Contra a crise:Atlético enfrenta o Vasco em Volta Redonda.


Na noite dessa segunda feira,o furacão vai a campo por mais uma rodada do brasileirão e dessa vez o furacão entra ainda mais pressionado isso por que,a partida contra o Vasco no Raulino de Oliveira é de importância demais pra o time rubro negro que entrou na zona de rebaixamento do campeonato com os resultados dos jogos desse fim de semana.E para sair da zona de perigo o rubro negro deverá ter novidades na equipe que entra jogando diante os cariocas.

O TIME:

Para a partida,o técnico Fabiano Soares deverá ter a volta de jogadores importante,isso por que os zagueiros Paulo André e Thiago Heleno,o lateral Sidcley e o meia Lucho González voltam a equipe,além disso jogadores como Ederson,Ribamar e Guilherme que não puderam atuar na Copa do Brasil ficam a disposição e mais o atacante Lucas Fernandes pode fazer sua estréia na equipe titular do furacão,o mesmo acontece o com volante Esteban Pavéz sendo assim uma provável formação do furacão para a partida é: Weverton; Cascardo, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Pavez (Rossetto), Eduardo Henrique e Lucho; Lucas Fernandes (Coutinho), Nikão e Ribamar.

O Vasco:

Embalado pelos resultados nas últimas rodadas,o Vasco busca manter a boa fase na partida dessa segunda em Volta Redonda,para a partida a principal novidade do técnico Milton Mendes é a presença de Jomar na zaga na vaga de Paulão que com dores no joelho fica de fora da partida,no demais o time carioca deve ir a campo com a seguinte formação: Martín; Gilberto, R.Marques, Jomar e Ramon; Jean, B.Paulista, Escudero, Mateus e Paulinho; Thalles

Ficha Técnica:

VASCO X ATLÉTICO-PR
Local: estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)
Data: 31 de julho de 2017, segunda-feira
Hora: 20h (de Brasília)
Árbitro: Claudio Francisco Lima e Silva (SE)
Assistentes: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Fabio Pereira (TO)
VASCO: Martín; Gilberto, R.Marques, Jomar e Ramon; Jean, B.Paulista, Escudero, Mateus e Paulinho; Thalles
Técnico: Milton Mendes
ATLÉTICO-PR: Weverton; Cascardo, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Pavez (Rossetto), Eduardo Henrique e Lucho; Lucas Fernandes (Coutinho), Nikão e Ribamar
Técnico: Fabiano Soares


Fora:Atlético está eliminado da Copa do Brasil.


O JOGO:


O técnico atleticano, Fabiano Soares, surpreendeu em entrou com o time bastante modificado, poupando alguns jogadores considerados titulares. Do outro lado, Renato Gaúcho fez o mesmo, com o diferencial de entrar em campo com grande vantagem. Coma bola rolando, o Furacão, que precisava muitos gols, chegou próximo pela primeira vez aos cinco minutos, com Gedoz levantado e Matheus Anjos, por trás da zaga, chegou desviando para fora, com perigo.
O Tricolor esperava e mostrava tranquilidade, fechando bem os espaços. O Rubro-Negro, por sua vez, era menos agressivo do que se esperava. Aos 10 minutos, Luan cruzou e Pedro Rocha apareceu para tocar pela linha de fundo. Até que, aos 15 minutos, Douglas Coutinho fez ótima jogada individual e cruzou rasteiro, na medida para Pablo abrir a contagem. Só faltava mais três para levar a disputa para as penalidades.
O Grêmio tentava sair um pouco mais para diminuir a pressão, já que o gol animou time e torcida da casa. O balde de água fria veio aos 26 minutos, com Pedro Rocha recebendo na entrada da área, cortando a marcação e chutando no cantinho para deixar tudo igual. Felipe Gedoz, aos 35 minutos, buscou o ângulo, mas a bola subiu demais. Aos 38 minutos, Luan recebeu, foi para cima de Wanderson, mas o zagueiro se recuperou para afastar. Clima na Arena já era de desânimo, o Atlético precisava marcar maias cinco gols.
Para a etapa final, as equipes retornaram sem novas mudanças. Logo no primeiro minuto, Gedoz cruzou na área e Pablo subiu para testar pela linha de fundo. O Furacão tinha mais ação, mas criava poucas chances reais. Aos nove minutos, contra-ataque em velocidade e a bola sobrou para Pablo chutar cruzado, à esquerda da meta. O ritmo da partida já não era o mesmo e a vaga a cada minuto ficava mais nas mãos do Grêmio.
Confusão na área gremista, aos 16 minutos, Fernandinho tentou sair jogando, a bola bateu em Gedoz e Marcelo Grohe deixou a meta para agarrar. Aos 18 minutos, Pablo pegou sobra na pequena área e desviou para fora. O Tricolor administrava bem e ainda ampliou a vantagem, aos 24 minutos, com Everton, que recebeu sozinho na área e só teve o trabalho de empurrar para a rede.
O torcedor começou a deixar o estádio, desanimado após ver o time chegar à oitava partida sem vencer e a mais uma eliminação no ano. Aos 30 minutos, Gedoz cobrou falta e Marcelo buscou para ceder escanteio. Fechando a contagem, aos 34 minutos, Pedro Rocha recebeu lançamento de Everton, driblou o goleiro Weverton e tocou par ao gol vazio para fazer o terceiro. Aos 41 minutos, Pablo tentou diminuir o prejuízo, mas chutou na rede pelo lado de fora. Gedoz, de falta, diminuiu o prejuízo nos acréscimos.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 2 X 3 GRÊMIO
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 27 de julho de 2017, quinta-feira
Horário 21h45(de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (Fifa/SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (Fifa/SP) e Alex Ang Ribeiro (SP)
Cartões amarelos: Nicolas (Atlético-PR); Brassan (Grêmio)
Gols
ATLÉTICO-PR: Pablo, aos 15 minutos do primeiro tempo e Felipe Gedoz, aos 46 minutos do segundo tempo
GRÊMIO: Pedro Rocha, aos 26 minutos do primeiro tempo; Everton, aos 24 minutos e Pedro Rocha, aos 34 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Weverton; Cascardo, Wanderson,Cleberson e Nicolas (Sidcley); Eduardo Henrique (Eduardo da Silva), Rosseto, Matheus Anjos e Felipe Gedoz; Douglas Coutinho (Iago) e Pablo
Técnico: Fabiano Soares
GRÊMIO: Marcelo Grohe; Leonardo, Bressan, Kannemann e Marcelo Oliveira (Cortez); Jailson (Everton), Michel e Ramiro (Kaio); Fernandinho, Pedro Rocha e Luan
Técnico: Renato Gaúcho

