Derrota em Recife:Atlético perde para o Sport.


Em jogo onde o furacão entrou completamente desfalcado,o rubro negro foi derrotado por 2a0 pelo Sport,e deixou escapar a chance de entrar no G-4,na próxima rodada o rubro negro entra em campo contra o Corinthians na arena.

O JOGO:

 Embalado com a classificação na Copa do Brasil, o Atlético Paranaense foi a campo com uma equipe modificada devido ao desgaste dos titulares. Já o Sport foi de força máxima, animado com as duas vitórias consecutivas no campeonato e de olho em uma sequência de vitórias para se distanciar ainda mais da parte de baixo da tabela.
Com o apoio da sua torcida, o Leão impôs pressão desde o início. Logo no primeiro minuto, o time da casa chegou pela primeira vez: após escanteio cobrado por Everton Felipe, a bola foi desviada e sobrou para Rogério, que bateu de primeira para fora.
O Sport levava vantagem no ataque especialmente com as descidas de Everton Felipe pela direita, mas mostrava dificuldades para finalizar. Foi aí que apareceu a genialidade de Diego Souza, que fez seu 100º jogo com a camisa rubro-negra. Aos 15 minutos, o camisa 87 descolou um lindo passe para Rogério, que foi derrubado por Nicolas ao tentar dominar a bola dentro da área. A arbitragem marcou pênalti, o próprio Diego foi para a bola e abriu o placar.
O gol deixou o Sport mais tranquilo, e a equipe diminuiu a pressão. Os comandados de Oswaldo de Oliveira mantinham bons números de posse de bola, trocavam muitos passes e continuavam apostando na velocidade de Everton Felipe. No entanto, o Atlético estava bem postado na defesa e dificultava a vida do ataque mandante.
Na reta final da primeira etapa, o Furacão cresceu no jogo e passou a jogar melhor que o Sport. Contando com uma boa atuação de Luciano Cabral, o time de Paulo Autuori aproveitava os espaços deixados pelo adversário para frequentar o campo de ataque. No entanto, faltava qualidade no momento de finalizar.
As melhores chances dos paranaenses vieram da bola parada do estreante Rafael Galhardo. Aos 41, o lateral cobrou escanteio que passou raspando o gol de Magrão sem contar com nenhum desvio. Depois, no último lance do primeiro tempo, Galhardo cobrou falta com muito perigo.
O Furacão mostrou a mesma intenção no início do segundo tempo: manter a posse de bola. Porém, faltava objetividade. Bom para o Sport, que ao contrário do adversário, soube criar e aproveitou a chance que teve. Aos oito minutos, após cobrança de escanteio, a bola sobrou para Rogério, que bateu para defesa de Weverton. No rebote, Edmílson apareceu para balançar a rede e fazer o segundo do Leão.
O Furacão não se abateu e tentou responder. Aos 19, Pablo recebeu cruzamento da esquerda, matou no peito e bateu forte, obrigando Magrão a fazer uma grande defesa. Pouco depois, o mesmo Pablo ficou mais uma vez perto de marcar, com um chute de fora da área que passou à direita de Magrão.
O técnico Paulo Autuori apostou em mais garotos para tentar trazer sangue novo à partida. Lucas Fernandes, Matheus Rossetto e Giovanny saíram do banco, mas não conseguiram fazer o Furacão reagir. Aos 35, os paranaenses chegaram bem, mais uma vez com Rafael Galhardo, que cruzou na área, viu a bola desviar em Rodney Wallace e parar em defesa de Magrão. Foi a última jogada de efeito da partida. Nos minutos finais, o Sport manteve a posse de bola e confirmou o belo resultado diante de sua torcida.
Ficha Técnica:
SPORT 2 X 0 ATLÉTICO-PR
Local: Ilha do Retiro, em Recife (PE)
Data: 30 de julho de 2016, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e Cristhian Passos Sorence (GO)
Cartões Amarelos: Serginho (Sport); Marcão (Atlético-PR)
GOLS: Diego Souza, aos 15 minutos do primeiro tempo; Edmílson, aos oito minutos do segundo tempo
SPORT: Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Rodney Wallace; Rithely, Serginho (Rodrigo Mancha), Everton Felipe, Diego Souza e Rogério (Paulo Roberto); Edmílson (Mark González)
Técnico: Oswaldo de Oliveira
ATLÉTICO-PR: Weverton; Rafael Galhardo, Paulo André, Wanderson e Nicolas; Marcão, Luciano Cabral e Marcos Guilherme (Giovanny); Juninho (Matheus Rossetto), Pablo e Yago (Lucas Fernandes)
Técnico: Paulo Autuori

Duelo na ilha:Cheio de desfalques,furacão enfrenta o Sport em Recife.


O Furacão volta a campo na tarde desse sábado contra o Sport em Recife,para se manter na briga pelo G-4,o rubro negro vai a Pernambuco embalado pela classificação na Copa do Brasil,porém cheio de problemas na montagem do time titular,jogadores titulares de fora por lesão e suspensões fazem o técnico Paulo Autuori mexer muito no time que vai a campo na ilha do retiro,onde muitos jogadores da base irão compor o elenco.

