Segue o jejum:Atlético fica no zero com o Toledo e segue sem vencer no estadual.


Na noite dessa sábado o time alternativo do furacão voltou a decepcionar,ao não passa de um empate fraco em zero a zero com o Toledo na arena,além da má atuação o rubro negro ainda teve um pênalti desperdiçado de forma bisonha por Luis Henrique e segue sem vencer no paranaense,na próxima quarta o furacão faz o clássico atletiba que foi adiado da rodada anterior na arena da baixada.

O JOGO:

 O Atlético-PR começou a partida tomando conta das ações ofensivas e logo criou boas chances de gol. A primeira dela veio aos seis. Após pegar sobra de bola de chute de Douglas Coutinho, Luiz Otávio tentou a finalização e mandou muito perto do gol. Já aos 11, foi a vez de João Pedro levar perigo em cobrança de falta por cima da meta.
Aos poucos, porém, o Toledo passou a equilibrar o jogo. A primeira boa chegada do Porco aconteceu aos 20 minutos em chute de longa distância de Rafael Bastos. Pouco depois, aos 30, os visitantes assustaram novamente, desta vez em chute cruzado perigoso de Marquinhos.
Apesar do jogo morno na primeira etapa, o Atlético-PR chegou a balançar as redes antes do intervalo. Aos 45 minutos, Wanderson aproveitou cobrança de escanteio e cabeceou na trave. No rebote, Luis Henrique finalizou e mandou para dentro do gol. O auxiliar, porém, viu posição de impedimento no lance e anulou o que seria o primeiro do Furacão. Com isso, a primeira parte do confronto terminou em 0 a 0.
A partida voltou para o segundo tempo com as duas equipes tendo oportunidades de perigo logo no início. Aos dois minutos, Felipe Virgulino mandou de cabeça após cobrança de falta e quase marcou o primeiro do Toledo. Já aos três, foi a vez de Luis Henrique não alcançar cruzamento de Nicolas e perder uma ótima oportunidade para o Atlético-PR.
Aos poucos, porém, o Furacão começou a pressionar. Com isso, teve uma boa oportunidade aos 20 minutos. Luis Henrique foi derrubado por Eurico dentro da área e o árbitro marcou pênalti. O próprio atacante foi para a cobrança e tentou surpreender com uma cavadinha. No entanto, o goleiro Leandro Alcacis estava atento e conseguiu realizar a defesa. No rebote, o camisa 9 do Atlético-PR ainda teve outra chance, mas chutou para fora.
Nos minutos finais, o Furacão iniciou uma grande pressão em busca da vitória. Com isso, assustou em chute perigoso de Yago, aos 34 minutos. A bola, porém, foi para fora, ao lado do gol.
Com o passar dos minutos, a pressão se transformou em confusão e o Atlético-PR atacou de forma desordenada. Sem organização, o Furacão não conseguiu chegar ao gol e amargou mais um empate no Campeonato Paranaense.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 0x0 TOLEDO
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 25 de fevereiro de 2017, sábado
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Selmo Pedro dos Anjos Neto
Assistentes: Antônio Marcos Camargo de Andrade e Alessandro Rodrigues Mori
Público: 6495 presentes
Renda: R$ 119.410,00
Cartões Amarelos: Luiz Otávio(Atlético-PR); Jonathan, Fandinho, Andrezinho e Leandro Alcacis(Toledo)
Cartões Vermelhos: Nenhum
Gols: Nenhum
ATLÉTICO PARANAENSE: Santos; Léo, José Ivaldo, Wanderson e Nicolas; Luiz Otávio, Matheus Rossetto e João Pedro(Matheus Anjos); Crysan, Luis Henrique(Bruno Rodrigues) e Douglas Coutinho(Yago)
Técnico: Paulo Autuori
TOLEDO: Leandro Alcacis; Jonathan, Guilherme(Felipe Virgulino), Jean Pablo e Fandinho; Felipe Recife, Eurico, Rafael Bastos(Andrezinho) e Marquinhos; Reinaldo(Billy) e Wéverton
Técnico: Rodrigo Cascca
Veja como foi o jogo:

Em busca da vitória:Atlético recebe o Toledo em busca da primeira vitória no estadual.


Na noite dessa sábado o furacão recebe na arena da baixada o Toledo,sem vencer no estadual o rubro negro busca em casa a primeira vitória para subir na tabela e se afastar de uma possível aproximação da zona de rebaixamento.Para a partida o técnico Paulo Autuori já confirmou que mandará a campo a equipe que iria a campo diante o Coritiba no domingo passado.

O TIME:

Para a partida,a base deve ser mantida com o time alternativo dos últimos jogos o treinador citou a importância de manter os jovens para a partida no seu ponto de vista eles merecem entrar em campo na noite desse sábado diante o Toledo,dessa forma o furacão vai a campo com:Santos,Léo,Wanderson,José Ivaldo e Nícolas;Luiz Otávio,Rosseto,João Pedro;Crysan,Luiz Henrique e Douglas Coutinho.


