Em busca do bi:Atlético recebe o coxa na arena,na primeira partida da final.


As 16 horas desse domingo o furacão fará mais uma final de estadual em sua história,embora o campeonato tenha sido manchado por tanta bagunça e desorganização por conta da FPF,o furacão chega a decisão forte embalado pela campanha que vem fazendo na libertadores,e com a torcida inflamada pronta para vencer mais um duelo.E claro um atletiba na final é  agrande motivação um duelo a parte,com os próprios jogadores dizem um campeonato a parte que deve render dois grandes jogos contra o coxa,o primeiro nesse domingo na arena que mais uma deve deve ter casa cheia,já dentro de campo o técnico Paulo Autuori garantiu manter a base da libertadores para o jogo desse domingo fazendo poucas mudanças e ainda tendo algumas dúvidas.

O TIME:

Para a partida,a novidade se inicia no gol,isso por que o goleiro Weverton foi liberado com efeito suspensivo e será titular na partida desse domingo,na lateral direita Cascardo será titular na vaga de Jonathan que segue lesionado,já na zaga existe uma dúvida já que Thiago Heleno sentiu dores musculares durante os treinos da semana e pode ficar de fora caso isso aconteça,Wanderson fará dupla de zaga com Paulo André.Outra dúvida está na lateral esquerda entre Sidcley e Nícolas no meio campo Felipe Gedoz será titular enquanto Lucho Gonzáles será poupado e no ataque Grafite ganha nova chance ao lado de Douglas Coutinho que também foi liberado para a partida,dessa forma o rubro negro deve ir a campo com a seguinte formação:Weverton,Cascardo,Paulo André,Thiago Heleno(Wanderson),Sidcley(Nícolas);Rosseto,Otávio,Nikão,Felipe Gedoz e Douglas Coutinho;Grafite.

O Coritiba:

Sem problemas de lesões e suspensões,o técnico Pachequinho deve mandar a campo o que tem de melhor para enfrentar o Atlético,com pacto de vencer o furacão o time verde tem como grande objetivo ser campeão estadual para salvar o primeiro semestre,com isso o Coritiba deve ir a campo com a seguinte formação: Wilson; Dodô, Walisson Maia, Werley, William Matheus; Edinho, Alan Santos, Anderson, Tiago Real; Kleber e Henrique Almeida



Ficha Técnica:


ATLÉTICO-PR X CORITIBA
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 30 de abril de 2017, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques
Assistentes: Victo Hugo Imazu dos Santos e Diego Grubba Schikovski
ATLÉTICO-PR :Weverton,Cascardo,Paulo André,Thiago Heleno(Wanderson),Sidcley(Nícolas);Rosseto,Otávio,Nikão,Felipe Gedoz e Douglas Coutinho;Grafite. 
Técnico: Paulo Autuori
CORITIBA: Wilson; Dodô, Walisson Maia, Werley, William Matheus; Edinho, Alan Santos, Anderson, Tiago Real; Kleber e Henrique Almeida
Técnico: Pachequinho
Relembre Atlético e Coritiba na final do estadual de 2016,Primeiro jogo:











Aqui é furacão:Atlético derrota o Flamengo, é assume a liderança do grupo.


Jogaço,assim foi o duelo entre furacão e Flamengo na arena e com um começo arrasante do furacão que como sempre ditou a partida dentro da arena,no que resultou em uma vitória de 2a1 contra os cariocas e a liderança do grupo 4 da Libertadores.Os gols do furacão foram marcados por Thiago Heleno ainda na primeira etapa,e Felipe Gedoz aumentou na etapa final enquanto Willian Arão descontou para os cariocas no fim do jogo.Agora o rubro precisa de uma vitoria diante o San Lorenzo para avançar as oitavas de finais da libertadores.

O JOGO:

