sábado, 30 de março de 2013

Veja os gols do empate do furacão contra o Londrina.


Só empate:Furacão tenta reação mas não sai do empate contra o Londrina.


Dessa vez o furacão não conseguiu o gol no final do jogo,apesar da,pressão e gol de empate o rubro-negro não saiu do 1a1 contra o Londrina no eco estádio,e deixa escapar a oportunidade de assumir a pona da tabela,ficando em segundo lugar com 17 pontos 2 a menos que o próprio Londrina.Agora o sub-23 do furacão volta a jogar fim de semana que vem contra o Arapongas,e quarta feira o rubro negro foca sua estréia na Copa do Brasil contra o Brasil de Pelotas no estádio Bento Freitas.

O JOGO:

A defesa londrinense começou a partida um pouco nervosa, enquanto o Furacão tentava impor seu ritmo. Aos três minutos, Harrison arriscou de fora da área, pela linha de fundo. Aos poucos o jogo fiava mais aberto, com as duas equipes buscando o ataque. Aos nove minutos, Neílson tentou entrar na are para arrematar, mas não passou por Jean Felipe. Aos 12 minutos, Zezinho cobrou falta na área e Danilo saiu bem para interceptar.
 O Tubarão cresceu de produção, até que, aos 16 minutos, Bruno cobrou falta na medida para Dirceu subir e tocar de cabeça para o fundo do gol e abrir o placar. Aos 22 minutos, falta perigosa para Celsinho cobrança, na entrada da área atleticana, mas o meia carimbou a barreira. Muita disputa e correria, mas poucas oportunidades de gol.
O Tubarão estava mais consciente em campo, tocando melhor a bola e esperando para sair no contra-ataque. Aos 36 minutos, Heracles mandou uma bomba na sobra de bola, acertando a mão de Dirceu. O torcedor pediu pênalti, mas a arbitragem andou o jogo seguir. Aos 42 minutos, Danilo saiu muito mal do gol, Zezinho cruzou e Wendell apareceu para salvar.
Para a etapa final, nenhuma mudança nas duas equipes. O Londrina apostava nas bolas paradas. Aos quatro minutos, Gilvan cobrou em boa posição, mas isolou. A resposta veio na mesma moeda, aos sete minutos, com Harrison, que parou nas mãos de Danilo. Troca de passes no ataque atleticano, aos 10 minutos, com Zezinho e Héracles, que errou na hora do último passe.
O furacão tinha maior volume de jogo, mas não conseguia chegar ao empate. Aos 14 minutos, depois de muita pressão, Douglas Coutinho finalizou, a bola sobrou para Zezinho, que emendou uma bomba, para fora. Aos 20 minutos, Edigar Junior, em seu primeiro lance, acertou um belo chute, que desviou no caminho e saiu da trajetória do gol. Germano também arriscou de longe, aos 26 minutos, mas Santos estava bem posicionado.
Recuado, o Tubarão se segurava do jeito que dava e continuava esperando um erro do adversário. Aos 30 minutos, Bruno cobrou escanteio fechado para a zaga afastar. O Furacão iniciou uma nova pressão, até que, aos 34 minutos, cruzamento na área e Gilvan desviou para seu próprio gol para ceder o empate. O jogo ganhou em emoção. Aos 37 minutos, Alexandre Oliveira invadiu a para e fuzilou para grande defesa de Santos. Mais uma vez o Rubro-Negro parecia que buscaria a virada nos minutos finais, mas desta vez ficou no empate.
FICHA TÉCNICA:
ATLÉTICO PARANAENSE 1 X 1 LONDRINA
Local: Ecoestádio Janguito Malucelli, em Curitiba (PR) 
Data: 30 de março de 2013, sábado 
Horário: 16 horas (de Brasília) 
Árbitro: Rafael Traci 
Assistentes: Ivan Carlos Bohn e Sidmar dos Santos Meurer 

Cartões amarelos: Héracles (Atlético); Dirceu, Celsinho e Weverton (Londrina) 
Gols: ATLÉTICO: Gilvan (contra), aos 34 minutos do segundo tempo LONDRINA: Dirceu, aos 16 minutos do primeiro tempo 

ATLÉTICO: Santos; Jean Felipe (Lucas Dantas), Erwin, Rafael Zuchi e Héracles (Edigar Junio); Renan Foguinho, Hernani, Harrison (Marcos Guilherme) e Zezinho; Crislan e Douglas CoutinhoTécnico: Arthur Bernardes 

LONDRINA: Danilo; Maicon, Dirceu, Gilvan e Wendell; Serginho Paulista, Bruno, Germano e Celsinho; Neílson (Silvio) e Wéverton (Alexandre Oliveira) 
Técnico: Cláudio Tencati

sexta-feira, 29 de março de 2013

Jogo decisivo:Furacão recebe o Londrina pra assumir a liderança.


Nesse sábado no eco estádio,o furacão recebe o Londrina,líder do returno do estadual com uma vitória o furacão assume  a liderança do campeonato e fica perto de conquistar a vaga an final do estadual jogamndo em casa,o furacão terá seu ótimo retrospecto no eco estádio,a força da sua torcida e seu time completo para buscar os três pontos e se tornar líder do estadual.Para a partida o técnico Arthur Bernardes terá seu time completo pra encarar o tubarão.

O TIME:

Para a partida o treinador terá a volta de Renan Foguinho que volta de suspensão assim terá mais uma opção para meia cancha,porém a tendencia é que Renatinho e Hernâni  sejam mantidos na meia cancha ao lado de Marcos Guilherme e Zezinho,Jean Felipe também deve ser mantido na lateral direita sendo assim deve  praticamente o mesmo time da partida passada contra o Paranavaí.

FICHA TÉCNICA:


ATLÉTICO PARANAENSE X LONDRINA
Local: Ecoestádio Janguito Malucelli, em Curitiba (PR)
Data: 30 de março de 2013, sábado
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Rafael Traci
Assistentes: Ivan Carlos Bohn e Sidmar dos Santos Meurer
ATLÉTICO: Santos; Jean Felipe, Erwin, Rafael Zuchi e Héracles; Renatinho, Hernani, Marcos Guilherme e Zezinho; Crislan e Douglas Coutinho
Técnico: Arthur Bernardes
LONDRINA: Danilo; Maicon, Dirceu, Gilvan e Wendell; Serginho Paulista (Silvio), Bruno, Germano e Celsinho, Neílson e Wéverton
Técnico: Cláudio Tencati.

Relembre como foi furacão e Londrina no primeiro turno.


De olho no Inimigo:informações do Londrina.


O adversário de a,manhã do furacão no eco estádio o Londrina,vem a Curitiba pra uma decisão contra o rubro negro líder do segundo turno e já classificado a série D o time ainda tem um dos melhores ataques da competição e um dos artilheiros do torneio uma vitória na tarde desse sábado pode significar ao tubarão quase que a vaga na final do estadual contra o Coritiba,e para isso o técnico Claudio Tencanti terá mudanças an equipe titular que encara o furacão.

O TIME:

O tubarão terá a volta de um dos seus principais jogadores o atacante Celsinho que conseguiu uma liminar e deve começar jogando amanhã jogador forma a armação com Bruno,contra partida o volante Diego Roque está suspenso e não joga Silvio e Serginho Paulista brigam pela vaga na meia cancha ao lado do capitão Germano,na frente a dupla de ataque é formada por Weverton e Neilson.Sendo assim o provável Londrina é:Danilo; Maicon, Gilvan, Dirceu e Wendell; Silvio (Serginho Paulista), Germano, Bruno e Celsinho; Wéverton e Neílson

quarta-feira, 27 de março de 2013

Daquele jeito:Como sempre no final,furacão vence o o Paranavaí e cola de vez na liderança.


Não podia ser diferente,o furacão martelou o jogo todo mas novamente deixou pra vencer aos 46 do segundo tempo,outra vez com Douglas Coutinho,com a vitória o furacão vai a 16 pontos na tabela 2 a menos que o líder Londrina,aliás esse Londrina que será o adversário do rubro negro nesse sábado no eco estádio,vencendo o furacão assume a liderança do returno.

O JOGO:


O Vermelhinho tentava impor seu ritmo em casa e, aos quatro minutos, criou a primeira chance com Felipe Rafael, que passou com quis pela defesa e disparou o chute pela linha de fundo. Dois minutos depois a resposta, com Hernani, que aproveitou cobrança de escanteio para tesar pela linha de fundo. O ritmo era fraco, com muito toque de bola no meio-campo e pouca ofensividade.
Aos poucos o Furacão, em jogadas individuais, tentava penetrar na defesa adversária. Aos 12 minutos, Zezinho partiu para cima, abriu espaço e chutou para fora, com perigo. O Paranavaí devolveu com Celinho, logo na sequência, batendo de fora da área para boa defesa de Santos. Em contra-ataque fulminante, Héracles serviu Zezinho, aos 17 minutos, e o meia bateu pela linha de fundo, perdendo uma chance incrível.
Pressão atleticana e, aos 21 minutos, Jean Felipe recebeu na área e carimbou a trave. O poste apareceu novamente no caminho atleticano, aos 25 minutos, em chute de Coutinho após cobrança de escanteio. O rubro negro tentava de todas as formas, mas não conseguia abrir o placar. Aos 30 minutos, Renatinho, de frente para o gol, apenas recuou. O Vermelhinho chegou a balançar as redes, com Celinho, aos 36 minutos, mas o árbitro anulou.
Para a segunda etapa, as equipes retornaram sem alterações. Aos três minutos, Crislan e Alex Noronha dividiram no ar e o atleticano ganhou escanteio. Aos cinco minutos, Rilber respondeu, aparecendo na cara de Santos, que se fez uma intervenção precisa para salvar. Aos oito minutos foi a vez de Mineiro arriscar o chute para mais uma defesa do camisa 1 rubro-negro.
O Vermelhinho voltou com mais vontade após o intervalo. Aos 15 minutos, Wesley recebeu com liberdade, mas o árbitro parou o lance e marcou o impedimento. Aos 18 minutos, Celinho fez a jogada e cruzou na área. A zaga atleticana tirou do jeito que deu. Na sobra, Wesley chutou sobre a defesa. O furacão volta a acordar aos 21 minutos, em cobrança de falta ensaiada que Hernani completou para defesa de Naldo.
O jogo se encaminhava para os minutos finais sem grandes perspectivas de abertura do placar. Douglas Coutinho tentou resolver sozinho, aos 30 minutos, e foi desarmado pela defesa. Edgar Junio aproveitou cochilo da zaga do Vermelhinho, aos 35 minutos, mas chutou muito fraco, sem perigo. Pablo ainda teve uma chance, aos 41 minutos e chutou em cima do goleiro. Porém, como está virando tradição para este time, aos 47 minutos, Douglas Coutinho, decretou a vitória.
FICHA TÉCNICA:
Local: Estádio Municipal Dr. Waldemiro Wagner, em Paranavaí (PR) 
Data: 27 de março de 2013, quarta-feira
Horário: 20h30 (de Brasília) 
Árbitro: Selmo Pedro dos Anjos Neto
Assistentes: Luiz Henrique de Souza Santos Renesto e Alessandro Rodrigues Mori
Cartões amarelos: Felipe Rafael e Alex Noronha (Paranavaí); Héracles (Atlético) 
Gol: ATLÉTICO-PR: Douglas Coutinho, aos 47 minutos do segundo tempo
PARANAVAÍ: Naldo; Célio Lima, Marinho, Alex Noronha e Wesley; Schneider, Mineiro, Rilber (Cris Fernandes) e Alex Ricardo; Celinho e Felipe Rafael (Salatiel) 
Técnico: José Maria
ATLÉTICO-PR: Santos; Jean Felipe, Erwin, Rafael Zuchi e Héracles (Anderson Tasca); Renatinho (Edgar Junio), Hernani, Marcos Guilherme (Pablo) e Zezinho; Crislan e Douglas Coutinho
Técnico: Arthur Bernardes

terça-feira, 26 de março de 2013

Na luta pela liderança:furacão encara o Paranavaí,pra chegar a liderança.


O furacão sub-23 volta a campo amanhã as 20:30 no estádio Waldomiro Wagner contra o Paranavai,após completar 89 anos de existência o furacão busca a liderança do estadual fora de casa para isso o rubro negro terá que encarar um adversário desesperado que não vence a oito jogos,o que mostra que o furacão não terá facilidades na partida de amanhã.Quanto ao time o técnico Arthur Bernardes deve promover mudanças na equipe em relação ao jogo anterior.

O TIME:
Para a partida o treinador não poderá contar com Renan Foguinho que está suspenso,Manteiga pode ser o substituto na meia cancha,além dele Maycon Canario Otávio e Elivélton podem aparecer no setor,outro que não estará a disposição será o meia Harrison suspenso.

FICHA TÉCNICA:


PARANAVAÍ X ATLÉTICO PARANAENSE
Local: Estádio Municipal Dr. Waldemiro Wagner, em Paranavaí (PR)
Data: 27 de março de 2013, quarta-feira
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Selmo Pedro dos Anjos Neto
Assistentes: Luiz Henrique de Souza Santos Renesto e Alessandro Rodrigues Mori
PARANAVAÍ: Naldo; Célio Lima, Marinho, Alex Noronha e Wesley; Schneider, Mineiro, Rilber e Alex Ricardo; Celinho e Felipe Rafael
Técnico: José Maria
ATLÉTICOSantos; Renato, Erwin, Rafael Zuchi e Heracles; Manteiga, Hernani, Bruno Pelissari (Marcos Guilherme) e Zezinho; Douglas Coutinho e Crislan.
Técnico: Arthur Bernardes

Veja como foi furacão e Paranavaí no primeiro turno.


De olho no inimigo:informações do Paranavaí.


O adversário de amanhã a noite do furacão o ACP,vive uma situação complicada no estadual e amanha contra o rubro negro tenta s erecuperar e se afastar da zona de rebaixamento o time do técnico José Maria não vence a oito jogos a última vitória aconteceu contra o Nacional quando era comandado pelo treinador Ney Cesar.Para a partida de amanhã o time terá a volta do volante Cris Fernandes o time atua no 4-4-2 e deve ir a campo com:Naldo; Célio Lima, Marinho, Alex Noronha, Wesley; Schneider, Mineiro, Rilber, Alex Ricardo; Celinho, Felipe Rafael.

FURACÃO 89 ANOS DE GLORIA E ALEGRIA!!!


Hoje 23 de março de 2013 não foi um dia qualquer,foi um dia especial foi um dia onde nós torcedores do maior clube do estado cantamos parabéns a nossa paixão,paixão em duas cores a paixão rubro negra,paixão que nos emociona a cada gol,a cada jogo disputado faz derramar lágrimas sejam nas vitórias ou nas derrotas.Sem dúvidas que o dia de hoje é super especial pois comemorar o aniversario de um clube da grandeza do nosso furacão não é pra qualquer um,por isso nós torcedores rubro-negros vamos sim vibrar,gritar no mais alto tom ATLÉTICOOOOOOOOO,que nós orgulha cada dia mais de poder ter a oportunidade de te amar.Enfim aqui vai uma singela homenagem do blog nosso furacão com uma simples imagem,e com amais bela poesia que se tem.o hino do nosso furacão.#CAP89


Atlético! Atlético!
Conhecemos teu valor,
E a camisa Rubro Negra,
só se veste por amor.
E a camisa Rubro Negra,
só se veste por amor
Vamos marchar, sempre cantando,
o hino do furacão, e no peito ostentando,
a faixa de campeão.
O coração atleticano,
estará sempre voltado,
Para os feitos do presente,
e as glórias do passado.
À tradição vigor sem jaça,
nos legou o sangue forte,
Rubro Negro é quem tem raça,
e não teme a própria morte.


domingo, 24 de março de 2013

Virada no final:furacão vence de virada e cola na liderança.


Como não ´podia ser diferente o furacão deixou pra conquistar mais três pontos no apagar das luzes,nesse domingo contra o Cianorte não foi diferente,com gols de Douglas Coutinho e Edigar Junio o furacão bateu os donos da casa e fica perto da liderança agora o furacão volta a campo contra o Paranavaí.

O JOGO:

Apesar da distância na tabela de classificação (o Furacão era o vice-líder antes da rodada, e o Cianorte, o nono colocado), os times protagonizaram partida equilibrada até os 30 minutos. Os visitantes ameaçaram com Hernani, em chute de longe, e Crislan, com desvio após cobrança de falta - as duas finalizações foram direto para fora. Os mandantes responderam com João Paulo e Juliano. Eles pararam, respectivamente, em Renan Foguinho e Santos.O rubro negro tinha dificuldades para criar lances de perigo - principalmente porque os responsáveis pela armação, Bruno Pelissari e Hernani, estavam em tarde pouco inspirada. Apesar disso, antes do intervalo, os comandados de Arthur Bernardes ainda assustaram com Douglas Coutinho, Bruno Pelissari e Erwin. Porém, eles não aproveitaram as chances. Aí foi o time da casa que abriu o placar no Albino Turbay. Após cruzamento rasteiro da direita, o atacante Ícaro, completamente livre na área, desviou de letra e mandou para o fundo das redes - Cianorte 1 a 0.
 No começo do segundo tempo, o panorama da partida não mudou. O Furacão sofria para chegar ao gol adversário, e o Cianorte ameaçava em lances esporádicos - como em dois chutes de Juliano, defendidos pelo goleiro Santos. Arthur Bernardes, então, trocou Bruno Pelissari por Marcos Guilherme. E o gol de empate não demorou. Aos 17, xodó atleticano disparou pelo lado direito e cruzou com precisão para Douglas Coutinho, que bateu de pé direito para deixar tudo igual - 1 a 1.Em busca do gol da vitória, os dois técnicos mexeram. Ronaldo Bagé trocou Juliano por Eydson. Já Arthur Bernardes tirou Heracles e colocou Harrison. Mas o jogo não mudou. O Cianorte era perigoso. Diego Dedoné quase recolocou o time da casa em vantagem. Ele driblou o goleiro Santos, mas não aproveitou. Como quem não faz, leva... Edigar Junio, que entrou na vaga de Crislan, recebeu de Marcos Guilherme e completou para as redes - Furacão 2 a 1.Antes do apito final, Douglas Coutinho ainda acertou a trave do goleiro Paes. Mas nada que estragasse a festa rubro-negra no Estádio Albino Turbay.

FICHA TÉCNICA:


CIANORTE 1 X 2 ATLÉTICO PARANAENSE
Data: 24/03/13 – Domingo
Local: Estádio Olímpico Albino Turbay - Cianorte
Horário: 16:00 Horas
Árbitro: Rogério Menon da Silva (FPF)
Assistentes: Arestides Pereira da Silva Jr. (CBF-2) e Luiz Paulo Galli (FPF)

CIANORTE: Paes; Diego Dedoné, Tairone, João Paulo, Maurício e Digão; Cleiton, Alemão, Paulinho e Juliano(Eydison); Dedoné e Ícaro.
Técnico: Ronaldo Bagé.

ATLÉTICO: Santos; Renato, Erwin, Rafael Zuchi e Héracles (Harrison); Renan Foguinho, Hernani, Bruno Pelissari (Marcos Guilherme) e Zezinho; Crislan (Edigar Junio) e Douglas Coutinho
Técnico: Arthur Bernardes


Em busca da liderança:Furacão encara o Cianorte em busca do primeiro lugar.


Na tarde desse domingo o furacão vai até Cianorte encara o time da casa as 16 horas no estádio Albino Turbay,o furacão que o terceiro colocado na tabela,busca hoje um resultado positivo para chegar a liderança do estadual nesse segundo turno.Para isso o time de Arthur Bernardes terá força máxima já que o time não tem jogadores suspensos nem vetados por lesão sendo asim o rubro negro terá todos os jogadores a disposição.

O TIME:

Para a partida de hoje o técnico Arthur Bernardes terá a volta de 4 jogadores a equipe são eles,o goleiro Santos,o zagueiro Bruno Costa,além do meia Hernâni outro que volta é o lateral Léo que estava suspenso,sendo assim Santos deve voltar ao gol no lugar de Hugo,Bruno na zaga no lugar de Erwin,Hernâni volta ao meio campo e Léo disputa a vaga na lateral com Renato.

FICHA TÉCNICA:

CIANORTE X ATLÉTICO PARANAENSE 
Data: 24/03/13 – Domingo
Local: Estádio Olímpico Albino Turbay - Cianorte 
Horário: 16:00 Horas
Árbitro: Rogério Menon da Silva (FPF) 
Assistentes: Arestides Pereira da Silva Jr. (CBF-2) e Luiz Paulo Galli (FPF)

CIANORTE: Paes; Lisa, Alexandre Luz, Maurício e Digão; Cleiton, Thiago Ferreira, Paulinho e Juliano; Dedoné e Ícaro.
Técnico: Ronaldo Bagé.

ATLÉTICO: Santos; Renato (Léo), Rafael Zuchi, Bruno Costa e Heracles; Renan Foguinho, Hernani, Bruno Pelissari e Zezinho; Douglas Coutinho e Crislan.
Técnico:Arthur Bernardes.

sábado, 23 de março de 2013

Relembre como foi furacão e Cianorte no primeiro turno.


De olho no inimigo:Informações do Cianorte.


O Cianorte adversário de amanhã do furacão,não faz um bom campeonato ocupando anona posição com 3 pontos ganhos o leão do vale luta contra o rebaixamento,comandado pelo técnico Bagé o time vem de derrota na última rodada e jogando em casa o time tenta sua recuperação.Mesmo com a derrota o treinador deve manter o mesmo time da última rodada sendo assim o Cianorte deve ir a campo com:Paes; Lisa, Alexandre Luz, Maurício e Digão; Cleiton, Paulinho, Juliano e Thiago Ferreira; Diego Dedoné e Ícaro 

quinta-feira, 21 de março de 2013

Outra vez no fim:Com gol no finalzinho do jogo,furacão vence e cola no líder.


Mais uma vez,o furacão deixou pra vencer no fim da partida,contra o Toledo o furacão voltou a marcar no apagar das luzes e venceu o Toledo por 3a2 de virada,após de ficar duas vezes atras do placar Crislan marcou duas vezes e Douglas Coutinho deram a vitória ao rubro negro que agora é vice líder do estadual com  10 pontos ganhos.Na próxima rodada o furacão vai até Cianorte encarar o time da casa.

O JOGO:


O Toledo não se intimidou com o furacão e surpreendentemente levava mais perigo nos minutos iniciais. Aos três minutos, Cícero aproveitou rebote e mandou por cima da meta. Mas, aos sete minutos, Cícero cruzou na medida para Eurico disparar para o fundo do gol. O Rubro-Negro acordou e chegou ao empate com Douglas Coutinho, aos 13 minutos, aproveitando jogada de Crislan.
A comemoração durou pouco. Aos 16 minutos, a zaga atleticana cochilou e Marcelo Guerreiro apareceu na área para testar firme para o fundo das redes. O jogo era movimentado, com o time do interior mostrando muita disposição, especialmente na marcação. Aos 22 minutos, Cícero pegou sobra de bola e tentou o arremate, que explodiu na defesa atleticana.
O Furacão tinha muita dificuldade para chegar ao campo de ataque e não conseguia criaroportunidades reais de gol. Aos 33 minutos, Héracles mandou uma bomba de fora da área e Ney fez boa defesa. Pressão do rubro-negro e, aos 40 minutos, Héracles recebeu o passe, cruzou para a área e Crislan apareceu no meio da confusão para deixar tudo igual no placar.
Na segunda etapa, o Toledo voltou assustando. Logo no primeiro minuto, Juninho fez jogada individual e chutou pela linha de fundo, com perigo. Muita marcação no meio campo deixava a partida travada, sem muita emoção. Renatinho tentou então resolver sozinho, aos nove minutos, mas arrematou para muito longe, isolando a bola.
Thiago Almeida, que havia acabado de entras, aos 14 minutos, abriu espaço e chutou forte para grande defesa de Hugo. Mais Porco no ataque e, aos 19 minutos, Eduardo chutou, Hugo deu rebite e Warley apareceu impedido e não pode concluir a jogada. Safira, aos 25 minutos, recebeu bom lançamento, mas tentou enfeitar na hora do arremate, perdendo mais uma chance.
Já sem alternativas, o furacão arriscava do jeito que dava. Aos 30 minutos, Elivélton arriscou de muito longe, totalmente torto. Nas arquibancadas, os pouco mais de dois mil torcedores presentes mostravam insatisfação com o Rubro-Negro. Aos 40 minutos, Edigar Junior invadiu a área, mas preferiu simular uma falta ao invés de avançar. Mas, aos 46 minutos, Harrison cruzou e Crislan subiu junto com Crislan, o último a tocar, para garantir os três pontos.
FICHA TÉCNICA:
Local: Ecoestádio Janguito Malucelli, em Curitiba (PR) 
Data: 21 de março de 2013, quinta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília) 
Árbitro: José Mendonça da Silva Jr. 
Assistentes: Moisés Aparecido de Souza e Wesley Waldir Marmitt
Cartões amarelos: Renan Foguinho, Zezinho, Erwin e Edigar Junio (Atlético-PR); Cícero e Alcir (Toledo) 
Gols: ATLÉTICO-PR: Douglas Coutinho, aos 13 minutos e Crislan, aos 40 minutos do primeiro tempo e aos 46 minutos do segundo tempo; TOLEDO: Eurico, aos 07 minutos e Marcelo Guerreiro, aos 16 minutos do primeiro tempo
ATLÉTICO-PR: Hugo; Renato, Rafael Zuchi, Erwin e Héracles (Edigar Junio); Renan Foguinho, Elivelton (Harrison), Bruno Pelissari (Marcos Guilherme) e Zezinho; Crislan e Douglas Coutinho
Técnico: Arthur Bernardes
TOLEDO: Ney; Marcelo Guerreiro, Alcir, Juninho e Daniel; Guego, Eurico, Cícero (Thiago Almeida) e Safira (Negretti); Eduardo e Warley (Fernandes) 
Técnico: Rogério Perrô

quarta-feira, 20 de março de 2013

Pra manter o embalo:Com desfalques,furacão encara o Toledo na briga pela liderança.


O sub-23 do furacão volta a campo na noite dessa quinta feira contra o Toledo no eco Estádio.buscando se manter perto da liderança o furacão vai a partida também para manter o embalo das últimas partidas,dessa vez o técnico Arthur Bernardes terá problemas para montar a equipe principal, e mudar muito a equipe para a partida de amanhã a noite o treinador tem dúvidas para montar o time.

O TIME:

O treinador não poderá contar com o goleiro Santos punido pelo STJD assim Alexandre e Hugo brigam pela posição,Bruno Costa também fica de fora sendo assim Rafael Zuchi aparece na zaga ao lado de Erwin,outro que fica de fora e o meia Hernani,que cumpre suspensão Manteiga deve aparecer como opção,e Renato volta a lateral na partida de amanhã,além disso Bruno Pelissari e Marcos Guilherme brigam por vaga na meia.

FICHA TÉCNICA:


Local: Ecoestádio Janguito Malucelli, em Curitiba (PR) 
Data: 21 de março de 2013, quinta-feira 
Horário: 19h30 (de Brasília) 
Árbitro: José Mendonça da Silva Jr. 
Assistentes: Moisés Aparecido de Souza e Wesley Waldir Marmitt
ATLÉTICO:Alexandre (Hugo), Renato, Rafael Zuchi, Erwin e Heracles; Renan Foguinho, Manteiga, Bruno Pelissari (Marcos Guilherme) e Zezinho; Douglas Coutinho e Crislan.
Técnico: Arthur Bernardes
TOLEDO: Ney; Marcelo Guerreiro, Alcir, Juninho e Fernandinho; Guego, Cícero, Victor Junior e Safira; Eduardo e Getterson. 
Técnico: Rogério Perrô.

Relembre como foi furacão e Toledo no primeiro turno.


De olho no inimigo:informações do Toledo.


O adversário dessa quinta feira do furacão o Toledo vem a Curitiba para surpreender o rubro negro,comandado pelo técnico Rogério Perro o time ocupa a nona posição com 2 pontos ganhos até aqui,e vem de derrota na última rodada.Mesmo com o mau inicio até o time não deve ter muitas mudanças,aliás deve ser o mesmo time da rodada passada sendo assim o Toledo deve ir a campo com:Ney; Marcelo Guerreiro, Alcir, Juninho e Fernandinho; Guego, Cícero, Victor Junior e Safira; Eduardo e Getterson. 

terça-feira, 19 de março de 2013

Outro tropeço:Em outro amistoso preparatório,furacão perde para o Cruzeiro.


Na sequencia em preparação para a temporada o furacão realizou na tarde dessa terça feira em Belo Horizonte outro jogo treino,dessa vez contra os reservas do Cruzeiro,e o time foi derrotado mais uma vez por 2a1 e de virada,apesar do resultado o treinador Ricardo Drubscky viu evolução na equipe e se diz otimista quanto a sequencia da equipe,e também frisou que usara 30% da equipe que disputa o estadual.Agora a equipe terá seu último amistoso contra o Danúbio do Uruguai dia 27,assim fechando sua preparação para a estreia na Copa do Brasil dia 3 contra o Brasil de Pelotas.

O JOGO:

O Furacão começou melhor, e não demorou a marcar. Aos 15 minutos, Marcão abriu o placar para o furacão. Bem posicionado, ele aproveitou o rebote de um chute que bateu na trave, e só empurrou para o gol. Três minutos depois, o Cruzeiro empatou. Vinícius Araújo recebeu na entrada da área, dominou no peito e bateu com precisão. Tudo igual. Aos 24 minutos, virada do Cruzeiro. Vinícius Araújo novamente. Ele tabelou com Ricardo Goulart pela direita, driblou o goleiro e tocou para as redes.

Cruzeiro e rubro negro fizeram um primeiro tempo equilibrado e com boas chances de gol. O Atlético exigiu duas boas defesas do goleiro Rafael. Já o Cruzeiro desperdiçou três boas chances com Ricardo Goulart. Os reservas da equipe mineira levaram o jogo-treino muito a sério, tanto que precisaram ser advertidos verbalmente pelo árbitro.O Atlético voltou do intervalo querendo o empate. Os primeiros minutos foram de pressão rubro-negra, e o time paranaense chegou duas vezes com perigo. Mas o ímpeto durou apenas nos primeiros quinze minutos. Logo o Cruzeiro conseguiu trocar passes e equilibrar o jogo. O técnico Marcelo Oliveira pôde observar alguns jogadores da equipe júnior, como o volante Bruno e o meia Lynneker

O segundo tempo foi menos agitado que o primeiro. Os times fizeram várias trocas, o que comprometeu a qualidade do jogo. O furacão seguiu melhor, mas não foi agudo o suficiente para buscar o empate. Já o Cruzeiro, embora não tenha chegado uma vez sequer com perigo na segunda etapa, mostrou tranquilidade para garantir o resultado. Já no final, Rafael garantiu a vitória, fazendo grande defesa em chute de Liguera.

Ficha Técnica:

Jogo-treino: Cruzeiro x Atlético Paranaense
Local: CT Toca da Raposa II
Data: 19/03/2013
Horário: 16h

Cruzeiro:
Rafael, Mayke, Leo, Thiago Carvalho e Lucas Silva; Tinga (Bruno), Wellington, Alisson (Elber) e Ricardo Goulart; Ananias (Lynneeker) (Alisson) e Vinicius Araújo.
Técnico: Marcelo Oliveira

Atlético Paranaense:
Weverton (Renan Rocha); Jonas, Manoel, Diego Ivo (Luiz Alberto) e Léo (Pedro Botelho); Deivid, João Paulo (Derley), Elias (Felipe) e Everton (Ederson);  Marcelo (Ligüera) e Marcão (Ciro)
Técnico: Ricardo Drubscky

Gols: Marcão, aos 15' do 1º T (Atlético Paranaense);  Vinicius Araújo, aos 18' do 1º  T;  aos 24' do 1º T (Cruzeiro)

domingo, 17 de março de 2013

Veja os gols do empate do furacão contra o Paraná.


Tudo igual:Furacão não sai do empate no clássico.


Em uma tarde fria,e em um gramado terrível na Vila Capanema o furacão não saiu do empate em 2a2 contra o Paraná,depois de sair perdendo o rubro negro chegou virar o jogo com dois gol de Douglas Coutinho mas acabou cedendo o empate ao tricolor com o resultado o furacão deixa liderança do estadual e cai para a terceira colocação com 7 pontos ganhos,e volta a campo quinta feira as 19:30 contra o Toledo no eco estádio.

O JOGO:


Sem outra escolha a não ser encarar o lamentável gramado da Vila, os times iniciaram o clássico mostrando motivação. Aos três minutos, Bruno Costa subiu na área após cruzamento de Zezinho e testou pra boa defesa de Luís Carlos. A reposta veio aos sete minutos, Lúcio Flávio lançou Luisinho, que não conseguia aproveitar a ótima enfiada de bola.
O campo esburacado quase atrapalhou a vida de Santos, que quase foi enganado após chute de Lúcio Flávio, aos 10 minutos. O Tricolor tinha maior posse de bola, enquanto o Furacão esperava para usar o contra-ataque como arma. Depois da correria inicial, o ritmo caiu bastante, com marcação forte no meio-campo. Aos 18 minutos, Héracles lançou para Zezinho, que não conseguiu alcançar a bola.
O Paraná voltou a aparecer no ataque aos 27 minutos, com Lúcio Flávio, que recebeu na entrada da área e emendou um chute pela linha de fundo. Até que, aos 31 minutos, Luisinho desviou na área e Reinaldo apareceu na segunda trave e completou para o fundo do gol, de bicicleta. Mas, dois minutos depois, Douglas Coutinho acertou um belo chute de fora da área e deixou tudo igual. O Furacão se empolgou e, aos 37 minutos, Coutinho recebeu na área e tocou na saída do goleiro para marcar.
Depois do intervalo, o Paraná voltou com Ângelo no lugar Gabriel Marques, que saiu lesionado. Aos quatro minutos, Carlinhos recebeu com liberdade, mas o árbitro parou o lance anotando o impedimento. O jogo era fraco, com as equipes com pouca criatividade e, independentemente do estado do gramado, sem conseguir criar chances reais.
Na bola parada, Zezinho encontrou Bruno Costa na área, aos 15 minutos, e o zagueiro cabeceou para fora. O Tricolor quase empatou aos 19 minutos, com Reinaldo, que tocou de cabeça, no travessão. Atacante, entretanto, não perdoou aos 22 minutos, aproveitando cruzamento na medida de Lúcio Flávio para empurrar para o fundo das redes. No lance seguinte Léo, do Atlético, foi expulso.
O jogo melhorou e, aos 28 minutos, Renan Foguinho arriscou o chute e a bola saiu pela linha de fundo. Zezinho, também de fora da área, arrematou aos 34 minutos, para fora. O tempo se esgotava e o placar final parecia definido, especialmente após a expulsão de Léo, que obrigou o Rubro-Negro a armar um ferrolho. Aos 47 minutos, Hernani cobrou falta perigosa e carimbou a barreira, sem mudar a contagem final.
FICHA TÉCNICA:
Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR) 
Data: 17 de março de 2013, domingo 
Horário: 16 horas (de Brasília) 
Árbitro: Fabio Filipus 
Assistentes: Diogo Morais e Daniel Cotrim de Carvalho 
Cartões amarelos: Alex Alves e Luisinho (Paraná); Bruno Pelissari, Hernani, Bruno Costa, Zezinho e Léo (Atlético) 
Cartão vermelho: Léo (Atlético-PR)
Gols: PARANÁ CLUBE: Reinaldo, aos 31 minutos do primeiro tempo e aos 22 minutos do segundo tempo ATLÉTICO-PR: Douglas Coutinho, aos 33 minutos e aos 37 minutos do primeiro tempo
PARANA CLUBE: Luís Carlos; Gabriel Marques (Ângelo), Alex Alves, Anderson e Gilton (JJ Morales); Zé Luís (Dudu), Ricardo Conceição e Lúcio Flávio; Luisinho, Carlinhos e Reinaldo 
Técnico: Toninho Cecílio
ATLÉTICO-PR: Santos; Léo, Rafael Zuchi, Bruno Costa e Héracles (Renatinho); Renan Foguinho, Bruno Pelissari (Marcos Guilherme), Hernani e Zezinho; Crislan (Erwin) e Douglas Coutinho 
Técnico: Arthur Bernardes

sábado, 16 de março de 2013

Pra cima deles:Para se manter líder furacão encara o Paraná.


Para se manter na liderança do segundo turno do estadual,o furacão encara amanhã as 16 horas na Vila Capanema o Paraná Clube,vindo de três vitória seguidas o time de Arthur Bernardes busca amanhã mais uma vitória e se garantir na ponta da tabela.Em meio as polêmicas criadas na semana relacionadas ao gramado do estádio o furacão pouco falou sobre o assunto e vai para o jogo com o objetivo único da vitória.Para a partida o treinador não deve fazer muitas mudanças em relação a equipe que venceu o Nacional na última rodada,porém com as voltas de Renato e Zezinho o furacão pode ter novidades.

O TIME:
 Com a volta desses dois atletas Léo e Bruno Pelissari devem perder a vaga,Léo Pereira que é zagueiro está servindo a seleção sub-17 e também desfalca o furacão amanhã,Heracles e Anderson Tasca brigam por uma vaga na lateral da esquerda a ferente seguem Douglas Coutinho e Junior de Barros.

FICHA TÉCNICA:

FICHA TÉCNICA
PARANÁ CLUBE X ATLÉTICO PARANAENSE
Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR)
Data: 17 de março de 2013, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Fabio Filipus
Assistentes: Diogo Morais e Daniel Cotrim de Carvalho
PARANÁ CLUBE: Luís Carlos; Gabriel Marques, Alex Alves, Anderson e Massari; Zé Luís, Ricardo Conceição, Luisinho e Lúcio Flávio; Carlinhos e Reinaldo
Técnico: Toninho Cecílio
ATLÉTICO-PR: Santos; Renato, Rafael Zuchi, Bruno Costa e Heracles (Anderson Tasca); Renan Foguinho, Manteiga, Hernani e Zezinho; Douglas Coutinho e Junior Barros.
Técnico: Arthur Bernardes

Relembre como foi furacão e Paraná no primeiro turno.


De olho no inimigo:Informações do Paraná Clube.


O Paraná adversário de amanhã do furacão as 16 horas na Vila Capanema faz mistérios na sua escalação o técnico Toninho Cecílio esconde a escalação do time tricolor e só deve confirmar minutos antes do clássico de amanhã.Nos trabalhos da semana o treinador frisou que o time precisa ir a frente e atacar o furacão sendo assim,uma novidade pode ser Carlinhos no ataque ao lado de Reinaldo outro que pode aparecer é Luisinho que estava fora nas últimas partidas,porém não poderá contar com o zagueiro Alex Bruno que está suspenso pelo terceiro amarelo a zaga deve ser formada por Anderson e Alex Alves,sendo assim um provável Paraná Clube é:Luis Carlos; Gabriel Marques, Anderson, Alex Alves e Massari; Zé Luis, Ricardo Conceição, Wellington e Lucio Flavio; Carlinhos (JJMorales) e Reinaldo.

quinta-feira, 14 de março de 2013

Confira os gols do furacão sobre o Nacional.


Em primeiro:sub 23 vence o Nacional e assume a liderança.


Enquanto o time principal do furacão estava em Goias o sub 23 fazia mais uma partida pelo estadual,e conseguiu sua terceira vitória seguida no campeonato e assim assumindo a liderança do estadual de 2013.Mesmo sem fazer um grande jogo o rubro negro foi superior e com gols de Douglas Coutinho e Marcos Guilherme que entrou no segundo tempo o tim bateu o Nacional por 2a0 e assumiu a liderança do estadual.Agora o furacão volta a campo no próximo domingo as 16 horas na Vila Capanema para o clássico contra o Paraná Clube.

O JOGO:


Com a pior campanha da competição, o NAC precisava buscar pontos em casa para iniciar a luta contra o rebaixamento. Aos três minutos, Doriva cobrou falta forte e Santos agarrou firme no meio do gol. O time da casa tinha maior posse de bola e se defendia bem, impedindo o progresso do Furacão. Aos oito minutos, Léo Pereira arrematou e carimbou a defesa.
Sem conseguir penetrar na defesa do Nacional, o Atlético levou seu primeiro grande perigo em cobrança de falta de Hernani, aos 17 minutos, obrigando Vinícius a se esticar todo para ceder escanteio. Mas, aos 23 minutos, Douglas Coutinho recebeu lançamento de Bruno Pelissari, sem marcação, e tocou na saída do goleiro para balançar as redes.
O Rubro-Negro subiu de produção e passou a dominar as ações, embora sem criar. Aos 27 minutos, Léo abriu espaço e arriscou o chute pela linha de fundo. Gustavo tentou responder, aos 36 minutos, e parou em grande defesa de Santos, que impediu o empate. Aos 40 minutos, Doriva cobrou falta e o goleiro atleticano pegou mais uma.
Na segunda etapa, o NAC começou assustando, logo no primeiro lance, com Thiago Henrique, na cara do gol, sozinho, arrematando para fora, desperdiçando uma chance incrível. Aos seis minutos, Bruno Flores invadiu a área e chutou cruzado, em cima da zaga rubro-negra. Aos 10 minutos, Bruno Pelissari cobrou falta na área e a zaga afastou antes da chegada de Bruno Costa.
Júnior de Barros teve a chance de ampliar, aos 13 minutos, após passe açucarado de Hernani, com um chute no cantinho e Vinícius foi buscar. O Atlético abusava da arte de perder gols feitos. Aos 18 minutos, Junior de Barros recebeu na cara do gol e arrematou em cima do goleiro. Aos 20 minutos, o atacante recebeu outro ótimo passe e cochilou, sendo facilmente desarmado.
A chuva aumentou no Janguitão e o ritmo diminuiu. Até que, aos 31 minutos, Marcos Guilherme recebeu cruzamento e escolheu o canto para desviar para as redes, de cabeça. Aos 35 minutos, Marcos Guilherme ajeitou e Douglas Coutinho completou para defesa de Vinícius. Com a vitória definida, o Atlético administrava a vantagem. Aos 40 minutos, Vitor apareceu na área após vacilo da defesa atleticana e foi desarmado na hora certa, sem conseguir descontar para o lanterna.
Ficha técnica:
Atlético Paranaense 2 x 0 Nacional
Campeonato Paranaense 2013 – 2ª Rodada do returno
Data: 14/03/2013
Local: Estádio Janguito Malucelli (Ecoestádio)
Árbitro: Rafael Pedro Feza
Auxiliares: Ivan Carlos Bohn e Fabrício da Silva Martins
Público pagante: 1.233 pessoas
Público total: 1.648 pessoas
 
Atlético Paranaense: Santos, Léo (Erwin), Rafael Zuchi, Bruno Costa e Léo Pereira; Renan Foguinho, David Henrique (Marcos Guilherme), Hernani e Bruno Pelissari; Junior de Barros (Crislan) e Douglas Coutinho.
Técnico: Arthur Bernardes.
 
Nacional: Vinícius, Baiano, Edmar, Cristian e Guaru; Fernandinho, Doriva, Bruno Flores (Vitor) e Thiago Henrique (Tcharlles); Gustavo e Rafinha (Fernando).
Técnico: Dirceu de Mattos.
 
Gols: Douglas Coutinho, aos 24’ do 1º T e Marcos Guilherme, aos 31’ do 2º T (Atlético Paranaense).
Cartões Amarelos: Rafael Zuchi, David Henrique e Crislan (Atlético Paranaense) e Thiago Henrique, Gustavo e Fernandinho (Nacional).