Em busca do milagre:Atlético recebe o Grêmio tentando classificação épica.


Nessa quinta feira o furacão recebe o Grêmio pela partida de volta das quartas de finais da Copa do Brasil,e a missão dentro de casa é mais do que árdua sendo ela feita com sucesso pode ser dada até como um milagre,isso por que apos ser goleado por 4a0 na primeira partida o furacão precisa de uma vitória por quatro gols de diferença para levar tudo para as cobranças de pênaltis ou cinco para garantir vaga no temo normal.Mas para conseguir essa façanha o furacão ainda terá muitos problemas na formação do time.

O TIME:

Para a partida,serão no total oito desfalques em relação ao time que joga o brasileirão,isso por que o zagueiro Thiago Heleno e o lateral Jonathan com problemas musculares evem ficar de fora,já o meia Nikão suspenso pois foi expulso na partida  de ida também não joga.Já os recém chegados Pavéz,Lucas Fernandes,Ribamar além do meia Guilherme e do atacante Ederson não podem disputar a copa do Brasil por que não estão inscritos,com isso Wanderson,Cascardo e Felipe Gedoz devem ganhar mais uma oportunidade na equipe dessa forma o furacão deve ir a campo com:Weverton; Cascardo , Wanerson, Paulo André e Sidcley; Otávio, Eduardo Henrique (Rosseto), Lucho Gonzalez e Felipe Gedoz (Douglas Coutinho); Pablo e Eduardo da Silva.

O Grêmio:

Mesmo cm larga vanatgem,o time gaúcho promete não amolecer na arena da baixada,o técnico Renato Poratluppi terá força máxima para a partida,tendo apenas uma dúvida para escalar o time,e está na defesa entre Kannemann e Bressan no demais o Grêmio deve ir a campo com:Marcelo Grohe; Edílson, Pedro Geromel, Kannemann (Bressan) e Bruno Cortez; Michel, Arthur e Ramiro; Fernandinho, Pedro Rocha e Luan.


Ficha Técnica:

Atlético-PR X Grêmio
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 27 de julho de 2017, quinta-feira
Horário 21h45(de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (Fifa/SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (Fifa/SP) e Alex Ang Ribeiro (SP)
ATLÉTICO-PR: Weverton; Cascardo (Jonathan), Thiago Heleno, Paulo André e Sidcley; Otávio, Eduardo Henrique (Rosseto), Lucho Gonzalez e Felipe Gedoz (Douglas Coutinho); Pablo e Eduardo da Silva
Técnico: Fabiano Soares
GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edílson, Pedro Geromel, Kannemann (Bressan) e Bruno Cortez; Michel, Arthur e Ramiro; Fernandinho, Pedro Rocha e Luan
Técnico: Renato Gaúcho

Ele voltou:Atlético anuncia a volta do atacante Lucas Fernandes.


A diretoria do furacão confirmou nessa quarta feira,a volta do atacante Lucas Fernandes o atleta que se destacou na temporada passada,retorna ao rubro negro como uma das esperanças de melhorar o rendimento ofensivo do time rubro negro,Lucas estava no Fluminense onde não vinha tendo oportunidades,a seguir confira a ficha de Lucas Fernandes.