 O Toledo:

Fazendo boa campanha o time do interior vem a Curitiba para surpreender o rubro negro,e para isso o treinador Rodrigo Casca deve manter a base que vem entrando em campo nos últimos jogos,para buscar a vitória e encostar nos lideres da competição,sendo assim o Toledo deve r a campo com: Leandro Alcacis; Felipe Virgulino, Guilherme, e Jean Pablo; Eurico, Léo Gonçalves, Marquinhos e Rafael Bastos; Felipe Recife e Weverton




Ficha Técnica:

ATLÉTICO-PR x TOLEDO
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 25 de fevereiro de 2017, sábado
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Selmo Pedro dos Anjos Neto
Assistentes: Antônio Marcos Camargo de Andrade e Alessandro Rodrigues Mori
ATLÉTICO PARANAENSE: Santos; Léo, José Ivaldo, Wanderson e Nicolas; Luiz Otávio, Matheus Rossetto e João Pedro; Crysan, Luis Henrique e Douglas Coutinho.
Técnico: Paulo Autuori
TOLEDO: Leandro Alcacis; Felipe Virgulino, Guilherme, e Jean Pablo; Eurico, Léo Gonçalves, Marquinhos e Rafael Bastos; Felipe Recife e Weverton
Técnico: Rodrigo Cascca

É nosso:Atlético confirma a contratação do atacante Eduardo da Silva


A diretoria do Atlético anunciou na tarde dessa sexta feira a contratação do atacante Eduardo da Silva de 33 anos,o jogador brasileiro naturalizado croata chega para reforçar o furacão com um contrato de um ano,e será inscrito para a disputa da Taça Libertadores o atleta defendeu na última temporada o Shakhtar Dontesk da Ucrânia onde conquistou a supercopa do pais,além do time ucraniano o jogador acumula passagens por Arsenal da Inglaterra,Dinamo Zagreb da Croácia e Flamengo onde também teve passagem com destaque,a seguir confira a ficha completa do novo reforço rubro nergro.

Ficha Técnica:


Posição: Atacante
Nome completo: Eduardo Alves da Silva
Data de nascimento: 25 de fevereiro de 1983 [33 anos]
Local de nascimento: Rio de Janeiro (RJ)

Equipes em que atuou: Dínamo Zagreb [Croácia], Croátia Sesvete [Croácia], Inter Zapresic [Croácia], Arsenal [Inglaterra], Flamengo e Shakhtar Donetsk [Ucrânia].
Títulos conquistados: Campeonato Croata [2006 e 2007], Copa da Croácia [2002, 2004 e 2007], Supercopa da Croácia [2003 e 2006], Campeonato Ucraniano [2011, 2012, 2013, 2014], Copa da Ucrânia [2011, 2012, 2013 e 2016] e Supercopa da Ucrânia [2012, 2013 e 2015].

Libertadores estamos chegando:Atlético elimina o Capiatá e está na fase de grupos da Libertadores.


Mais uma vez no sufoco e com sofrimento,mas o furacão mais uma vez superou na noite dessa quarta feira no Paraguai o furacão fez o necessário e derrotou o Deportivo Capiatá por 1a0 e está classificado para a fase de grupos da Libertadores.O gol do rubro negro foi marcado por Lucho Gonzáles ainda no primeiro,e o rubro mesmo com um grande sufoco segurou o resultado e garantiu a vaga.Com o resultado o furacão irá integrar o grupo quatro da competição ao lado de Flamengo,San Lorenzo da Argentina e Universidad Católica do Chile,a data de estréia também já está marca dia 3 de março na arena contra o Católica.

O JOGO:

 O Furacão começou com uma postura ofensiva, tentando pressionar nos primeiros movimentos. Aos três minutos, Nikão cobrou falta na área, Lucho tentou o domínio, mas se atrapalhou e ficou sem a bola. A equipe paraguaia dava pinta de que usaria muita catimba para fazer o tempo passar. Mas, aos 11 minutos, após cobrança de escanteio, a defesa do time da casa cochilou e Lucho Gonzalez apareceu para estufar as redes.
O Capiatá quase respondeu aos 13 minutos, com Gamarra, que invadiu a área e bateu por cima da meta. A equipe Paraguai saiu para o jogo. Aos 18 minutos, após troca de passes, Nogueira arriscou o chute de longe, pela linha de fundo. Mais Noguera, aos 23 minutos, dominando na área e praticamente recuando para Weverton.
Bola rodando pela área atleticana, aos 28 minutos, até sobrar nos pés de Bonet, que mandou para fora, com perigo. Aos 31 minutos, boa jogada de Bonet e cruzamento para Gamarra, que tentou das vezes, ganhando escanteio. Aos 35 minutos, Grafite sentiu lesão e pediu para sair. Luis Henrique foi para o jogo. Pressão do Capiatá nos minutos finais. Aos 44 minutos, Irrazábal cobrou falta, a bola desviou no caminho e bateu a rede, pelo lado de fora.
Depois do intervalo, as equipes retornaram sem novas mudanças. Aos dois minutos, cobrança na área atleticana, Martinez desviou de cabeça e Perez, sem goleiro, mandou para fora. O Capiatá era todo ataque. Aos poucos o Furacão tentava sair do sufoco. Aos nove minutos, Nikão cobrou falta fechada, mas ninguém conseguiu desviar.
A partida ficou mais truncada, com os paraguaios buscando atacar e o Rubro-Negro fechado, esperando para contra-atacar. Aos 16 minutos, Lopez dominou na para, levou para o fundo e cruzou para boa intervenção de Weverton. O Atlético com a bola nos pés tocava bastante, deixando o tempo passar. Contra-ataque em velocidade, Nikão serviu Luis Henrique que, perdeu a bola de frente para a meta.
Os minutos finais foram tensos para os dois lados, já que um gol poderia modificar tudo. Aos 30 minutos, levantamento para Perez, que testou para fora. Aos 35 minutos, bola ajeitada para Martinez, que isolou. Aos 39 minutos, Nikão recebeu na cara do gol e, só com o goleiro na frente, perdeu uma chance incrível. Aos 46 minutos, Perez pegou sobra e bateu por cima da meta.O Rubro-Negro segurou a pressão até o último minuto para garantir a vaga.
Ficha Técnica:
DEPORTIVO CAPIATÁ 0 X 1 ATLÉTICO PARANAENSE
Local: Estádio Erico Galeano Segovia, em Capiatá, no Paraguai
Data: 22 de fevereiro de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Nestor Pitana (Argentina)
Assistentes: Gustavo Rossi e Diego Bonfa (ambos da Argentina)
Cartões amarelos : Gonzalez, Irrazábal (Capiatá); Grafite, Lucho, Pablo, Carlos Alberto, Nikão e Weverton (Atlético-PR)
Gols
ATLÉTICO-PR: Lucho González , aos 11 minutos do primeiro tempo
DEPORTIVO CAPIATÁ: Bernardo Medina; Bonet, Ramón Ortigoza, Cristian Martínez e Néstor González; Noguera (Dante Lopez), Ledesma, Alexis González (Cristian Lopez) e David Mendieta (Dionizio Perez); Irrazábal e Gamarra
Técnico: Diego Gavilán
ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Thiago Heleno, Paulo André e Sidcley; Otávio, Lucho González (Wanderson) e Carlos Alberto (Felipe Gedoz); Nikão, Pablo e Grafite (Luis Henrique)
Técnico: Paulo Autuori
Veja como foi o jogo:

Vamos furacão:Furacão enfrenta o Deportivo Capiatá no Paraguai em busca da classificação.


Na noite dessa quarta feira no Paraguai,o rubro negro fará uma das partidas mais importantes do ano diante o Deportivo Capiatá,precisando de uma vitoria simples para garantir presença na fase de grupos da Libertadores.Após usar time reserva no estadual e uma semana conturbada por causa do clássico diante o Coritiba o rubro negro chegou ao pais vizinho no inicio dessa segunda feira,e  a tarde já realizou seu primeiro treino em solo paraguaio no estádio do Olimpia tradicional clube do Paraguai.Para a partida o técnico Paulo Autuori não deverá fazer grandes mudanças no time,porém ainda atem uma dúvida para confirmar o time que vai a campo nessa quarta.

O TIME:

Para a partida a grande novidade fica por conta da volta do meia Carlos Alberto que não participou do primeiro jogo em Curitiba,dessa forma o jogador vai disputar uma vaga no meio campo com Felipe Gedoz que com boa atuação na primeira partida agradou ao técnico Paulo Autuori dessa forma o rubro negro deve ir a campo com:Weverton,Jonathan,Paulo André,Thiago Heleno e Sidcley;Otávio,Lucho González,Pablo,Nikão e Felipe Gedoz(Carlos Alberto);Grafite.

O Deportivo Capiatá:

Com a vantagem de poder jogar por empate ate dois a dois,o time do técnico Gavillán conta com o regulamento e o apoio do seu torcedor que deve lotar  estádio Erico Galeano em Capiatá além disso o treinador não terá nenhuma baixa para montar a equipe titular para a partida,e devera manter a mesma base do primeiro jogo dessa forma o time paraguaio deve ir a campo com:Bernardo Medina; Carlos Bonet, Perez, Ramón Ortigoza, Néstor González; Gustavo Noguera, Eduardo Ledesma; Alexis González, David Mendieta; Julio Irrazabal, Roberto Gamarra. 


Ficha Técnica:

DEPORTIVO CAPIATÁ X ATLÉTICO PARANAENSE
Local: Estádio Erico Galeano Segovia, em Capiatá, no Paraguai
Data: 22 de fevereiro de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Nestor Pitana (Argentina)
Assistentes: Gustavo Rossi e Diego Bonfa (ambos da Argentina)
DEPORTIVO CAPIATÁ: Bernardo Medina; Carlos Bonet, Perez, Ramón Ortigoza, Néstor González; Gustavo Noguera, Eduardo Ledesma; Alexis González, David Mendieta); Julio Irrazabal, Roberto Gamarra.
Técnico: Diego Gavilán
ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Thiago Heleno, Paulo André e Sidcley; Otávio, Lucho González (Carlos Alberto) e Felipe Gedoz; Nikão, Pablo e Grafite
Técnico: Paulo Autuori

Aqui não FPF:Atlético e Coritiba "peitam" federação e atletiba não acontece.


O dia 19 de fevereiro de 2017 entra pra a história do futebol paranaense,pois nesse dia na arena da baixada seria realizado mais um clássico atletiba isso mesmo seria,pois tudo foi por aguá a baixo e os vinte mil torcedores que compareceram ao Joaquim Américo voltaram para suas casas sem ver futebol,e como tudo aconteceu?