O TIME:

Para o jogo,o rubro negro não terá o atacante Walter suspenso,o mesmo acontece com o lateral Léo,além disso o zagueiro Thiago Heleno os volantes Otávio e Hernani e  Ikaro e Vinicius também não viajaram com a delegação e desfalcam o time.Dessa forma Rafael Galhardo deve fazer sua estreia no furacão,Wanderson deve formar dupla de zaga com Paulo André no resto do time muitas dúvidas de quem entra em campo Luciano Cabral também pode ser novidade.

O Sport:Ao contrario do furacão o leão não tem dúvidas para a partida na Ilha,o técnico Oswaldo de Oliveira ja confirmou o time na tarde dessa sexta feira,com a seguinte formação:Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Rodney Wallace; Rithely, Serginho, Everton Felipe, Diego Souza e Rogério; Edmilson

Ficha Técnica:

SPORT X ATLÉTICO – PR
Local: Ilha do Retiro, em Recife (PE)
Data: 30 de julho de 2016, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Cristhian Passos Sorence (GO)
SPORT: Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Rodney Wallace; Rithely, Serginho, Everton Felipe, Diego Souza e Rogério; Edmilson.
Técnico: Oswaldo de Oliveira
ATLÉTICO – PR: Weverton; Rafael Galhardo, Paulo André, Wanderson e Sidcley; Marcão (Renan Souza), Matheus Rossetto, Luciano Cabral (Lucas Fernandes); João Pedro (Juninho), Marcos Guilherme e Pablo.
Técnico: Paulo Autuori
Relembre o último duelo entre furacão e Sport:

Classificado:Atlético elimina a Chapecoense e segue na Copa do Brasil.


O furacão foi até Chapecó e arrancou um empate em 1a1 com a Chapecoense e garantiu vaga as oitavas de final da Copa do Brasil.Após levar um gol logo no começo da partida,o rubro negro encontrou dificuldades no primeiro,porém no segundo volto ativo e com Walter fazendo gol garantiu a vaga na próxima fase.Agora furacão retorna a campo no próximo sábado contra  Sport na Ilha do retiro.

O JOGO:


 A Chape começou empolgada, com o torcedor empurrando. E, logo aos quatro minutos, Lucas Gomes recebeu de Gil e bateu no cantinho para balançar as redes e abrir o placar. Com o gol, qualquer possibilidade de levar a decisão para as penalidades deixou de existir. A equipe alviverde chegava mais uma vez aos nove minutos, em lançamento em profundidade, mas Weverton deixou a meta para tirar com um chutão.
O time catarinense recuou mas, ainda assim, o Furacão não conseguia encaixar os ataques. A partida ficou tecnicamente feia em Chapecó. Aos 16 minutos, Bruno Rangel arriscou o chute forte e Weverton se esticou para fazer grande defesa. O Atlético chegou pela primeira vez com Vinicus, que aoas 19 minutos chutou rasteiro, fraco, direto pela linha de fundo.
Um empate com gols daria a vaga ao Rubro-Negro que, no entanto, não se encontrava em campo. Aos 27 minutos, troca de passes no ataque catarinense, Hyoran tentou o arremate e Weverton afastou o perigo. Walter teve espaço para dominar somente aos 36 minutos, porém, já estava em completo impedimento.
Para a etapa final, as equipes retornaram sem mudanças. A Chape seguia mais recuada, tentando aproveitar os contra-ataques. Aos cinco minutos, levantamento para Gil, que conseguiu apenas desviar de raspão na bola, sem perigo. Mas, aos 11 minutos, Walter recebeu do jeito que ele gosta, dominou e fuzilou para deixar tudo igual no placar.
O jogo mudou totalmente, já que o resultado era favorável ao Atlético, que passou a administrar a vantagem. Aos 26 minutos, bate-rebate na área, Kempes tentou completar, Bruno Rangel pegou a sobra, mas o árbitro anotou o impedimento. Aos 34 minutos, Otávio teve a chance de garantir uma vitória, mas o chute foi para fora. Aos 41 minutos Thiago Heleno enfiou a cabeça na frente da bola e garantiu a classificação parando chute de Dener,
Ficha Técnica:
CHAPECOENSE 1 X 1 ATLÉTICO-PR
Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Data: 27 de julho de 2016, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Diego Almeida Real (Asp.Fifa-RS)
Assistentes: José Eduardo Calza (RS) e Jorge Eduardo Bernardi (RS)
Cartões amarelos : Gil (Chapecoense); Paulo André (Atlético-PR)
Gol
CHAPECOENSE: Lucas Gomes aos 04 minutos do primeiro tempo
ATLÉTICO-PR: Walter, aos 11 minutos do segundo tempo
CHAPECOENSE: Danilo, Gimenez (Martinuccio), Rafael Lima, Willian Thiego, Dener, Josimar (Biteco), Claber Santana, Gil, Lucas Gomes, Bruno Rangel e Hyoran (Kempes)
Técnico: Caio Junior
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Hernani e Joao Pedro (Marcos Guilherme); Vinícius, Pablo e Walter.
Técnico: Paulo Autuori

Em busca das oitavas:Em busca da vaga,rubro negro visita a Chapecoense.