Ficha Técnica:

Nome completo: Lucas Fernandes

Posição: atacante

Data de nascimento: 24 de abril de 1994 [23 anos]

Local de nascimento: União dos Palmares (AL)

Número da camisa no Rubro-Negro: 23

Clubes em que atuou como profissional: CRB [2013], Bonsucesso [2015], Luverdense [2015], Avaí [2016], Atlético Paranaense [2016], Fluminense [2017]

Cada vez pior:Atlético é derrotado pela Ponte Preta.


O JOGO:


O Furacão começou com mais ação, mas foi também quem passou por um susto primeiro, aos quatro minutos, com Weverton recebendo recuo e, na tentativa de afastar, quase perdendo para Maranhão, que chegou para pressionar. Na resposta, aos cinco minutos, Matheus Rosseto cobrou falta e o estreante Ribamar subiu para testar pela linha de fundo. Mais bola cruzada na área campineira e desta vez Pablo cabeceou por cima da meta.
A nova referência atleticana, Ribamar estava querendo jogo e, aos 13 minutos, novamente subiu mais do que a defesa para aproveitar cobrança de falta de Nikão e desviar de cabeça à direita da meta. A Ponte chegou com seu primeiro chute de longe aos 17 minutos, com Lucca, para fora. O Rubro-Negro pressionava, mas a bola não entrava. Aos 20 minutos, Nikão quase surpreendeu, tocando por cobertura e Aranha fez grande defesa.
O Atlético se esforçava, mas mostrava nervosismo por conta das oportunidades desperdiçadas, como aos 26 minutos, com Ribamar recebendo de frente para o gol e esperando demais para finalizar, facilitando a reação da defesa alvinegra. Aos 34 minutos, cobrança de escanteio, Thiago Heleno ajeitou e Paulo André chutou em cima de Aranha. Lucca tentou resolver sozinho, aos 41 minutos, levando toda defesa atleticana, mas perdendo o pique perto da área.
Para a etapa final, o Furacão voltou com Matheus Anjos no lugar de Douglas Coutinho. Na Ponte, a novidade foi Renato Cajá na vaga de Claudinho. Aos cinco minutos, Sidcley partiu em velocidade, tentou o lançamento, mas mandou nas mãos de Aranha. A Ponte reagiu e, aos seis minutos, em contra-ataque, Lucca ganhou da zaga e tocou na saída de Weverton para abrir a contagem.
Pressionado pela torcida, o Atlético foi para cima. Mas quem apareceu com destaque foi o goleiro Aranha que, aos 10 minutos, parou dois chutes, primeiro de Pablo e, após a sobra de bola, de Matheus Anjos. As vaias do torcedor deixavam o time da casa ainda mais instável em campo. Aos 18 minutos, Pablo passou por dois jogadores e chutou pela linha de fundo. Em seu segundo jogo pelo clube, Fabiano Soares já era chamado de ‘burro’ pelo torcedor.
A grande atuação de Aranha piorava ainda mais a situação do Furacão, que aos 23 minutos chegou com Eduardo da Silva, que parou no goleiro. Aos 32 minutos, Eduardo Henrique invadiu a área, foi travado e ficou pedindo penalidade, sem ser atendido. Eduardo tabelou com Gedoz, aos 37 minutos, e bateu forte para grande intervenção de Aranha. Só dava Furacão, mas nada de bola na rede. Aos 42 minutos, Gedoz chutou da intermediária e a bola passou com perigo. . Nos acréscimos, Eduardo da Silva derrubou Jadson ainda área e o árbitro marcou o pênalti. Na cobrança, Lucca fechou a contagem. Segue o jejum rubro-negro na competição
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 0 X 2 PONTE PRETA
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 23 de julho de 2017, domingo
Horário: 19 horas (de Brasília)
Árbitro: Pablo dos Santos Alves (PB)
Assistentes: Oberto da Silva Santos (PB) e Kildenn Tadeu Morais de Lucena (PB)
Cartões amarelos : Eduardo Henrique, Thaigo Heleno (Atlético-PR); Léo Artur, Aranha (Ponte Preta)
Gols
PONTE PRETA: Lucca, aos 06 minutos e aos 49 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Weverton; Cascardo, Thiago Heleno, Paulo André e Sidcley; Eduardo Henrique, Rosseto e Douglas Coutinho (Matheus Anjos); Nikão (Felipe Gedoz), Pablo (Eduardo da Silva) e Ribamar
Técnico: Fabiano Soares
PONTE PRETA: Aranha, Jefferson, Marllon, Rodrigo, Danilo; Maranhão (Kadu), Elton, Léo Artur (Jadson) e Naldo; Lucca e Claudinho (Renato Cajá)
Técnico: : Gilson Kleina
Veja os gols do jogo:

Duelo direto:Atlético recebe a Ponte Preta na arena.


Na noite desse domingo,o furacão recebe a Ponte Preta na arena da baixada,em um jogo considerado de "seis pontos" isso por que a macaca assim como o furacão também está na parte debaixo da tabela próximo a zona de rebaixamento,e um resultado positivo pode afastar o rubro negro da zona de perigo além de quebrar um jejum de vitórias em casa e no campeonato.E para superar o time de Campinas o técnico Fabiano Soares terá que fazer mudanças na equipe além de não poder contar cm alguns jogadores titulares nas últimas partidas.

