Vacilo:Atlético perde para o Toledo.


Em partida realizada em Toledo,o furacão foi derrotado pelo time da casa por 3a2 na última rodada da primeira fase do paranaense.Em jogo movimentado o furacão saiu atras do placar buscou o empate ms em vacilos defensivos acabou saindo derrotado.Na próxima fase da competição o furacão enfrenta o Londrina.

O JOGO:

No segundo lance da partida, o Toledo já abriu o placar. Depois de escanteio, o zagueiro Cleberson errou e mandou a bola para a própria meta. Gol contra. Aos 17 minutos, Anderson Lopes fez boa jogada individual, puxou para o meio e chutou. O goleiro Fabrício deu rebote, mas conseguiu se recuperar.
Aos 37 minutos, depois de muita pressão, o Furacão empatou. Após cobrança de escanteio, Vilches aproveitou a sobra, matou no peito e mandou um forte chute para estufar as redes. No último lance da primeira etapa, Diego Tavares driblou dentro da área e foi derrubado por Sidcley. Penalidade máxima. Murillo cobrou bem o pênalti e recolocou o Toledo na frente.
Já na segunda etapa, aos oito minutos, o Toledo quase ampliou. Tetê bateu por cobertura de muito longe, Santos se atrapalhou, a bola pingou no travessão e saiu. Aos 21, Crysan conseguiu entrar bem na área, ajeitou o corpo e bateu colocado, mas o goleiro fechou bem o ângulo e evitou o empate.
O Atlético Paranaense pressionava na busca pelo empate, quando, aos 42, o Toledo ampliou a vantagem. Diego Tavares recebeu pelo meio, ganhou da marcação, levou e bateu no lado esquerdo do goleiro Santos. No apagar das luzes, Giovanny recebeu bom passe de Pereirinha e finalizou por cima do goleiro para descontar para o Furacão, mas não havia tempo para mais nada e o árbitro apitou o fim da partida.

Mistão em campo:Com reservas em campo,Atlético enfrenta o Toledo.


Na tarde de páscoa,o furacão faz sua última partida na primeira fase do campeonato Paranaense,o rubro negro vai até Cascavel encarar o desesperado Toledo que luta contra o rebaixamento,para esse partida o rubro negro de "sangue doce" por já estar classificado sendo assim o rubro negro irá a campo com um time totalmente diferente das últimas partidas um time reserva que servirá para o técnico Paulo Autuori observar os jogadores que não vem tendo muitas chances.

O TIME:

Para a partida serão várias mudanças,até por que o treinador não terá o atacante André Lima,o lateral Eduardo e o meia Vincius todos suspensos assim o treinador opta por um time alternativo dessa forma jogadores como o goleiro Santos,os laterais Léo e  Sidcley,o volante Hernani,o meia Bruno Mota entre outros ganham uma oportunidade na partida diante o Toledo.

O Toledo:

Será para o furacão o jogo não vale muito,para o Toledo vale demais,isso por que o time do técnico Rodrigo Casca tem chances de terminar entre os oitos primeiros e também de ser rebaixado nesse domingo por isso a partida é encarada como uma decisão para o time do interior.Para o jogo o time terá a volta do lateral Diego Tavares e do volante Leonel que estavam suspensos dessa forma o Toledo vai a campo com: Fabrício; Dodo, Jhonathan, Junior Maceió e Tetê; Evandro, Tácio e Murolo; Gilson, Eduardinho e Rafael Bastos

Ficha Técnica:

TOLEDO X ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Municipal XIV de Dezembro, em Toledo (PR)
Data: 27 de março de 2016, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Edivaldo Elias da Silva
Assistentes: Rafael Trombeta e Weber Felipe da Silva
TOLEDO :Fabrício; Dodô, Jhonathan, Junior Maceió e Tetê; Evandro, Tácio e Murilo; Gilson, Eduardinho e Rafael Bastos
Técnico:Rodrigo Cascca
ATLÉTICO-PR  Santos (Weverton); Léo, Cleberson, Vilches e Sidcley; Deivid (Jadson) e Hernani; Bruno Mota e Anderson Lopes; Giovanny (Ewandro) e Crysan.
Técnico: Paulo Autuori
Relembre o último duelo entre furacão e Toledo.

Classificado:Atlético vence o Flamengo,e está na final da Primeira Liga


O Atlético foi a Juiz de Fora,e derrotou o Flamengo por 1a0 com gol de Marcos Guilherme,e garantiu vaga na final da Primeira Liga jogando com postura diferente ao do atletiba o rubro negro conseguiu segurar o inicio forte do time carioca e buscou equilibrar o jogo ate chegar ao gol que resultou na classificação para a final.Agora o furacão retorna a campo domingo contra o Toledo em Toledo.