Na noite dessa quarta feira,o furacão tem decisão pela Copa do Brasil o rubro negro vai até Chapecó enfrentar a Chapecoense,precisando de uma vitoria simples ou um empate com gols para seguir na competição.Embalado pela boa vitoria contra o Fluminense no último domingo o furacão busca manter a regularidade como visitante e assim garantir a vaga as oitavas de final,para a partida o técnico Paulo Autuori deve fazer algumas mudanças no time.

O JOGO:

Para a partida,o treinador tem a volta do zagueiro Paulo André que retorna após ser poupado,sendo assim Wanderson volta para,já o meia Nikão segue de fora e talvez nem volte a campo nessa temporada,já no ataque segue a a dúvida que entra ao lado de Walter,Juninho,Yago e Giovanni brigam pela posição.

A Chapecoense:

Apostando na força como mandante,o técnico Caio Junior não deve fazer grandes mudanças na equipe,porém tem algumas dúvidas para montar o time no meio campo Martinuccio e Hyoran brigam pela vaga e no ataque Bruno Rangel e Kempes brigam por uma vaga,sendo assim a Chapecoense deve ir a campo com:Danilo; Gimenez, Thiego, Rafael Lima e Sérgio Manoel; Josimar, Gil, Matheus Biteco e Martinuccio (Hyoran); Lucas Gomes (Ananias) e Bruno Rangel (Kempes).

Ficha Técnica:

CHAPECOENSE X ATLÉTICO-PR
Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Data: 27 de julho de 2016, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Diego Almeida Real (Asp.Fifa-RS)
Assistentes: José Eduardo Calza (RS) e Jorge Eduardo Bernardi (RS)
CHAPECOENSE: Danilo; Gimenez, Thiego, Rafael Lima e Sérgio Manoel; Josimar, Gil, Matheus Biteco e Martinuccio (Hyoran); Lucas Gomes (Ananias) e Bruno Rangel (Kempes).
Técnico: Caio Junior
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Hernani e Vinícius (Juninho); Pablo, Yago (Giovanny) e Walter.
Técnico: Paulo Autuori

CHAPECOENSE X ATLÉTICO-PR
Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Data: 27 de julho de 2016, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Diego Almeida Real (Asp.Fifa-RS)
Assistentes: José Eduardo Calza (RS) e Jorge Eduardo Bernardi (RS)
CHAPECOENSE: Danilo; Gimenez, Thiego, Rafael Lima e Sérgio Manoel; Josimar, Gil, Matheus Biteco e Martinuccio (Hyoran); Lucas Gomes (Ananias) e Bruno Rangel (Kempes).
Técnico: Caio Junior
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Hernani e Vinícius (Juninho); Pablo, Yago (Giovanny) e Walter.
Técnico: Paulo Autuori

Reforço argentino:Atlético anuncia o meia Luciano Cabral.


O Furacão anunciou oficialmente na tarde dessa segunda feira,a contratação do meia Chileno naturalizado argentino Luciano Cabral de 21 anos,o jogador que vem por empréstimo do Argentinos Junior é dado como uma das grandes revelações do futebol argentino e era disputado por grandes clubes do pais como o Boca Juniors.O jogador chega pra ser mais uma opção para a posição no rubro negro e assim que ter seu nome registrado no BID(Boletim informativo diário) da CBF,já ficará a disposição do técnico Paulo Autuori.

Ficha Técnica:

Posição: Meia 
Nome: Luciano Javier Cabral 
Data de nascimento: 26 de abril de 1995 [21 anos]
Local: General Alvear [Argentina]
Clubes em que atuou: Argentino Juniors [Argentina] e Seleção Chilena Sub-20

Agora sim:Atlético bate o Fluminense,e segue na cola do G-4.


O Furacão derrotou o Fluminense por 1a0 na tarde desse domingo na arena e segue colado no grupo dos quatro primeiros,com a vitoria o furacão chegou a vinte e sete pontos na tabela e ocupa a quinta colocação na classificação,dois a menos que o quarto colocado o Santos.Na próxima rodada o rubro negro vai até Recife enfrentar o Sport porém entra em campo na próxima quarta feira contra a Chapecoense em Chapecó pela Copa do Brasil.

