Xô zica:Atlético derrota o Botafogo na arena.


Foi placar magro e sofrido mas valeu,depois de quatro jogos sem vence o furacão reencontrou a vitória,ao derrotar o Botafogo por 1a0 na arena,o gol solitário de Hernâni garantiu os três pontos do rubro negro e o fim de jejum e mantem o sonho do furacão de chegar ao G-4.Na próxima rodada o furacão visita o Figueirense em Florianópolis.

O JOGO:

Precisando mostrar serviço para o torcedor, que na última apresentação na Arena protestou, o Furacão começou tentando impor o ritmo da partida. E, aos seis minutos, após cobrança de escanteio de Nicolas, Hernani apareceu no primeiro pau para desviar e abrir o marcador. Aos 10 minutos, mais uma chance de Hernani na área, mas desta vez o cabeceio saiu pela linha de fundo.
Bem no ataque, Henani quase entregou o ouro, aos 19 minutos, após dar um passe errado nos pés de Sassá, que arriscou o tiro, para fora, com perigo. Mais Botafogo no ataque, com Bruno Silva, que dominou com estilo e de primeira, de longe, carimbou a trave de Santos que nada poderia fazer no lance. Falha do goleiro rubro-negro, aos 24 minutos, a bola sobrou para Camilo, mas Thiago Heleno apareceu para salvar.
Depois de um bom momento dos visitantes, o Rubro-Negro tentava colocar a bola no chão para acalmar a situação. Aos 34 minutos, bola na fogueira para Santos, que desta vez saiu com estilo para chegar antes de Sassá. Aos 38 minutos, Neilton foi lançado em velocidade, com liberdade, mas a arbitragem anotou impedimento. Aos 45 minutos, bola na área atleticana e Sassá, de cara para o gol, conseguiu isolar.
Para a etapa final, as equipes retornaram sem modificações. Aos oito minutos, Diogo Barbosa armou o contra-ataque com Rodrigo Lindoso, mas Thiago Heleno apareceu para afastar o perigo. Aos 17 minutos, levantamento na área e Pablo apareceu para testar pela linha de fundo.
Aos 25 minutos, Neilton recebeu na área e parou em Santos, que salvou o chute no reflexo. Na resposta, Hernani cobrou falta perigosa parando em grande defesa de Sidão. Luis Ricardo teve a grande chance do empate, aos 36 minutos, em cabeçada mortal que desviou na trave antes de sair. A pressão era grande e, aos 41 minutos, Pimpão mandou a bomba para Santos segurar e garantir os pontos.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 1 X 0 BOTAFOGO
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 29 de agosto de 2016, segunda-feira
Horário: 20 horas (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e Lucio Beiersdorf Flor (RS)
Cartões amarelos: Thiago Heleno, Lucas Fernandes e Hernani (Atlético-PR); Diogo (Botafogo)
Gol
ATLÉTICO-PR: Hernani, aos 06 minutos do primeiro tempo
ATLÉTICO-PR: Santos; Léo, Paulo André, Thiago Heleno e Nicolas; Otávio e Hernani; Lucas Fernandes, Pablo e Luan (João Pedro); André Lima.
Técnico: Paulo Autuori
BOTAFOGO: Sidão, Luis Ricardo, Renan Fonseca, Emerson, Diogo, Airton (Salgueiro), Bruno Silva (Leandro), Lindoso, Camilo, Neilton (Pimpão) e Sassá
Técnico: Jair Ventura
Veja como foi o jogo:


Para espantar a crise:Atlético recebe o Botafogo na arena.


Na noite dessa segunda feira,o furacão recebe o Botafogo na arena com o objetivo de espantar a crise,após quatro derrotas seguidas na competição o rubro negro tenta contra um adversário que também não vive boa fase recuperar a confiança no campeonato e voltar a sonhar com a parte de cima da tabela.Para isso o técnico Paulo Autuori deve fazer algumas mudanças no time em relação ao último jogo.

O TIME:

Para a partida,o furacão não terá Marcos Guilherme que nem foi relacionado para a partida,o mesmo acontece com Luciano Cabral que com dores musculares não enfrenta o time carioca,existe uma dúvida na meia cancha entre Luan e João Pedro e na lateral direita entre Léo e Galhardo.