O TIME:

Para a partida o treinador perdeu,o lateral Jonathan lesionado e os meias Otávio e Lucho González ambos suspensos,sendo assim Rosseto deve aparecer no time ao lado de Eduardo Henrique na marcação,e Matheus Anjos briga por uma vaga na armação com Guilherme u até mesmo Felipe Gedoz pode aparecer no setor.Já no ataque o furacão ganhou uma opção o recém contratado Ribamar pode fazer sua estréia na partida desse domingo assim existe uma dúvida entre Ribamar e Pablo,dessa forma o furacão deve ir a campo com:Weverton; Cascardo, Thiago Heleno, Paulo André e Sidcley; Eduardo Henrque, Rosseto e  Matheus Anjos(Guilherme); Nikão, Douglas Coutinho e  Pablo (Ribamar).


A Ponte Preta.

Embalada após a goleada diante o Coritiba na última rodada o time do técnico Gilson Kleina,vem a Curitiba em busca de uma eqeuência de resultados para se afasatar das últmas posições.Para a partida o treinador terá problemas para monatr o time isso por que emeson Sheik suspenso está fora da partida e Claudinho deve ser titulr na partida,dessa forma a onte deve ir a campo com: Aranha, Jefferson, Marllon, Rodrigo, Danilo; Maranhão, Claudinho, Elton, Léo Artur (Nino Paraiba) e Naldo; Lucca.

Ficha Técnica:


ATLÉTICO-PR X PONTE PRETA
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 23 de julho de 2017, domingo
Horário: 19 horas (de Brasília)
Árbitro: Pablo dos Santos Alves (PB)
Assistentes: Oberto da Silva Santos (PB) e Kildenn Tadeu Morais de Lucena (PB)
ATLÉTICO-PR: Weverton; Cascardo, Thiago Heleno, Paulo André e Sidcley; Deivid, Rosseto e Guilherme; Nikão, Pablo e Ribamar
Técnico: Fabiano Soares
PONTE PRETA:: Aranha, Jefferson, Marllon, Rodrigo, Danilo; Maranhão, Claudinho, Elton, Léo Artur (Nino Paraiba) e Naldo; Lucca
Técnico: : Gilson Kleina
Relembre o último duelo entre furacão e Ponte.

Reforços:Atletico anuncia a contratação do atacante Ribamar,e do volante Esteban Pavéz.


O furacão vai se reforçando para a sequência da temporada,a diretoria rubro negra anunciou nessa semana a chegada do atacante Ribara de 20 anos que chega do Munich 1860 da Alemanha,e do volante Esteban Pavéz de 27 anos que chega junto ao Colo-Colo do Chile.Ambos chegam para suprir algumas carências do elenco atleticano e assim que tiverem seus contratos divulgados no BID(boletim informativo diário) ficam a disposição do técnico Fabiano Soares.A seguir confira a ficha técnica dos novos reforços do furacão:


Ribamar:

Posição: Atacante

Nome completo: Lucas Ribamar Lopes dos Santos Bibiano

Data de nascimento: 21/05/1997 [20 anos]
Local de nascimento: Rio de Janeiro (RJ)

Número da camisa no Rubro-Negro: 9

Clubes em que atuou: Botafogo e 1860 Munique [Alemanha]




Esteban Pávez:

Posição: Volante

Nome completo: Esteban Andrés Pavez Suazo

Data de nascimento: 01/05/1990 [27 anos]

Local de nascimento: Santiago [Chile]
Número da camisa no Rubro-Negro: 23

Clubes em que atuou: Colo-Colo, do Chile [2009, 2010, 2013-2017]; Rangers, do Chile [2010]; San Marcos de Arica, do Chile [2011]; e Unión Temuco, do Chile [2012]

Títulos conquistados: Campeonato Chileno - Clausura [2009 e 2014], Campeonato Chileno - Apertura [2015], Copa Chile [2016] e China Cup [2017]

Sem gols:Atlético fica no zero com o Botafogo.


Mais uma vez o furacão não conquistou a vitória em casa,após um jogo truncado o rubro negro não passou de um empate sem gols com o Botafogo na arena,e continua com seu jejum de vitórias.Agora o furacão volta a campo no próximo domingo novamente na arena diante a Ponte Preta.