O JOGO:

O Furacão começou a partida tentando pressionar e, logo aos quatro minutos, em contra-ataque rápido, Vinícius tirou do goleiro, Gum salvou e, na sobra, Walter isolou a bola. Um minuto depois foi a vez e Pablo arriscar o chute e Cavalieri fazer grande defesa para salvar. O Tricolor conseguiu evitar a pressão inicial mantendo mais a posse de bola.
Saindo mais da área, Walter tentou o chute de longe, aos 14 minutos e carimbou a cabeça de Henrique no meio do caminho. O Flu chegou pela primeira vez após falha da defesa atleticana, que entregou a bola para Richarlison. Weverton tentou interceptar, também falhou, mas Wanderson salvou quase em cima da linha.
O time visitante parecia ter dificuldade com a velocidade da bola no gramado sintético e não criava nada. Até que, aos 33 minutos, Walter fez o pivô e Hernani apareceu para chutar e estufar as redes para abrir o placar. Aos 43 minutos, Wellington Silva partiu para a jogada individual, mas Wanderson pareceu para afastar.
Depois do intervalo, o Fluminense voltou com Dudu no lugar de Maranhão. O jogo, entretanto, era mais truncado, com o Furacão um pouco mais recolhido. Aos oito minutos, Hernani cobrou falta e Diego Cavalieri fez boa defesa. Aos nove minutos, cobrança de falta para o meio da área tricolor e Wellington Silva apareceu para travar a tentativa do ataque rubro-negro.
O Rubro-Negro teve mais uma grande oportunidade aos 19 minutos, com Juninho, que abriu espaço e chutou na trave. Cavalieri ainda deu um leve toque na bola. Mais um bom ataque atleticano, aos 21 minutos, mas Walter, em uma fase dura, pegou sobra de bola e isolou, de cara para o gol.
O Fluminense tentava armar uma pressão, mas o time tinha dificuldade de passar da intermediária adversária. Aos 28 minutos, Cícero arriscou o chute da entrada da área, torto, sem perigo algum. O ritmo da partida despencou, com os cariocas sem força de reação. Aos 43 minutos, Juninho tentou cruzar e quase mandou direto para o gol. Mas, ficou nisso. Furacão segue invencível na Arena e com um pé no G4.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 1 X 0 FLUMINENSE
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 24 de julho de 2016, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (AL)
Assistentes: Alessandro Rocha de Matos (Fifa-BA) e Esdras Mariano de Lima Albuquerque (AL)
Cartões amarelos: Léo, Vinícius e Walter (Atlético-PR); Samuel, Gum e Edson (Fluminense)
Gol
ATLÉTICO-PR: Hernani, aos 33 minutos do primeiro tempo
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Thiago Heleno, Wanderson e Sidcley; Otávio, Hernani, e Vinícius (Juninho); Pablo, Yago (Giovanny) e Walter (Marcão)
Técnico: Paulo Autuori
FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Wellington Silva, Gum, Henrique e Willian Matheus; Douglas (Edson), Cícero, Maranhão, Marcos Junior; Samuel e Richarlison (Magno Alves)
Técnico: Levir Culpi

Atrás dos três pontos:Atlético recebe o Fluminense na arena.


Na tarde desse domingo na arena,o furacão tenta mais uma vez ficar próximo do G-4 dessa vez o desfaio é contra o Fluminense,após o empate no meio de semana pela Copa do Brasil o rubro negro vira a chave e busca um embalo no brasileirão,se firmar para entrar de vez na briga na parte de cima da tabela.Para a partida o técnico Paulo Autuori terá que fazer algumas mudanças no time em relação ao jogo da semana passada contra a Chapecoense pela Copa do Brasil.

O TIME:

Para a partida,o treinador perdeu o meia Nikão que saiu com uma lesão muscular no jogo passado,desa forma existe  a dúvida de quem deve entra no lugar,Giovanni,e Marcos Guilherme brigam pela vaga,além disso o atacante André Lima também virou dúvida apos sentir um desconforto nos treinos da semana,caso não jogue Giovanni pode também ser opcão para ao ataque assim como o garoto Juninho que pode ser novidade mais uma vez,por outro lado que volta é o volante Deivid que briga por posição com Hernâni.

O Fluminense:

O time carioca também busca afirmação no brasileirão,o técnico Levir Culpi aposta no empenho da equipe para voltar vencer longe de casa e se aproximar da parte decima da tabela,quanto ao time o time carioca só deverá ter uma mudança em relação ao time que venceu o Cruzeiro Wellington Silva volta de suspensão e Jonatan vai para o banco de reservas dessa forma o Fluminense deve ir a campo com:Diego Cavalieri, Wellington Silva, Gum, Henrique e Willian Matheus; Douglas, Cícero, Maranhão, Marcos Junior; Samuel e Richarlison

Ficha Técnica:

ATLÉTICO-PR X FLUMINENSE
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 24 de julho de 2016, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (AL)
Assistentes: Alessandro Rocha de Matos (Fifa-BA) e Esdras Mariano de Lima Albuquerque (AL)
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Paulo André, Thiago Heleno, Sidcley; Otávio, Hernani (Deivid), Vinícius (Giovanny); Pablo, Juninho (Marcos Guilherme) e Walter
Técnico: Paulo Autuori
FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Wellington Silva, Gum, Henrique e Willian Matheus; Douglas, Cícero, Maranhão, Marcos Junior; Samuel e Richarlison
Técnico: Levir Culpi

Empate sem graça:Atlético não sai do zero com a Chapecoense.