O Botafogo:

Em situação complicada na tabela o Botafogo vem a Curitiba para surpreender o furacão,com uma unica aixa no time para a partida o atacante Canales,o técnico Jair ventura não fez mistérios quando ao time que vai a campo e ainda confirmou a volta do volante Bruno Silva ao time principal,sendo assim o Botafogo deve ir a campo com:Sidão, Luís Ricardo, Renan Fonseca, Emerson Santos e Diogo Barbosa; Airton, Rodrigo Lindoso, Bruno Silva e Camilo; Neilton e Sassá

Ficha Técnica:

ATLÉTICO-PR X BOTAFOGO
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 29 de agosto de 2016, segunda-feira
Horário: 20 horas (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e Lucio Beiersdorf Flor (RS)
ATLÉTICO-PR: Santos; Léo, Paulo André, Thiago Heleno e Nicolas; Otávio, Hernani e Rafael Galhardo; Luan, Lucas Fernandes e André Lima
Técnico: Paulo Autuori
BOTAFOGO: Sidão, Luís Ricardo, Renan Fonseca, Emerson Santos e Diogo Barbosa; Airton, Rodrigo Lindoso, Bruno Silva e Camilo; Neilton e Sassá
Técnico: Jair Ventura

Complicou:Atlético perde para o Grêmio e se complica na Copa do Brasil.


O furacão tornou difícil sua missão na Copa do Brasil,o furacão foi derrotado pelo Grêmio por 1a0 na arena e se complicou na competição,com um gol sofrido no inicio da partida o rubro negro não s encontrou na primeira etapa e mesmo com uma melhora no tempo final não chegou ao gol de empate.Na partida de volta o furacão terá que vencer por 2 gols de diferença para garantir a vaga nas quaras de final da competição.

O JOGO:

 O Furacão entrou em campo com algumas modificações, táticas, as principais sendo Rafael Galhardo atuando como meia e a estreia do atacante Luan. A partida começou movimentada, com os dois times procurando jogo. Mas quem saiu na frente foi o Tricolor. Depois de um ataque desperdiçado pelo rubro-negro, o contra-ataque sobrou para Bolaños tocar na saída de Weverton e marcar.
O gramado parecia muito escorregadio e atrapalhava o próprio time da casa. Aos 13 minutos, o estreante Luan tentou partir para a jogada individual, mas o arremate ficou travado na defesa gremista. A resposta veio com o Luan do Grêmio, que apareceu meio da defesa e fuzilou para defesa de Weverton. Só dava Tricolor e, aos 26 minutos, Edílson chutou de longe pra intervenção do arqueiro atleticano.
O torcedor estava impaciente, especialmente pela sequência de resultados ruins no Brasileirão e pela saída de alguns jogadores, como Walter, que teve o nome gritado. Aos 30 minutos, Douglas tentou encontrar Ramiro na área, mas Weverton deixou a meta para segurar a bola. Aos 37 minutos, Luan partiu para cima da defesa rubro-negra, abriu espaço, e soltou o pé, pela linha de fundo.
Para a etapa final, o Furacão voltou com João Pedro e Juninho nos lugares de Rafael Galhardo e Marcos Guilherme. Logo aos dois minutos, Douglas serviu Bolaños, que entrou na área e conseguiu chutar para fora. Na resposta, aos quatro minutos, cruzamento de João Pedro e Luan arrematou de primeira, por cima da meta. O Atlético voltou mais acordado e tentava pressionar.
João Pedro, que entrou bem na partida, encontrou André Lima entrando na área, aos 12 minutos, mas o atacante desviou direto pela linha de fundo. Aos 26 minutos, Walace voltou a aparecer, mas o chute saiu raseiro , fácil para Weverton. O troco veio aos 30, com André Lima atestando para grande defesa de Grohe. O torcedor, nas arquibancadas, revoltados com a diretoria, arrancavam as faixas. . Aos 42 minutos, André Lima chutou cruzado, Juninho desviou, mas não era dia do ataque rubro-negro.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 0 X 1 GRÊMIO
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 24 de agosto de 2016, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP)
Cartões amarelos : Thiago Heleno (Atlético-PR); Marcelo Oliveira (Grêmio)
Gols
GRÊMIO: Bolaños, aos 06 minutos do primeiro tempo
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Hernani e Rafael Galhardo (João Pedro); Marcos Guilherme (Juninho), Luan (Giovany)e André Lima.
Técnico: Paulo Autuori
GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edílson, Pedro Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Walace, Jaílson e Ramiro; Douglas, Miller Bolaños e Luan
Técnico: Roger Machado

Em busca da vaga:Atlético recebe o Grêmio pela Copa do Brasil.


Na noite dessa quarta feira o furacão muda o foco,esquece um pouco o brasileirão e volta suas atenções para a Copa do Brasil,o rubro negro recebe o Grêmio na arena da baixada pelo primeiro jogo das oitavas de final,para encarar o time gaúcho o furacão mais uma vez terá muitas mudanças na equipe titular para entrar em campo.

