decisivo na vida rubro negra na luta para sair da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro ainda mais depois do inicio da rodada já que o furacão caiu para a lanterna.Ou seja só a vitoria interessa para o rubro negro embalar e respirar no campeonato contra um adversário considerado direto e para a partida o técnico Tiago Nunes terá que fazer mudanças na equipe.

O TIME:

São cinco desfalques ao todo começando pelo gol,o goleiro Santos suspenso pelo STJD dá lugar a Felipe Alves,já na zaga Thiago Heleno segue vetado pelo DM Wanderson e Léo Pereira brigam pela posição.Quem também fica de fora é Lucho Gonzaléz que cumpre suspensão pela expulsão contra o Cruzeiro assim,Rosseto e Wellington brigam por uma vaga no meio campo,o meia Guilherme também fica de fora por suspensão e por fim Bergson também suspenso fica e fora send assim uma provável formação do furacão para a partida é:Felipe Alves;Jonathan,Wanderson(Léo Pereira),Paulo André e Renan Lodi;Rosseto(Wellington),Bruno Guimarães,Raphael Veiga,Marcelo Cirino e Marcinho;Pablo.

O Vitoria:

O Vitoria vem abalado após a goleada sofrida no clássico contra o Bahia,o técnico Vagner Mancini tem muitos desfalques para o jogo ao todo são dez ausências na equipe,incluindo o zagueiro Luan e o lateral Jeferson que vinham sendo titulares por outro lado de a volta do latreal Bryan que deve iniciar jogando.Dessa forma a provável formação do time baiano é:Ronaldo;Ramon,Kanu,Juan Renato e Bryan;Arouca,Willian Farias,Yago,Erick e Neilton;André Lima.

Ficha Técnica:

ATLÉTICO-PR X VITÓRIA
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 29 de Julho de 2018, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Michael Stanislau (RS)
ATLÉTICO-PR: Felipe Alves; Jonathan, Wanderson(Léo Pereira), Paulo André e Renan Lodi; Rosseto(Wellington), Bruno Guimarães, Raphael Veiga ; Marcelo Cirino, Pablo e Marcinho.
Técnico: Tiago Nunes
VITÓRIA: Ronaldo; Ramon, Ruan Renato, Kanu e Mateus; Willian Farias, Arouca, Yago e Luan; Neilton e André Lima
Técnico: Vagner Mancini
Relembre o último duelo entre furacão e Vitoria:

quinta-feira, 26 de julho de 2018

Atlético vence o Peñarol e abre vantagem na Sul-Americana.


Com gols de Marcelo Cirino e Pablo o furacão derrotou o Peñarol na arena por 2a0,com o resultado o furacão abre boa vantagem para o jogo de volta no Uruguai após um começo complicado com um pênalti desperdiçado por Raphael Veiga e a expulsão do zagueiro Wanderson o furacão foi superior e derrotou os uruguaios.Agora o furacão volta a campo no próximo domingo diante o Vitoria novamente na arena pelo brasileirão.

O JOGO:

 O Furacão começou a partida tomando a iniciativa e, aos dois minutos, a primeira chance, com Bergson, que recebeu no meio da área e simplesmente não encontrou a bola, recuando para o goleiro. Na resposta, Canobbio cobrou falta na entrada da área e Santos foi no cantinho para espalmar e ceder escanteio. Aos oito minutos, Paulo André subiu na área para testar e o goleiro Dawson saiu para dividir e afastar.
Aos nove minutos, Formiliano derrubou Cirino na área e a arbitragem marcou a penalidade. Na cobrança, Raphael Veiga parou nas mãos do goleiro. O jogo era bem disputado na Arena. Aos 15 minutos, Paulo André pegou sobra de bola na entrada da área e soltou o pé para linda defesa de Dawson. Fernández invadiu a área atleticana, aos 22 minutos, e mandou o petardo por cima da meta.
O Rubro-Negro deixou o Peñarol equilibrar as ações e tinha mais dificuldade em chegar ao ataque e ficar com a bola nos pés. Aos 38 minutos, Freitas chutou de muito longe, fácil para Santos. Aos 42 minutos, Rosseto caminhou com a bola até próximo da área, mas o cruzamento saiu fechado, nas mãos de Dawson. Aos 45 minutos, Wanderson recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso.
Para a etapa final, o Atlético retornou com o zagueiro Léo Pereira no lugar de Marcinho. Logo no primeiro minutos, Fernández resolveu sozinho, entrou pela direita e cruzou fechado para Santos deixar a meta e interceptar. Contra-ataque atleticano, aos seis minutos, com Bergson, que se precipitou e cruzou em cima da defesa uruguaia. O jogo seguia aberto, mesmo com o Furacão em desvantagem numérica.
Aos 14 minutos, Santos fez o lançamento, o goleiro Dawson deixou a área e afastou errado, entregando nos pés de Marcelo Cirino, que tocou para o gol vazio para marcar seu primeiro gol após o retorno ao clube. Na sequência, Gabriel Fernandez recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso de campo. Aos 20 minutos, Renan Lodi pegou rebote e bateu cruzado, para fora, com perigo.
Com a vantagem no placar e dez para cada lado, o Furacão passou a tocar mais a bola, esperando pelos contra-ataques. Até que, aos 34 minutos, Jonathan fez a jogada pela direita e cruzou rasteiro para Pablo, que havia acabado de entrar, estufar a rede e marcar o segundo. Cirino arriscou de fora da área, aos 39 minutos, e Dawson quase engoliu um frango. Aos 45 minutos, Pablo ainda perdeu a chance e aumentar a vantagem, na frente de Dawson.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO PARANAENSE-BRA 2 X 0 PEÑAROL-URU
Local: Estádio Joaquim Américo, em Curitiba (PR)
Data: 26 de julho de 2018, quinta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Fernando Rapallini (Argentina)
Assistentes: Gabriel Chade (Argentina) e Lucas Germanotta (Argentina)
Cartões amarelos : Paulo André, Wanderson (Atlético-PR); Gabriel Fernandez e Canobbio (Peñarol)
Cartões vermelhos : Wanderson (Atlético-PR); Gabriel Fernandez (Peñarol)
Gols
ATLÉTICO-PR: Marcelo Cirino, aos 14 minutos e Pablo, aos 34 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Santos; Jonathan, Wanderson, Paulo André e Renan Lodi; Rosseto, Lucho González e Raphael Veiga (Bruno Guimarães); Marcelo Cirino, Bergson (Pablo) e Marcinho (Léo Pereira).
Técnico: Tiago Nunes
PEÑAROL: Kevin Dawson; González, Formiliano, Matheo e Lucas Hernandez; Pereira (Estoyanoff), Freitas (Maxi Rodríguez), Canobbio e Rojo (Cristian Rodríguez); Nuñez e Gabriel Fernández.
Técnico Diego López
Veja os gols do jogo:


Reforço:Atlético anuncia a chegada do volante Wellington


O Atlético anunciou a contratação do volante Wellington de 27,o atleta chega por empréstimo junto ao Vasco ate 2019 e se torna mais uma opção para o técnico Tiago Nunes.O jogador iniciou sua carreira no São Paulo e além de atuar pelo Vasco também autuou pelo Internacional o atleta já foi regularizado e fica a disposição,a seguir confira a ficha completa do novo reforço atleticano.

Ficha Técnica:

Wellington
Nome completo: Wellington Aparecido Martins
Posição: Volante
Data de nascimento: 28/01/1991 [27 anos]
Local de nascimento: São Paulo (SP)
Clubes em que passou: São Paulo (2008 a 2014), Internacional (2014 e 2015), São Paulo (2016), Vasco da Gama (2017 e 2018)
Títulos conquistados: Campeonato Brasileiro (2008), Torneio Internacional do Mediterrâneo (2010), Copa Sul-Americana (2012), Eusébio Cup (2013), Florida Cup (2017).

quarta-feira, 25 de julho de 2018

Contra a má fase Atlético recebe o Peñarol pela Sul-Americana.


Nessa quinta feira o Atlético vira a chave e mais uma vez tenta sair da crise dos maus resultados,o furacão recebe o Peñarol pela Copa Sul-Americana é jogo de ida da segunda fase da competição.Precisando vencer para garantir vantagem para o jogo de volta e até mais que isso vencer para reconquistar a confiança e o caminho das vitórias para a sequência da temporada para essa partida o furacão deve ter mudanças.

O TIME:

Sem confirmar oficialmente o técnico Tiago Nunes sabe que não poderá contra com Thiago Heleno que segue no DM,Wanderson mais uma vez deve iniciar como titular ao lado de Paulo André.Renan Lodi que cumpriu suspensão pelo brasileiro volta a lateral esquerda já mais a frente existem dúvidas na formação da equipe,já que com Bruno Nazário e Marcelo Cirino inscritos ambos brigam por vagas na equipe e podem aparecer como titulares diante os uruguaios com isso uma provável formação atleticana é:Santos;Jonathan,Wanderson,Paulo André e Renan Lodi;Bruno Guimarães,Lucho Gonzaléz,Raphael Veiga(Guilherme);Nikão(Bruno Nazário),Pablo e Bergson.