O JOGO:

A partida começou movimentada, em velocidade, com as duas equipes tentando explorar os lançamentos. Aos cinco minutos, Sidcley apareceu pelo lado esquerdo e levantou para Pablo, que desviou de cabeça para boa defesa de Jefferson. O Furacão tentava se soltar mais. Aos oito minutos, Douglas Coutinho partiu para a jogada individual, fez fila, mas foi travado por Roger.
Lançamento de Thiago Heleno para Pablo, aos 13 minutos, mas o atacante entrou em impedimento. Cobrança de falta ensaiada para o Rubro-Negro, aos 17 minutos, com Nikão rolando para Sidcley cruzar e Douglas Coutinho desviar de cabeça, por cima da meta. Mais um ataque do Atlético, aos 24 minutos, com Sidcley arriscando da entrada da área, pela linha de fundo.A partida começou movimentada, em velocidade, com as duas equipes tentando explorar os lançamentos. Aos cinco minutos, Sidcley apareceu pelo lado esquerdo e levantou para Pablo, que desviou de cabeça para boa defesa de Jefferson. O Furacão tentava se soltar mais. Aos oito minutos, Douglas Coutinho partiu para a jogada individual, fez fila, mas foi travado por Roger.
Lançamento de Thiago Heleno para Pablo, aos 13 minutos, mas o atacante entrou em impedimento. Cobrança de falta ensaiada para o Rubro-Negro, aos 17 minutos, com Nikão rolando para Sidcley cruzar e Douglas Coutinho desviar de cabeça, por cima da meta. Mais um ataque do Atlético, aos 24 minutos, com Sidcley arriscando da entrada da área, pela linha de fundo.
O Botafogo respondeu, aos 25 minutos, com Roger recebendo na entrada da área e pegando de primeira, para fora, mas com perigo. Aos 32 minutos, Jonathan saiu machucado para a entrada de Cascardo no Furacão. Cobrança de falta na entrada da área carioca, mas Nikão desperdiça carimbando a barreira. De cabeça, aos 49 minutos, Roger deu trabalho para Weverton.
Depois do intervalo, as equipes retornaram sem novidades. A disputa voltou mais equilibrada, as a chances reais de gol eram raras. Porém, logo aos sete minutos, Fabiano Soares apostou na entrada de Ederson no lugar de Douglas Coutinho, que saiu vaiado de campo. Aos 12 minutos, Pimpão saiu em disparada e parou apenas na saída de Weverton.
A posse de bola seguia com o Furacão, mas o Botafogo era mais agudo. Aos 23 minutos, Pimpão ajeitou a bola para Matheus Fernandes, que finalizou por cima da meta, desperdiçando o ataque. Tecnicamente o jogo era ruim, com pouca emoção na Arena. Aos 31 minutos, Guilherme desviou cruzamento, a bola passou por todo mundo e se perdeu.
O Atlético apareceu com perigo aos 34 minutos, depois de chute forte de Nikão que Jefferson defendeu. No rebote, Ederson teve a chance de finalizar, mas Victor Luís apareceu para salvar. Pelo segundo amarelo, Emerson Santos foi expulso, aos 39 minutos. Com um a mais, o Rubro-Negro poderia pressionar, aproveitando ainda o longo acréscimo dado, mas tinha dificuldade e não conseguiu tirar o zero do placar em um jogo sem inspiração.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 0 X 0 BOTAFOGO
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data 20 de julho de 2017 (quinta-feira)
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS)
Cartões amarelos: Otávio, Nikão e Lucho (Atlético-PR); Joel Carli, Pimpão, Emerson Santos, Igor Rabello e Jefferson  (Botafogo)
Cartão vermelho : Emerson Santos (Botafogo)
ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan (Cascardo), Thiago Heleno, Paulo André e Sidcley; Otávio, Eduardo Henrique (Guilherme)e Lucho Gonzalez; Nikão, Pablo e Douglas Coutinho (Ederson)
Técnico: Fabiano Soares
BOTAFOGO: Jefferson, Luis Ricardo, Joel Carli, Igor Rabello e Víctor Luís; Rodrigo Lindoso (Marcelo), Bruno Silva, Matheus Fernandes e João Paulo; Rodrigo Pimpão (Gilson) e Roger (Guilherme)
Técnico: Jair Ventura
Veja alguns lances do jogo:

Só vencer:Furacão recebe o Botafogo na arena.


Nessa quinta feira o furacão volta a campo pelo brasileirão,e mais uma vez tenta um recomeço diante seu torcedor dessa vez contra o Botafogo.Agora o rubro negro terá mais uma motivação para o jogo isso por que finalmente o técnico Fabiano Soares foi liberado para comandar o time a beira do campo,além disse o rubro terá volt importante na equipe para a partida diante os cariocas.

O TIME:

Para a partida,a principal novidade deverá ser a volta do zagueiro Thiago Heleno,que cumpriu suspensão diante o Corinthians com isso a tendência é que Paulo André volte para o banco e Wanderson forme dupla de ataque com Thiago.Já mais a frente no meio campo a baixa será Rosseto lesionado e Eduardo Henrique segue na equipe no ataque existe uma dúvida entre Douglas Coutinho e Eduardo Da Silva e ainda uma possibilidade de Cascardo ser mantido no meio de campo disputando essa vaga com Nikão,dessa forma uma provável formação do furacão é: Weverton; Jonathan, Thiago Heleno, Wanderson (Paulo André) e Sidcley; Otávio, Eduardo Henrique e Cascardo (Nikão); Pablo e Douglas Coutinho(Eduardo Da Silva).