O TIME:

Para a partida a grande novidade é ele,Weverton o herói do ouro olímpico volta a meta rubro negra,além disso o lateral Léo e os volantes Hernani e Deivid também ficam a disposição,outro que fica a disposição é o atacante Luan que foi contratado recentemente.Por outro lado não poderá contar com alguns jogadores que vinham sendo titulares,caso do zagueiro Wanderson,do volante Marcão e do atacante Lucas Fernandes que já atuaram pela competição pelos seus ex clubes.

O Grêmio:

Assim como o furacão,o tricolor gaúcgo terá volta de jogadores importantes e também desfalques para o jogo dessa quarta,entre os retornos estão o volante Wallace Reis e o atacante Luan,por outro lado o zagueiro Wallace fica de fora e argentino Kannemann será  companheiro de Geromel na zaga,dessa forma o Grâmio deve ir a campo com: Marcelo Grohe, Kannemann, Pedro Geromel, Wallace Reis e Marcelo Oliveira; Maicon, Ramiro, Pedro Rocha, Douglas e Everton; Miller Bolaños

Ficha Técnica:

ATLÉTICO-PR X GRÊMIO
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 24 de agosto de 2016, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP)
ATLÉTICO-PR: Weverton; Galhardo (Léo), Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Hernani e Luciano Cabral; Marcos Guilherme, Yago (Luan) e André Lima.
Técnico: Paulo Autuori
GRÊMIO: Marcelo Grohe, Kannemann, Pedro Geromel, Wallace Reis e Marcelo Oliveira; Maicon, Ramiro, Pedro Rocha, Douglas e Everton; Miller Bolaños
Técnico: Roger Machado

Reforço:Atlético anuncia a contratação do atacante Luan.


A diretoria do furacão anunciou na tarde dessa segunda feira,a contratação do atacante Luan de 27 anos,o jogador chega por empréstimo junto ao Palmeiras onde não vinha sendo utilizado e vem com o objetivo de suprir a saída do atacante Walter.Além do Palmeiras Luan acumula passagens por São Caetano,Cruzeiro,Toulouse da França e futebol árabe a seguir confira a ficha técnica do novo reforço atleticano.

Ficha Técnica:

Nome: Luan Michel de Louzã
Posição: Atacante
Número da camisa: 9
Data de nascimento: 21 de setembro de 1988 (27 anos)
Local de nascimento: Araras (SP)
Clubes em que atuou: União São João-SP (2007), São Caetano (2008-2009), Toulouse-FRA (2010), Palmeiras (2010-2013), Cruzeiro (2013), Al Sharjah-EAU (2014) e Palmeiras (2015).
Títulos: Copa do Brasil (2012), Campeonato Brasileiro (2013) e Campeonato Mineiro (2014).

Derrota:Atlético perde para o Galo.


Não deu,mais uma vez o furacão é derrotado fora de casa,mesmo com uma boa atuação e uma arbitragem polêmica o furacão foi derrotado pelo Atlético-MG em BH e estacionou na nona colocação com trinta pontos ganhos,com gol marcado por Robinho ainda no primeiro tempo em um pênalti duvidoso o furacão teve chances de empatar mas  abola não entrou agora o furacão muda o foco e pensa na Copa do Brasil na próxima quarta feira diante o Grêmio na arena da baixada.

O JOGO:

O jogo começou em alta velocidade, primeiro com o Furacão tentando chegar, logo no primeiro minuto, em cobrança de falta. No contra-ataque, Robinho recebeu na entrada da grande área e deixou para Carlos finalizar, por cima da meta. O rubro-negro chegou novamente no ataque aos oito minutos, em jogada individual de Marcos Guilherme que, no entanto, errou o cruzamento.
Robinho teve mais uma chance para finalizar, aos 12 minutos, recebendo com liberdade e arrematando cruzado, com perigo. O árbitro, no entanto, anotou impedimento duvidoso. Aos 17 minutos, Rafael Galhardo cobrou falta e Victor se esticou para defender. Os mineiros conseguirem vencer a defesa rubro-negra, aos 18 minutos, com Carlos aparecendo com liberdade para testar pela linha de fundo.
Depois da correria inicial, o ritmo caiu um pouco, com o Furacão seguindo forte na defesa. Aos 31 minutos, Fábio Santos chegou em velocidade pela lateral, mas o cruzamento não encontrou ninguém pelo caminho. Após troca de passes, aos 34 minutos, Lucas Fernandes recebeu de frete para o gol e Fábio Santos apareceu para salvar o arremate. Mas, aos 38 minutos, Carlos foi derrubado na área e o árbitro anotou a penalidade. Na cobrança, Robinho abriu o placar.
Para a segunda etapa, as esquipes retornaram sem mudanças. O Atlético-MG tocava a bola, tentava manter a posse esperando um espaço para encaixar um bom ataque. Os sete minutos, Marcos Rocha fez o levantamento e Pratto cabeceou para fora, com perigo. Na reposta, André Lima recebeu na área, livre para marcar o gol, mas chutou mal, facilitando a defesa de Victor.
O técnico Marcelo Oliveira optou pela entrada de Otero, que atuaria pela primeira vez no Independência. Aos 17 minutos, o venezuelano tabelou com Robinho e arriscou o chute, para fora. Lançamento para Marcos Guilherme, aos 22 minutos, mas o meia rubro-negro não acertou o último passe na busca por André Lima.
Otero partiu para a jogada individual, aos 29 minutos, mas não conseguiu passar por Wanderson a caminho da área. Aos 37 minutos, Sidcley invadiu a área, buscou o arremate, e carimbou a defesa alvinegra. Após a cobrança de escanteio, Thiago Heleno testou e Victor fez grande defesa para salvar e garantir o resultado.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-MG 1 X 0 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 21 de agosto de 2016, domingo
Horário: 11 horas (de Brasília)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (Asp.Fifa-SC)
Assistentes: Neuza Ines Back (Fifa-SC) e Alex dos Santos (SC)
Cartões amarelos: Thiago Heleno e Sidcley (Atlético-PR)
Gol
ATLÉTICO-MG : Robinho, aos 39 minutos do primeiro tempo
ATLÉTICO-MG : Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Ronaldo e Fábio Santos; Leandro Donizete, Lucas Cândido, Maicosuel (Yago) e Carlos (Otero); Pratto e Robinho (Clayton).
Técnico: Marcelo Oliveira
ATLÉTICO-PR: Santos; Rafael Galhardo (Juninho), Wanderson, Thiago Heleno e Sidcley; Renan Paulino, Marcão, Matheus Rosseto (Luciano Cabral)e Marcos Guilherme (Yago); Lucas Fernandes e André Lima.
Técnico: Paulo Autuori

Missão dificil:Cheio de problemas,furacão encara o Galo em BH.


Se enfrentar o xará mineiro já seria difícil de costume,após a semana turbulenta a missão será ainda mais complicada para o rubro negro,na manhã desse domingo o furacão entra em campo cheio de problemas e polêmicas fora de campo,em meio a suspensões e lesões o furacão ainda teve a saída de Vinicius  e Walter que não fazem mais parte do elenco atleticano o que fizeram o técnico Paulo Autuori quebrar mais ainda a cabeça para montar o time para enfrentar o time mineiro.

O TIME:

Com a saída de Walter e Vinicius o numero de desfalques chega a nove para a partida em BH,além deles o rubro negro não terá Paulo André que será poupado,os volantes Deivid e Hernâni do departamento médico,o meia Nikão que segue se recuperando de lesão,o lateral Léo suspenso,o goleiro Weverton que está na seleção olímpica e o meia Pablo que é dúvida  e pode ficar de fora.Assim o furacão novamente terá um time jovem em campo,com Rosseto,Marcão,Yago,Lucas Fernandes além de Luciano Cabral que pode ser novidade na equipe.

O Atlético-MG:

Assim como o furacão o galo,tenta encostar de vez no G-4,asim também vem cheio de problemas e vem de derrota na última rodada,no total o técnico Marcelo Oliveira não terá cinco jogadores considerados titulares,são eles,Marcos Rocha,Junior Urso,Erazo,Rafael Carioca e o atacante Fred,mudando muito a cara do time,dessa forma o galo deve ir a campo com:Victor; Carlos César, Leonardo Silva, Ronaldo e Fábio Santos; Leandro Donizete, Lucas Cândido, Maicosuel e Otero (Carlos); Pratto e Robinho.

Ficha Técnica:

ATLÉTICO-MG X ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 21 de agosto de 2016, domingo
Horário: 11 horas (de Brasília)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (Asp.Fifa-SC)
Assistentes: Neuza Ines Back (Fifa-SC) e Alex dos Santos (SC)
ATLÉTICO-MG : Victor; Carlos César, Leonardo Silva, Ronaldo e Fábio Santos; Leandro Donizete, Lucas Cândido, Maicosuel e Otero (Carlos); Pratto e Robinho.
Técnico: Marcelo Oliveira
ATLÉTICO-PR: Santos; Rafael Galhardo, Wanderson, Thiago Heleno e Sidcley; Matheus Rossetto, Marcão  e Luciano Cabral; Yago (Pablo), Lucas Fernandes e André Lima.
Técnico: Paulo Autuori

Vacilo em casa:Atlético é derrotado pelo Palmeiras.