Assim como o confronto pelo brasileirão,pela Copa do Brasil o furacão também não saiu de um empate sem gols contra a Chapecoense,em jogo onde as duas equipes não tiveram inspiração ofensiva que saiu mais contente com o resultado foram os catarinenses que levam a decisão para Chapecó na semana que vem,já para o furacão uma vitoria simples ou empate com gols para avançar a próxima fase.No próximo domingo o rubro negro volta suas atenções para o brasileirão contra o Fluminense na arena da baixada.

O JOGO:

O Furacão entrou em campo com uma novidade no ataque, o jovem Juninho, que ganhou a vaga do artilheiro André Lima. Com a bola rolando, o time da casa tinha dificuldade de sair para o jogo. Aos sete minutos, lançamento para Walter na área, mas a bola correu demais e ficou para o goleiro Danilo. Aos 11 minutos, cruzamento na área e Vinicius desviou to
rto de cabeça, sem perigo.
O torcedor, que compareceu em bom número, empurrava o rubro-negro, mas o time não conseguia criar e ainda sofria com os contra-ataques catarinenses. Aos 19 minutos, após confusão na área atleticana, a bola sobrou para Martinuccio, obrigando Weverton a deixar a meta para interceptar. Na resposta, Martinuccio roubou a bola da zaga, mas adiantou demais, desperdiçando a chance.
Mesmo jogando em casa, o Atlético não conseguia impor o jogo como gostaria. Aos 32 minutos, a bola sobrou para Juninho na área e Biteco se esticou para afastar e salvar. Aos 39 minutos, Walter encontrou Juninho entrando na cara do gol, mas o jovem atacante não alcançou a bola. Aos 45 minutos, após chute de Walter que carimbou a zaga, atleticanos pediram penalidade, mas o árbitro mandou o jogo seguir.
Depois do intervalo, as equipes retornaram sem modificações. Aos quatro minutos, Lucas Gomes arriscou de longe, a bola bateu na defesa atleticana e Gil quase aproveitou a sobra. A resposta veio com Sidcley, aos sete minutos, chutando rasteiro, à esquerda da meta catarinense.
A Chape chegou com perigo mais uma vez aos 13 minutos, com Gil, que cruzou na medida para Bruno Rangel, mas não esperava a recuperação de Sidcley, que afastou. Aos 14 minutos, Josimar chegava na cara do gol para concluir e Weverton apareceu para interceptar salvar. Nikão, que entrou na segunda etapa, sentiu uma lesão e foi substituído por André Lima, jogador pedido pelo torcedor.
As duas equipes lutavam, mas sem conseguir criar muito. Aos 26 minutos, Bruno Rangel testou na área, pela linha de fundo. Otávio vacilou, aos 34 minutos, mas Kempes concluiu mal, perdendo mais uma oportunidade. Aos 39 minutos, Weverton escorregou e Paulo André apareceu para salvar o chute de Kempes. Aos 44 minutos, a defesa catarinense se atrapalhou e André Lima desviou com o braço para carimbar a trave. Não era noite de bola na rede na Arena.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 0 X 0 CHAPECOENSE – SC
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 21 de julho de 2016, quinta-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha (RJ)
Assistentes: Dibert Pedrosa Moises (RJ) e Patrícia Silveira de Paiva Retondário da Silva (Asp. Fifa-RJ )
Cartões amarelos : Léo (Atlético-PR)
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Paulo André, Thiago Heleno, Sidcley; Otávio, Hernani, Vinícius (Giovanny); Pablo, Juninho (Nikão) (André Lima)e Walter.
Técnico: Paulo Autuori
CHAPECOENSE: Danilo; Gimenez, Thiego, Rafael Lima e Sérgio Manoel; Josimar, Gil, Matheus Biteco e Martinuccio (Hyoran); Lucas Gomes (Ananias) e Bruno Rangel (Kempes).
Técnico: Caio Junior

Outro papo:Atlético recebe a Chapecoense pela Copa do Brasil.


Na noite dessa quinta feira,na arena o furacão muda o foco deixa de lado o brasileirão e dá atenção a Copa do Brasil onde recebe a Chapecoense,jogando em casa e contando com o apoio da torcida o furacão busca uma boa vantagem para o jogo de volta em Chapecó e avançar a próxima fase da competição.Para a partida o técnico Paulo Autuori deve ter novidades na equipe titular em relação ao jogo contra o Vitoria no último domingo.

O TIME:

Para a partida,o treinador ainda não terá o volante Deivid que se recupera e um entorse no tornozelo e segue de fora,além disso o treinador perdeu o meia Marcos Guilherme que sentiu dores musculares e será poupado,dessa forma o treinador definiu o time com Vinicius voltando ao meio campo ao lado Pablo ou Nikão e mantendo a dupla de ataque com com André Lima e Walter.