O Peñarol:

Buscando voltar a se destacar no cenário internacional o time uruguaio vem em busca de um bom resultado,para decidir tudo jogando em casa o técnico Diego Lopez terá apenas uma baixa considerada importante o lateral direito Guillermo Varela que não veio a Curitiba por outro lado terá a presença de sua maior estrela o meia Cristian"Cebolla"Rodriguez que disputou a Copa do Mundo pela seleção uruguaia sendo assim a equipe aurinegra de Montevideo está escalada com a seguinte formação:Kevin Dawson;Giovanni González,Fabrício Formilliano,Carlos Matheu e Lucas Hernández;Fabián Estoyanoff,Guzmán Pereira,Gonzalo Freitas,Augustin Cannobio e Cristian Rodriguez;Gabriel Fernández.

Ficha Técnica:

Atlético Paranaense x Peñarol.

Competição:Copa Sul-Americana
Local:Estádio Joaquim Américo,Curitiba.
Data:26/07/2018
Horário:19:30
Arbitro:Fernando Rapallini.
Auxiliares:Gabriel Chade e Lucas Germanotta.

Atlético-PR:Santos;Jonathan,Wanderson,Paulo André e Renan Lodi;Bruno Guimarães,Lucho Gonzaléz,Raphael Veiga(Guilherme);Nikão(Bruno Nazário),Pablo e Bergson.Téc:Tiago Nunes

Peñarol:Kevin Dawson;Giovanni González,Fabrício Formilliano,Carlos Matheu e Lucas Hernández;Fabián Estoyanoff,Guzmán Pereira,Gonzalo Freitas,Augustin Cannobio e Cristian Rodriguez;Gabriel Fernández.Téc:Diego Lopez.


Reforço:Atlético anuncia a contratação do lateral esquerdo Marcio Azevedo.


O Atlético anunciou a contratação de um velho conhecido da nação rubro negra,se trata do lateral esquerdo Marcio Azevedo que teve destaque com a camisa rubro negra entre 2010 e 2011 após sair do furacão o jogador passou por Botafogo,Shakhtar da Ucrânia,Metallist também da Ucrânia e por o PAOK da Grécia.Agora aos 32 anos o jogador chega para solucionar o problema na lateral esquerda e como já foi registrado está a disposição do técnico Tiago Nunes,a seguir confira a ficha completa do novo lateral rubro negro.

Ficha Técnica:

Nome completo: Márcio Gonzaga de Azevedo
Posição: Lateral-esquerdo
Data de nascimento: 05/02/1986 [32 anos]
Clubes em que atuou: Juventude (RS), Fortaleza (CE), Atlético Paranaense, Botafogo, Metalist [Ucrânia], Shakhtar Donetsk [Ucrânia] e PAOK [Grécia]
Títulos conquistados: Campeonato Gaúcho do Interior [2006 e 2007], Campeonato Cearense [2008], Campeonato Paranaense [2009], Taça Rio [2012], Campeonato Ucraniano [2016-17], Copa da Ucrânia [2016-17] e Copa da Grécia [2017-2018]


segunda-feira, 23 de julho de 2018

Atlético leva virada do Cruzeiro e perde mais uma no Brasileirão.


E a má fase do furacão parece não ter fim,após fazer um ótimo primeiro tempo e ir para o intervalo em vantagem o rubro negro voltou para a segunda etapa cometendo os erros de outras partidas e evou a virada da raposa.Com o resultado o furacão segue na penúltima colocação com dez pontos ganhos,na próxima quinta feira o furacão volta a campo pela Copa Sul Americana quando recebe o Peñarol na arena.

O JOGO:

O Furacão entrou em campo pressionado e, por isso, mostrava uma postura mais ofensiva, tentando dominar as ações. A primeira chegada rubro-negra aconteceu aos seis minutos, com Nicolas cruzando fechado para Léo afastar o perigo. A disputa era equilibrada, mas restrita ao meio-campo. Aos oito minutos, Wandeson cochilou e Barcos por pouco não aproveitou a jogada, de frente pra o gol.
Ganhando uma nova chance entre os titulares, Guilherme teve uma oportunidade incrível para abrir o placar, aos 11 minutos, mas conseguiu errar a meta mesmo estando quase debaixo das traves. Polêmica aos 20 minutos, com Barcos pronto para anotar seu primeiro gol pela Raposa, mas impedido pela arbitragem, que parou o lance. Mais uma bola para Guilherme, dentro da área, aos 26 minutos, e Lucas Silva apareceu para cortar.
Os times tinham dificuldade no campo de ataque, até que, aos 37 minutos, Bruno Guimarães invadiu a área mineira e foi derrubado Marcelo Hermes. O árbitro marcou a penalidade. Na cobrança, Guilherme converteu. No banco, o técnico Mano Menezes reclamava muita da arbitragem. Aos 42 minutos, Thiago Neves subiu na área e testou para defesa de Santos.
Depois do intervalo, as equipes retornaram com a mesma formação. Atrás no placar, a Raposa foi para o ataque. Aos três minutos, Thiago Neves cobrou falta e Santos fez boa defesas. O goleiro voltou a trabalhar aos cinco minutos, em cabeçada de Dedé. Em busca de seu gol, Barcos partiu para a jogada individual, aos 10 minutos, fez fila na defesa, mas parou em Jonathan, que se recuperou bem no lance.
O taque da Raposa mostrava ansiedade no momento do arremate final. Arrascaeta, por exemplo, teve duas chances para chutar, aos 13 e aos 15 minutos, mas mandou completamente torto, desperdiçando boas chances. Na resposta, Guilherme arrematou de longe e Fábio segurou firme no meio do gol. Mas, aos 20 minutos, Arrascaeta recebeu levantamento de Rafinha e testou para a rede, deixando tudo igual.
O gol cruzeirense fez o ritmo da partida cair, com o Atlético conseguindo ficar um pouco mais com a bola nos pés e a Raposa com menos intensidade. Aos 31 minutos, Raniel cortou a zaga, achou o espaço par ao chute, mas apenas recuou para Santos. Porém, aos 35 minutos, Barcos aproveitou cruzamento de Robinho para desviar e marcar seu primeiro gol pelo Cruzeiro. Para piorar a situação atleticana, Lucho González recebeu o cartão vermelho direto e foi para o chuveiro mais cedo. Edílson ainda teve uma boa chance de marcar em cobrança de falta, mas o 42 minutos, mas o placar já estava definido.
Ficha Técnica:
CRUZEIRO 2 X 1 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Governador Magalhães Pinto (Mineirão), Belo Horizonte (MG)
Data: 22 de julho de 2018 (Domingo)
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)
Assistentes: Leirson Peng Martins (RS) e Lucio Beersdorf Flor (RS)
Cartões amarelos : Edilson (Cruzeiro); Guilherme, Bergson e Nikão (Atlético-PR)
Cartão vermelho : Lucho (Atlético-PR)
Gols
CRUZEIRO: Arrascaeta, aos 20 minutos e Barcos, aos 35 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Guilherme, aos 37 minutos do primeiro tempo
CRUZEIRO: Fábio, Edilson, Léo, Dedé, Egídio, Lucas Romero, Lucas Silva (Rafinha), Thiago Neves (Raniel), Arrascaeta, Robinho e Barcos (Bruno Silva).
Técnico: Mano Menezes
ATLÉTICO-PR: Santos; Jonathan, Wanderson, Paulo André e Nicolas; Bruno Guimarães (Rosseto), Lucho González e Guilherme (Marcelo Cirino); Bergson, Nikão (Bruno Nazário) e Pablo.
Técnico: Tiago Nunes
Veja os gols do jogo:

domingo, 22 de julho de 2018

Atlético enfrenta o Cruzeiro para voltar a vencer.


Nesse domingo o furacão volta ao Mineirão pra enfrentar o Cruzeiro,dessa vez o compromisso é pelo Campeonato Brasileiro.Embora seja um torneio diferente o jogo não deixa de ser decisivo para o rubro negro igual o dá última segunda feira,já que o furacão se encontra dentro da ZR e precisa voltar a vencer a para se afastar do perigo.Para a partida o furacão terá que entrar em campo com mudanças em relação aos últimos jogos pois em meio a lesões e suspensões o técnico Tiago Nunes se obriga a mudar a formação atleticana.

O TIME:

Sem poder contar com o zagueiro Thiago Heleno machucado,e com Renan Lodi e Raphael Veiga suspensos Tiago Nunes será obrigado a fazer pelo menos três mudanças na equipe na zaga Wanderson deverá jogar ao lado de Paulo André,na lateral esquerda Nicolas deve iniciar a partida já no meio de campo existem dúvidas para a vaga de Veiga,já que Matheus Rosseto e Guilherme brigam pela vaga outra dúvida está entre Nikão e Bruno Nazário que brigam por outra vaga no meio de campo com isso uma provável formação rubro negra é:Santos;Jonathan,Wanderson,Paulo André e Nícolas;Lucho,Bruno Guimrães,Matheus Rosseto(Guilherme),Pablo,Nikão(Bruno Nazário)e Bergson.

O Cruzeiro:

Buscando embalara de vez na competição a raposa tem novidades para encarar o rubro negro,além de Hernán Barcos no ataque o técnico Mano Menezes terá a presença de Lucas Romero como volante ao lado de Lucas Silva já que Henrique está suspenso,no demais o Cruzeiro será o mesmo das últimas partidas com a seguinte formação:Fábio;Edilson,Dedé,Léo e Egidio;Lucas Romero,Lucas Silva,Thiago Neves,Robinho e Arrascaeta;Barcos.



Ficha Técnica:

CRUZEIRO X ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Governador Magalhães Pinto (Mineirão), Belo Horizonte (MG)
Data: 22 de julho de 2018 (Domingo)
Horário: 19h (Brasília)
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)
Assistentes: Leirson Peng Martins (RS) e Lucio Beersdorf Flor (RS)
CRUZEIRO: Fábio, Edilson, Léo, Dedé, Egídio, Lucas Romero, Lucas Silva, Thiago Neves, Arrascaeta, Robinho e Barcos.
Técnico: Mano Menezes
ATLÉTICO-PR: Santos; Jonathan, Wanderson, Paulo André e Nícolas; Bruno Guimarães, Lucho González e Guilherme (Rosseto); Bergson , Nikão(Bruno Nazário e Pablo.
Técnico: Tiago Nunes

sexta-feira, 20 de julho de 2018

Atlético anuncia a contratação do lateral direito Reginaldo.


A diretoria do furacão anunciou nessa sexta feira a chegada do lateral direito Reginaldo de 25 anos,chegando do Londrina onde disputava a série B do brasileiro o jogador acertou contrato de três anos com o furacão.Além do Londrina o jogador acumula passagens por Maringá,Coritiba e Joinville a seguir confira a ficha completa do novo lateral do furacão.





Ficha Técnica:

Reginaldo Lopes de Jesus
Posição: Lateral-direito
Data de nascimento: 22/02/1993 [25 anos]
Local de nascimento: Salvador (BA)
Clubes em que atuou: Novoperário (MS), 7 de Setembro (MS), Maringá, Coritiba, ABC (RN), Joinville (SC), Oeste (SP), Londrina e Linense (SP)
Títulos conquistados: Copa da Primeira Liga (2017)
 

Atlético vacila é fica no empate com o Internacional.


Não foi dessa vez que o furacão voltou a vencer no brasileirão,após sair perdendo e buscar a virada o rubro negro mais uma vez teve falhas defensivas e cedeu o empate ao colorado gaúcho,com o resultado o furacão segue na zona de rebaixamento do campeonato e retorna a campo no próximo domingo diante o Crueiro em Belo Horizonte.

O JOGO:

O Furacão começou a partida com muita vontade e antes do primeiro minuto chegou a balançar as redes, com Bergson, mas o árbitro anulou para anotar o impedimento de Lucho, que fez o último passe. Aos três minutos, Nikão fez a jogada e levantou para Pablo, que desvio de cabeça pela linha de fundo. O técnico Tiago Nunes foi obrigado a queimar a primeira mudança aos oito minutos, com Thiago Heleno saindo lesionado para a entrada de Wanderson.
O jogo era nervoso, com algumas jogadas mais duras. Na primeira chegada mais forte da equipe colorada, aos 12 minutos, saiu o gol. Nico López chutou na marcação e, na sobra, Santos saiu mal da meta para dividir com William Pottker, que levou a melhor e empurrou para a rede. Aos 24 minutos, Renan Lodi partiu para a jogada individual e conseguiu o cruzamento, mas na área ninguém apareceu para completar o lance.
O Atlético tentava responder, mas tinha muita dificuldade para criar no ataque. Aos 27 minutos, Raphael Veiga arriscou o tiro de longe, direto para fora. O goleiro Danilo trabalhou bem aos 36 minutos, parando chute de primeira de Bergson, que aproveitou passe açucarado de Raphael Veiga. Até que, aos 43 minutos, Raphael Veiga recebeu com liberdade e bateu da entrada da área, no cantinho, para deixar tudo igual.
Para a segunda etapa, as equipes retornaram sem modificações. O jogo, por sua vez, voltou mais truncado, com as ações acontecendo mais no meio-campo. Raphael Veiga, o jogador mais efetivo do Furacão, arriscou mais um chute, aos nove minutos, para fora, mas com perigo. Porém, aos 13 minutos, a virada veio com Paulo André, subindo no meio da área para testar e marcar.
O Inter foi para o ataque, apostando nas entradas de Rossi e Wellington Silva. Aos 21 minutos, Nico tocou na medida para Pottker, que finalizou para boa defesa de Santos, que cedeu escanteio. Aos 23 minutos, foi a vez de Wellington Silva aparecer na área atleticana e testar pela linha de fundo. Cobrança de falta perigosa para Edenílson, aos 26 minutos, e a bola subiu demais. O Colorado pressionou e chegou ao empate, aos 32 minutos, com Wellington Silva pegando sobra de bola. O Furacão ainda tentou chegar ao terceiro, aos 42 minutos, em cabeçada de Pablo, mas sem sucesso. Para piorar, ainda perdeu Renan Lodi, expulso.
Ficha Técnica:
Atlético-PR 2 x 2 Internacional
Local: Arena da Baixada, em Curitiba-PR
Data: 19 de julho, na quinta-feira
Horário: 21h (horário de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa/MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (Fifa/MG) e Sidmar dos Santos Meurer (MG)
Cartões amarelos: Jonathan, Paulo André, Raphael Veiga, Renan Lodi (Atlético-PR); Nico López, Danilo Silva e Rossi (Internacional)
Cartão vermelho: Renan Lodi (Atlético-PR)
Gols
Atlético-PR: Raphael Veiga, aos 43 minutos do primeiro tempo e Paulo André, aos 13 minutos do segundo tempo
Internacional: William Pottker, aos 12 minutos do primeiro tempo e Wellington Silva, aos 32 minutos do segundo tempo (Internacional)
Atlético-PR: Santos; Jonathan, Thiago Heleno (Wanderson), Paulo André e Renan Lodi; Bruno Guimarães, Lucho González (Camacho) e Raphael Veiga; Bergson, Nikão (Bruno Nazário) e Pablo.
Técnico: Tiago Nunes
Internacional: Danilo Fernandes, Fabiano (Rossi), Danilo Silva, Cuesta e Iago, Rodrigo, Edenílson, Zeca e Lucca (Wellington Silva), Nico López e Pottker.
Técnico: Odair Hellmann
Veja os gols do jogo:


quarta-feira, 18 de julho de 2018

Na volta ao Brasileirão Atlético recebe o Internacional na baixada.


Após a eliminação na Copa do Brasil o furacão vira a chave e volta a viver a realidade do Brasileirão realidade que é dura para o furacão,que com apenas duas vitórias na competição ocupa a penúltima colocação na tabela.Logo no retorno ao campeonato uma para dura dentro de casa nessa quinta feira o rubro negro recebe o Internacional que vive um momento oposto ao furacão na tabela e terá que reagir contra o colorado para começar a sair da zona de rebaixamento.

O TIME:

Para a partida o técnico Tiago Nunes faz mistérios para escalar a equipe,isso por que mesmo sem ter baixas no elenco por lesão ou suspensão o treinador perdeu e ganhou alternativas já que o lateral esquerdo Thiago Carleto foi negociado com o futebol árabe,por outro lado os recém chegados Marcelo Cirino e Bruno Nazário foram regularizados e ficam a disposição assim gerando dúvidas e mistérios quanto a equipe que vai a campo contra o colorado gaúcho nessa quinta feira mesmo sem confirmar uma provável formação do furacão para a partida é:Santos;Jonathan,Paulo André(Wanderson),Thiago Heleno e Renan Lodi;Bruno Guimarães,Lucho González,Matheus Rosseto e Raphael Veiga(Bruno Nazário) e Pablo(Bergson).

O Internacional:

Na busca pela liderança do campeonato o Inter vem a Curitiba com desfalques para encara o furacão,o técnico Odair Hellmann não poderá contar com o zagueiro Rodrigo Moledo suspenso,o meia D'alessandro se recuperando de lesão e o atacante Leandro Damião que segue no DM.Com isso o treinador optou por uma formação ofensiva com a entrada de Danilo Silva na zaga o lateral Zeca improvisado no meio e campo e Willian Pottker sendo o responsável pelo ataque colorado com isso o Inter está confirmado com a seguinte formação:Danilo Fernandes;Fabiano,Cuesta,Danilo Silva e Iago;Rodrigo Dourado,Edenilson,Zeca e Lucca;Nico López e Pottker.

Ficha Técnica:

Atlético-PR x Internacional
Local: Arena da Baixada, em Curitiba-PR
Data: 19 de julho, na quinta-feira
Horário: 21h (horário de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa/MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (Fifa/MG) e Sidmar dos Santos Meurer (MG)
Atlético-PR: Santos; Jonathan, Thiago Heleno, Paulo André(Wanderson) e Renan Lodi; Bruno Guimarães, Matheus Rossetto e Lucho González; Raphael Veiga(Bruno Nazário), Nikão(Marcelo Cirino) e Pablo(Bergson).
Técnico: Tiago Nunes
Internacional: Danilo Fernandes, Fabiano, Danilo Silva, Cuesta e Iago, Rodrigo, Edenílson, Zeca e Lucca, Nico López e Pottker.
Técnico: Odair Hellmann
Relembre o último duelo entre furacão e Inter:

terça-feira, 17 de julho de 2018

Atlético empata com o Cruzeiro e está fora da Copa do Brasil.


Em jogo truncado e com poucas emoções no Mineirão o furacão ficou no empate com o Cruzeiro e deu adeus a Copa do Brasil.Mesmo com o gol de Bergson no fim da partida empatando o jogo o rubro negro não conseguiu o resultado que precisava e se despediu da competição,agora o furacão vira a chave e pena no Brasileirão na próxima quinta feira na arena da baixada contra o Internacional.

O JOGO:

Como esperado, o duelo entre Cruzeiro e Atlético-PR iniciaria truncado e bastante travado no meio campo. A Raposa tinha a vantagem e tem em seu banco de reservas um treinador que dá privilégios a um time bem postado defensivamente. Por outro lado, o Furacão não iria se expor facilmente, mesmo precisando do resultado longe de seus domínios.
Logo após os 10 minutos de jogo, era possível perceber como o primeiro tempo seria feito. O Atlético-PR passou a pressionar a saída de bola, algo que dificultava a vida dos cruzeirenses. Henrique e Lucas Silva não conseguiam desempenhar o papel que lhes é confiado. No entanto, os visitantes também não eram geniais no terço final do campo.
Algo possível de ser destacado no clube paranaense, porém, foi um Atlético menos improvisado, um time mais confiável defensivamente. Algumas coisas do ex-técnico Fernando Diniz ainda eram claras, alguns recuos perigosos, mas a vulnerabilidade diminuiu consideravelmente.
No fim das contas, o duelo truncado no meio, com o Atlético segurando a bola e Thiago Neves lutando para voltar a ser aquele jogador de 2017, o jogo foi bastante ruim. A melhor chance para cada lado ocorreu nos últimos 10 minutos de jogo: Pablo recebe a bola e chuta, mas a bola vai fraca – essa foi a primeira finalização da noite. Aos 44, em belo chute de fora da área de Rafael Sóbis, Santos é obrigado a fazer uma ótima defesa.
A volta para a etapa complementar não mostrou nada de diferente. Os dois lados com plenas dificuldades para avanços contra as metas adversárias. Até os 12 minutos, o melhor de cada foi: um drible de Edilson na linha de fundo e cruzamento para ninguém, enquanto o Atlético chegou com Nikão, próximo a área e um chute fraco, sem direção, sem sustos.
Os treinadores resolveram fazer alterações. Primeiro Mano Menezes decidiu sacar Thiago Neves, que pouco produziu, para a entrada de Raniel. Desta forma, Arrascaeta seria centralizado, Sóbis faz o lado de campo. Pelo lado do Furacão, Guilherme entrou na vaga de Raphael Veiga, dando mais opção de criatividade na frente.
Na primeira oportunidade de Raniel, ele levou o cartão amarelo para casa. Arrascaeta fez ótimo lançamento para o atacante, mas o atleta se jogou, segundo interpretação do árbitro.
Aos 27 o Cruzeiro criou uma ótima oportunidade. Em uma dificuldade do Atlético-PR em sair jogando, Edilson roubou a bola na frente e finalizou forte. Embora a bola tenha ido no meio, o goleiro Santos encontrou dificuldades para tirar a bola para escanteio. Minutos depois foi a vez do Atlético descontar. Em boa jogada na frente, Lodi recebeu na área, mas a bola esticou muito e a defesa azul conseguiu mandar para linha de fundo.
Apesar das alterações e modificações táticas, o jogo seguiu fraco em emoção e com pouca criatividade. Pelo lado do Cruzeiro, Raniel deu mais qualidade ao setor. Pelo lado do clube paranaense, pouco alterou, Guilherme não era utilizado da melhor maneira e o meio campo atleticano tinha um buraco.
O Atlético decidiu ir para o tudo ou nada. O lateral Jonathan deixou o gramado para a entrada de Bergson. Mas foi o Cruzeiro que abriu o placar primeiro. Arrascaeta recebeu na frente, tirou de Santos e mandou para o fundo das redes. O Atlético seguiu brigando e conseguiu o empate, mas nada que mudasse a realidade de eliminação do clube paranaense.
Ficha Técnica:
CRUZEIRO 1 X 1 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Governador Magalhães Pinto (Mineirão), Belo Horizonte (MG)
Data: 16 de julho de 2018 (segunda-feira)
Horário: 20h (Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi e Rafael da Silva Alves (RS)
Gols: Arrascaeta, aos 40 minutos do segundo tempo (Cruzeiro); Bergson, aos 46 do segundo tempo (Atlético)
Cartões: Thiago Neves, Raniel (Cruzeiro); Bruno Guimarães, Lodi (Atlético-PR)
CRUZEIRO: Fábio, Edilson, Léo, Dedé, Egídio, Henrique, Lucas Silva, Thiago Neves (Raniel), Arrascaeta, Rafinha (Robinho) e Rafael Sóbis (David).
Técnico: Mano Menezes
ATLÉTICOPR: Santos; Jonathan (Bergson), Paulo André, Thiago Heleno e Renan Lodi; Bruno Guimarães, Lucho Gonzalez (Marcinho) e Rossetto; Pablo, Rafael Veiga (Guilherme) e Nikão
Técnico: Tiago Nunes
Veja os gols do jogo:


domingo, 15 de julho de 2018

Que recomece as batalhas:Atlético vai a BH enfrentar o Cruzeiro pela Copa do Brasil.


A Copa do Mundo acabou,mas a Copa do Brasil está de volta e com ela o furacão em busca de mais um desafio,ou quem sabe até de mais uma façanha em sua história.No Mineirão diante o Cruzeiro o rubro negro renovado chega para reverter a vantagem mineira construída em Curitiba precisando vencer por dois gols de diferença para seguir vivo na competição isso no tempo normal,pois uma vitória por um único gol leva a decisão da vaga para as cobranças de pênalti.E dessa  vez o torcedor verá um furacão diferente com gente nova no comando já que Tiago Nunes fará sua estréia no comando atleticano e o treinador já tem o time praticamente definido para a decisão em Belo Horizonte.

O TIME:

Se ainda não teremos muitas novidades em termos de escalação já que os reforços até aqui nunciados não foram regularizados(Marcelo Cirino e Bruno Nazário),o treinador atleticano manda novidades no esquema tático rubro negro onde passa do 3-5-2 para o 4-4-2 habitual,além disso Bruno Guimarães e Rosseto formaram a dupla de volantes do rubro negro já que Pávez deixou o furacão para defender o Colo Colo.Outra novidade é a presença de Lucho González no banco já que vinha sendo titular nas últimas partidas alem disso o lateral direito Diego Ferreira e o volante Gabriel Baralhas foram relacionados e ficam a disposição de Tiago Nunes,assim a única na dúvida na formação fica na zaga entre Wanderson e Paulo André que se recuperou de dores nas costas com isso,uma provável formação do furacão para a partida é:Santos;Jonathan,Wanderson(Paulo André)e Thiago Carleto;Bruno Guimarães,Rosseto,Nikão e Guilherme;Pablo e Bergson.

O Cruzeiro:

Em vantagem a raposa que aproveitar o regulamento para garantir a vaga a próxima fase da competição,o técnico Mano Menezes fechou treinamentos e realizou dois amistosos antes da partida diante do furacão,o último diante o Corinthians onde empatou em dois a dois e muito provável o treinador deva mandar a campo uma equipe muito semelhante a dessa partida sendo que fica a dúvida se o meia Arrascaeta entra jogando ou não mistério que será desvendado somente momentos antes da partida no Mineirão,com isso uma provável formação do Cruzeiro é:Fábio;Edilson,Léo,Dede e Egidio;Henrique,Lucas Silva,Thiago Neves,Rafinha(Arrascaeta)e Robinho;Rafael Sóbis.


Ficha Técnica:

CRUZEIRO X ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Governador Magalhães Pinto (Mineirão), Belo Horizonte (MG)
Data: 16 de julho de 2018 (segunda-feira)
Horário: 20h (Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi e Rafael da Silva Alves (RS)
CRUZEIRO: Fábio, Edilson, Léo, Dedé, Egídio, Henrique, Lucas Silva, Thiago Neves, Arrascaeta(Rafinha), Robinho e Rafael Sóbis
Técnico: Mano Menezes
ATLÉTICO-PR: Santos; Jonathan, Paulo André (Wanderson), Thiago Heleno e Thiago Carleto; Bruno Guimarães, Camacho e Rossetto; Pablo, Bergson e Nikão
Técnico: Tiago Nunes
Relembre como foi o jogo de ida:


quarta-feira, 11 de julho de 2018

Reforço:Atlético anuncia a chegada do meia atacante Bruno Nazário.


O Atlético segue se reforçando pra sequencia da temporada,na tarde dessa quarta feira o rubro negro acertou a chegada do meia atacante Bruno Nazário de 23 anos.O jogador chega por empréstimo junto ao Guarani onde se destacou disputando a série A-2 do paulistão e algumas partidas da série B,além do clube paulista,o jogador acumula passagens por Cruzeiro e clubes do exterior.A seguir confira a ficha completa do novo reforço do furacão.



Ficha Técnica:

Ficha técnica: Bruno Nazário
Nome completo: Bruno dos Santos Nazário
Posição: Meia-atacante
Data de nascimento: 09/02/1995 [23 anos]
Local de nascimento: Cascavel (PR)
Clubes em que atuou: Figueirense (SC), América Mineiro (MG), Hoffenheim (Alemanha), Lechia Gdańsk (Polônia), Cruzeiro (MG) e Guarani (SP)
Títulos conquistados: Campeonato Paulista - Série A2 (2018)