O JOGO:

Foram por meio de bolas paradas que os dois times chegaram às finalizações na etapa inicial. Aos oito minutos, Dudu cobrou uma falta da entrada da área e viu um zagueiro do Atlético-PR desviar o tiro com o braço. O árbitro ignorou a infração e não marcou o pênalti.
A única chance do Furacão surgiu depois de uma cobrança de escanteio, aos 29 minutos. Após uma cabeçada alta de Luciano Cabral, o goleiro Jailson preferiu não agarrar a bola e praticou uma defesa confusa, desviando por cima do gol. O arqueiro não sofreu maiores sustos no primeiro tempo porque o setor defensivo do Palmeiras teve atuação segura e desmontou todas as investidas do rival sem maiores dificuldades.
Para coroar a atuação de destaque da zaga, Vitor Hugo cumpriu a tarefa que os atacantes do Palmeiras se mostraram incapazes de alcançar. Após cobrança de escanteio de Dudu, aos 43 minutos, o defensor saltou em frente ao gol e testou firme para balançar as redes. A assistência mantém Dudu como o maior garçom desta edição do Brasileiro, com oito passes para o gol.
O intervalo fez bem ao Palmeiras. A equipe cresceu de produção e teve a chance de ampliar a vantagem logo aos seis minutos. Moisés fez linda jogada pela direita e driblou dois defensores antes de invadir a área e cruzar rasteiro. O passe tirou o goleiro Santos do lance e caiu nos pés de Róger Guedes, que deu um carrinho errado na bola e perdeu o gol.
Aos 11 minutos, o Atlético-PR atacou com qualidade pela primeira vez, após Hernani arriscar um chute de longe e que passou rente à trave direita do goleiro Jailson. O Furacão aproveitou a queda de rendimento do Palmeiras e manteve o embalo. Aos 19, Paulo André cabeceou na pequena área e obrigou Jailson a espalmar de forma milagrosa.
A resposta do Verdão veio aos 22 minutos, após Jean aproveitar lançamento de Egídio e chutar mascado. A bola passou por toda a extensão do gol paranaense e em frente a Róger Guedes, que estava caído no gramado e não conseguiu concluir. Na sequência, André Lima finalizou rasteiro, de fora da área, e exigiu nova defesa de Jailson.
O Palmeiras sofreu mais um susto aos 39 minutos, depois que Marcos Guilherme aproveitou desatenção de Egídio na lateral esquerda e fez cruzamento perigoso para o centro da área. Jean, no entanto, apareceu antes do ataque paranaense e afastou a ameaça.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 0 X 1 PALMEIRAS
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 14 de agosto de 2016, domingo
Horário: 18:30 (de Brasília)
Árbitro: Jean Pierre Goncalves Lima (RS)
Assistentes: Leirson Peng Martins e Mauricio Coelho Silva Penna (ambos do RS)
Cartões amarelos: Léo, Hernani e Otávio (Atlético-PR); Thiago Santos, Erik e Cleiton Xavier (Palmeiras)
GOL:PALMEIRAS: Vitor Hugo, aos 43 minutos do primeiro tempo
ATLÉTICO-PR: Santos; Léo (Matheus Rossetto), Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Hernani e Luciano Cabral (André Lima); Lucas Fernandes, Yago (Marcos Guilherme) e Walter
Técnico: Paulo Autuori
PALMEIRAS: Jailson; Jean, Thiago Martins, Vitor Hugo e Egídio; Thiago Santos, Tchê Tchê e Moisés; Róger Guedes (Cleiton Xavier), Dudu (Rafael Marques) e Erik (Fabrício)
Técnico: Cuca
Veja como foi o jogo:

Que venha mais um líder:Atlético recebe o Palmeiras na arena.


Na tarde desse domingo,o furacão entra em campo na arena da baixada em busca de reabilitação no brasileirão,e manter sua grande campanha como mandante e continuar na briga pelas primeiras posições no brasileirão.O adversário desse domingo e o Palmeiras mais uma vez um líder vem visitar o furacão na arena assim como fez contra o Corinthians o rubro negro espera repetir uma grande atuação e sair com mais três pontos diante os paulistas.Para vencer o time paulista o técnico Paulo Autuori terá que fazer algumas mudanças no time.

O TIME:

Para a partida,o treinador não poderá contar com o lateral Rafael Galhardo,com o volante Deivid,com o meia Nikão e o atacante Pablo todos vetados pelo departamento médico,dessa forma Léo deve ser novidade na lateral,Hernâni segue de volante ao lado de Otávio,já as dúvidas estão no meio e ataque já que Luciano Cabral briga por uma vaga no meio campo com Vinicius e na frente Lucas Fernandes e Yago brigam por uma vaga ao lado de Walter no ataque rubro negro.