O Botafogo:

Na sexta colocação do campeonato,o fogão busca manter o embalo e seguir na briga pelo G-6,para a partida o técnico Jair Ventura deverá fazer algumas mudanças em relação ao time que venceu o Sport,isso por que o treinador não poderá contar com o lateral direito Arnaldo suspenso,assim Luis Ricardo ganha a vaga por outro lado terá a volta do lateral esquerdo Vitor Luis e do volante Bruno Silva,assim o Botafogo deve ir  acampo com: Jefferson, Luis Ricardo, Joel Carli, Igor Rabello e Víctor Luís; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Matheus Fernandes e João Paulo; Rodrigo Pimpão e Roger

Ficha Técnica:

ATLÉTICO-PR X BOTAFOGO
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 20 de julho de 2017 (Quinta-feira)
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS)
ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Thiago Heleno, Wanderson (Paulo André) e Sidcley; Otávio, Eduardo Henrique e Cascardo (Nikão); Pablo e Douglas Coutinho
Técnico: Fabiano Soares
BOTAFOGO: Jefferson, Luis Ricardo, Joel Carli, Igor Rabello e Víctor Luís; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Matheus Fernandes e João Paulo; Rodrigo Pimpão e Roger
Técnico: Jair Ventura

Tudo igual:Atlético fica no empate com o Corinthians.


O Furacão foi até São Paulo e voltou com um ponto na bagagem,o furacão segurou o líder Corinthians e garantiu um ponto fora de casa,fazendo uma boa a partida o rubro negro saiu na frente com um golaço do lateral Jonathan,permitiu a virada e voltou a empatar com um gol e Otávio.Agora o furacão volta a campo na próxima quinta feira contra o Botafogo na arena da baixada.

O JOGO:


Atuando em casa, contra um adversário que atravessa mau momento, o Corinthians se viu obrigado a tomar a iniciativa de atacar. Rodou a bola de um lado a outro do gramado, à procura de espaços, e chutou impacientemente de média e longa distância quando não teve criatividade suficiente para envolver o Atlético-PR.
Para dificultar ainda mais o trabalho ofensivo do Corinthians, os seus jogadores de frente pareciam desconcentrados, errando muitos passes. Pela esquerda, Moisés (ocupou a vaga do suspenso Guilherme Arana) não chegava a ser o contestado lateral de outros jogos do ano, mas Romero, empolgado pela grande fase, arriscava até dribles de efeito. Na direita, Marquinhos Gabriel (herdou o posto de Rodriguinho) não tinha o habitual entrosamento de Jadson com Fagner.
Cauteloso, o Atlético-PR só se desinibia nos contra-ataques, principalmente com Douglas Coutinho, que tentava mostrar habilidade pela esquerda. Foi do outro lado do campo, contudo, que os visitantes surpreenderam. Aos 37 minutos, Jonathan dominou a bola e desvencilhou-se de Moisés, Maycon, Gabriel e Pedro Henrique antes de finalizar cruzado e anotar um golaço.
A torcida do Corinthians, até então tranquila, como se imaginasse que o líder do Campeonato Brasileiro marcaria um gol a qualquer momento, exaltou-se após o gol do Atlético-PR. O time também passou a demonstrar mais disposição. Aos 41 minutos, ficou perto de empatar o jogo – Maycon saiu na frente de Weverton após assistência de Jô, da entrada da área, e bateu por baixo do goleiro, mas a defesa adversária apareceu para cortar para escanteio.
Três minutos mais tarde, a bola entrou. Depois de troca de passes, Moisés cruzou à meia altura da esquerda, e Jô se esticou do lado direito da pequena área para completar para a rede. O placar estava igualado novamente antes mesmo do intervalo, para vibração do público corintiano e de Fábio Carille à beira do campo.
Para o segundo tempo, o técnico cobrou que o Corinthians permanecesse no campo de ataque, agora mais atento. A equipe correspondeu. Logo aos cinco minutos, Maycon avançou bem pelo lado esquerdo da área, ergueu a cabeça e encontrou Jô livre de marcação no meio. O centroavante teve tempo e calma para escolher o canto ao concluir para o gol.
Com o Atlético-PR em desvantagem no marcador, o comando técnico do Atlético-PR foi forçado a mudar o seu time. Tentou reverter o panorama da partida com a entrada de Nikão na vaga de Cascardo. Era o Corinthians, porém, que continuava a empolgar. Aos 15, Fagner fez uma bela tabela com Jô antes de entrar na área e soltar o pé. A bola subiu muito.
A torcida corintiana queria mais. “Pedrinho! Pedrinho! Pedrinho!”, começou a pedir boa parte do público presente em Itaquera. Fábio Carille atendeu. Aos 29 minutos, pouco depois de Eduardo da Silva substituir Lucho González no Atlético-PR, Pedrinho ocupou a vaga do aplaudido Marquinhos Gabriel no Corinthians.
Mas a partida não estava decidida, como os dribles de Romero e a festa nas arquibancadas davam a entender. Aos 36 minutos, Otávio chutou de fora da área de maneira despretensiosa, e Balbuena desviou a bola com a cabeça no meio do caminho. Foi o bastante para tirar Cássio da jogada: 2 a 2.
O Corinthians, então, precisou acelerar em direção ao ataque outra vez. Jô quase voltou a fazer a diferença aos 40 minutos, quando partiu em velocidade pelo meio e finalizou duas vezes diante de Weverton. Na segunda tentativa, a bola passou caprichosamente diante da meta.
Carille decidiu colaborar com a pressão corintiana com a troca de Romero por Clayson. A torcida, com cantoria. Dentro de campo, porém, o líder do Campeonato Brasileiro não teve forças para ir além do empate com o Atlético-PR em sua 28ª partida da série invicta na temporada.
Ficha Técnica:
CORINTHIANS 2 X 2 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio de Itaquera, em São Paulo (SP)
Data: 15 de julho de 2017, sábado
Horário: 19 horas (de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (Fifa-SC)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP)
Público: 41.201 pagantes (total de 41.458)
Renda: R$ 2.403.003,90
Cartões amarelos: não houve
Gols: CORINTHIANS: Jô, aos 44 minutos do primeiro tempo e aos 5 minutos do segundo tempo; ATLÉTICO-PR: Jonathan, aos 37 minutos do primeiro tempo, e Otávio, aos 36 minutos do segundo tempo
CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Moisés; Gabriel, Maycon, Marquinhos Gabriel (Pedrinho), Jadson e Romero (Clayson); Jô
Técnico: Fábio Carille
ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Paulo André, Wanderson e Sidcley; Otávio, Eduardo Henrique, Cascardo (Nikão) e Lucho González (Eduardo da Silva); Douglas Coutinho e Pablo
Técnico: Fabiano Soares