A Chapecoense:

Pensando no brasileirão,onde o time vem em queda o técnico Caio Junior resolveu mandar um time misto para enfrentar o furacão na arena,isso por que além de poupar perdeu atletas por lesão caso dos zagueiros Rafael Bastos e Demerson,o lateral Dener também vetado fica de fora,e Cleber Santana destque da equipe será poupado pelo treinador,dessa forma a Chapecoense deve ir a campo com:Danilo; Gimenez; Thiego, Filipe Machado e Sérgio Manoel; Josimar, Gil, Matheus Biteco e Hyoran; Lucas Gomes e Bruno Rangel.

Ficha Técnica:

ATLÉTICO – PR X CHAPECOENSE – SC
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 21 de julho de 2016, quinta-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha (RJ)
Assistentes: Dibert Pedrosa Moises (RJ) e Patrícia Silveira de Paiva Retondário da Silva (Asp. Fifa-RJ )
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Hernani e Vinícius; Nikão (Pablo), Walter e André Lima.
Técnico: Paulo Autuori
CHAPECOENSE: Danilo; Gimenez; Thiego, Filipe Machado e Sérgio Manoel; Josimar, Gil, Matheus Biteco e Hyoran; Lucas Gomes e Bruno Rangel.
Técnico: Caio Junior

Reforço na lateral:Atlético apresenta o lateral direito Rafael Galhardo.


Na atarde dessa segunda feira,o furacão anunciou oficialmente a contratação do lateral direito Rafael Galhardo,de 24 anos de idade o atleta chega por empréstimo junto ao Anderlecht da Bélgica,o jogador que foi revelado pelo Flamengo teve destaque atuando pelo Bahia e se transferiu para o Grêmio onde disputou várias partidas na temporada de 2015,o que resultou em uma convocação para a seleção de base.No furacão,Rafael chega para ser mais uma opção na equipe se juntando a Léo e Eduardo a seguir confira a ficha completa do novo reforço do furacão.

Ficha Técnica:

Rafael Galhardo
Nome completo: Rafael Galhardo de Souza
Data de nascimento: 30 de outubro de 1991 [24 anos]
Local: Nova Friburgo (RJ)
Equipes em que atuou: Flamengo, Santos, Bahia, Grêmio, Anderlecht [Bélgica] e Seleção Brasileira Sub-20
Títulos conquistados: Campeonato Brasileiro [2009], Campeonato Carioca [2009 e 2011], Campeonato Baiano [2014], Sul-Americano Sub-20 [2011] e Mundial Sub-20 [2011]
 

Vacilo:Atlético sai na frente,mas deixa Vitoria empatar.


Não foi dessa vez que o furacão retornou ao G-4 após sai na frente do placar com gol de Pablo,o furacão não conseguiu manter o ritmo e após um pênalti de Weverton o furacão ficou só no empate com o time baiano.Com o resultado o furacão termina a rodada na quinta colocação com 24 pontos,ficando a dois do G-4,agora o furacão muda o foco  e retorna acampo na próxima quinta feira novamente na arena,mas pela Copa do Brasil contra a Chapecoense.

O JOGO:

 O Atlético Paranaense começou melhor a partida, pressionando o Vitória. Aos 13 minutos, em um contra-ataque rápido, Walter recebeu lançamento de Nikão, matou no peito e rolou para Pablo, que tentou uma cavadinha, mas pegou mal na bola.
A primeira grande chegada do Rubro-Negro Baiano foi aos 23 minutos. Kieza recebeu na ponta da área, tocou para Dagobeto no meio, mas o atacante furou feio. A bola ainda sobrou para Marinho, que ajeitou e bateu colocado próximo ao gol.
O Furacão respondeu logo em seguida. Pablo cruzou direto para André Lima, que chegou a desviar a bola, mas sem força e Caíque defendeu tranquilamente. Aos 28, em cobrança de falta, Nikão surpreendeu e bateu direto para o gol e o goleiro fez grande defesa.
O Vitória estava nocauteado em campo. Aos 36, Ramon recuou errado para Caíque. A bola ia em direção ao gol, mas o goleiro conseguiu correr, chegar antes e evitar o gol contra.
A pressão dos donos da casa finalmente resultou em gol aos 44 minutos. Em outro recuo errado para o goleiro, desta vez de Diego Renan, Pablo pegou a bola, deu um chapéu em Caíque e abriu o placar para o Furacão.
O Rubro-Negro baiano voltou mais ligado para a segunda etapa. Aos 9 minutos, Dagoberto tentou surpreender em cobrança de escanteio batendo direto para o gol, mas Weverton estava ligado e conseguiu fazer a defesa.
O Furacão teve ótima chance de ampliar o placar, aos 17, quando André Lima achou Pablo livre na entrada da área. O meia saiu cara a cara com Caíque, mas mandou pela linha de fundo.
O Vitória assustava nos contra-ataque. Aos 24, Kieza foi lançado em profundidade, driblou Weverton e foi derrubado. Diego Renan bateu no meio do gol para deixar tudo empatado.
Os baianos se empolgaram com o gol e se lançaram ao ataque. Aos 30, Diego Renan passou para Serginho, que encheu o pé e a bola explodiu na trave.
Nos últimos minutos, o Atlético se lançou para frente para buscar a vitória, enquanto os baianos esperavam uma oportunidade no contra-ataque, mas os dois não conseguiram sair do empate.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 1 X 1 VITÓRIA
Local: Arena da Baixada, no Curitiba (PR)
Data: 17 de julho de 2016, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Assistentes: Rodrigo F Henrique Correa (Fifa-RJ) e Luiz Claudio Regazone (RJ)
Público: 17.591 pessoas
Renda: R$ 291.890,00
Cartões amarelos: 
Léo e Hernani (Atlético-PR); Victor Ramos, Marinho e Kieza (Vitória);
Gols: 
ATLÉTICO-PR: Pablo aos 44 minutos do primeiro tempo. VITÓRIA: Diego Renan (pênalti) aos 25 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Thiago Heleno, Paulo André e Sidcley; Otávio, Hernani e Pablo (Giovanny); Nikão (Yago), Walter (Marcos Guilherme) e André Lima
Técnico: Paulo Autuori
VITÓRIA: Caíque; Diego Renan, Victor Ramos, Ramon e Euller; Marcelo (Tiago Real), Willian Farias e Nickson (Serginho); Dagoberto (Vander), Marinho e Kieza
Técnico: Vagner Mancini