O JOGO:

 Empurrado pela torcida, o Flamengo começou melhor a partida em Juiz de Fora. No entanto, os cariocas, após algumas finalizações sem perigo, conseguiram criar sua primeira boa chance aos 14 minutos. Gabriel tocou para William Arão no bico da área. O volante acertou chute cruzado que quase foi no esquerdo de Weverton. O lance animou os flamenguistas, que quase abriram o placar quatro minutos depois em cabeceio de Juan.
O Atlético-PR pouco chegava ao ataque e só deu sua primeira boa finalização aos 28 minutos, com Otávio. No entanto, a bola passou sobre o travessão de Paulo Victor. Após um período de equilíbrio, o Flamengo teve nova oportunidade aos 38. Após cruzamento de Jorge, Felipe Vizeu cabeceou com força para grande defesa de Weverton.
Nos minutos finais, o duelo voltou a ficar concentrado entre as intermediárias. O Flamengo tinha mais posse de bola, mas passou a ter dificuldade com a marcação do Atlético-PR. Com isso, a partida foi para o intervalo com o placar inalterado em Juiz de Fora.
Assim como na etapa inicial, os cariocas começaram o segundo tempo com o domínio da posse de bola. No entanto, foi o Atlético-PR que criou as melhores chances nos primeiros minutos. Aos sete minutos, Nikão cobrou falta e a bola passou raspando a trave. No lance seguinte, após escanteio, Paulo André cabeceou para grande defesa de Paulo Victor.
Os lances animaram os paranaenses, que tiveram um breve momento de domínio. Só que aos 12 minutos, em contra-ataque, o Flamengo quase marcou. Emerson Sheik foi lançado na área, passou pelo goleiro Weverton, mas perdeu ângulo e tentou o cruzamento. Thiago Heleno estava atento para salvar o Atlético-PR.
Depois disso, o confronto ficou aberto, o que foi melhor para o Atlético-PR. Aos 15 minutos, Walter arriscou de fora da área e parou em grande defesa de Paulo Victor. No entanto, no minuto seguinte, Marcos Guilherme acertou o ângulo e abriu o placar para os paranaenses.
O revés foi sentido pelos cariocas, que viram o Atlético-PR quase marcar o segundo aos 20 minutos, após cabeceio de Paulo André. O Flamengo só conseguiu criar boa chance de empatar aos 26 minutos. Marcelo Cirino fez grande jogada individual, passou por dois marcadores, mas chutou por cima do travessão.
Com espaço para avançar, o Atlético-PR passou a chegar com mais facilidade próximo ao gol flamenguista. Tanto que os 30 minutos, Marcos Guilherme arrancou até a entrada da área, quando tocou para Pablo. De frente para Paulo Victor, o atacante finalizou em cima do goleiro, que salvou os cariocas.
Nos minutos finais, o Flamengo foi para cima em busca do empate, mas se atrapalhava no setor ofensivo. Os cariocas só ameaçaram em bolas aéreas. O Atlético-PR ainda criou grande chance de fazer o segundo aos 43 minutos, quando André Lima aproveitou rebote dado por Paulo Victor, mas parou no goleiro, que se recuperou e fez nova defesa. Mesmo assim, os paranaenses souberam administrar o resultado até o fim.
Ficha Técnica:
FLAMENGO-RJ 0 X 1 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, em Juiz de Fora (MG)
Data: 23 de março de 2016 (Quarta-feira)
Horário: 21h30(de Brasília)
Árbitro: Leandro Vuaden (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Jorge Eduardo Bernardi (RS)
Renda: R$ 442.795,00
Público: 11.735 pagantes
Cartões amarelos: Pará e Jadson (Atlético-PR)
GOLS: Marcos Guilherme, aos 16min do segundo tempo (Atlético-PR)
FLAMENGO: Paulo Victor, Pará, Wallace, Juan e Jorge; Márcio Araújo, Willian Arão e Alan Patrick (Ederson); Everton (Emerson Sheik), Gabriel (Marcelo Cirino) e Felipe Vizeu
Técnico: Muricy Ramalho
ATLÉTICO-PR: Weverton, Eduardo, Thiago Heleno, Paulo André e Pará (Bruno); Otávio, Jadson, Nikão (Hernani) e Marcos Guilherme; Pablo e Walter (André Lima)
Técnico: Paulo Autuori

Na pressão:Atlético tenta se reerguer contra o Flamengo pela Primeira Liga.


Na noite dessa quarta feira,o Atlético viaja até Juiz de fora para enfrentar o Flamengo pela semi final da Primeira Liga,e o clima na equipe que embarcou para Minas Gerais não foi nada bom isso por que além da derrota e o pífio desempenho no atletiba,o time foi cobrado de forma ostil por parte de alguns torcedores que vaiaram e até apedrejaram o ônibus do time a caminho do aeroporto de Curitiba.Fatos que aumentaram ainda mais a tensão no time que busca quebrar um jejum de vitórias e apagar um pouco da má impressão que vem deixando nas últimas partidas.Para a partida o técnico Paulo Autuori terá algumas voltas porém ainda tem dúvidas na escalação do time.