O Palmeiras:

Em busca de manter a liderança o Palmeiras vem a Curitiba em busca da vitória,para a partida o técnico Cuca terá algumas dúvidas para escala  time isso por que Thiago Santos e Cleiton Xavier brigam por uma vaga no meio campo,e Rafael Marques e Erik por uma vaga no ataque ao lado de Dudu,dessa forma o Palmeiras deve ir  acampo com: Jailson; Jean, Thiago Martins, Vitor Hugo e Egídio; Thiago Santos (Cleiton Xavier), Tchê Tchê e Moisés; Rogér Guedes, Erik (Rafael Marques) e Dudu

Ficha Técnica:

ATLÉTICO – PR X PALMEIRAS
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 14 de agosto de 2016, domingo
Horário: 18:30 (de Brasília)
Árbitro: Jean Pierre Goncalves Lima (Asp.Fifa- RS)
Assistentes: Leirson Peng Martins (RS) e Mauricio Coelho Silva Penna (RS)
ATLÉTICO-PR: Santos; Léo, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Hernani e Luciano Cabral (Vinícius); Marcos Guilherme, Lucas Fernandes (Yago) e Walter
Técnico: Paulo Autuori
PALMEIRAS: Jailson; Jean, Thiago Martins, Vitor Hugo e Egídio; Thiago Santos (Cleiton Xavier), Tchê Tchê e Moisés; Rogér Guedes, Erik (Rafael Marques) e Dudu
Técnico: Cuca
Relembre Atlético  e Palmeiras no primeiro turno.

Deu ruim:Atlético e derrotado pelo Flamengo.


O JOGO:

O Flamengo começou melhor a partida e quase abriu o placar aos sete minutos. Mancuello cobrou falta com categoria, mas parou em boa defesa de Santos. O Atlético-PR não se intimidou e criou sua chance aos 14. Walter arriscou de longe e acertou a trave de Muralha, que estava adiantado.
Os cariocas tinham mais posse de bola, mas pouco incomodavam o goleiro Santos. Os paranaenses só avançavam nos contra-ataques, sem sucesso. Tanto que o confronto permaneceu assim até os 39 minutos. Réver ficou com a bola após bate e rebate, mas finalizou pela linha de fundo.
Nos minutos finais, foi o Atlético-PR que assustou, aos 45 minutos. Sidcley recebeu a bola pela esquerda, passou pelo marcador e finalizou. No entanto, Réver se jogou e conseguiu desviar o chute. Assim, o duelo foi para o intervalo sem alteração no placar.
No segundo tempo, o Flamengo voltou com mais intensidade e criou boa chance de marcar logo com um minuto. Após cruzamento pela direita, Guerrero se antecipou a Paulo André e cabeceou com perigo. No minuto seguinte, foi a vez de Fernandinho fazer boa jogada individual, mas ver Otávio salvar os visitantes.
O panorama da partida não mudou e aos sete minutos, os cariocas desperdiçaram sua melhor chance. Guerrero foi lançado, passou por Santos, mas foi impedido de finalizar pela zaga. Quando teve espaço, o peruano chutou prensado, sem perigo.
De tanto insistir, os donos da casa chegaram ao gol aos 16 minutos. Fernandinho ganhou a jogada na linha de fundo e cruzou rasteiro para a área. Mancuello apareceu sozinho e finalizou de letra, sem chance para Santos.
Mesmo após o gol, o Flamengo seguiu melhor em campo. O Atlético-PR não conseguia passar do meio de campo, principalmente por conta da forte marcação carioca. Somente aos 29 minutos, os visitantes incomodaram Alex Muralha em chute de longe de Otávio.
O lance animou o Atlético-PR, que quase empatou aos 33 minutos. Lucas Fernandes pegou rebote e chutou da entrada da área. A bola passou por vários jogadores, o que dificultou a defesa de Alex Muralha.
Na parte final da partida, os visitantes foram para cima em busca do empate e fizeram a zaga flamenguista trabalhar. Na melhor chance do Atlético-PR, Luciano Cabral arriscou de fora da área, mas parou em boa defesa de Alex Muralha. Só que o Flamengo conseguiu segurar a pressão dos paranaenses para saírem de campo com a vitória.
Ficha Técnica:

FLAMENGO 1 X 0 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Kléber Andrade, em Cariacica (ES)
Data: 6 de agosto de 2016 (Sábado)
Horário: 18h30(de Brasília)
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (Fifa-MG) e Celso Luiz da Silva (MG)
Cartões amarelos: Chiquinho e William Arão (Flamengo); Hernani, Santos, Pablo e Léo (Atlético-PR)
GOL
FLAMENGO: Mancuello, aos 16min do segundo tempo
FLAMENGO: Alex Muralha, Pará, Réver, Rafael Vaz e Chiquinho; Márcio Araújo, Willian Arão, Federico Mancuello (Cuéllar), Fernandinho (Thiago Santos) e Everton; Paolo Guerrero (Felipe Vizeu)
Técnico: Zé Ricardo
ATLÉTICO-PR: Santos, Léo, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Hernani e Vinícius (Lucas Fernandes); Marcos Guilherme (Luciano Cabral), Pablo e Walter (André Lima)
Técnico: Paulo Autuori

Jogo decisivo:Atlético enfrenta o Flamengo em Cariacica.