Veja como foi o jogo:

Duelo contra o líder:Atlético enfrenta o Corinthians em Itaquera.


Na noite desse sábado o furacão entra em campo,para tentar sair da má fase e do clima turbulento que vem vivendo e terá que reverter essa situação justamente contra o líder Corinthians fora de casa,além disso o rubro negro busca  a afirmação sobe o comando do técnico Fabiano Soares que mesmo sem estar a beira do campo por fatos de documentação treinou o time durante os últimos dias e ainda não definiu oficialmente que vai a campo.

O TIME:

Para a partida o furacão deverá ter algumas mudanças em relação ao jogo contra o Cruzeiro,isso por que o zagueiro Thiago Heleno suspenso não joga,e Paulo André fará dupla de zaga com Wandeson,já Lucho González,Pablo,e Douglas Coutinho que foram poupados na partida passada retornam ao time,Felipe Gedoz recuperado de lesão foi relacionado e deve ficar no banco de reservas sendo assim uma provável formação do furacão é:Weverton; Jonathan, Paulo André, Wanderson e Sidcley; Otávio, Eduardo Henrique e Lucho González; Nikão, Pablo(Coutinho) e Ederson.

O Corinthians:

Líder isolado o timão busca manter sua sequência de vitórias e seguir mais líder do que nunca,para isso o técnico Fabio Carille terá três baixas o zagueiro Pablo lesionado da lugar ao prata da casa Pedro Henrique,o lateral Guilherme Arana e o meia Marquinhos Gabriel suspenso também ficam de fora Moisés e Marquinhos Gabriel devem entra em campo,assim o Corinthians deve ir a campo com: Cássio; Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Moisés; Gabriel, Maycon, Marquinhos Gabriel, Jadson e Romero; Jô

Ficha Técnica:

CORINTHIANS X ATLÉTICO-PR
Local: Estádio de Itaquera, em São Paulo (SP)
Data: 15 de julho de 2017, sábado
Horário: 19 horas (de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (Fifa-SC)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP)
CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Moisés; Gabriel, Maycon, Marquinhos Gabriel, Jadson e Romero; Jô
Técnico: Fábio Carille
ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Paulo André, Wanderson e Sidcley; Otávio, Eduardo Henrique e Lucho González; Nikão, Pablo e Ederson
Técnico: Fabiano Soares

Tá Dificil:Atlético joga mau e perde para o Cruzeiro.


O JOGO:

Com o interino Kelly no comando, o Furacão já mostrou algumas mudanças de posicionamento do ataque, além da presença de Eduardo da Silva como titular. Aos cinco minutos, Élber pegou sobra de bola e chutou por cima da meta no primeiro arremate da Raposa. O Rubro-Negro até tinha posse de bola, mas não conseguia criar nada no ataque. As 12 minutos, Lucas Silva soltou o pé, de longe, e carimbou o travessão.
O Furacão respondeu aos 13 minutos, com Jonathan chegando pela esquerda e chutando cruzado na defesa. No rebote, Nikão bate para fora. O time da casa seguia com mais posse de bola, mas sem assustar. O Cruzeiro sua vez, apostava nos contra-ataques, mas eram raros. Aos 24 minutos, Ederson tentou o cruzamento mais fechado e Fábio deixou a meta para interceptar.
A Raposa conseguiu abrir a contagem aos 27 minutos, com Lucas Romero, que começou o contra-ataque e apareceu novamente dentro da área para bater forte e balançar a rede. Já mostrando falta de alternativa, Thiago Heleno tentou de bico, da intermediária, aos 32 minutos, sem direção. O jogo melhorou e, aos 39 minutos, Otávio arriscou de fora da área, dando trabalho para Fábio. Aos 46 minutos, foi a vez de Nikão, de cabeça, tocar para fora.
Para a segunda etapa, o Atlético voltou com Matheus Anjos no lugar de Ederson. Porém, o Cruzeiro continuava mais perigoso em suas chegadas, como aos seis minutos, com Rafael Sóbis tentando encobrir Weverton, por cima da meta, mas com perigo. Novamente de longe, Élber tentou o tiro e a bola subiu demais.
O ritmo da partida caiu bastante, com poucas tentativas de penetração nas defesas. Aos 16 minutos, Sidcley recebeu na frente, mas na hora do chute praticamente recuou para o goleiro Fábio. Do outro lado, Alisson também tentou o chute cruzado, fraco, fácil para Weverton. Aos 22 minutos, Rafael Sóbis fez a jogada pela esquerda e chutou em cima de Wanderson.
O Atlético tentava timidamente apertar, mas tinha muita dificuldade em criar. Aos 31 minutos, Nikão cruzou fechado e Fábio saiu dando rebote para ninguém aproveitar. Eduardo Henrique apareceu no ataque para entrar resolver, aos 34 minutos, mas a cabeçada parou em Fábio. Porém, aos 40 minutos, Nonoca fez fila, Thiago Neves defendeu e, no rebote, Rafael Marques empurrou para a rede para fechar a contagem.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO -PR 0 X 2 CRUZEIRO
Estádio: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 12 de julho de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Carlos Berkenbrock (SC) e Neuza Ines Back (Fifa-SC)
Cartões amarelos: Thiago Heleno e Matheus Anjos (Atlético-PR); Henrique (Cruzeiro)
Gols
CRUZEIRO: Lucas Romero, aos 27 minutos do primeiro tempo e Rafael Marques, aos 40 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO -PR: Weverton; Jonathan (Yago), Wanderson, Thiago Heleno e Nicolas (Cascardo), Otávio; Eduardo Henrique, Sidcley e Nikão; Eduardo da Silva e Ederson (Matheus Anjos)
Técnico: Kelly (interino)
CRUZEIRO: Fábio; Lucas Romero, Murilo, Léo e Diogo Barbosa; Henrique, Lucas Silva (Nonoca), Élber (Rafael Marques) e Thiago Neves; Alisson e Rafael Sóbis (Sassá).
Técnico: Mano Menezes.
Veja os gols do jogo:

Nova era:Com novo treiandor,furacão recebe o Cruzeiro.



Nessa quarta feira,o furacão recebe na arena da baixada o Cruzeiro,e muito mais do que afastar a crise após uma semana turbulenta o rubro negro busca iniciar de forma positiva a era Fabiano Soares no comando rubro negro,o treinador que fará seu primeiro jogo no comando do furacão terá um elenco praticamente completo para o jogo diante a raposa assim ganhando opções para a montagem da equipe,porém por ter chegado hoje no furacão o treinador não deve fazer mudanças no time.
O TIME:

Para a partida,Fabiano Soares terá um elenco completo embora os meias Guilherme e Felipe Gedoz que voltaram de lesão ainda não serão relacionados,no demais o furacão deve ir  a a campo com a mesma base que enfrentou a Chapecoense no último domingo com a seguinte formação:Weverton; Jonathan, Wanderson, Thiago Heleno e Sidcley, Otávio; Matheus Rossetto, Lucho González, Nikão e Douglas Coutinho; Ederson





O Cruzeiro:

Embalado pela grande vitória na última rodada a raposa vem a Curitiba para manter a sequência de vitórias e subir na tabela,para a partida o técnico Mano Menezes terá duas baixas,o volante Hudson lesionado fica de fora dando lugar a Lucas Romero e Ariel Cabral suspenso dá lugar a Lucas Silva no meio campo,sendo assim o Cruzeiro deve ir a campo com:Fábio, Ezequiel, Murilo, Léo, Diogo Barbosa, Lucas Romero, Henrique, Lucas Silva, Thiago Neves, Alisson e Rafael Sóbis.


Ficha Técnica:



ATLÉTICO – PR X CRUZEIRO
Estádio: Arena da Baixada – Curitiba – PR
Data: 12 de julho de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Bráulio da Silva Machado – SC (CBF)
Assistentes: Carlos Berkenbrock (SC) e Neuza Ines Back (Fifa-SC)
ATLÉTICO -PR:  Weverton; Jonathan, Wanderson, Thiago Heleno e Sidcley, Otávio; Matheus Rossetto, Lucho González, Nikão e Douglas Coutinho; Ederson
Técnico: Fabiano Soares
CRUZEIRO: Fábio, Ezequiel, Murilo, Léo, Diogo Barbosa, Lucas Romero, Henrique, Lucas Silva, Thiago Neves, Alisson e Rafael Sóbis.
Técnico: Mano Menezes.