O TIME:

Para a partida,o treinador terá a volta do zagueiro Thiago Heleno,o volante Hernani do lateral Sidcley e do atacante Ewandro,já Nikão ainda é dúvida para a partida dessa forma o treinador ainda não confirmou o time titular que vai a campo mas Thiago Heleno deve se a novidade na zaga ao lado de Paulo André.

O Flamengo:

Para a partida diante o furacão o técnico Muricy Ramalho não poderá contar com o atacante Guerreiro e com o meia Cuellar ambos na seleção peruana dessa forma Felipe Vizeu e Marco Araújo serão as prncipais novidades no time carioca,sendo assim o Flamengo deve ir a campo com:Paulo Victor, Rodinei, Wallace, Juan e Jorge; Márcio Araújo, Willian Arão e Ederson; Marcelo Cirino, Felipe Vizeu e Emerson Sheik

Ficha Técnica:
LAMENGO-RJ X ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, em Juiz de Fora (MG)
Data: 23 de março de 2016 (Quarta-feira)
Horário: 21h30(de Brasília)
Árbitro: Leandro Vuaden (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Jorge Eduardo Bernardi (RS)
FLAMENGO: Paulo Victor, Rodinei, Wallace, Juan e Jorge; Márcio Araújo, Willian Arão e Ederson; Marcelo Cirino, Felipe Vizeu e Emerson Sheik
Técnico: Muricy Ramalho
ATLÉTICO-PR: Weverton, Eduardo, Thiago Heleno, Paulo André e Pará; Deivid, Otávio e Vinícius(Nikão); Marcos Guilherme, Pablo e Walter
Técnico: Paulo Autuori
Relembre o último duelo entre furacão e Flamengo.
 


  • Tudo errado:Atlético é derrotado no atletiba.


    O Atlético foi derrotado pelo coxa na tarde desse domingo na arena,apesar do apoio da torcida o rubro negro não conseguiu render criou poucas chances,e ainda falhou na defesa resultando em uma derrota por 2a0 para o Coritiba.Na próxima quarta feira o furacão enfrenta o Flamengo pela Primeira Liga.

    O JOGO:


    A partida começou quente, com muita disputa entre os atletas, que mostravam muita volta. A primeira grande chance, no entanto, foi alviverde, com Negueba, que aproveitou cruzamento para testar firme e exigir grande defesa de Weverton. A partida não era bonita tecnicamente, mas brigada. Aos 15 minutos, Carlinhos arriscou de muito longe, mas desvio de Vilches quase enganou Weverton.
    O Coxa arriscava mais, como aos 16 minutos, em cabeçada de Alan Santos, nas mãos de Weverton. Aos 17 minutos, foi a vez de Negueba chutar de fora da área, por cima da meta. Contra-ataque em alta velocidade do Coritiba, com Carlinhos, que cruzou fechado. Weverton interceptou e, na sobre, Kléber errou o último passe para Dudu, que estava livre. No troco, Eduardo cruzou e Wilson quase entregou.
    Grande lançamento para Negueba, aos 31 minutos, mas o árbitro parou o lance para marcar impedimento do atacante, que apareceu com bastante liberdade. Aos 34 minutos, Alan Santos desviou na área e o Gladiador fez papel de zagueiro, espanando o chute. O clima em campo era de nervosismo, com algumas discussões. Em uma rara chegada do Furacão, aos 45 minutos, Walter cruzou e Pará testou para fora.
    Para a etapa final, as equipes retornaram sem mudanças. Com a bola rolando, um maior equilíbrio era evidente. Aos cinco minutos, Kléber fez fila e rolou para Alan Santos bater para fora. Na resposta, Marcos Guilherme invadiu a área, tocou para Walter, mas o camisa 18 não alcançou. O técnico Paulo Autuori começou a modificar o Atlético e a inflamar a torcida. O primeiro a sair foi Pará para a entrada de Roberto.
    Muita reclamação aos 18 minutos, quando Paulo André subiu para afastar uma bola na área e os jogadores do Coxa pediram toque de mão. O jogo seguiu. Kléber voltou a sentir e saiu para a entrada de Vinícius. Depois de alguma correria após o retorno do intervalo, o ritmo da partida caiu um pouco.
    Até que, aos 28 minutos, Negueba cruzou e, no segundo pau, Thiago Lopes apareceu para tocar e estufar as redes, abrindo o placar. O Atlético não se encontrava em campo, não parecia jogar em casa. Aos 36 minutos, Eduardo derrubou Vinícius e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Juan fez o segundo. O Atlético ainda perdeu André Lima, expulso pelo segundo amarelo, o primeiro recebido ainda no banco de reservas.
    Ficha Técnica:
    ATLÉTICO-PR 0 X 2 CORITIBA
    Local: Arena da Baixada, Curitiba (PR)
    Data: 20 de março de 2016, domingo
    Horário: 16 horas (de Brasília)
    Árbitro: Fábio Filipus
    Assistentes: Victor Hugo Imazu dos Santos e Pedro Martinelli Christino
    Cartões amarelos : Vinícius, Otávio, André Lima e Eduardo (Atlético-PR); Kléber, Juninho, Negueba e Vinícius (Coritiba)
    Cartão vermelho : André Lima (Atlético-PR)
    Gol
    CORITIBA: Thiago Lopes, aos 28 minutos e Juan, aos 28 minutos do segundo tempo
    ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo, Chistián Vilches, Paulo André e Pará (Roberto); Deivid, Otávio, Marcos Guilherme (Giovanny), Vinícius (André Lima) e Pablo; Walter.
    Técnico: Paulo Autuori