 A atmosfera, como gosta de falar o técnico Paulo Autuori, era a melhor possível para o Furacão, com a torcida lotando a Arena, com direito a festa na recepção e mosaico. Com a bola rolando, o time da casa começou tocando a bola e tentando pressionar, no embalo das arquibancadas. A defesa carioca suportava bem, mas tinha dificuldade para sair jogando.
O primeiro grande momento surgiu aos sete minutos, depois de chute de Otávio que sobrou nos pés de Nikão. O atacante invadiu a área, disparou uma bomba e carimbou a trave direita de Muralha. O Flamengo respondeu aos 11 minutos, com William Arão cruzado e Guerrero batendo travado com a zaga, ganhando o escanteio. Após a cobrança, Rômulo ganhou da defesa e testou pela linha de fundo.
O time carioca subiu de produção após o sufoco e, aos 13 minutos, Guerrero partiu em velocidade, com liberdade, abriu o espaço e finalizou no cantinho, pela linha de fundo. A animação do torcedor aos poucos dava lugar à tensão. Aos 21 minutos, Trauco chutou colocado e Weverton defendeu sem maior dificuldade. A disputa era equilibrada, com poucas chances reais.
Guerrero partiu para a jogada individual, aos 31 minutos, entrando na grande área e chutando em cima de Thiago Heleno. Mas, aos 35 minutos, após cobrança de falta, Thiago Heleno desviou de cabeça, a bola encobriu Muralha e foi para o fundo da rede. Gabriel avançou com a bola, aos 42 minutos, mas no momento do passe, entregou ao adversário.
Para a etapa final, as equipes retornaram sem modificações. Aos dois minutos, Guerrero serviu Pará, que chutou cruzado para defesa de Weverton. Na sequência, Truco arrematou e Guerrero, impedido, empurrou para o gol. O árbitro anulou o lance. Com cinco minutos, Lucho pediu para sair e Felipe Gedoz foi para o jogo pelo Atlético. Willian Arão, aos oito minutos, dominou, escolheu um canto, mas chutou no meio do gol, nas mãos de Weverton.
Eduardo da Silva conseguiu sua primeira finalização aos 11 minutos, colocado, obrigando Muralha a fazer uma boa intervenção. O Flamengo buscava mais o campo de ataque, mas o Atlético estava bem fechado, esperando pelos contra-ataques, mas com dificuldade para sair. Zé Ricardo apostou nas entradas de Leandro Damião e Matheus Sávio. A dupla criou a primeira oportunidade aos 27 minutos, mas a bola cruzou a área.
Pressão carioca, aos 29 minutos, primeiro com Damião cravando a bola no travessão e, no rebote, Guerrero testando para defesa de Weverton. Aos 32 minutos, Guerrero abriu espaço e soltou o pé para mais uma defesa do goleiro atleticano. Damião entrou bem, mas perdeu mais um de cabeça, aos 37 minutos, sem goleiro. A defesa do Furacão só assistia e torcia. O alívio veio aos 43 minutos, com Gedoz recebendo na área e, livre, batendo forte para a rede. Ainda deu tempo para um susto. Aos 44 minutos, depois de confusão na área, Willian Arão completou para o gol para descontar. Porém, desta vez a reação parou aí..
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 2 X 1 FLAMENGO
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 26 de abril de 2016, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: José Argote (Venezuela)
Assistentes: Luis Murillo (Venezuela) e Jorge Urrego (Venezuela)
Cartões amarelos: Weverton (Atlético-PR); Guerrero, Rafael Vaz (Flamengo)
Gols
ATLÉTICO-PR : Thiago Heleno, aos 35 minutos do primeiro tempo e Felipe Gedoz, aos 43 minutos do segundo tempo
FLAMENGO: Willian Arão, aos 44 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR : Weverton; Zé Ivaldo, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Rossetto (Wanderson) e Lucho González (Felipe Gedoz); Nikão, Douglas Coutinho (João Pedro)e Eduardo da Silva.
Técnico: Paulo Autuori
FLAMENGO: Alex Muralha; Pará, Rever, Rafael Vaz e Renê (Matheus Sávio); Márcio Araújo, Rômulo (Leandro Damião), Willian Arão, Trauco e Gabriel; Paolo Guerrero.
Técnico: Zé Ricardo

Mais reforço:Atlético anuncia a contratação do meia Guilherme.


O Furacão anunciou mais um reforço para a temporada de 2017,se trata do meia Guilherme de 28 anos que chega junto ao Corinthians onde não vinha tendo oportunidades.O jogador que inciou sua carreira no Cruzeiro onde ganhou muito destaque também tem passagem pelo futebol russo e pelo Atlético-MG onde também obteve destaque até se transferir para o clube Paulista o jogador chega ao furacão por empréstimo ate o fim de 2018,a seguir confira a ficha técnica do novo reforço do furacão.

Ficha Técnica:

Nome: Guilherme Milhomem Gusmão

Data de nascimento: 22/10/1988 [28 anos]

Local de nascimento: Imperatriz (MA)

Clubes em que atuou: Cruzeiro, Dínamo de Kiev [Ucrânia], CSKA [Rússia], Atlético Mineiro, Antalyaspor [Turquia], Corinthians e Seleção Brasileira Sub-20.

Títulos conquistados: Campeonato Mineiro (2008, 2012, 2013 e 2015), Campeonato Ucraniano (2008/2009), Supercopa da Ucrânia (2009/2010), Conmebol Libertadores Bridgestone (2013), Recopa Sul-Americana (2014) e Copa do Brasil (2014).

Agora é no caldeirão:Atlético recebe o Flamengo na baixada.


Agora será na nossa casa,diante a nossa torcida e a noite de quarta feira promete fortes emoções no caldeirão,em busca da reabilitação no grupo quatro da Libertadores o furacão recebe o Flamengo pensando unicamente na vitória jogo que pra o furacão considerado fundamental para a sequência na competição,durante a semana o rubro negro viveu muitas situações que geraram dúvidas principalmente na formação do time que vai a campo na noite dessa quarta feira.Isso por que alguns jogadores não se recuperaram de lesão sãos o casos do lateral Jonathan e do atacante Pablo que foram vetados pelo DM,já o meia Carlos Alberto ficará disponível para o banco de reservas.Na zaga foi se falado de um possível afastamento do zagueiro Paulo André que rapidamente foi desmentido, e o zagueiro está confirmado.

Porém,o zagueiro Thiago Heleno sentiu dores musculares e não tem presença garantida na partida caso não possa atuar,Wanderson mais uma vez terá uma oportunidade na equipe.Quem também irá ter uma chance no time principal é o garoto Zé Ivaldo que irá atuar improvisado na lateral direita na vaga de Jonathan mas nem tudo é má noticia rubro negro as boas noticias são as voltas do volante Otávio e do meia Rosseto que ficam a disposição,dessa forma o rubro negro deve ir a campo com a seguinte formação:Weverton,Zé Ivaldo,Paulo André,Thiago Heleno(Wanderson) e Sidicley;Otávio,Deivid(Rosseto),Lucho González,Nikão,Douglas Coutinho e Eduardo da Silva.

O Flamengo:

Recepcionado com muita festa por sua torcida,o rubro negro carioca vem motivado para Curitiba,o técnico Zé Ricardo terá apenas um desfalque na equipe em relação ao time da primeira,isso por que um dos principais jogadores do time o meia Diego está fora se recuperando de lesão a novidade fica por conta do zagueiro argentino Donatti que fará dupla de zaga com Rafael Vaz,dessa forma o técnico Zé Ricardo deve mandar a campo a seguinte formação:Alex Muralha,Pará,Donatti,Rever e Trauco;Marcio Araujo,Willian Arão e Rômulo;Everton,Gabriel e Guerreiro.


Ficha Técnica:

Atlético-PR x Flamengo.
Local:Arena da baixada,Curitiba.
Data:26/04/2017
Horário:21:45
Competição:Conmebol Libertadores Bridgstone.
Arbitro:José Agrote(Ven)
Auxiliares:Luis Murillo e Jorge Urrego(Ven)

Atlético-PR:everton,Zé Ivaldo,Paulo André,Thiago Heleno(Wanderson) e Sidicley;Otávio,Deivid(Rosseto),Lucho González,Nikão,Douglas Coutinho e Eduardo da Silva.

Tec:Paulo Autuori


Flamengo:Alex Muralha,Pará,Donatti,Rever e Trauco;Marcio Araujo,Willian Arão e Rômulo;Everton,Gabriel e Guerreiro.

Téc:Zé Ricardo.

Reforço na área:Atlético anuncia contratação do volante Eduardo Henrique.


O Atlético anunciou na tarde dessa segunda feira,a contratação do volante Eduardo Henrique de 21 anos,o jogador que chega do Internacional chega para ser mais uma opção para o técnico Paulo Autuori,além de ter atuado no time gaúcho o jogador também tem passagem por Atlético-MG e São Paulo além de acumular passagens pelas seleções de base.A seguir confira a ficha completa do novo reforço do furacão.

Ficha Técnica:

Nome: Eduardo Henrique da Silva

Data de nascimento: 17/05/1995 [21 anos]

Local de nascimento: Limeira (SP)

Equipes em que atuou: Atlético Mineiro, Internacional, Seleção Brasileira Sub-20 e Seleção Brasileira Olímpica

Títulos conquistados: Copa do Brasil (2014), Recopa Sul-Americana (2014) e Campeonato Mineiro (2015).
 

Na final:Atlético vence o Londrina nos pênaltis,e está na final do estadual.


Mais uma vez no sufoco assim o furacão garantiu sua passagem a final do paranaense,jogando com um time reserva o rubro negro foi derrotado por dois a um no tempo normal e garantindo a classificação nos pênaltis no estádio do café,após não fazer um bom jogo o furacão levou dois gols e descontou na segunda etapa com gol de Renan Paulino,e por fim com muita eficiência derrotou o tubarão por 5a3 nas cobranças de pênalti. Agora o furacão decide o campeonato pelo segundo ano seguido e mais uma vez contra o Coritiba porém antes tem decisão na arena contra o Flamengo pela Libertadores.

O JOGO:

 A partida teve início com o Londrina tomando conta das ações. O Tubarão, porém, só conseguiu chegar com perigo aos 18 minutos, quando Igor Bosel arriscou chute rasteiro e obrigou Santos a cair para fazer a defesa.
O Atlético-PR respondeu aos 26. Após jogada no campo de ataque, Crysan ia ficando livre com a bola dentro da área. No entanto, Marcondes chegou no momento certo para afastar o perigo.
O Londrina retomou seu domínio e levou muito perigo na sequência. Aos 27 minutos, Igor Bosel acertou um cruzamento na cabeça de Paulo Rangel. O atacante testou firme e obrigou Santos a fazer uma defesa de puro reflexo para evitar o gol.
Logo depois, aos 29, foi a vez de Yaya aproveitar cobrança de falta de Celsinho, desviar a bola e acertar a trave do goleiro Santos.
De tanto insistir, o Londrina foi para o vestiário no intervalo em vantagem. Aos 39 minutos, Celsinho realizou um cruzamento pela esquerda e Paulo Rangel subiu dentro da área para cabecear firme e balançar as redes, dando números finais ao primeiro tempo.
O jogo voltou para a segunda etapa e, ao contrário do primeiro tempo, o Londrina não precisou de muitas chances para marcar. Logo aos sete minutos, Celsinho invadiu a área pela direita e acertou belo chute para balançar as redes e aumentar a vantagem dos mandantes.
Após o gol, o Tubarão seguiu exercendo uma grande pressão em busca do gol que praticamente selaria a classificação. Aos 16, Paulo Rangel carimbou a trave. Já aos 17, foi a vez de Ícaro chutar de longe e obrigar Santos a realizar uma grande defesa.
Nos minutos seguintes, a pressão diminuiu. Porém, o Londrina ainda teve uma grande oportunidade para fazer o terceiro. Aos 34, Paulo Rangel recebeu livre de marcação de frente para o gol, mas Santos novamente apareceu bem para fechar o ângulo e realizar a defesa.
Apesar do Tubarão dominar todo o segundo tempo, foi o Atlético-PR quem conseguiu balançar as redes. Aos 35 minutos, Luis Henrique recebeu passe em profundidade e atravessou para Nicolas. O lateral rolou para a entrada da área e Renan Paulino apenas completou para diminuir placar.
Com o gol sofrido em um momento crucial, o Londrina diminuiu o ritmo de jogo. Com isso, o jogo se encerrou com placar de 2 a 1 para os mandantes e a decisão do classificado para a final foi para a disputa por pênaltis.
Nas cobranças, o Atlético-PR, que iniciou a disputa, foi perfeito e converteu todos os seus cinco chutes. Já pelo lado do Londrina, Rafael Gava acabou vendo Santos resvalar na bola e sua finalização bater na trave. Com isso, o Furacão conseguiu levar a melhor nos pênaltis e vencer por 5 a 3.
Ficha Técnica:
LONDRINA (3)2X1(5) ATLETICO-PR
Local: Estádio do Café, em Londrina (PR)
Data: 23 de abril de 2017, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Rafael Traci
Assistentes: João Fábio Machado Brichiliari e Maurício José Braga
Público: 7.612 pagantes
Renda: R$ 178.609
Cartões Amarelos: Celsinho(Londrina); Marcão(Atlético-PR)
Cartões Vermelhos: Nenhum
GOLS:
LONDRINA – Paulo Rangel, aos 39 minutos do primeiro tempo; Celsinho, aos sete minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR – Renan Paulino, aos 35 minutos do segundo tempo
LONDRINA: César; Igor Bosel, Matheus, Marcondes e Ayrton(Igor Miranda); Germano(Ícaro), Rafael Gava, Celsinho e Fabinho(Marcinho); Yaya e Paulo Rangel
Técnico: Cláudio Tencati
ATLÉTICO-PR: Santos; Wanderson, José Ivaldo e Marcão; Gustavo Cascardo, Luiz Otávio(Matheus Anjos), Renan Paulino, João Pedro e Renan Lodi(Yago); Crysan(Nicolas) e Luis Henrique
Técnico: Paulo Autuori


Rumo a final:Em vantagem,furacão enfrenta o Londrina no estádio do café.


Após vencer a partida de ida na arena por 2a1,o furacão enfrenta o Londrina na tarde desse domingo com a vantagem do empate para chegar a final do estadual.Após a vitória na primeira partida o rubro vai com o regulamento para eliminar o tubarão porém o time que vai a campo é totalmente diferente do que disputou a primeira partida na arena.

O TIME:

Priorizando mais uma vez a Libertadores,o técnico Paulo Autuori irá mandar a campo um time completamente reserva para enfrentar o tubarão,jogadores como Cascardo,Wanderson,Renan Paulino entre outros terão nova chance na equipe principal diante o Londrina,na frente Luis Henrique e Crysan terão mais uma vez a missão de comandar o ataque rubro negro dessa forma o furacão deve ir a campo com a seguinte formação:Santos; Cascardo, Zé Ivaldo (Cleberson), Wanderson, Nicolas; Luiz Otávio, Renan Paulino, João Pedro; Iago, Luis Henrique e Crysan.

O Londrina:

Precisando da vitória para avançar a decisão o tubarão aposta na força da torcida para superar o rubro negro,para a partida o técnico Claudio Tencati deve promover a volta dos meias Fabinho e Rafael Gava além do atacante Paulo Rangel que deve ganhar a vaga de Brandão,sendo assim o Londrina deve ir a campo com:César; Igor Bosel, Matheus, Marcondes e Ayrton (Igor Miranda); Germano, Rafael Gava (França), Celsinho e Fabinho (Robinho); Yaya e Paulo Rangel (Brandão)



Ficha Técnica:

LONDRINA X ATLETICO-PR
Local: estádio do Café, em Londrina (PR)
Data: 23 de abril de 2017, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Rafael Traci
Assistentes: João Fábio Machado Brichiliari e Maurício José Braga
LONDRINA: César; Igor Bosel, Matheus, Marcondes e Ayrton (Igor Miranda); Germano, Rafael Gava (França), Celsinho e Fabinho (Robinho); Yaya e Paulo Rangel (Brandão)
Técnico: Cláudio Tencati
ATLÉTICO-PR: :Santos; Cascardo, Zé Ivaldo (Cleberson), Wanderson, Nicolas; Luiz Otávio, Renan Paulino, João Pedro; Iago, Luis Henrique e Crysan
Técnico: Bruno Piveti(Interino)

Em vantagem:Atlético vence o Londrina e fica a um empate da final.


O Atlético derrotou por 2a1 o Londrina na arena da baixada,pela partida de ida da semi final do paranaense.Com um primeiro tempo avassalador o rubro marcou com Nikão e João Pedro além de ter criado outras grandes oportunidades para aumentar o placar.Porém na segunda etapa o rubro negro não conseguiu manter o ritmo e acabou levando um gol,com o resultado o furacão joga por um empate no estádio do café para avançar a final do estadual.

O JOGO:

 A partida começou mais truncado, com o Furacão, mesmo com muitas mudanças, mantendo mais a posse de bola e esperando por um erro para entrar da defesa alviceleste. Aos seis minutos, Nikão fez o cruzamento e Thiago Heleno desviou de cabeça por cima da meta. Na sequência, Jonathan sentiu uma lesão muscular e foi substituído por Cascardo. Péssima notícia para o técnico Paulo Autuori, já pensando na Libertadores.
O Tubarão tentou sua primeira chegada aos 12 minutos, cm Ayrton arriscando de longe, nas mãos de Santos. Porém, aos 13 minutos, Nicolas cruzou baixo, mas Nikão conseguiu o desvio de cabeça no cantinho para abrir a contagem. Bem fechado atrás, o Rubro-Negro esperava para contra-atacar, situação que melhorou após o gol. Aos 23 minutos, Grafite serviu João Pedro, que ficou na cara do gol e bateu para fora.
Atlético no ataque, aos 28 minutos, com Eduardo da Silva pegando sobra de bola e arrematando no travessão. Na sequência, cruzamento para Nikão, de carrinho, mandar pela linha de fundo. Em uma rara chega do Londrina, aos 37 minutos, Celsinho chutou a bola foi para fora. Mas, no troco, João Pedro aproveito contra-ataque em velocidade para fazer o segundo do Furacão.
Depois do intervalo, os times voltaram sem novas mudanças, com exceção de Paulo Autuori, que foi expulso pela arbitragem. Logo aos cinco minutos, mais um lesionado no Furacão, Matheus Rosseto, que saiu para a entrada de Luiz Otávio. Aos sete minutos, Cascardo cruzou forte, mas Grafite não conseguiu completar. Celsinho tentou resolver sozinho, aos nove minutos, mas foi travado no momento do arremate.
Nikão fazia mais uma grande partida e, aos 15 minutos, arriscou mais um chute para boa defesa de Cesar, que cedeu escanteio. O Tubarão melhorou um pouco e tentava diminuir o prejuízo. Aos 18 minutos, Ayrton cruzou na área, ninguém aproveitou e, do outro lado, Igor Bosel desperdiçou. Aos 24 minutos, Gava cobrou escanteio e Marcondes subiu para testar pela linha de fundo.
O Tubarão conseguiu diminuir aos 29 minutos, com Yaya Banhoro, aproveitando cruzamento de Ayrton para, no segundo pau, chutar cruzado para a rede. O gol animou o Londrina. Aos 33 minutos, Gava chutou de longe, à direita da meta. O Atlético tentou responder com João Pedro, que pegou sobra de bola e César fez grande defesa.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 2 X 1 LONDRINA
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 16 de abril de 2017, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Fábio Filipus
Assistentes: Ivan Carlos Bohn e Rafael Trombeta
Cartões amarelos: Eduardo da Silva, Deivid e Grafite (Atlético-PR); Igor Bosel e Yaya (Londrina)
Gols
ATLÉTICO-PR: Nikão, aos 13 minutos e João Pedro, aos 37 minutos do primeiro tempo
LONDRINA: Yaya, aos 29 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Santos; Jonathan (Cascardo), Paulo André, Thiago Heleno e Nicolas; Deivid e Rossetto (Luiz Otávio); Nikão, João Pedro e Eduardo da Silva (Yago); Grafite
Técnico: Paulo Autuori
LONDRINA: César; Igor Bosel, Marcondes, Matheus e Ayrton; Germano, França (Rafael Gava), Robinho (Marcinho) e Celsinho; Yaya e Brandão (Paulo Rangel )
Técnico: Cláudio Tencati
Veja os gols do jogo:




Cheio de problemas:Com desfalques,Atlético recebe o Londrina na arena.


Na tarde do domingo de páscoa,o furacão recebe o Londrina na arena da baixada e começa decidir um das vagas para a final do campeonato paranaense,após a derrota no meio de semana pela Libertadores o furacão muda o foco e tentar focar no estadual para manter uma base para a sequencia da temporada porém o técnico Paulo Autuori tem muitos problemas e dúvidas para a montagem da equipe que entra em campo contra o tubarão,e deve ter uma equipe praticamente mista para o confronto desse domingo.

O TIME:

Para a partida são vários desfalques,ao começar pelo gol já que Weverton está suspenso pela expulsão contra o Paraná Clube,outro que cumpre suspensão por expulsão é o atacante Douglas Coutinho,além deles o meia Lucho Gonzales fica de fora pois será poupado já o volante Otávio,o meia Carlos Alberto e o atacante Pablo seguem em fase de recuperação no departamento médico,o meia Felipe Gedoz também fica de fora por suspensão,assim o técnico Paulo Autuori deve formar uma equipe com Grafite e Eduardo da Silva no ataque,e ainda existindo uma dúvida na lateral direita entre Jonathan e Cascardo,e até mesmo Crysan podendo entrar entre os titulares,sendo assim uma provável formação do furacão para o jogo é:Santos; Jonathan (José Ivaldo ou Cascardo), Thiago Heleno, Paulo André e Sidcley; Deivid, Matheus Rossetto, João Pedro; Crysan (Nikão), Grafite e Eduardo da Silva.



O Londrina:

Beneficiado pela mudança na tabela,o tubarão chegou as semifinais após eliminar o Rio Branco,e na classificação geral como terminou na frente do furacão terá a vantagem de decidir a vaga no estádio do café em Londrina,por isso o time do técnico Claudio Tencati aposta em um bom resultado na arena para garantir a vaga na final diante sua torcida,sem grandes desfalques o tubarão deve ir a campo com a seguinte formação: César; Telo, Marcondes, Matheus e Ayrton; Germano, Rômulo, Robinho e Celsinho; Yaya e Paulo Rangel

Ficha Técnica:


ATLÉTICO-PR X LONDRINA
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 16 de abril de 2017, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Fábio Filipus
Assistentes: Ivan Carlos Bohn e Rafael Trombeta
ATLÉTICO-PR: Santos; Jonathan (José Ivaldo ou Cascardo), Thiago Heleno, Paulo André e Sidcley; Deivid, Matheus Rossetto, João Pedro; Crysan (Nikão), Grafite e Eduardo da Silva.

Técnico: Paulo Autuori
LONDRINA: César; Telo, Marcondes, Matheus e Ayrton; Germano, Rômulo, Robinho e Celsinho; Yaya e Paulo Rangel
Técnico: Cláudio Tencati

Ficou no quase:Atlético reage,mas é derrotado pelo Flamengo.


Após sofrer dois gol muito rápido ainda na primeira etapa,o furacão buscou reação mas o gol marcado por Nikão na segunda etapa,não foi suficiente para evitar a derrota do time atleticano por dois a um no Maracanã para o Flamengo.Após fazer um primeiro tempo muito ruim com falhas defensivas e pouca criação no ataque o time atleticano se encontrou no segundo tempo,foi superior mas não conseguiu o empate,com o resultado o furacão cai para a terceira colocação no grupo quatro da Libertadores e no próximo dia 25 reencontra o Flamengo dessa vez na Arena da Baixada.

O JOGO:

 Apoiado pela torcida, o Flamengo iniciou a partida tentando empurrar o adversário para sua defesa. Aos 3, a equipe da casa criou a primeira oportunidade. Pará cruzou, Trauco cabeceou, a bola bateu na zaga e se ofereceu na entrada da área para Márcio Araújo. O volante encheu o pé, mas mandou para fora.
Aos 6, o Rubro-Negro marcou o primeiro. Após lançamento de Trauco, Guerrero se livrou de Thiago Heleno e tocou por cobertura na saída de Weverton, que tocou na bola. Guerrero subiu com Thiago Heleno e mandou para o fundo da rede. Foi primeiro gol marcado pelo atacante peruano na competição.
Mesmo após alcançar a vantagem, o time da Gávea seguiu pressionando em busca do segundo gol, enquanto o Furacão se mostrava assustado com a pressão dos donos da casa. Só aos 11 minutos é que o goleiro Alex Muralha precisou aparecer, para desviar de soco um cruzamento de Lucho González.
Aos 15, o Flamengo ampliou. Willian Arão cruzou, a zaga paranaense hesitou e Diego apareceu para bater forte, sem qualquer chance de defesa para Weverton.
O Flamengo quase marcou o terceiro gol aos 26 minutos, quando Diego arriscou, da intermediária, e acertou o travessão, perdendo a chance de praticamente liquidar a fatura.
Os dois times voltaram sem modificações para o segundo tempo. E foi o Flamengo que criou a primeira oportunidade, antes do primeiro minuto. Guerrero bateu de esquerda e quase encobriu Weverton, que acabou fazendo a defesa.
Aos 4, o goleiro Muralha saiu mal em cruzamento, mas o ataque do Atlético-PR não conseguiu aproveitar. Preocupado com a falta de eficiência do seu ataque, o técnico Paulo Autuori decidiu colocar o atacante Grafite em campo. O veterano atacante não atuava desde março por causa de uma lesão.
Aos 13, o Furacão marcou o primeiro gol. Lucho González achou Douglas Coutinho na ponta direita. O atacante cruzou e Nikão apareceu livre para tocar a bola para o gol.
Depois de marcar, a equipe paranaense se animou para tentar buscar o empate. O Flamengo, por sua vez, tentava se reorganizar para voltar a assumir o controle da partida. Aos 20 minutos, o meia Diego sentiu uma lesão e pediu para sair, entrando Matheus Sávio em seu lugar.
Aos 32 minutos, o goleiro Alex Muralha apareceu bem ao defender um chute perigoso de Luiz Otávio, evitando o empate dos visitantes no Maracanã.
O Flamengo só voltou a ameaçar aos 38, quando Guerrero foi lançado na corrida, mas o goleiro Werverton saiu nos pés do peruano e abafou o perigo. Nos minutos finais, o time carioca apenas tocou a bola para impedir qualquer reação atleticana e garantir a  vitória.
FICHA TÉCNICA:
FLAMENGO 2 X 1 ATLÉTICO-PR
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 12 de abril de 2017 (Quarta-feira)
Horário: 21h45(de Brasília)
Público: 53.389 pagantes
Árbitro: Wilson Lamouroux (Colômbia)
Assistentes: Wilmar Navarro (Colômbia) e Dionisio Ruiz (Colômbia)
Cartões Amarelos: Donatti, Pará (Flamengo); Paulo André(Atlético-PR)
Gols: FLAMENGO: Paolo Guerrero, aos seis e Diego, aos 15 minutos do primeiro tempo
ATLÉTICO PR: Nikão, aos 13 minutos do segundo tempo
FLAMENGO: Alex Muralha, Pará (Cuéllar),  Donatti, Réver e Renê; Márcio Araújo, Willian Arão, Diego (Matheus Sávio) e Trauco; Gabriel (Marcelo Cirino) e Paolo Guerrero
Técnico: Zé Ricardo
ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Deivid (Luiz Otávio), Matheus Rossetto, Lucho González (João Pedro) , Nikão e Douglas Coutinho; Eduardo da Silva (Grafite)
Técnico: Paulo Autuori
Veja os gols do jogo:



E vamos pro maraca:Furacão enfrenta o Flamengo pela Libertadores.


Na noite dessa quarta feira,o furacão entra em campo contra o Flamengo no Maracanã em mais uma partida complicada pela Libertadores,em jogo onde o furacão terá que enfrentar o campo adversário lotado,o rubro negro ainda terá que enfrentar a série de desfalques que vem afetando o time durante a semana com ausências importantes no time o furacão vai ao Rio com  objetivo de surpreender mais uma vez como visitante e conquista a segunda vitória seguida no grupo quatro da Libertadores.

O Time:

Para a partida o técnico Paulo Autuori será obrigado a mexer no time isso por que não terá 4 dos seus principais jogadores,ao começar pelo volante Otávio  que com dores na coxa foi vetado,Felipe Gedoz também fica de fora por suspensão,já Carlos Alberto segue em tratamento médico e não viajou com a delegação o mesmo acontece com o atacante Pablo que também fica de fora.Por outro lado o rubro negro terá duas novidades o lateral Jonathan que era dúvida foi liberado pelo DM é deve ir para o jogo,já o atacante Grafite também foi liberado mas deve ficar a disposição no banco de reservas,alem disso existe uma dúvida no meio campo entre Lucho Gonzales e Rosseto sendo assim o furacão deve ir a campo com: Weverton; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Deivid, Matheus Rossetto, Lucho González (João Pedro) Nikão e Crysan (Douglas Coutinho); Eduardo da Silva.

O Flamengo:
Em busca de reabilitação na competição o Flamengo aposta na força da torcida no Maracanã,para conquistar a vitória porém também terá esfalques para a partida,o volante Rômulo o meia Everton e o atacante Berrio estão fora da partida e não enfrentam o furacão com isso o técnico Zé Ricardo deve mandar a campo a seguinte formação:Muralha,Pará,Donati,Réver e Trauco;Willian Arão,Marcio Araújo,Diego Mancuello e Gabriel;Paolo Guerrero.
Ficha Técnica:
Flamengo x Atlético-PR
Competição:Conmebol Libertadores Bridgston.
Local:Estádio Maracanã,Rio de Janeiro.
Data:12/04/2017
Horário:21:45
Arbitro:Wilson Lamouroux-Col
Aux:Wilmar Navarro e Dionisio Ruiz.
Flamengo:Muralha,Pará,Donati,Réver e Trauco;Willian Arão,Marcio Araújo,Diego Mancuello e Gabriel;Paolo Guerrero.Téc:Zé Ricardo.
Atlético-PR:Weverton; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Deivid, Matheus Rossetto, Lucho González (João Pedro) Nikão e Crysan (Douglas Coutinho); Eduardo da Silva.
Relembre o último duelo entre Atlético e Flamengo:








Deu furacão:Atlético segura empate,e elimina o Paraná na Vila.


Com o regulamento a seu favor o furacão foi a Vila Capanema e garantiu um empate em gol contra o Paraná,e garantiu vaga as semifinais do paranaense(se nada mudar),em um jogo movimentado principalmente na segunda etapa o furacão até teve chances de vencer a partida mas a bola não entrou,e garantiu a vaga com o empate.Agora o rubro negro espera o vencedor de Londrina e Rio Branco ara saber seu próximo adversário porém o furacão tem compromisso pela Libertadores na próxima quarta feia diante o Flamengo no Rio de Janeiro.

O JOGO:

 A partida teve início com o Paraná buscando tomar conta das ações no campo ofensivo, já que precisava reverter a desvantagem do jogo de ida. No entanto, as chances claras de gol foram poucas. A melhor aconteceu aos 10 minutos. Após cruzamento de Nathan, Renatinho mandou de cabeça para o gol. A bola passou perto da trave de Weverton, mas foi para fora.
Com dificuldades para criar chances, a equipe tricolor pressionou apenas nos minutos finais da primeira etapa. Aos 34, Renatinho avançou pela esquerda, cortou a marcação e bateu cruzado. A bola passou muito perto do segundo pau, não entrando por pouco.
O lance mais polêmico, porém, veio na sequência. Aos 36, Biteco chutou a bola em direção ao gol e ela bateu na mão de Zé Ivaldo. Os jogadores paranistas pediram a marcação do pênalti, mas o árbitro não viu intensão do jogador rubro-negro e mandou o jogo seguir.
Antes do intervalo, o Paraná ainda tentou mais uma vez, aos 40, em jogada que Felipe Alves aproveitou cruzamento de Renatinho e cabeceou para o gol. Novamente, porém, a bola não entrou por muito pouco, mantendo o placar inalterado antes do intervalo.
O Atlético-PR voltou para o segundo tempo melhor e criou as principais chances nos primeiros minutos. Aos três, Gedoz tentou em cobrança de falta e mandou muito perto do gol. Já aos seis, foi a vez do Furacão ter um gol anulado. Eduardo da Silva deu passe para Nikão balançar as redes, mas o atacante estava em posição de impedimento na hora do toque.
Nos minutos seguintes, o Atlético-PR seguiu melhor na partida, anulando as ações ofensivas do Paraná e criando situações de perigo. No entanto, os paranistas aproveitaram um contra-ataque para assustar. Aos 33, Alex Santana arriscou para o gol e carimbou a trave defendida por Weverton.
Apesar da boa chance, o Paraná não voltou a levar perigo ao gol do Atlético-PR. Com isso, o Furacão conseguiu administrar o placar e se aproveitar da vitória por 1 a 0 no jogo de ida para carimbar a classificação para as semifinais.
Ficha Técnica:
PARANÁ CLUBE 0X0 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR)
Data: 09 de abril de 2017, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques
Assistentes: Luciano Roggenbaum e Daniel Cotrim de Carvalho
Público: 13.018 pagantes
Renda: R$ 414.020,00
Cartões Amarelos: Eduardo da Silva e Felipe Gedoz(Atlético-PR)
Cartões Vermelhos: Nenhum
GOLS: Nenhum
PARANÁ: Léo; Júnior, Eduardo Brock, Airton e Rayan(Kaike); Leandro Vilela, Alex Santana, Renatinho e Guilherme Biteco(Ítalo); Nathan e Felipe Alves(Pedro Bortoluzo)
Técnico: Wagner Lopes
ATLÉTICO-PR: Weverton; Zé Ivaldo, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Deivid(Luiz Otávio), Matheus Rossetto, Lucho González(João Pedro) e Felipe Gedoz(Douglas Coutinho); Nikão e Eduardo da Silva
Técnico: Paulo Autuori

Pra garantir a vaga:Com a vantagem Atlético enfrenta o Paraná na Vila.


Pela partida de volta das quartas de finais do estadual,o furacão enfrenta o Paraná na Vila Capanema,após vencer a primeira partida por 1a0 o rubro negro precisa de uma vitória simples ou um empate para avançar a próxima fase.Para a partida o técnico Paulo Autuori deve mandar a campo o mesmo time da primeira partida na arena mesmo tendo como prioridade a partida contra o Flamengo pela Libertadores contra o Flamengo na Próxima quarta feira.

O TIME:

Para a partida,as baixas seguem sendo o trio Carlos Alberto,Pablo e Grafite que seguem se recuperando e devem ficar a disposição contra o Flamengo.A unica novidade no time em relação a primeira partida deve ser Felipe Gedoz que dessa vez deve iniciar a partida como titular no time,sendo assim o furacão deve ir a campo com:Weverton,Jonathan,Paulo André,Thiago Heleno e Sidcley;Lucho González,Otávio,Matheus Rosseto e Nikão;Eduardo da Silva.

O Paraná:

Precisando da vitória para se classificar para a próxima fase,o Paraná terá apenas uma mudança em relação ao primeiro jogo,isso por que o atacante Robson que foi expulso irá cumprir suspensão e fica de fora dando lugar a Felipe Alves que fará dupla de ataque com Pedro Bortoluzo sendo assim o Parana deve ir a campo com a seguinte formação: Léo; Júnior, Eduardo Brock, Rayan e Airton; Jhony, Renatinho, Guilherme Biteco e Alex Santana; Pedro Bortoluzo e Felipe Alves.


Ficha Técnica:

PARANÁ CLUBE X ATLÉTICO PARANAENSE
Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR)
Data: 09 de abril de 2017, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques
Assistentes: Luciano Roggenbaum e Daniel Cotrim de Carvalho
PARANÁ: Léo; Júnior, Eduardo Brock, Rayan e Airton; Jhony, Renatinho, Guilherme Biteco e Alex Santana; Pedro Bortoluzo e Felipe Alves.
Técnico: Wagner Lopes
ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Matheus Rossetto e Lucho González; Nikão,Felipe Gedoz e Eduardo da Silva
Técnico: Paulo Autuori