Pra cima Atlético:Furacão recebe o Vitória,para voltar ao G-4.


Embalado pelos últimos resultados,o furacão volta a campo nesse domingo na arena para encarar o Vitória,jogo que pode colocar o furacão novamente no G-4 já que com os resultados do inicio da rodada acabaram fazendo o rubro negro perder duas posições que podem ser recuperada com um resultado positivo contra os Baianos.Para a partida espera-se um bom público na arena e devido a uma promoção de ingressos da diretoria atleticana e s espera um bom jogo do furacão já que o aproveitamento como mandante vem sendo satisfatório nesse campeonato,quanto ao time o técnico Paulo Autuori só deverá ter uma baixa em relação ao time que derrotou o Cruzeiro.

O TIME:

Para a partida,a única baixa será o meia Vinicius que irá cumprir suspensão automática por ter tomado o terceiro cartão amarelo e BH,para o seu lugar Autuori não fez mistérios e confirmou André Lima e Walter juntos no ataque para enfrentar os baianos na tarde de domingo,além disso o rubro negro também terá a volta do zagueiro Thiago Heleno que volta após se recuperar de lesão,sendo assim Wanderson fica no banco de reservas.

O Vitoria:

Apesar de estar na décima segunda colocação, time baiano esta mais próximo da ZR do que da parte de cima da tabela,e para derrotar o furacão hoje na arena o técnico Vagner Mancini não deverá fazer muitas mudanças na equipe em relação ao último jogo,a grande dúvida fica em relação ao atacante Dagoberto que sentiu dores musculares durante a semana e pode ficar de fora,caso não jogue Deivid entra em seu lugar,sendo assim uma provável formação da equipe é:Caíque, Diego Renan, Victor Ramos, Kanu e Euller; José Welison, William Farias e Nickson; Dagoberto (David), Marinho e Kieza

Ficha Técnica:

ATLÉTICO-PR X VITÓRIA
Local: Arena da Baixada, no Curitiba (PR)
Data: 17 de julho de 2016, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (Asp. Fifa-RJ)
Assistentes: Rodrigo F Henrique Correa (Fifa-RJ) e Luiz Claudio Regazone (Asp.Fifa-RJ)
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Thiago Heleno, Paulo André e Sidcley; Otávio, Hernani e Pablo ; Nikão, Walter e André Lima.
Técnico: Paulo Autuori
VITÓRIA: Caíque, Diego Renan, Victor Ramos, Kanu e Euller; José Welison, William Farias e Nickson; Dagoberto (David), Marinho e Kieza
Técnico: Vagner Mancini
Relembre o último confronto entre Atlético e Vitória:

Um furacão em BH:Atlético atropela o Cruzeiro,e entra no G-4.


O Atlético foi a Belo Horizonte e fez o que precisava para entrar no G-4 do brasileirão,atropelou a raposa no Mineirão e assumiu a quarta colocação no campeonato,após um primeiro tempo onde só deu o time mineiro o rubro negro mudou sua postura na etapa final,e com um gol de Pablo e dois de André Lima goleou o Cruzeiro por três a zero e garantindo sua entrada entre os quatros primeiros colocados.Na próxima rodada o furacão recebe na Arena da Baixada o Vitória.

O JOGO:

 Apesar de o Atlético-PR ter se mostrado uma equipe perigosa nos contra-ataques no começo da partida, o Cruzeiro começou criando duas boas chances, em razão da boa movimentação e velocidade de seu ataque. Neste ritmo, Willian e Sóbis chegaram perto de abrir o placar no Mineirão.
O domínio cruzeirense permaneceu durante o primeiro tempo, principalmente em virtude das dificuldades ofensivas apresentadas pelo Furacão, que deixava Walter sozinho no ataque. O Cruzeiro, por outro lado, chegava bem por ambos os lados, mas não conseguia caprichar nas finalizações.
Ainda o final do primeiro tempo, o Cruzeiro exerceu uma forte pressão, chegando seguidas vezes no ataque, sendo que, numa delas, o goleiro Weverton fez milagre no forte chute de Robinho. O Atlético-PR, por sua vez, levou perigo com Nikão e Vinícius.
Com a marcação mais adiantada no segundo tempo, o Atlético-PR buscou uma nova alternativa para chegar ao gol do Cruzeiro e, logo nos primeiros minutos, conseguiu, levando muito perigo em finalização de Walter de dentro da área. O time da casa, porém, seguia bem no ataque e criou dois lances importantes com Rafael Sóbis e De Arrascaeta.
Na sequência do segundo tempo, Rafael Sóbis teve excelente chance, mas Weverton mais uma vez salvou, em chute à queima roupa de dentro da área. Pouco depois, o Atlético-PR ficou na bronca, após ter um gol mal anulado pela arbitragem.
Aos 19 minutos, porém o Atlético-PR conseguiu abrir o placar. Em falha bizarra, Bruno Rodrigo recuou, mas a bola caiu nos pés de Pablo, que mandou para as redes. Com o gol, o Cruzeiro sofreu um apagão e, três minutos depois, o Furacão aumentou a vantagem, com André Lima.
Após o segundo gol, o Cruzeiro teve ótima chance com Allano, que parou em outra ótima defesa de Weverton. Logo depois, aos 34 minutos, em nova falha de Bruno Rodrigo, André Lima apareceu bem para mandar novamente para as redes, fechando o placar no Mineirão.
Ficha Técnica:
CRUZEIRO 0 X 3 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 11 de julho de 2016, segunda-feira
Horário: 20 horas (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)
Assistentes: José Eduardo Calza (RS) e Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS)
Cartões Amarelos: De Arrascaeta (Cruzeiro); Weverton, Wanderson, Vinícius e Marcão (Atlético-PR)
GOLS: Pablo aso 19 minutos e André Lima aos 22 e aos 34 minutos do segundo tempo
CRUZEIRO: Fábio; Lucas, Bruno Rodrigo, Bruno Viana e Edimar; Henrique, Ariel Cabral (Allano), Robinho (Riascos) e De Arrascaeta; Rafael Sóbis (Gino) e Willian
Técnico: Paulo Bento
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Paulo André, Wanderson e Sidcley; Otávio, Hernani e Vinícius; Pablo (Marcos Guilherme), Nikão (Marcão) e Walter (André Lima)
Técnico: Paulo Autuori

Duelo em BH:Contra o Cruzeiro,furacão quer manter a luta pelo G-4.


Na noite dessa segunda feira,o furacão entra em campo em Belo Horizonte para enfrentar o Cruzeiro,enfrentando um adversário perigoso porém em situação adversa,o rubro busca fora de casa mais três pontos para se aproximar ainda mas dos quatro primeiros colocados na tabela.E para vencer a raposa o furacão terá novidades.

O TIME:

Para a partida,o técnico Paulo Autuori terá as voltas dos zagueiro Paulo André e o do atacante Pablo que voltam de suspensão,e ficam a disposição,porém o treinador deve manter a equipe base que derrotou o América-MG na última rodada na arena da Baixada.

O Cruzeiro:

Precisando da vitória para se afastar da zona de rebaixamento,o Cruzeiro terá novidades para encara o furacão isso por que o treinador Paulo Bento terá as voltas do lateral Bryan e do meia Henrique além de poder contar com a volta do atacante Edimar,e terá também a estreia do recém contratado Rafael Sóbis que deverá fazer sua estreia,sendo assim o Cruzeiro deve ir a campo com: Fábio; Lucas, Bruno Rodrigo, Bruno Viana e Bryan; Henrique, Bruno Ramires, Robinho, Bruno Nazário (Ariel Cabral ou Pisano) e De Arrascaeta; Willian

Ficha Técnica:

CRUZEIRO X ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 11 de julho de 2016, segunda-feira
Horário: 20 horas (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)
Assistentes: José Eduardo Calza (RS) e Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS)
CRUZEIRO: Fábio; Lucas, Bruno Rodrigo, Bruno Viana e Bryan; Henrique, Bruno Ramires, Robinho, Bruno Nazário (Ariel Cabral ou Pisano) e De Arrascaeta; Willian
Técnico: Paulo Bento
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Hernani e Vinícius; Pablo (Walter), Nikão e André Lima.
Técnico: Paulo Autuori