    CORITIBA: Wilson; Ceará, Luccas Claro, Juninho e Carlinhos; Alan Santos, João Paulo e Juan; Dudu (Thiago Lopes), Kléber (Vinícius) e Negueba
    Técnico: Gilson Kleina
    Veja os gols do jogo:


    Tem atletiba:Atrás da vitoria,furacão enfrenta o coxa na baixada.


    Na tarde desse domingo na arena da baixada,será contado mais um capitulo do maio clássico do futebol paranaense mais uma vez teremos um atletiba cheio rivalidade e que para o rubro negro vale muito,isso por que além de ser o primeiro clássico em grama sintética uma vitoria sobre o time verde vale além de dar uma moral a mais ao time vale também o embalo e a firmação do furacão na luta pela primeira colocação na tabela faltando duas rodadas para o fim da primeira fase.O jogo também terá um gosto especial para o técnico Paulo Autuori já que chegou a pouco tempo o experiente treinador terá pela primeira fez a experiencia de um clássico atletiba diante da nação rubro negra que deverá fazer uma grande festa na arena da baixada.

    O TIME:

    Para a partida,o técnico Paulo Autuori deve manter a formação do time que enfrentou o Brasil-RS no meio de semana,mantendo a equipe com Pará na lateral esquerda e Thiago Heleno na zaga ao lado de Vilches,a úncia dúvida está no meio campo já que Marcos Guilherme agradou na última partida e deve começar jogando o clássico,embora Vinicius mesmo com a expulsão em Pelotas tem possibilidades de entrar em campo como titular diante o Coxa.

    O Coxa:

    Vivendo um momento instável no campeonato,o Coritiba tentar um animo contra o Atlético na baixada com seu treinador Gilson Kleina ameaçado no cargo o time verde busca uma vitória para se firmar e ainda sonhar com a primeira colocação no estadual.Para a partida o treinador não terá muitos desfalques a baixa fica por conta de Ortega que foi expulso na derrota para o JMalucelli na última rodada,Alan santos será a novidade na equipe dessa forma o Coxa deve ir a campo com:Wilson; Ceará, Luccas Claro, Juninho e Cesar Benitez; Alan Santos, João Paulo e Juan; Dudu, Kléber e Negueba

    Ficha Técnica:

    ATLÉTICO-PR X CORITIBA
    Local: Arena da Baixada, Curitiba (PR)
    Data: 20 de março de 2016, domingo
    Horário: 16 horas (de Brasília)
    Árbitro: Fábio Filipus
    Assistentes: Victor Hugo Imazu dos Santos e Pedro Martinelli Christino
    ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo, Chistián Vilches, Thiago Heleno e Pará; Deivid, Jadson, Marcos Guilherme (Vinícius), Pablo e Nikão; Walter.
    Técnico: Paulo Autuori
    CORITIBA: Wilson; Ceará, Luccas Claro, Juninho e Cesar Binitez; Alan Santos, João Paulo e Juan; Dudu, Kléber e Negueba
    Técnico: Gilson Kleina
    Relembre o último Atletiba:

    Vai ter volta:Atlético fica no empate com o Brasil-RS em Pelotas.


    Pela partida de ida da primeira fase da Copa do Brasil,o furacão ficou no empate em 1a1 com o Brasil de Pelotas no estádio Bento Freitas.Após um inicio de jogo equilibrado  o furacão conseguiu no final da primeira etapa o gol que abriu o placar com Marcos Guilherme,porém na segunda etapa cedeu o empate ao time da casa.Agora o furacão volta suas atenções para o estadual onde fará mais um clássico atletiba no próximo domingo na arena da baixada.