Na noite desse sábado o furacão fecha sua participação no primeiro turno do brasileirão contra o Flamengo no Espirito Santo,após a grande vitoria do meio de semana contra o Corinthians o rubro negro busca manter o embalo e melhoras seu desempenho como visitante e garantir mais três pontos no brasileirão.

O TIME:

Embora o técnico Paulo Autuori não tenha,confirmado oficialmente os titulares que vão a campo,o furacão não deverá ter muitas mudanças em relação ao último jogo,existem sim dúvidas como por exemplo na lateral entre Léo e Galhardo,e na frente entre Marcos Guilherme e Lucas Fernandes,sem contar que Wanderson e Paulo André brigam por uma vaga na zaga.

O Flamengo:

Adversário direto do furacão na tabela,busca com seu mando de campo voltar a vencer,já que na última rodada não saiu de um empate sem gols contra o Santos.Para a partida o técnico Zé Ricardo não poderá contar com Marcelo Cirino lesionado,Mancuello deve ser a novidade,já o lateral Rodinei que estava de fora retorna ao time,sendo assim o Flamengo deve ir a campo com: Alex Muralha, Pará, Réver, Rafael Vaz e Chiquinho; Márcio Araújo, Willian Arão, Federico Mancuello, Alan Patrick e Everton; Paolo Guerrero

Ficha Técnica:

FLAMENGO X ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Kléber Andrade, em Cariacica (ES)
Data: 6 de agosto de 2016 (Sábado)
Horário: 18h30(de Brasília)
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (Fifa-MG) e Celso Luiz da Silva (MG)
FLAMENGO: Alex Muralha, Pará, Réver, Rafael Vaz e Chiquinho; Márcio Araújo, Willian Arão, Federico Mancuello, Alan Patrick e Everton; Paolo Guerrero
Técnico: Zé Ricardo
ATLÉTICO: Santos, Rafael Galhardo (Léo), Paulo André (Wanderson), Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Hernani e Vinícius; Marcos Guilherme (Lucas Fernandes), Pablo e Walter
Técnico: Paulo Autuori
Relembre o último duelo entre furacão e Flamengo.


Mais uma vitima:Walter marca dois,e furacão derrota o Corinthians na baixada.


Em um uma noite de casa cheia na arena da baixada,Walter foi o protagonista dando a vitória ao furacão por 2a0 contra o líder Corinthians.Após um primeiro tempo sem gols o rubro negro se impôs na segunda etapa e saiu com mais uma vitória como mandante e segue na luta direta pelo G-4.A gora o furacão viaja até Cariacica onde fecha sua participação no primeiro turno contra o Flamengo.

O JOGO:

O primeiro tempo da partida mostrou dois times muito dispostos a marcar e correr, mas com pouca aptidão para criar lances de gol. O Alvinegro ainda tinha a desculpa de se resguardar nos momentos iniciais para não deixar os donos da casa usarem o ímpeto da torcida. O Furacão, no entanto, não só esbarrou no defensivo adversário como viveu apenas de lampejos do centroavante Walter.
Enquanto o centroavante adversário brigava com Yago e Balbuena, o Timão se ressentia exatamente de alguém que fizesse essa função. Sem espaço para sair jogando no campo de defesa, a alternativa foi tentar lançamentos longos para Lucca e Romero. O paraguaio ainda conseguiu aparar algumas bolas para os companheiros, mas o substituto de André não se achou dentro de campo como “falso 9”.
O lance de maior perigo foi dos donos da casa, aos 20 minutos de bola rolando, quando Marcos Guilherme recebeu cruzamento de Hernani, aproveitou vacilo de Uendel e subiu livre para cabecear. O atacante, porém, não conseguiu cabecear a bola da forma correta, testando fraco e exigindo apenas uma defesa tranquila de Cássio.
Na resposta, os visitantes também quase aproveitaram um vacilo de marcação para abrir o placar. Aos 35 minutos, Fagner recebeu pelo lado direito e tentou passe em profundidade para Romero, que estava impedido. O paraguaio parou no lance, assim como a defesa, dando a chance de o defensor disparar, evitar a saída pela linha de fundo e deixar Bruno Henrique em boa condição, na marca do pênalti. O volante dominou e chutou, mas Santos encaixou a bola
O Corinthians voltou melhor no segundo tempo, adiantando a sua marcação e dificultando a saída de bola do Furacão. Forçado a dar os longos lançamentos que marcaram o primeiro tempo corintiano, o time anfitrião foi acuado em seu campo de defesa, dando mais oportunidades de gol ao Timão.
A primeira foi logo aos sete minutos, quando Elias aproveitou erro na saída de bola dos rubro-negros e chutou da entrada da área. A bola passou raspando a trave esquerda de Santos, que se esticou todo. Depois, aos 21, foi a vez do arqueiro brilhar. Após escanteio da direita, Bruno Henrique desviou na primeira trave e Romero, desequilibrado, completou com o joelho. Santos esticou o braço direito e fez linda defesa.
Sem conseguir transformar seu domínio em gols, o Corinthians viu o rival mostrar qualidade para buscar a vitória. Após vacilo geral da defesa, a começar com a marcação frouxa no meio-campo, o Alvinegro viu a bola ser alçada no lado direito, Pablo deixou a bola passar e Walter dominou bem com a barriga, já ajeitando com a perna esquerda. O centroavante, então, bateu forte, rasteiro, cruzado, sem chances para Cássio.
Foi a senha para Cristóvão tirar um volante e colocar Luciano, peça que faltava desde o início, mas já era tarde. Marlone ainda sofreu falta perigosa, mas Giovanni Augusto, para completar sua má atuação, cobrou mal, na barreira. No rebote, Uendel errou e deu contra-ataque para Lucas Fernandes, que carregou até deixar Walter frente a frente com Cássio para selar o 2 a 0.
Ficha Técnica:
Atlético-PR 2 x 0 Corinthians.
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 03 de agosto de 2016, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa- RS)
Assistentes: Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS) e Lúcio Beiersdorf Flor (RS)
Público: 25.379 pagantes
Renda: R$ 965.945,00
Cartões amarelos: Léo, Paulo André e Lucas Fernandes (Atlético-PR)
Gol:
ATLÉTICO-PR: Walter, aos 31 e aos 42 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR:  Santos; Léo (Rafael Galhardo), Thiago Heleno, Paulo André e Sidcley; Otávio, Hernani e Vinícius (Rossetto); Marcos Guilherme (Lucas Fernandes), Pablo e Walter
Técnico: Paulo Autuori
CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Yago, Balbuena e Uendel; Bruno Henrique (Luciano), Elias, Giovanni Augusto e Marquinhos Gabriel (Guilherme); Romero e Lucca (Marlone)
Técnico: Cristóvão Borges
Veja como foi o jogo:

Que venha o líder:Atlético recebe o Corinthians na arena.


Na noite dessa quarta feira,o furacão recebe o líder Corinthians na arena da baixada,em busca da reabilitação após a derrota na última rodada,podendo contar coma  volta de jogadores importantes o rubro negro espera com o apoio da torcida conquistar três pontos e seguir na luta pelo G-4 do brasileirão,e se reabilitar no campeonato,para a partida o técnico Paulo Autuori terá a volta de jogadores importantes para o time.

O TIME:

Para a partida,o treinador terá a volta de jogadores como zagueiro Paulo André,os laterais Sidcley e Léo,os volantes Otávio e Hernâni o meia Vinicius e o atacante Walter ainda existe uma dúvida na lateral entre Léo e Galhardo,no meio campo entre Juninho e Yago,e claro a maior delas no gol Santos e Rodolfo brigam pela vaga de Weverton que foi convocado para a disputa dos jogos olímpicos com a seleção brasileira,bom lembrar que o volante Deivid,o meia Nikão e o atacante André Lima seguem 
de fora.

O Corinthians:

Agora líder,o Corinthians busca manter o embalo no brasileirão,o técnico Cristovão Borges fará apenas uma mudança no time em relação ao último jogo,André que vinha sendo titular levou o terceiro amarelo e cumpre suspensão,dessa forma Lucca será o atacante ao lado de Romero dessa forma,o Corinthians vai a campo com:Cássio; Fagner, Yago, Balbuena e Uendel; Bruno Henrique, Elias, Giovanni Augusto e Marquinhos Gabriel; Romero e Lucca

Ficha Técnica:

ATLÉTICO-PR X CORINTHIANS
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 03 de agosto de 2016, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa- RS)
Assistentes: Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS) e Lúcio Beiersdorf Flor (RS)
ATLÉTICO-PR:  Santos (Rodolfo); Léo (Rafael Galhardo), Thiago Heleno, Paulo André e Sidcley; Otávio, Hernani e Vinícius; Yago (Juninho), Pablo e Walter
Técnico: Paulo Autuori
CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Yago, Balbuena e Uendel; Bruno Henrique, Elias, Giovanni Augusto e Marquinhos Gabriel; Romero e Lucca
Técnico: Cristóvão Borges
Relembre o último duelo entre furacão e Corinthians: