Vexame:Atlético é goleado pelo Grêmio.



O JOGO:

O Atlético-PR começou a partida recuado e apostando no contra-ataque para chegar, enquanto o Grêmio tocava bastante a bola, tentando furar a defesa paranaense. Com isso, até os quatro minutos de partida, o Furacão praticamente não tocou na bola, apenas afastando os perigos criados pelo Tricolor.
O Grêmio começou a trocar passes rápidos e sufocar o adversário. Aos 9, Luan cobrou escanteio, Geromel subiu e cabeceou à direita do goleiro Weverton, com a bola passando rente à trave. Dois minutos depois, Luan recebeu na entrada da área e chutou, mas Weverton se atirou e mandou a bola para escanteio.
Aos 18, Douglas Coutinho colocou a bola entre as pernas do zagueiro Pedro Geromel, que recuou a bola para o goleiro Marcelo Grohe. Contudo o arqueiro pegou a bola com a mão. O árbitro assinalou lance livre indireto dentro da área. Na cobrança, Pablo ajeitou para Nikão chutar, mas Ramiro se jogou e a bola explodiu nele.
A partir disso, o time de Renato Gaúcho começou um massacre. Com Lucas Barrios, o Grêmio abriu o placar na partida. Após jogada individual de Pedro Rocha, o jogador tocou para o atacante, que mandou uma bomba de primeira, de fora da área, sem chances para o goleiro Weverton.
Minutos depois, em bela tabela entre Pedro Rocha e Barrios, o primeiro finalizou a gol, mas o zagueiro Thiago Heleno conseguiu cortar. No rebote, o paraguaio não perdoou e, dentro da área, concluiu com força, fazendo o segundo gol do Grêmio na partida.
O terceiro gol veio na sequência, aos 32. Em cobrança de escanteio de Luan, o zagueiro Kannemann, mesmo marcado por Nikão, conseguiu desviar a bola para o fundo das redes. Em dez minutos, o time gaúcho abriu três gols de vantagem.
O Furacão quase descontou aos 45 minutos. Em jogada pela esquerda, o atacante Pablo driblou o zagueiro Geromel e tentou tocar por cima, na saída do goleiro Marcelo, mas o arqueiro gremista conseguiu defender.
Para a segunda etapa, o Grêmio retornou a campo sem mudanças. Já o Atlético-PR voltou com o meia Lucho González no lugar de Matheus Rossetto. Com as alterações, o Furacão voltou pressionando o Tricolor, mas sem apresentar perigo ao gol.
Aos 12, em ataque pela esquerda, Pedro Rocha tabelou com Luan e cruzou rasteiro para a área. O argentino Lucas Barrios finalizou de primeira, a bola ainda desviou na marcação, mas o goleiro Weverton conseguiu fazer boa defesa.
Os paranaenses respondeu dois minutos depois. Nikão recebeu no meio-campo, carregou e concluiu com força, de fora da área, mas o goleiro Marcelo Grohe se jogou para defender com segurança.
Além da vantagem no placar, aos 18 minutos do segundo tempo, o Grêmio ficou em vantagem numérica dentro de campo. Nikão, que já tinha cartão amarelo e havia sido alertado pelo juiz pelas duras faltas que estava cometendo, fez mais uma, recebendo o segundo e, consequentemente, o vermelho.
Em contra-ataque rápido, Pedro Rocha recebeu na esquerda e tocou para Ramiro, que passava livre na direita. O jogador gremista dominou e concluiu rasteiro. A bola beijou o pé da trave e saiu para tiro de meta.
O Grêmio começou mais um momento de pressão, buscando o quarto gol. Em chegada pela direita, Luan dominou, encarou a marcação e tocou para Arthur, na entrada da área. O volante chegou concluindo. A bola desviou na marcação e quase encobriu o goleiro Weverton.
O Atlético-PR chegou com muito perigo aos 35. Douglas Coutinho recebeu dentro da área, dominou e concluiu, mas a bola explodiu na defesa, que chegou a tempo na jogada.
O quarto gol gremista veio aos 41. Fernandinho tocou para Everton na esquerda. O atacante gremista recebeu livre, invadiu a área e chutou com força. A bola ainda bateu no goleiro Weverton antes de entrar, para transformar a vitória em goleada.
O Grêmio ainda quase marcou o quinto gol. O lateral Edílson foi lançado na direita e chegou concluindo de primeira, mas Weverton salvou o Furacão de levar mais um tento
Ficha Técnica:
GRÊMIO 4 X 0 ATLÉTICO-PR
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Data: 28 de junho de 2017, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP)
Assistentes: Rodrigo F. Henrique Correa (RJ) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
Público: 28.138
Cartões Amarelos: Maicon (Grêmio), Deivid, Nikão, Wanderson, Carlos Alberto (Atlético-PR)
Cartão Vermelho: Nikão (Atlético-PR)
Gols: GRÊMIO: Lucas Barrios, aos 22 e aos 29, e Kannemann, aos 32, minutos do primeiro tempo; Everton, aos 41 minutos do segundo tempo
GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edílson, Pedro Geromel, Rafael Thyere, Bruno Cortez; Michel, Arthur (Lincoln), Ramiro, Luan, Pedro Rocha (Fernandinho); Lucas Barrios (Everton)
Técnico: Renato Portaluppi
ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Wanderson, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Matheus Rossetto (Lucho González) e Deivid (Carlos Alberto); Nikão, Douglas Coutinho e Pablo (Matheus Anjos).
Técnico: Eduardo Baptista