    O JOGO:

    O Furacão começou a partida pressionado, tentando impor as ações, e aos dois minutos, Walter dominou, levantou a cabeça e rolou para Marcos Guilherme arrematar por cima da meta. Aos seis minutos, foi a vez do atacante rubro-negro ajeita para Jadson, que soltou o pé e carimbou o travessão. O time paranaense tinha maior posse, mas o ímpeto inicial diminuiu.
    Jogando no contra-ataque, o Xavante chegou pela primeira vez aos 17 minutos, com, Ramon, que recebeu o lançamento, invadiu a área e bateu cruzado, pela linha de fundo. Aos 22 minutos, Ramon abriu espaço e arriscou o tiro de longe, para fora. Mais Brasil no ataque, novamente com Ramón, que tentou um voleio, mas apenas recuou para Weverton.
    O Atlético tocava com tranquilidade e voltou a pressionar aos 35 minutos, a partir de cabeçada de Vilches que Teco conseguiu desviar para salvar. O gol parecia questão de tempo, embora a primeira etapa estivesse se encaminhando par ao fim. Até que, aos 44 minutos, em contra-ataque rápido, Eduardo cruzou, Pablo passou da bola e Marcos Guilherme completou para as redes, abrindo o placar.
    Para a segunda etapa, o Furacão voltou com Vinícius no lugar de Marcos Guilherme. A equipe visitante continuava com o domínio, mas tinha mais dificuldade para avançar ao campo de ataque. Aos nove minutos Walter recebeu na área, do jeito que gosta, tentou a virada, mas o arremate ficou em cima da defesa gaúcha.
    Os dois treinadores aproveitaram para modificar os dois times, buscando mais movimentação. Aos 19 minutos, Nathan invadiu a área, bateu forte, mas errou o alvo. A defesa do Brasil cochilou, a bola sobrou para Pará, que não perdeu tempo e chutou, por cima do gol. A equipe de Pelotas quase chegou ao empate, aos 28 minutos, com chute cruzado de Marcos Paraná que obrigou Weverton a fazer grande defesa.
    O lance incendiou o torcedor, que passou a empurrar o Xavante. Até que, aos 30 minutos, Marcos Paraná aproveitou cruzamento e bateu de primeira para estufar as redes e deixar tudo igual no placar. Aos 37 minutos, Vinícius, que entrou no segundo tempo, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso pelo lado atleticano, acabando com qualquer chance de reação.
    Ficha Técnica:
    BRASIL-RS 1 X 1 ATLÉTICO-PR
    Local: Estádio Bento Freitas, em Pelotas (RS)
    Data: 17 de março de 2016, quinta-feira
    Horário: 21h30 (de Brasília)
    Árbitro: Savio Pereira Sampaio (DF)
    Assistentes: José Reinaldo Nascimento Junior(DF) e Leila Naiara Moreira da Cruz (DF)
    Cartões amarelos : Teco, Leandro Leite e Diogo Oliveira (Brasil); Deivid, Jadson e Vinícius (Atlético-PR)
    Cartão vermelho : Vinícius (Atlético-PR)
    Gols
    BRASIL–RS: Marcos Paraná, aos 30 minutos do segundo tempo
    ATLÉTICO-PR: Marcos Guilherme, aos 44 minutos do primeiro tempo
    BRASIL–RS: Eduardo Martini, Wender, Cirilo, Teco e Brock; Leandro Leite, Fernando Cardozo (Weldinho), Diogo Oliveira e Felipe Garcia; Marcos Paraná e Ramon (Nathan).
    Técnico: 
    Rogério Zimermann
    ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo, Chistián Vilches, Thiago Heleno e Pará; Deivid, Jadson, Marcos Guilherme (Vinícius), Pablo e Nikão (Giovanny); Walter (André Lima).
    Técnico: Paulo Autuori
    Veja os gols do jogo:


    Copa do Brasil:Atlético vai até Pelotas enfrentar o Brasil-RS


    Na noite dessa quinta feira,o rubro negro inicia em Pelotas mais uma caminhada na Copa do Brasil,diante o Brasil-RS o furacão muda o foco do estadual para a competição nacional onde tenta um titulo inédito.O furacão busca um bom resultado e se possessível evitar um jogo de volta na arena caso vença por dois gols de diferença.Para a partida o técnico Paulo Autuori deverá fazer algumas mudanças no time em relação a partida contra o PSTC.

    O TIME:

    Para a partida,o treinador deverá promover a entrada de Pará na lateral esquerda,Vilches e Paulo André voltam a formar dupla de zaga,assim como Deivid retorna ao meio campo ao lado de Otávio que também voltam sãos os meias Vinicius e o atacante Walter a grande dúvida fica entre Nikão e Pablo que se destacou na última partida.

    O Brasil-RS:

    O time de Pelotas comandado por Rogério Zimmerman aposta mais uma vez na força do estádio Bento Freitas e na torcida xavante para superar o furacão,e vir com um bom resultado para Curitiba,fazendo um bom campeonato gaúcho o time pelotense deverá ir a campo com a mesma formação que venceu o Veranópolis no fim de semana dessa forma,o Brasil deve ir a campo com:Eduardo Martini, Wender, Cirilo, Fernando Cardozo, Brock, Leandro Leite, Washington, Diogo Oliveira, Felipe Garcia, Marcos Paraná e Ramon.

    Ficha Técnica:

    BRASIL-RS X ATLÉTICO-PR
    Local: Estádio Bento Freitas, em Pelotas (RS)
    Data: 17 de março de 2016, quinta-feira
    Horário: 21h30 (de Brasília)
    Árbitro: Savio Pereira Sampaio (DF)
    Assistentes: José Reinaldo Nascimento Junior(DF) e Leila Naiara Moreira da Cruz (DF)
    BRASIL – RS: Eduardo Martini, Wender, Cirilo, Fernando Cardozo, Brock, Leandro Leite, Washington, Diogo Oliveira, Felipe Garcia, Marcos Paraná e Ramon.
    Técnico: Rogério Zimermann
    ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo, Chistián Vilches, Paulo André e Pará; Otávio, Deivid, Vinicius e Nikão (Pablo); Walter e André Lima.
    Técnico: Paulo Autuori


    Recuperação:Atlético goleia o PSTC e volta a vencer.


    Na estreia de Paulo Autuori o furacão voltou  vencer no estadual,diante o PSTC o rubro negra não encontrou muitas dificuldades jogando em casa o goleou seu adversário por 4a0 e garantiu vaga as quartas de finais do paranaense.Na próxima rodada o rubro negro tem o clássico atletiba na arena porém antes o furacão muda as suas atenções para a Copa do Brasil na próxima quinta diante o Brasil de Pelotas no estádio Bento Freitas.

    O JOGO:

    O Atlético-PR começou o primeiro tempo com mais volume de jogo e controle das ações da partida. No entanto, a primeira boa chance foi do PSTC. Aos 11 minutos, Thiago Heleno saiu jogando errado e a bola ficou com Fauver. O volante arrancou em direção à área e chutou com muito perigo. A bola passou por cima do travessão e saiu pela linha de fundo.
    Apesar do susto, o Furacão seguiu com domínio do jogo. Aos 24, Otávio recebeu passe de Jadson e soltou uma bomba, que precisou ser espalmada pelo goleiro Lucas. O rebote, no entanto, ficou com o PSTC.
    O Atlético-PR não foi às redes com Otávio, mas conseguiu marcar logo em seguida. Após cobrança de falta de Nikão para a área, aos 26 minutos, o zagueiro Tayron tentou cortar de cabeça, mas a bola bateu em seu próprio joelho e entrou no cantinho, sem chances de defesa para Lucas.
    O Furacão não demorou muito para ampliar o marcador. Aos 33, Pará arrancou pela esquerda e cruzou rasteiro para a área. O atacante André Lima se antecipou ao zagueiro e completou para a rede para fazer o segundo.
    Antes do intervalo ainda deu tempo para o terceiro. André Lima cobrou falta, aos 38 minutos, a bola passou pela barreira e o goleiro Lucas espalmou para o meio da área. Atento, Pablo pegou o rebote e mandou para o gol para dar uma boa vantagem ao Furacão na primeira etapa.
    Mesmo com 3 a 0 no placar, o Atlético-PR voltou com um ritmo forte para o segundo tempo. Logo aos três minutos, Nikão cruzou da esquerda e André Lima, com o gol aberto, tentou de peito e mandou para fora, perdendo grande chance.
    Como bom atacante, André Lima não vacilou quando teve uma segunda oportunidade. Aos seis, Nikão realizou cruzamento da mesma região, a zaga do PSTC falhou e a bola sobrou no pé do camisa 99, que chutou no cantinho e fez o quarto do Furacão.
    Após construir a goleada, o Atlético-PR recuou. Com isso, o PSTC conseguiu criar oportunidades. Aos 11, Lucão recebeu na área, driblou o goleiro Weverton e, sem ângulo, chutou na rede pelo lado de fora.
    O jogo ficou aberto. Aos 18, Nikão cobrou escanteio e Thiago Heleno, livre de marcação, cabeceou para fora. Aos 31, foi a vez de André Lima ficar na cara do gol. O atacante finalizou dentro da área, mas parou no goleiro Lucas.
    O PSTC respondeu com Lucão em duas oportunidades, aos 35 e 37, mas viu duas boas defesas de Weverton.
    Aos 43, ainda deu tempo de o meia Giovanny ver seu chute ser tirado em cima da linha pelo zagueiro Tayron.
    Com isso, o placar se manteve o mesmo e o Atlético-PR garantiu uma bela goleada por 4 a 0.
    Ficha Técnica:
    FICHA TÉCNICA
    ATLÉTICO-PR 4X0 PSTC
    Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
    Data: 12 de março de 2016 (Sábado)
    Horário: 18h30 (de Brasília)
    Árbitro: Leonardo Sígari Zanon
    Assistentes: Júlio César de Souza e Antônio Marcos Camargo de Andrade
    Público: 7900 pagantes
    Renda: R$ 25.106,89
    Cartões amarelos: Caxambu, Chimba e Afonso (PSTC)
    Gols: ATLÉTICO-PR – Tayron (contra) aos 25 e Pablo aos 38 minutos do primeiro tempo; André Lima aos 33 do primeiro e seis do segundo tempo.
    ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo, Thiago Heleno, Paulo André e Pará; Otávio (Bruno Pereirinha) e Jadson; Marcos Guilherme (Anderson Lopes), Pablo e Nikão (Giovanny); André Lima.
    Técnico: Paulo Autuori
    PSTC: Lucas; Caxambu, Thiago Spice, Tayron e Igor (Urata); Índio, Fauver, Rafael e Rodolfo (Wellington Baroni); Afonso (Chimba) e Lucão.
    Técnico: Reginaldo Vital
    Veja os gols do jogo:

    Nova fase:Atlético recebe o PSTC na arena,na estréia de Paulo Autuori.


    Nesse sábado as 18:30 na arena da baixada o rubro negro inicia uma nova etapa,dá inicio a era Paulo Autuori no comando do furacão,treinador que assistiu o jogo diante o Cruzeiro das arquibancadas faz sua estréia no banco nesse sábado diante o PSTC na arena e busca já dar ma nova cara para o time e voltar a vencer no brasileirão.Para a partida o furacão terá mudanças na equipe que vai a campo.

    O TIME:

    Para a partida,Autuori não terá o volante Deivid,o zagueiro Vilches,o meia Vinicius e o atacante Walter todos poupados,assim as principais novidades serão Thiago Heleno na zaga,Jadson no meio campo junto com Marcos Guilherme que ganha nova chance,já para o lugar de Walter que entra é André Lima que fará dupla de com Anderson Lopes ou Pablo.

    O PSTC:

    Fazendo campanha regular no campeonato,o time comando por Reginaldo Vital deverá entrar em campo completo para enfrentar o rubro negro isso por que o time não terá desfalques nem por lesão e nem suspensão,dessa forma o PSTC deve ir a campo com:Lucas; Lorran, Spice, Tayron e Indio; Neto, Makelele, Fauver e Alex Santos. Afonso e Jenison

    Ficha Técnica:

    ATLÉTICO-PR X PSTC
    Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
    Data: 12 de março de 2016, sábado
    Horário: 18h30 (de Brasília)
    Árbitro: Edivaldo Elias da Silva
    Assistentes: Maurício José Braga e Everson de Souza
    ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo, Thiago Heleno, Paulo André e Pará; Jadson, Otávio e Marcos Guilherme; Nikão , Anderson Lopes(Pablo)  e André Lima
    Técnico: Paulo Autuori
    PSTC Lucas; Lorran, Spice, Tayron e Indio; Neto, Makelele, Fauver e Alex Santos. Afonso e Jenison
    Técnico: Reginaldo Vital

    Derrota e classificação:Atlético perde para o Cruzeiro mas avança na Primeira Liga.


    Na noite dessa quarta feira,o furacão foi derrotado de virada pelo Cruzeiro por 2a1 no Mineirão,mesmo com a derrota o furacão garantiu vaga nas semi finais da competição porém perdeu a vantagem de jogar as partidas n arena da baixada.Agora o furacão volta as atenções para o estadual no próximo domingo diante o PSTC.

    O JOGO:

    Tendo o empate como placar favorável, o Atlético-PR optou por se fechar no campo de defesa, dando a bola ao Cruzeiro que, com uma equipe desentrosada e recheada de reservas, tinha muitas dificuldades para armar jogadas ofensivas. Diante disso, a partida no primeiro tempo foi extremamente lenta, apresentando duas equipes muito pouco inspiradas em campo.
    A primeira finalização em direção ao gol foi acontecer apenas aos 30 minutos, em arremate de longa distância do uruguaio Gino. O clima morno e, até certo ponto, entediante do jogo no Mineirão, contudo, acabou quebrado três minutos depois, após Pablo aproveitar falha da zaga cruzeirense e bater no canto, abrindo o placar.
    Ao contrário do que se esperava, o gol do Furacão pouco alterou a velocidade da partida, muito em razão da atuação muito ruim do Cruzeiro, que não mostrava qualidade para atacar e exagerava na troca de passes no campo de defesa.


    No segundo tempo, o time mineiro tentou se fazer mais incisivo em suas jogadas ofensivas e chegou a ter duas boas oportunidades no começo da etapa final com o zagueiro Bruno Viana e o lateral Fabrício. O começo positivo, contudo, não durou muito, e o Cruzeiro voltou a ficar preso na marcação do Atlético-PR, que não deixava o campo de defesa.
    Ainda assim, o Cruzeiro conseguiu empatar o jogo aos 30 minutos. Em contra-ataque veloz, a bola chegou para Fabrício que cruzou para Elber escorar e Douglas Coutinho mandar a bola para dentro das redes. O resultado empolgou o time celeste, que virou quatro minutos depois, em belo chute de Elber.
    No final da partida, o Atlético-PR quase empatou, em pênalti marcado nos acréscimos. Porém, Nikão acabou batendo mal, e o goleiro Rafael acabou fazendo a defesa, garantindo a vitória cruzeirense.
    Ficha Técnica:
    CRUZEIRO 2 X 1 ATLÉTICO-PR
    Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
    Data: 9 de março de 2016 (quarta-feira)
    Horário: 19h30 (de Brasília)
    Árbitro: Leandro Pedro Vuaden
    Assistentes: Rafael da Silva Alves e Leirson Peng Martins
    Público: 4.476 pagantes
    Renda: R$ 79.211,00
    Cartões amarelos: Deivid, Pará, Paulo André, Eduardo e Weverton (Atlético-PR)
    GOLS
    CRUZEIRO: Douglas Coutinho aos 30 minutos e Elber aos 34 minutos do segundo tempo
    ATLÉTICO-PR: Pablo aos 33 minutos do primeiro tempo
    CRUZEIRO: Rafael; Fabiano, Bruno Viana, Manoel e Fabrício; Federico Gino, Uillian Correia (Allano), Marciel, Pisano (Alex) e Elber; Douglas Coutinho (Rafael Silva)
    Técnico: Deivid
    ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo, Christián Vilches, Paulo André e Pará (Roberto); Deivid, Otávio, Nikão e Marcos Guilherme (Giovanny); Pablo (Anderson Lopes) e Walter.
    Técnico: Bruno Pivetti (interino)

    Duelo em BH:Sob olhares de Autuori,Atlético enfrenta o Cruzeiro no Mineirão.


    Na noite dessa quarta feira,o furacão deixa de lado o mau momento no estadual e volta suas atenções para a Primeira Liga onde vive um momento diferente,o duelo é diante o já eliminado Cruzeiro no Mineirão e para o furacão um resultado simples de vitória serve para chegar a próxima fase do torneio.Para a partida a novidade atleticana será atípica isso por que ela não estará nem no campo nem no banco de reservas e sim nos camarotes do Mineirão isso por que o novo comandante rubro Negro Paulo Autuori estará nas tribunas observando a partida e conhecendo melhor o time que irá comandar a partir dessa semana.Quanto ao time Bruno Pivetti mais uma vez terá a responsabilidade de comandar o furacão e não deverá ter muitas mudanças para a partida contra a raposa.

    O TIME:

    Para a partida a provável ausência deverá ser o meia Vinicius que sofreu um entorse no tornozelo contra o Londrina e deve ficar de fora,dessa forma Marcos Guilherme deve ser titular o treinador ainda tem uma dúvida na lateral esquerda entre Roberto e Pará,já no meio existe a possibilidade de Jadson entra jogando na vaga de Deivid,e no ataque o atacante Pablo que é a principal novidade entre relacionados pode aparecer na vaga de Anderson Lopes e formar dupla de frente com Walter.

    O Cruzeiro:

    Já eliminado da Primeira Liga,a raposa ainda tem desfalques para enfrentar o furacão,o técnico Deivid De Souza não poderá contar com o zagueiro Dedé,o lateral Mayke,o meia Marcos Vinicius,e o atacante Willian todos lesionados por outro lado terá as voltas do zagueiro Manoel e do atacante Rafael Silva que se recuperaram de lesão,outra novidade é o lateral Fabricio que deve iniciar jogando assim a raposa deve ir a campo com:Rafael; Fabiano, Bruno Viana, Manoel e Fabrício; Federico Gino, Uillian Correia, Marciel, Pisano e Elber; Douglas Coutinho

    Ficha Técnica:

    CRUZEIRO X ATLÉTICO-PR
    Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
    Data: 9 de março de 2016 (quarta-feira)
    Horário: 19h30 (de Brasília)
    Árbitro: Leandro Pedro Vuaden
    Assistentes: Rafael da Silva Alves e Leirson Peng Martins
    CRUZEIRO: Rafael; Fabiano, Bruno Viana, Manoel e Fabrício; Federico Gino, Uillian Correia, Marciel, Pisano e Elber; Douglas Coutinho
    Técnico: Deivid
    ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo, Christián Vilches, Paulo André e Roberto(Pará); Deivid(Jadson), Otávio e Marcos Guilherme; Nikão , Anderson Lopes(Pablo) e Walter.
    Técnico: Bruno Pivetti (interino)
    Relembre o último duelo entre Atlético e Cruzeiro.