Tudo teve inicio durante a semana,quando Atlético e Coritiba anunciaram a transmissão do clássico via internet,mais precisamente pela rede social Facebook e Youtube até momentos antes da partida tudo estava correndo dentro da normalidade,com o protocolo inicial sendo cumprido normalmente com os hinos sendo executados,sorteio dos lados do campo e tudo que precisava para se iniciar o clássico.Porém momentos antes da partida o arbitro da partida Paulo Roberto Alves Junior recebeu o comunicado que a partida não poderia ser iniciada enquanto a transmissão via internet fosse mantida,dessa forma com a recusa da diretoria de Atlético e Coritiba,o jogo teve seu inicio atrasado por meia hora.

Após isso a Federação Paranaense de Futebol sobe comando do seu presidente Hélio Cury,alegou falta de credenciamento de alguns profissionais que ali estavam para fazer a cobertura da partida,e ai a esperança de se ter  a partida se acabou quando veio o anúncio oficial através do quarto arbitro Rafael Traci que o clássico seria adiado devido as divergências já que os dois clubes não aceitaram encerrar a transmissão via internet,lembrado que Atlético e Coritiba não venderam seus direitos de transmissão a rede globo de televisão detentora dos direitos.

O dia seguinte a confusão,foi de esclarecimentos isso por que a federação já havia adiantado que se pronunciaria quanto uma nova partida após a súmula do arbitro da partida.Por volta das 17 horas dessa segunda feira(21) a federação divulgou um longa súmula relatada pelo arbitro onde destacou vários pontos como falta de credenciamento,dirigentes em campo etc,no fim disso a partida for marcada para a próxima quarta feira dia 3 na arena da baixada as 20 horas porém muita coisa a de se averiguar e pensar sobre tudo isso,o certo é que tanto Atlético tanto Coritiba mostraram sua grandeza e sua força diante uma federação medonha.

Para vencer:Com time alternativo,furacão busca vitória no atletiba.


Na tarde desse domingo na arena da baixada,o furacão tenta mais uma vez a primeira vitória no estadual,e mantendo a politica de jogos anteriores o técnico Paulo Autuori já confirmou a permanência do time alternativo do furacão para enfrentar o coxa na arena,ainda sem confirmar oficialmente o time que vai a campo existe a possibilidade de alguns jogadores da equipe principal estarem sim em campo para pegar ritmo de jogo para a decisão da próxima quarta feira pela Liberadores no Paraguai. 

O TIME:

Sem confirmação oficial,o rubro nego ainda tem dúvidas para entra em campo,isso por que já na defesa existem algumas possibilidades por exemplo Wanderson pode ser titular na partida desse domingo,ele disputa a vaga com José Ivaldo,outra possibilidade é Thiago Heleno entrar jogando o clássico para adquirir ritmo de jogo porém Paulo Autuori não confirmou a presença do general na defesa,Jacy também pode aparecer no setor.Já no setor ofensivo Douglas Coutinho mais uma vez deve ser a novidade ao lado de Luiz Henrique dessa forma uma provável formação do furacão para o jogo é:Santos,Léo,Wanderson(Zé Ivaldo),Thiago Heleno(Jacy) e Nicolas;Luiz Otávio,Matheus Rosseto,e João Pedro;Crysan,Douglas Coutinho e Luiz Henrique.



O Coritiba:

Buscando a vitória no clássico o Coritiba ainda tem dúvidas para a partida,isso por que o técnico Paulo Cesar Carpeggiani ainda não definiu que forma o meio campo do time,a dúvida está entre Jonas e Edinho,e mais a frente entre Ruy e Kady além de uma disputa no ataque entre Neto Berola e Iago dúvidas que serão tiradas antes da partida dessa forma o coxa deve ir  a campo com:Wilson; Werley, Walisson, Juninho e Carlinhos; Jonas (Edinho), Matheus Galdezani; Ruy (Kady), Henrique Almeida, Kleber e Neto Berola (Iago).




Ficha Técnica:

ATLÉTICO PARANAENSE X CORITIBA
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 19 de fevereiro de 2017, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior
Assistentes: Weber Felipe Silva e Júlio César de Souza
ATLÉTICO PARANAENSE: Santos,Léo,Wanderson(Zé Ivaldo),Thiago Heleno(Jacy) e Nicolas;Luiz Otávio,Matheus Rosseto,e João Pedro;Crysan,Douglas Coutinho e Luiz Henrique.
Técnico: Paulo Autuori
CORITIBA: Wilson; Werley, Walisson, Juninho e Carlinhos; Jonas (Edinho), Matheus Galdezani; Ruy (Kady), Henrique Almeida, Kleber e Neto Berola (Iago).
Técnico: Paulo César Carpegiani
Relembre como foi o último clássico atletiba:

Vamos Para o Paraguai:Atlético empata com o Capiatá,e decide tudo no Paraguai.


Outro jogo com cara de Libertadores,emoção,expulsão e gols assim foi o duelo contra o Capiatá na arena nessa quarta feira,após sair na frente com gol de Felipe Gedoz o rubro negro levou a virada buscou o resultado,empatou e virou novamente porém falhou na defesa e levou novo empate.Com o empate em três a três o furacão precisa da vitória na próxima semana para avançar a fase de grupos,porém antes o furacão entra em campo no próximo domingo pelo paranaense no clássico atletiba na arena.

O JOGO:

Logo no primeiro minuto, Felipe Gedoz cobrou falta na lateral da área e tentou surpreender o goleiro Medina, que se recuperou para fazer uma grande defesa e ceder escanteio. O time paraguaio marcava forte no meio-campo, mas com a bola nos pés mostrava alguma dificuldade de adaptação com o gramado sintético. Aos sete minutos, Mendieta arriscou o tiro da intermediária, direto pela linha de fundo.
O Furacão tinha maior posse de bola, mas dificuldade para criar. Aos 13 minutos, Pablo e
Nikão trocaram passes na entrada da área, mas antes do último passe a defesa apareceu para afastar. Aos 17 minutos, fora do lance de bola, o árbitro marcou falta para o Rubro-Negro, na meia-lua. Na cobrança, Gedoz fuzilou no cantinho e abriu a contagem na Arena. Aos 24 minutos, Sidcley fez o cruzamento e Pablo perdeu no ar para a zaga paraguaia.
Susto aos 27 minutos, quando a defesa rubro-negra cochilou e Weverton teve que deixar a meta para dividir na linha de fundo e salvar. Pablo teve uma grande oportunidade de ampliar, aos 30 minutos, com gol vazio, mas pegou errado na bola. De fora da área, Gedoz bateu colocado, à esquerda da meta. Na resposta, Mendieta carimbou o travessão. O jogo era movimentado na Baixada. O Capiatá ensaiou uma pressão e, aos 44 minutos, bola na área, na cabeça de Nogueira, que desviou para deixar tudo igual.
Para a segunda etapa, as equipes retornaram sem mudanças. No primeiro ataque Pablo recebeu na pequena área e foi desarmado na hora do arremate. Aos três minutos, Nikão dominou, escolheu o canto e parou em ótima defesa de Medina. O time paraguaio já parecia à vontade no gramado da Arena. Aos oito minutos, cruzamento na área, com cabeçada para o meio e Gonzalez empurrando para o fundo das redes para virar, um lance parecido com o do primeiro gol.
O resultado, especialmente pelos gols tomados em casa, era péssimo para o Furacão. Mas aos 12 minutos, Gedoz arriscou o chute e Parede cortou com a mão. O árbitro anotou a penalidade. Na cobrança, Gedoz deixou tudo igual. O mesmo Parades parou Grafite na sequência, recebeu o segundo amarelo e foi expulso. O técnico Paulo Autuori apostou na entrada de João Pedro no lugar de Lucho.
Grafite, aos 20 minutos, dominou na pequena área, girou e perdeu outra chance incrível. O Capiatá recuou e a pressão era toda atleticana. Aos 29 minutos, Nikão chutou prensado e quase enganou Medina. O jogo esquentou, com catimba paraguaia e algumas entradas mais fortes. Até que aos 40 minutos, Pablo recebeu lançamento e, de frente para o gol, fuzilou para virar. A festa durou pouco, já que aos 43 minutos, Gonzalez, aproveitando escanteio, empatou.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO PARANAENSE 3 X 3 DEPORTIVO CAPIATÁ
Local: Estádio Atlético Paranaense, em Curitiba
Data: 15 de fevereiro de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Daniel Fedorczuk (Uruguai)
Assistentes: Mauricio Espinosa e Richard Trinidad (ambos do Uruguai)
Cartões amarelos : Grafite, Sidcley, Gedoz e João Pedro(Atlético-PR); Ortigoza, Paredes (Capiatá)
Cartão vermelho : Paredes (Capiatá)
Gol
ATLÉTICO-PR: Felipe Gedoz, aos 20 minutos do primeiro tempo; Gedoz, aos 13 minutos e Pablo, aos 40 minutos do segundo tempo
DEPORTIVO CAPIATÁ: Noguera, aos 44 minutos do primeiro tempo e Gonzalez, aos 08 minutos e aos 43 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Thiago Heleno, Paulo André e Sidcley; Otávio, Lucho González (João Pedro) e Felipe Gedoz (Matheus Rosseto); Nikão, Pablo e Grafite
Técnico: Paulo Autuori
DEPORTIVO CAPIATÁ: Bernardo Medina; Carlos Bonet, Jorge Paredes, Ramón Ortigoza, Néstor González; Gustavo Noguera (Peralta), Eduardo Ledesma; Alexis González, David Mendieta (Ruben Monges); Julio Irrazabal, Roberto Gamarra (Perez).
Técnico: Diego Gavilán
Veja os gols do jogo:


Vamos com tudo:Atlético recebe o Deportivo Capiatá para abrir vantagem.


Na noite dessa quarta feira na arena da baixada,vai ter mais emoção,mais luta,mais Libertadores o rubro negro recebe o Deportivo Capiatá do Paraguai pela partida de ida da segunda fase da Libertadores é a última eliminatória antes da fase de grupos da competição.Após uma classificação sofrida na Colômbia o time atleticano terá pela frente um time em acensão,que vem de uma classificação heroica fora de casa revertendo um placar elástico de três a zero sofrido em sua casa.Para a partida o técnico Paulo Autuori não fez mistérios e não tem dúvidas e já confirmou o time que vai a campo nessa quarta.

O TIME:

Sem mistérios,melhor a única dúvida que poderia existir para a formação do time foi tirada na tarde dessa terça feira,pois após uma longa espera finalmente o general Thiago Heleno(foto) foi liberado e
está livre para atuar com a camisa rubro negra,dessa forma a volta do general a zaga será a única modificação no time em relação aos jogos contra o Millonários,sendo assim o furacão deve ir a campo com:Weverton,Jonathan,Thiago Heleno,Paulo André e Sidcley;Otávio,Lucho Gonzáles,Nikão,Carlos Alberto e Pablo;Grafite.

Deportivo Capiatá:

Vivendo um momento diferente em sua história o time Paraguaio vem a Curitiba,muito embalado após o histórico resultado conquistado m Lima no Peru diante o Universitário o incrivel resultado de três a zero contra os peruanos fez a equipe do técnico Diego Gavilán sonhar alto,e buscar contianuar disputando a Libertadores.Quanto a equipe assim como o furacão os paraguaios tiveram jogo no fim de semana pelo campeonato local e também foram derrotados por 2a1 com um time misto contra o Libertad,quanto ao time que vai a campo o treinador deve manter a base que enfrentou o Universitário com a seguinte formação: Medina; Noguera, Paredes, Ortigoza e Martínez; Ledesma, González, Alexis González e Mendieta; Irrazábal e Gamarra.

Ficha Técnica:

ATLÉTICO PARANAENSE X DEPORTIVO CAPIATÁ
Local: Estádio Atlético Paranaense, em Curitiba
Data: 15 de fevereiro de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Daniel Fedorczuk (Uruguai)
Assistentes: Mauricio Espinosa e Richard Trinidad (ambos do Uruguai)
ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Thiago Heleno, Paulo André e Sidcley; Otávio, Lucho González e Carlos Alberto; Nikão, Pablo e Grafite
Técnico: Paulo Autuori
DEPORTIVO CAPIATÁ: Medina; Noguera, Paredes, Ortigoza e Martínez; Ledesma, González, Alexis González e Mendieta; Irrazábal e Gamarra.
Técnico: Diego Gavillán

Derrota no interior:Atlético é derrotado pelo Prudentópolis.


A fase do time alternativo do furacão no estadual não é boa,o rubro negro foi derrotado pelo Prudentópolis por 2a1 e segue sem vencer no campeonato paranaense,mesmo conseguindo o empate na cobrança de pênalti de Crysan,o furacão não jogou bem e saiu derrotado agora o rubro negro volta a campo na próxima quarta feira na arena da baixada,mas pela Libertadores contra o Deportivo Capiatá.

O JOGO:


 As dificuldades de Paulo Autuori para armar o Atlético-PR ficaram evidentes na etapa inicial da partida contra o Prudentópolis. O time não conseguiu encaixar boas jogadas diante do adversário e ameaçou timidamente em só duas oportunidades.
Aos 24 minutos, Douglas Coutinho aproveitou cruzamento de Nicolas e teve o chute defendido pelo goleiro Edvaldo. O atacante ainda conseguiu aproveitar a sobra para acionar o meia João Pedro, que chutou rente à trave esquerda do Prudentópolis.
Edvaldo voltou a salvar os donos da casa aos 28 minutos, em chute cruzado de Luis Henrique. Logo em seguida, o atacante Douglas Coutinho tentou uma finalização por cobertura e mandou a bola para fora.
O Atlético-PR voltou do intervalo com as mesmas dificuldades para construir jogadas. A situação ficou pior aos seis minutos, após Baiano aproveitar um rebote de Santos para marcar o primeiro gol do confronto.
O tento dos rivais despertou o Furacão. Crysan e José Ivaldo finalizaram com perigo, aos sete e nove minutos, mas foi Luis Henrique que garantiu a melhor chance de ataque para a equipe. O atacante foi derrubado na área por Lito e garantiu um pênalti para os atleticanos. Crysan foi para a cobrança e igualou o placar aos 11 minutos.
O equilíbrio voltou a predominar após o Atlético-PR alcançar o empate, sem que nenhuma chance de perigo fosse criada pelas equipes. Mas, aos 40 minutos, Jean Lucas arriscou um chute de fora da área e contou com desvio no gramado para colocar o Prudentópolis na rente. Santos se atrapalhou após a bola quicar na área e não conseguiu evitar o gol da derrota.
Ficha Técnica:
PRUDENTÓPOLIS 2 X 1 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Municipal Neton Agibert, em Prudentópolis (PR)
Data: 12 de fevereiro de 2017, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques
Assistentes: Eduardo Luis Teixeira Furiatti e Marcelo Pavan
Cartões amarelos: César Gaúcho (Prudentópolis); Nicolas, Matheus Rossetto, Léo e Cascardo (Atlético-PR)
GOLS:
PRUDENTÓPOLIS: Baiano, aos seis minutos do segundo tempo, e Jean Lucas, aos 40 do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Crysan, aos 11 minutos do segundo tempo
PRUDENTÓPOLIS: Edvaldo; Lito Guerreiro, Cesar Gaúcho, Diego Alemão e Fabinho; Fernando Gomes, Cícero, Jean Lucas (Lucas Lourenço), Kairo (Mateus Oliveira) e Wagner Libano; Baiano (Raí)
Técnico: Milton do Ó
ATLÉTICO-PR: Santos; Léo (Cascardo), José Ivaldo, Jacy e Nicolas; Luiz Otávio, Matheus Rossetto (Renan Paulino) e João Pedro; Crysan Luis Henrique e Douglas Coutinho (Yago)
Técnico: Paulo Autuori
Veja os gols do jogo:



Em busca da primeira vitória:Atlético enfrenta o Prudentópolis.


Na tarde desse domingo o furacão tenta a primeira vitória no campeonato estadual,as 17 horas o rubro negro encara o Prudentópolis no estádio Newton Agibert,e após dois empates nas duas primeiras partidas o furacão busca a primeira vitoria na competição mesmo com a cabeça voltada para a Libertadores na próxima quarta feira contra o Deportivo Capiatá do Paraguai na arena da baixada.

O TIME:

Para a partida o furacão mais uma vez vai a campo com seu time alternativo,dessa vez com novidades isso por que o goleiro Weverton que vinha atuando tanto no estadual como na Libertadores dessa vez não foi relacionado,e o goleiro Santos terá nova oportunidade na meta atleticana.Quem também deve ter nova chance na equipe é o atacante Luiz Henrique que não atuou na partida passada devido a sua expulsão na partida contra o Rio Branco,mas a grande novidade sem dúvidas é a volta de Douglas Coutinho(foto) o atacante que estava emprestado retornou ao time rubro negro e terá sua primeira
oportunidade com Paulo Autuori,sendo assim o rubro negro deve ir a campo com:Santos,Léo,Zé Ivaldo,Marcão e Nícolas(Renan Lodi);Luiz Otávio,Matheus Rosseto,Matheus Anjos,Crysan e Douglas Coutinho;Luiz Henrique.


O Prudentópolis:

O time do interior busca reabilitação no campeonato,o técnico Milton do Ó,deve manter a mesma base da equipe que entrou em campo na rodada passada,e tenta conquistar uma vitória em casa contra o Atlético,a provavel formação do time é:Edvaldo; Ale, Cesar Gaúcho, Diego Alemão e Fabinho; Fernando Gomes, Lito, Cícero e Wagner Libano; Baiano e Edu Raposa






Ficha Técnica:

PRUDENTÓPOLIS X ATLÉTICO-PR
Local: estádio Municipal Neton Agibert, em Prudentópolis (PR)
Data: 12 de fevereiro de 2017, domingo
Horário: 17 horas (De Brasília)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques
Assistentes: Eduardo Luis Teixeira Furiatti e Marcelo Pavan
PRUDENTÓPOLIS: Edvaldo; Ale, Cesar Gaúcho, Diego Alemão e Fabinho; Fernando Gomes, Lito, Cícero e Wagner Libano; Baiano e Edu Raposa
Técnico: Milton do Ó
ATLÉTICO-PR: Santos,Léo,Zé Ivaldo,Marcão e Nícolas(Renan Lodi);Luiz Otávio,Matheus Rosseto,Matheus Anjos,Crysan e Douglas Coutinho;Luiz Henrique
Técnico: Paulo Autuori
Relembre o último duelo entre Atlético e Prudentópolis.

Que sofrimento:Nos pênaltis,Atlético elimina o Millonários e avança na Libertadores.


No maior estilo emoção Atlético,com muito sofrimento até o fim assim foi a classificação do Atlético a segunda fase da Libertadores iniciando o jogo com a vantagem de jogar por um empate o rubro negro sofreu muita pressão,e sofreu o gol do time colombiano,o que fez a decisão ir para as penalidades máximas.Lá brilhou a estrela do goleiro Weverton e a competência dos batedores rubro negros que foram 100% nas cobranças.Agora o furacão aguarda o vencedor do confronto entre Universitário do Peru e Deportivo Capiatá do Paraguai que se enfrentam na noite dessa quinta em Lima no Peru.

O JOGO:

 O Furacão começou a partida com uma boa postura, tentando apostar na velocidade do ataque Aos dois minutos, Nikão fez o cruzamento e Pablo cabeceou para grande defesa de Vikonis. Aos seis minutos, novamente Nikão, que ficou de fora da primeira partida, cobrou falta na área, mas ninguém aproveitou. A equipe colombina tentou responder com chute de Quiñonez, para fora.
Carlos Alberto, outra novidade entre os titulares, tentava dar mais movimentação ao meio-campo atleticano. Sem conseguir entrar na defesa brasileira, Rojas arriscou o chute de longe, aos 16 minutos, sem direção. Já aos 18 minutos, a cobrança de falta de Del Valle obrigou Weverton a fazer uma defesa em dois tempos. Mais um chute, agora com Rojas, aos 23 minutos, por cima da meta.
Weverton operou um verdadeiro milagre, aos 36 minutos, parando uma cabeçada certeiro de Quiñonez. O Millonarios apertava em busca do primeiro gol antes do intervalo. Aos 37 minutos, Quiñonez chutou cruzado e o goleiro atleticano pegou mais uma. O Furacão estava totalmente postado na defesa, sem ação, mas segurando a classificação.
Para o segundo tempo, as duas equipes retornaram sem mudanças. Logo no primeiro minuto, Carlos Alberto partiu para a jogada individual, arriscou o tiro de longe a e bola passou raspando. Porém, os colombianos retomaram a pressão. Aos 10 minutos, Quiñonez atormentou mais uma vez a defesa rubro-negra e bateu cruzado, pela linha de fundo.
A pressão surtiu efeito aos 13 minutos, com um golaço do Millonarios. Depois da troca de passes, Jhon Duque se livrou da defesa com um belo corte e bateu colocado, sem chance para Weverton. O resultado aumentou a emoção, já que quem marcasse garantiria a classificação sem penalidades.
O ritmo, entretanto, caiu um pouco, com as equipes mais prudentes e também mostrando cansaço. Lançamento para Grafite, aos 31 minutos, mas Vikoni chegou junto. O atacante recebeu marcação forte durante a partida. Machado, com um chute de longe, aos 37 minutos, tentou surpreender, mas errou o alvo. O Millonarios tentava pressionar, mas Quem começou a cobrar foi o time colombiano, com Del Valle, que bateu bem e marcou. Jonathan, pelo lado brasileiro, converteu. Franco parou em Weverton. Grafite fez o dele. Pelo Millonarios, Cadavid anotou. No meio do gol. Carlos Alberto mandou no cantinho para fazer o terceiro. Nuñez carimbou o travessão. Felipe Gedoz garantiu a classificação.
encontrava um ferrolho pela frente e não evitou as penalidades.
Ficha Técnica:
MILLONARIOS-COL 1 (2) X (4) 0 ATLÉTICO-PR
Local: El Campín, em Bogotá (COL)
Data: 08 de fevereiro de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Julio Bascuñan (Chile)
Assistentes: Christian Schiemann (Chile) e Carlos Astroza (Chile)
Cartões amarelos: Cadavid e Duque (Millonarios); Otávio e Jonathan (Atlético-PR)
Gol
MILLONARIOS: Jhon Duque, aos 13 minutos do segundo tempo
MILLONARIOS: Vikonis; Palacios, Cadavid, Franco e Machado; Henao (Barreto), Duque e Rojas (Hinestroza); Nunez, Del Valle e Quiñonez (Mosquera).
Técnico: Miguel Ángel Russo
ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Paulo André, Wanderson e Sidcley; Otávio e Lucho (Matheus Rosseto); Nikão (Felipe Gedoz), Carlos Alberto e Pablo; Grafite.
Técnico: Paulo Autuori
Veja como foi o jogo e as cobranças de pênalti:








Pênaltis:

Chegou a hora:Atlético enfrenta o Millionários em Bogotá pra garantir vaga.


Na noite dessa quarta feira,as 21:45 horário de Brasilia o furacão faz um dos principais jogos da temporada,partida contra o Millonários no estádio El Campin em Bogotá vale a classificação para a segunda fase da Libertadores.Após a vitória por 1a0 na primeira partida em Curitiba o rubro negro precisa de apenas um empate para seguir na competição porém jogar por um empate não é o que deseja o treinador rubro negro Paulo Autuori,na capital colombiana desde o último domingo a noite o furacão fez três trabalhos com bola e o reconhecimento do gramado do estádio El Campin e o treinador espera um time pra frente buscando a vitoria.

A ESCALAÇÃO:

Nos treinamentos realizados na Colômbia  treinador não fez grandes mistérios para escalar o time,pois mais uma vez não poderá contar com o Zagueiro Thiago Heleno que não teve seu contrato registrado a tempo n BID.Além disso o treinador tem uma dúvida para escalar o time,e está no meio campo entre Felipe Gedoz,e Carlos Alberto que pela primeira vez pode entrar jogando como titular do time dessa forma uma provável escalação do furacão é:Weverton,Jonathan,Wanderson,Paulo André e Sidcley;Lucho,Otávio,Nikão,Felipe Gedoz(Carlos Alberto),Pablo e Grafite.

Millonários:

Precisando da vitória,o time colombiano vai com tudo pra cima do furacão,o time de Miguel Angel Russo terá apenas um desfalque para a partida,se trata de Dominguez que está vetado pelo departamento médico e Del Valle será seu sibstituto dessa forma o Millonários deve ir a campo com: Vikonis; Palacios, Cadavid, Franco e Machado; Duque, Gutierrez e Rojas; Nunez, Del Valle e Quiñonez



Ficha Técnica:

MILLONARIOS-COL X ATLÉTICO-PR
Local: EL Campín, em Bogotá (COL)
Data: 08 de fevereiro de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Julio Bascuñan (Chile)
Assistentes: Christian Schiemann (Chile) e Carlos Astroza (Chile)
MILLONARIOS: Vikonis; Palacios, Cadavid, Franco e Machado; Duque, Gutierrez e Rojas; Nunez, Del Valle e Quiñonez
Técnico: Miguel Ángel Russo
ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Paulo André, Wanderson e Sidcley; Otávio, Lucho González e Felipe Gedoz (Carlos Alberto); Nikão, Pablo e Grafite.
Técnico: Paulo Autuori